História Entre amor - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Blásio Zabini, Draco Malfoy, Harry Potter, Personagens Originais
Tags Drarry
Visualizações 181
Palavras 1.638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Mentiras Hospital


Um tempo depois, chega a hora do recreio da escola de Harry e Tommy, os garotos vão juntos para uma ala escondida da escola e Harry fala.

Harry: Como assim você e apaixonado, pelo meu pai Tommy? Ele e bem mas velho que você.

Tommy: Um dia meu pai me levou no trabalho dele, e nesse mesmo dia eu esbarrei com o seu pai, e ouve uma troca de olhares entre a gente, porém acho que ele não percebeu que eu me apaixonei assim que o vi.

Harry: Meu pai e muito correto amigo, mas se você e apaixonado por ele, eu posso tentar te ajudar a ficar com ele.

Tommy: Hazza, eu não sei como isso foi acontecer, e depois que eu contei para minha família, eles quase não conversam comigo.

Harry: Se você quiser, você pode passar na minha casa uns dias.

Tommy: Eu adoraria, mas seria difícil, ainda mas com com aquele gostoso do seu pai, Harry.

Harry: Tommy, se liga que o meu pai, pode não te quer, afinal ele e bem mas velho que você.

Tommy olha triste para Harry, em seguida o telefone do garoto toca, e o mesmo se distancia de Harry e começa a conversar no celular, nesse meio tempo, Draco aparece do lado de Harry e fala

Draco: Quer dizer que você, ira andar com a vadia do meu irmão.

Harry: Não e por que o seu irmão e gay, que ele e uma vadia.

Draco: Ele vai todo dia para o emprego do seu pai depois da aula, sabe para que? Transar com ele sobre a mesa do escritório do mesa dele.

Harry: MEU PAI NUNCA ME FALOU QUE TINHA NAMORADO, E OUTRA SE ACHA QUE EU IREI ACREDITAR EM VOCÊ QUE E UM BRUTAMONTE OU O SEU IRMÃO QUE E UM AMOR.

Draco: Se você não acredita em mim, vai depois da escola, na empresa do seu pai.

Antes que Draco acaba de falar, Harry sai correndo do lugar que eles estavam, e o mesmo fica evitando  Tommy o tempo todo.

Na saída ele sal correndo da escola para não se visto por Tommy. Um tempo se passa e o garoto chega na empresa de seu pai, logo ele entra tomando cuidado para que ninguém o veja e vai até a sala de seu pai, que fica no ultimo andar da empresa.

Já no andar da sala de seu pai, Harry pega o seu celular e liga para seu pai Tom, que logo o atende, e meio a ligação Harry nota que o pai esta gemendo, e por esse motivo sai correndo até a sala de Tom e assim que entram, o mesmo ve Tom sentado em sua mesa e sem ninguém na sala.

Tom: Filho, o que você esta fazendo aqui?

Harry: O Draco Malfoy, falou que você e o irmão dele, transam todo dia aqui, após o fim da escola.

Tom arregala os olhos, em seguida Tom pede para o filho se sentar e fala

Tom: Filho, se eu estivesse transando com alguém, você seria a primeira pessoa a saber, e outra acha que eu ia namorar uma pessoa da sua idade.

Assim que Tom acaba de falar, A porta da sala de Tom se abre revelando Tommy, que logo entra na sala chorando, assim que o garoto entra Harry fala

Harry: O que você esta fazendo aqui?

Tommy: O meu irmão me disse, que você era uma falso,e que iria contar para o seu pai tudo o que ei te disse.

Tom olha para o filho, em seguida Tom fala

Tom: Tommy, deixar eu conversar com meu filho, e depois vocês dois conversam.

Tommy concorda e logo sai da sala, assim que Tommy sai da sala, Tom suspira e Harry nota e fala

Harry: Papai, o senhor esta gostando do Tommy?

Tom: Na verdade filho, faz 2 meses que a gente esta se encontrando, mas eu tinha medo de te contar, pois eu tinha medo do que você ira acha de mim.

Harry: Papai, se o senhor gosta do Tommy, investe com tudo nele, mas me parece que o senhor esta me escondendo alguma coisa, e por isso quero que o senhor saiba que independente de qualquer coisa eu sempre estarei ao seu lado.

Tom: Filho, eu nunca transei com o Tommy, aqui na empresa mas em uma das minhas viagens, o pai dele levou ele, e bem meio que rolou e eu acabei engravidado o Tommy.

Assim que Tom acaba de falar, o mesmo nota que esta escorrendo algumas lagrimas dos olhos de Harry, e por esse motivo Tom fala

Tom: Filho, esta tudo bem?

Harry: EU NÃO BASTAVA NEM, AFINAL EU NEM SEU FILHO DE SANGUE SOU, VAI LÁ COM O TOMMY E O BEBÊ DE VOCÊS, EU TE ODEIO.

Sem perceber Harry sai correndo pelo lado contrario da sala, onde ficava a parte de vidro da sala de Tom e sem percebe o garoto passa pelos vidros e acaba caindo no chao no mesmo momento.

Tom ao ver aquela cena, grita para ligarem para a ambulância, e logo corre ate o filho e fala

Tom: Filho, meu bebezinho, fica acordado, eu não posso perder a única coisa que sobrou do meu amado. Eu não posso ter perder meu filho.

Harry não escuta a ultima parte do que Tom, falou afinal, ele desmaia.

Horas depois( Hospital de Nova York)

No quarto de Harry o garoto começa a abrir os olhos, e logo que olha para o lado o mesmo vê seu pai chorando, e por esse motivo fala

Harry: Papai..

Tom assim que escuta a voz do filho, se levanta correndo e fala

Tom: Meu bebezinho, ainda bem que você acordou.

Harry: POR QUÊ VOCÊ ESTA AQUI, VOCÊ DEVIA ESTAR LÁ  COM O TOMMY E SEU FILHO DE SANGUE.

Tom: Filho, não e so o bebê do Tommy que e meu filho, você também e meu filho de sangue, só que eu te pegue no orfanato, pois foi lá que o seu outro pai te deixou.

Harry: Papai, do que você esta falando?

Tom: Você tinha outro pai que chamava Tiago Potter, mas ele após seu nascimento te deixou em um orfanato e eu te procurei por anos.

Harry: O que aconteceu, com o meu outro papai?

Tom: Filho, eu não quero te contar sobre isso.

Harry: Se não quer me contar, vai lá com o seu namoradinho.

Tom: Eu matei seu pai Tiago, ele tentou me matar, ou eu matava ele ou eu morri.

Harry olha para Tom, e começa a chorar, logo o garoto fala

Harry: Papai, me perdoa, eu sou muito infantil, e estava com ciúmes do senhor, espero que você me perdoe.

Tom: Eu amo você meu filhote, e independente de qualquer coisa eu sempre amarei você, e outra não precisa te ciúmes do papai, afinal você e o meu filhote.

Harry: Eu amo você papai, eu poderia conversar com o Tommy.

Tom: Ele ficou em casa Arrumando o seu quarto, sabe ele ficou se culpado pelo que aconteceu com você.

Harry: Quantos dias eu irei ficar aqui? Pai como esta o meu irmãozinho?

Tom: Resposta sua pergunta, você ira ir embora ainda hoje, e o seu irmãozinho esta bem dentro da barriga do Tommy.

Harry: Eu já posso ir embora daqui papai, eu quero muito conversar com o Tommy.

Antes que Harry responda, a porta se abre e Tommy aparece na porta e fala

Tommy: Eu posso entrar, afinal eu gostaria de conversar com o Harry.

Harry: Tommy, que bom que você chegou, eu estava com saudade de conversar com o meu melhor amigo.

Tom: Bom eu irei conversar com o médico, cuida bem do meu filho Tommy.

Tom sai do quarto, e logo Harry fala

Harry: Tommy, quer dizer que você ira me dar um irmãozinho?

Tommy: Desculpa por não tem te contado, eu fiquei com vergonha.

Harry: Tudo bem, sabe eu fico feliz que o meu papai esteja, namorando novamente.

Tommy: Eu fique com medo de acontecer alguma coisa com você Harry, seu tinha que ver seu pai ele chorou como se nunca mas fosse te ver.

Harry: E que o meu pai e super protetor, e outra eu não tinha visto os vidros da sala do meu pai e sabe que doeu.

Tommy: O importante e que você esta bem agora meu amigo, eu fico feliz de saber que você esta bem e que a gente ainda continua sendo amigos.

Harry: Eu adoro você Tommy, depois que eu sai daqui eu quero comprar uma pulseira da amizade para a gente selar a nossa amizade.

Tommy: Você e o melhor amigo, que eu poderia ter Harry.

Harry: Me diga uma coisa Tommy, o negócio das pernas do meu pai e grande.

Tommy começa a ficar vermelho, logo Tommy fala

Tommy: Eu não quero falar disso, e vergonhoso.

E assim que Harry acaba de falar, a porta se abre e ninguém menos que Draco Malfoy aparece e fala

Draco: Com licença, mas o meu pai pediu para mim ver com o filho do patrão dele estava.

Harry: Eu devia deixar o meu pai demitir o seu, mas como eu tenho um coração muito bom, eu não vou mandar ele fazer isso.

Draco: Era so uma brincadeira, eu não sabia que por causa de uma brincadeira você iria vir para o Hospital.

Harry: Para de ser fingido Draco, comigo nao cola essa de bonzinho não.

Draco: Desculpa eu não irei incomodar, mais. Tommy, espero que eu posso conhecer o meu sobrinho, um dia.

Ao terminar de falar a porta se fecha, e Harry fala olhando para Tommy

Harry: Que merda e essa que acabou de acontecer aqui? Seu irmão estava pedindo desculpa para mim, e parecia que ele estava querendo chorar.

Tommy: Sabe Hazza, se ele não fosse Hetero, eu falaria que ele esta afim de você.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...