História Entre Amor e Desejo - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Arrow
Personagens Felicity Smoak, John Diggle, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais
Tags Ashley, Desejo, Felicity, Oliver
Visualizações 20
Palavras 911
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Chegando em Roma


Fanfic / Fanfiction Entre Amor e Desejo - Capítulo 5 - Chegando em Roma

E depois daquilo, mais a tarde eu fui embora. Passei numa pizzaria no caminho de casa e comprei uma pizza de pepperoni enome e um refrigerante. Depois fui a uma confeitaria renomada daqui e comprei um bolo de chocolate cheio de cerejas e um pote de sorvete de creme.

Cheguei em casa e guardei o refrigerante na geladeira junto com o bolo. O sorvete foi para o freezer e a pizza para o forno a espera da Emily.

Amanhã é aniversario dela e sempre comemoramos juntas, e eu sinceramente espero que ela entenda.

Fui tomar um banho e quando sai penteei os cabelos e coloquei meu pijama. Até que escutei a porta se abrindo.

-- Licity, ta em casa? – Emily pergunta ainda na cozinha

- To no quarto. – falo indo na direção dela.

- Que cheiro maravilhoso de pizza é esse? – ela pergunta procurando a fonte do cheiro

Eu sorrio.

- O que aconteceu? – ela fala desconfiada

- Eu não estar aqui amanhã – eu falo e fico triste

- Aonde você vai? – ela pergunta séria

- Itália? – falo em tom de questionamento, mas já falando aonde eu ia

- Você vai ir ver a mamãe? – ela questiona rápido e indignada

- Não, eu vou a trabalho. – respondo

- Com o Oliver – ela ainda está séria

- Sim, eu não tinha o que fazer. Ele precisa de mim porque eu falo italiano assim como você. – respondo

- Quantos dias?

- Uma semana. – respondo

- Posso fazer uma festinha aqui? – ela pergunta rindo

- Eu achei que você ia ficar brava comigo. – e então eu volto a raciocinar e me lembro da pergunta – E, não! Nada de festas aqui.

 E então nos jantamos e passamos a noite assistindo filmes e comendo.

Depois fomos dormir e pela manhã eu não fui trabalhar. Oliver me deu o dia de folga para me organizar e estar na agencia à tarde.

Arrumei as malas e descansei um pouco. Depois do almoço eu fui para a agencia e fiquei lá.

- Está pronta? – ele pergunta chegando do nada

- Claro, sim. Estou pronta. – respondo

- Então, desligue tudo e vamos descer. O John está no carro nos esperando. – ele me fala

E foi o que fiz.

Desci e o motorista me ajudou com as minhas malas. Estar com Oliver sentado ao meu lado foi um pouco estranho. Viajar com ele ainda mais.

Eu não estava totalmente confortável com a situação.

Depois de 10 minutos, saímos do carro e embarcamos no avião.

Na manhã seguinte chegamos à Itália. Estava bem ensolarado e bem quente. Ao pisar para fora do carro eu sorri e isso chamou a atenção do Oliver.

- O que foi? – ele me pergunta sorrindo

- Estou em casa! – eu falo suspirando e sentindo o ar daquele lugar

Ele continua sorrindo e me observando.

Até que parei e olhei para ele:

- Tem um tempinho? – pergunto

- Sim, a reunião é às 17h. Aonde você quer ir? – ele fala e parece entusiasmado

- Piazza di Spagna. – respondo – Estamos em Roma, você precisa ir lá.

- O que é isso? – ele fala confuso

- Vem comigo – eu falo e saio andando e ele vem atrás tentando me acompanhar

- Felicity, aonde vai? – ele fala ainda atrás de mim

Chegamos à frente da bela fonte no centro da praça. Eu me sentei na beira dela e ele se senta também.

- Isso é lindo – ele fala

- É. – ele estava falando da enorme escadaria que dava para uma bela igreja – Eu vinha aqui sempre, para pensar.

- Você tem muita sorte. Podia ver isso sempre. – ele me diz sorrindo enquanto olhava a escadaria

- Não muita, mas nessa parte sim. Eu tinha muita sorte. – respondo cabisbaixa

- O que aconteceu aqui? – ele me pergunta

- Eu quase me casei aqui – eu respondo

- Como? – ele parece perplexo

- Eu namorava um rapaz e a minha mãe fazia muito gosto desse relacionamento. – começo – Mas eu não o amava. Então, um dia ele conversou com a minha mãe sobre casamento e ela respondeu em meu nome.

- Ela disse que você se casaria com ele?

- Mais ou menos isso. Mas até então eu não sabia o motivo. Depois que eu descobri que ele era filho de um dos homens mais ricos de Roma.

- Você não conhecia a família dele?

- Só alguns. – respondo

- E então? – ele me pergunta

- Eu terminei o relacionamento com ele e tive uma briga com a minha mãe. – eu paro – Eu me senti usada e então depois disso eu fui embora.

Ele estava em silencio.

- E fui embora para Los Angeles.

- E então desistiu de viver aqui?

- Aqui não era o meu lugar. Perdeu o sentido depois que eu meu pai morreu. – respondo – Ele era a pessoa aventureira e perspicaz que tentava fazer com que todos ficassem unidos e crescessem juntos.

- Eu sinto muito – ele fala

Eu então fico olhando a escadaria. E depois de um tempo eu sorrio, olho para o relógio do meu pulso e falo:

- Temos que ir, a reunião começa em uma hora.

Ele se levantou e me deu a sua mão. Agradeço e vamos caminhando pela praça enquanto eu fui explicando tudo o que sabia nos mínimos detalhes dos mínimos lugares onde passávamos.

Até que ele olha para mim e sorri.

- O que foi? – pergunto

- Você é uma ótima guia turística – ele fala e sorri

E eu apenas sorrio de volta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...