1. Spirit Fanfics >
  2. Entre amor e ódio >
  3. Descoberta

História Entre amor e ódio - Capítulo 31


Escrita por:


Notas do Autor


PESSOAS MEUS DEUSES
COMO VOCÊS ESTÃO? RETA FINAL DA FANFIC EM PUTZ

~ Bom, gente com esse negócio do Coronavírus vai ter talvez mais ATUALIZAÇÃO por que estou em casa né.

~ SE CUIDEM PELO AMOR DOS DEUSES, por que o negócio é sério. Levem a sério as recomendações, por favor.

ESTAMOS CHEGANDO NEM SEI EM QUANTOS FAVORITOS, MAS VAMO LÁ ( Descobri que são 600, SERA QUE VCS CONSEGUEM ANTES DA FANFIC ACABAR? EU CHORARIA MESMO!)

Sem delongas por que eu sei que vocês estão anciosos para saber quem e o assassino KKKKKKKK sim ele será descoberto hoje.

BOA LEITURA!

(SIMBORA!)

Capítulo 31 - Descoberta



Naruto On



O dia do tão esperado campeonato regional havia chegado mais cedo do que esperávamos, e eu ainda não havia dito uma única palavra com Sasuke. Ele parecia me ignorar assim como eu o ignorava. Talvez, deixar o campeonato passar primeiro seja melhor. Todos estão nervosos.

Estávamos prestes a entrar nos ônibus que iriam nós levar até o lugar onde aconteceria tudo. Como nós da JES havíamos o nosso próprio ônibus, fomos com ele. Ao contrário dos jogadores da KEH que foram com o de sua escola.

Assim que entrei naquele ônibus, e me arrumei. Um filme começou a passar por minha cabeça. O que diabos estava acontecendo? O que era tudo isso?

Como consegui chegar até aqui? Essas perguntas se passava por minha cabeça, de tempos em tempos. Não que eu não acreditasse em mim mesmo, mas...

Daquele garoto maltratado, me tornar o que sou agora... É no mínimo incrível. É bom saber que superei certas coisas... Certos traumas.

O ônibus logo começou a andar, fazendo com que eu pudesse ver as paisagens pela janela, enquanto escutava algumas músicas em meus fones de ouvido.

Podia ver mais a frente o outro ônibus a nossa frente.

Suspirei, aquele seria um longo dia.



[...]



— Não se esqueçam, o campeonato é importante para todos, então façam seu melhor. – Kakashi nos dizia. Estávamos todos no vestiário aguardando notícias de contra quem iríamos jogar no próximo dia.

O campeonato iria acontecer em outra cidade próxima a nossa. Iríamos todos dormir em hotéis pagos pela escola, é claro. Afinal, se ganhassemos ela teria benefícios.

Olhei para Sasuke que escutava Gai lhes incentivando a ganhar. Ele parecia distante, de repente ele olha em minha direção, fazendo com que eu desviasse meu olhar do seu.

Era desconfortável.

Logo, Kakashi e Gai liberou a todos nós para fazermos o que quiséssemos na cidade, desde que voltássemos as 20h. Todos estavam animados e empolgados com o campeonato, e queriam ver o que tinha naquela pequena cidade desconhecida.

Minha mãe e pai iriam vir amanhã para me ver jogando, isso me deixava feliz. Talvez, passar um tempo com meus pais seja bom.

— Bom! Eu quero ir visitar esse restaurante que dizem que a comida é maravilhosa! – Escutamos Choji falando enquanto olhava um guia de viagem.

— Não mesmo! Iremos ir no parque de diversões! – Sasori reclamou.

— Mas comida é mais importante!

— Brinquedos radicais são mais importantes!

— Mas eu quero comer!

— Mas não vai!

— Naru...! – Ele choramingou.

Ri. Estávamos todas em frente ao hotel sem saber direito o que fazer. A maioria dos jogadores haviam saído para aproveitar o dia e tentar tirar o campeonato da cabeça. Eu havia ficado em um quarto junto de Deidara e Shikamaru.

Mas Shikamaru havia sumido desde manhã cedo, o que eu achava estranho... Mas eu tinha uma leve idéia de onde ele estava.

— Naru... – Deidara me chamou olhando para uma direção, ao qual olhei junto a ele.

Era Sasuke saindo do hotel.

Ele estava junto de garotas e rindo.

Cerrei meus punhos.

Assim que ele me viu parou de andar. Desviei o olhar, abrindo um enorme sorriso para Deidara.

— Eu acho que hoje quero me divertir um pouquinho...

Ele sorriu entendendo o que eu dizia.

Os Alfas me olharam animados.



[...]



A tarde havia sido animada, fomos ao restaurante que Choji tanto queria ir, e no parque de diversões. Estávamos voltando para casa já a noite.

Quando entramos no hotel, vários de nossos jogadores estavam ali conversando, até que um deles veio até nós.

— Eai, capitão? Bora dar uma volta numa boate aí?

— Boate?

— Sim, todos querem se divertir um pouco...

Olhei para os garotos, eles pareciam querer beber um pouco. Alfas...

— Tudo bem! Nós vamos!

Eles comemoraram.

— Vão se arrumar logo! Já está quase na hora!



[...]



Escutei batidas em minha porta.

— Pode entrar! Deidara o que você ach- O que faz aqui? – Assim que estava me virando, percebi que não era Deidara.

— Quero conversar com você.

E sim Sasuke.

— Mas eu não quero, então por favor saia. – Falei sério, me virando para me olhar no espelho.

Ele continuava no canto do quarto parado me olhando.

Ele suspirou.

— Eu sei que está magoado comigo...

— Magoado? Eu estou é com raiva de você! Como que... Você está saindo com garotas! – Falei irritado me direcionando a ele.

— E lá vamos nós de novo! Eram apenas garotas, Naruto.

— Então se algum Alfa vier falar comigo, e você reclamar irei apenas dizer que é “apenas um Alfa “.

Ele se aproximou de mim, tentando tocar meu rosto mas dei um tapa na sua mão antes de terminar o processo.

Ele riu anasalado.

— Por que tão teimoso...

— Eu estou com raiva de você...

— Está é? – Ele se aproximou do meu rosto. Sorrindo galanteador.

— Nós não vamos fazer sexo, Sasuke. Eu estou com muita raiva de você...

— Sabem que dizem que Sexo de reconciliação é mais gostoso? – Ele Sussurrou enquanto beijava meu pescoço.

— Sasuke... P-pare!

— Você quer que eu pare? Loirinho, me desculpa por todas aquelas coisas vai... – Ele assegura minha cintura.

— Mas...

— Eu estava sentindo muita falta de você. – Admitiu.

Sorri pequeno sentindo meu coração acelerar. Meu lobo parecia ronronar feliz.

— Eu também, Alfa. – Ele sorriu mostrando algo que não havia notado antes.

O olhei surpreso.

— Sasuke?

— Que foi?

— Sorri denovo.

— Por qu-

— Só sorri! – Ele me olhou confuso, peguei sua boca, forçando ela a se abrir.

Levantando seus lábios para ver seus dentes.

— Que fetiche estranho, Naruto. Você quer que eu te morda enquanto estiver te-

— Sasuke, cale e a boca! – Repreendi corando. — Você tinha presas antes?

Tirei as mãos de sua boca.

— Presas? – Ele levou a mão até a boca. – Que porra é essa?

Ele foi até o espelho para se ver.

Ficou se olhando por alguns segundos, e logo começou a rir.

— Enlouqueceu?

Ele se virou para mim sorrindo. Aparecendo suas presas, era fofo.

— Eu sou um Alfa completo agora. Mas isso não era para acontecer ainda. – Ele dizia rindo feliz.

— Alfa completo?

— Ah! Na minha família é comum Alfas nascerem presas...

— Ah!

Ele me olhou diferente.

— Naru...

— O que foi?

Ele se aproximou.

Sua respiração estava começando a ficar descompassada.

— Eu quero fazer amor com você…!

— Sasuke mas-s…

Ele começou ele começou a me beijar sem que eu acabasse minha pergunta.

E começou a exalar um aroma que logo reconheci. Sasuke havia entrado em seu cio…

Antes que eu pudesse perceber já estávamos nos despindo naquela pequena cama, e o alfa começava a depositar alguns beijos e chupões pelo meu pescoço e foi descendo em direção ao meu pequeno membro rígido logo retirando a última peça roupa que ainda havia em meu corpo.

— Antes que você me agrade, eu também preciso te ajudar meu loirinho... - Sasuke disse num tom tão erótico antes de afundar sua boca em meu membro.

— S-sasu… aaahh ... – Tentava pronunciar algo que não fossem gemidos esganiçados. — Deidara p-pode chegar a q-qualquer instant-e…

— Pode até chegar mas não vai entrar… Eu tranquei a porta e não permito que você fale o nome de outro alfa agora… - O alfa resmungou enquanto passava a língua em volta da minha glande.

— Ss-sasuke e-eu vou go-zz…

Antes que eu pudesse a acabar minha frase deixei escapar aquele líquido branco direto na boca do alfa que no mesmo momento sorriu malicioso.

— Que menino mal esse meu loirinho, agora é minha vez.

Enquanto dizia essas palavras afundava um dedo de cada vez em minha cavidade anal tentando facilitar sua entrada no mesmo.

Assim que ele retira seus dedos sinto-o me penetrar lentamente, e sela nossos lábios com um beijo.

E a unica coisa que eu sabia queria nesse momento... Era satisfazer meu alfa…

Já sentia aos poucos a saudade insana que nossos corpos sentiam um do outro.

Conseguindo sentir seu lobo o dominar cada vez mais quando percebi que o meu também estava querendo se libertar.

Assim que cedi percebi que desta vez foi diferente...

Não era apenas algo carnal...

Não só sexo era... amor de verdade, com pureza, desejo e paixão.

Não era só físico, era de alma.

Agora eu conseguia perceber isso.

Nossas almas perfeitas uma para a outra…

Foi quando percebi o que o lobo do Sasuke queria…

Ele quebrou nosso selar e começou a dar um chupão demorado em meu pescoço, inconscientemente deixando meu pescoço a mostra, assim deixando que ele cavasse profundamente as suas pressas - que já nem me lembrava mais que estavam ali presentes -, em meus pescoço.

Foi uma dor tão ardente e penetrante mas ao mesmo tempo tão harmoniosa e excitante naquele momento tão especial.

Um grito mudo ficou preso em minha garganta.

Aquilo era tão estranho...

Não sabia muito bem o que pensar, me sentia zonzo. Ômega estava confuso, assim como eu.

Assim que comecei a sentir o alfa se desfazer dentro de mim, e retirar sua boca do meu pescoço onde já fazia morada uma marca ainda dolorida. Logo depositando um beijo na minha testa logo se estirando exausto do meu lado.

Cai no sono lentamente com aquela pequena lembrança de que ele tinha me marcado como seu…

Agora eu era seu ômega... E ele meu Alfa, para sempre.

O que havia acontecido?

Cai num sono profundo.



[...]



Sasuke On


Acordei com uma dor horrível em minha cabeça, estava tonto. Assim que olhei para o lado, algumas lembranças se fizeram presentes em minha cabeça.

Olhei para a marca no pescoço de Naruto.

Arregalei os olhos.

— Q-que merda? – Minha voz saia rouca. Levei meus dedos até meus dentes, eles não haviam se retraído. Me concentrei tentando fazer com que eles voltassem ao normal. Afinal, meu pai conseguia fazer isso.

Desisti, era desgastante.

O corpo de Naruto estava cheio de roxos...

Suspirei, o cobrindo com o cobertor. Me levantei indo em direção ao banheiro de seu quarto, querendo tomar um banho e talvez esquecer tudo isso.

Havia até me esquecido de avisar os garotos...

Como que eu esqueci que meu cio estava perto? Me culpava mentalmente, enquanto sentia a água do chuveiro cair entre meus cabelos.

O que eu iria dizer a Naruto?

Ele irá me odiar...

Suspirei.

— Agora eu estou ligado a ele...

Eu conseguia sentir exatamente tudo. Era incrível, ao mesmo tempo que assustador. Estar ligado a alguém para sempre... Quando meu pai saber que fiz isso sem a consciência de Naruto... Ele vai querer me matar.

Na verdade, não só ele. O meu sogro também... Deidara...

— Sasuke saia logo desse banheiro quero conversar com você. – Escutei uma voz conhecida por mim soar de fora do banheiro. Era Naruto.

Desliguei o chuveiro, já havia gastado água demais com todos esses pensamentos.

Peguei uma toalha me secando rapidamente, e jogando uma por cima de meus cabelos, e mantendo outra em minha cintura.

Sai do banheiro.

Naruto estava sentado na cama, sério.

— Eu sei que o que fiz foi errado. Sem pedir sua permissão... – Ele me cortou se jogando em cima de mim, um abraço. — Okay, eu não esperava por isso... – Ele se afastou sorrindo. Mas logo senti uma ardência na minha bochecha esquerda, ele havia me dado um tapa!

Fiquei com a boca aberta, surpreso.

— Por que você fez isso?

— Por você ter me marcado sem a minha permissão.

— Mas eu pedi desculpas!

— E se eu não amasse você, seu idiota! Isso poderia ter me matado!

Ponderei a situação, ele não estava errado. Afinal uma marca forçada tinha suas complicações.

— Mas não aconteceu... – Cantarolei agarrando sua cintura.

— Ainda estou chateado contigo.

Choraminguei.

— Por que... ?

— Você sabe que uma marca é como um casamento, não sabe?

Ele me olhava sério.

— Eu sei... – Assenti, sorrindo.

— Você tem certeza disso? – Ele Perguntou inseguro.

— Certeza absoluta, e eu já planejava isso mesmo. – O abracei.

— Me marcar ou me pedir em casamento? Não nos acha muito novos?

Neguei.

— Eu planejava os dois. E logo quando acabarmos o Ensino médio quero me casar com você...

— Folgado.

— Te amo.

— Também te amo...



[...]



— Bom garotos, façam seu melhor. Vamos lá! – Kakashi e Gai diziam para nós. O vestiário estava cheio de jogadores.

Olhei para Sasuke que estava do outro lado da roda de jogadores que estavam todos abraçados. Ele sorria para mim.

— Vamos! – Gritaram todos juntos. Estávamos prontos para irmos jogar, iríamos ser o terceiro time a jogar contra um tal de Minjutsu.



[...]



— Vamos Naruto! – Deidara me chamava. Mas havia visto alguém.

— Já vou! – Estávamos saindo de um carrinho de cachorro quente. Havíamos vindo buscar comida para todos.

Ele me deixou indo em direção as arquibancadas.

Cheguei perto de uma garota de cabelos roxos.

— Konan?

Ela se virou para mim, surpresa. Logo sorrindo e me abraçando.

— Como você está, Naru?

— Bem... Com alguns problemas e você?

— Falando em problemas, me desculpe por Pain? Ele foi internado. Você sabe...

Assento.

— Eu sei que ele tem distúrbios, Konan.

Ela sorriu triste. Ela era irmã de Yahiko e Pain. Mesmo que Yahiko não gostasse dela e fosse malvado ela tentava ajudar ele.

Ela olhou para os lados, me puxando para um canto, vazio.

— Tome cuidado.

— Cuidado?

Ela parecia nervosa.

— Ele está aqui, Naruto. Eu não consigo te dizer quem é... Mas é alguém muito próximo a você. – Ela me abraçou. Muitas pessoas estavam nos olhando. Ela estava fingindo. Ela logo se separou de mim. — Ele está planejando algo pra hoje, eu sei.

Ela falou isso e foi embora. Me deixando para trás com muitas perguntas na mente.

O que ela queria dizer com isso?

Balancei a cabeça, jogando esses pensamentos para longe.



[...]



— Falta apenas um jogo para ser o nosso. Os times estão bons esse ano.

— Realmente. – Respondi Shikamaru. Estávamos o mais próximo do campo possível. Exclusivo para jogadores.

— Aonde será que andam Yahiko, Nagato e Sasori? – Treinador nos perguntou.

Negamos, não sabíamos aonde eles estavam.

Os três andavam estranhos.

Ainda mais Yahiko, desde aquele dia no Shopping.

— Naru? Pode buscar minhas chuteiras que estão na mochila de Nagato? – Deidara pediu. Assento, indo correndo pelos corredores.

Assim que cheguei no vestiário, não encontro ninguém. Apenas dois garotos que logo sairam, me dando oi.

Acenei de volta, educado.

Procurei a mochila de Nagato logo a encontrando. Mas meu telefone começou a tocar. Era minha mãe.

— Alô, Oi mãe...

— Onde você está, Naruto? Seu pai e eu não encontramos você.

— Estou no vestiário... – Abri a mochila com dificuldade. Retirando algumas roupas ali presentes, e vendo as chuteiras amarelas.

— Venha logo, quero tirar uma foto sua e de Sasuke!

— Mãe... Diga a Sasuke para que ele não compactue com suas loucuras...

— Oras!

— Beijos, mãe. Já estou indo, me espere aí com Sasuke.

— Tchau, filho. Não vá se perder no caminho.

Ri de seu comentário.

— Tchau mãe. – Ela desligou.

Guardei meu telefone.

Mas quando fui terminar de colocar as roupas ali dentro, notei um cheiro estranho nas roupas de Nagato. Levei as mesmas até a altura de meu nariz.

Esse cheiro...


Ele...


O casaco vermelho que eu havia achado aquele dia e enterrado, tinha o mesmo cheiro.

Senti meu coração começar a acelerar.

Não...

Larguei as roupas, mexendo mais na mochila. Procurando algo me fizesse pensar ao contrário.

Eu não queria acreditar naquilo tudo. Não podia ser isso!

Mas tudo o que encontrei foram mais coisas... O casaco vermelho ele estava ali.

Agora tudo fazia sentido.

Os tênis da escola, do time...


Era ele.


Esse tempo todo era ele.


Engoli um seco, sentindo lágrimas querendo sair por entre meus olhos.

Por que?


Me fazia essa pergunta.


Por que?





Por que?






— Naruto? Vamos, Deidara mandou eu ver o por que estava demorando tanto.

Olhei para trás o vendo.

Ele me olhou estranho.

— Por que está chorando?


Como ele havia sido capaz de matar pessoas?


— Naruto...

— Por que? Me diz...

Ele olhou para o que estava em minhas mãos.

— O-o q- O interrompi.

— POR QUE, NAGATO? ME DIZ!

— Sobre o que você está fala- Antes que ele terminasse de falar algo. As luzes do vestiário foram apagadas.

— N-Nagato...

As luzes dos corredores Também estavam desligadas, isso era sinal que o jogo estava prestes a começar. Mas não...


Algo estava errado.


Olhei para a porta, eu iria fugir.


Se Nagato era obcecado por mim... Tentaria fugir dele.


Mas quando comecei a correr para a porta onde se podia enxergar um raio de luz.

Escutei um grito.

— Naruto!

Mas senti uma dor em minha cabeça que me fez cair no chão. Podendo apenas ver as coisas... Sentindo meu ouvido zumbir e sangue escorrer por minha cabeça.


Eu estava caído no chão.


Podia ver embaçado... Alguém encapuzado agarrando Nagato pelo pescoço, o enforcando. Ele estava sem ar...


Tentei gritar, mas nada saia.

Nagato...

Logo a pessoa encapuzada se virou em minha direção, largando Nagato no chão, e chutando ele.


Era...


















Yahiko.











E eu apaguei logo em seguida, sentindo dores por meu corpo inteiro. 

Eu esperava que tudo ficasse bem...

Esperava que Sasuke me salvasse...



Notas Finais


THUR DOWN FOR WHATI TURURURU
MUAHAHAHHAHA quem achava que era o Yahiko, acertooooou!

O QUE ACHARAM?

Bom desculpem qualquer errooooo, e aguardem a próxima ATUALIZAÇÃO.

Vou deixar aqui minhas fanfics espero que gostem delas, por que são de tudo que é tipo Kkkkkk

ONEEE LINDAAAA

https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-branca-de-neve-e-os-seis-nao-anoes-taekook-vkook-15072536


ONE DE 10 CAPS BANLIODAS MARA

https://www.spiritfanfiction.com/historia/impossible-love-banliodas-12989505


TRAIÇÃO, MÚSICA, AMOR E VKOOK 

https://www.spiritfanfiction.com/historia/nothing-like-us--vkook-12619849


BAKUGOU QUERENDO O DEKU 

https://www.spiritfanfiction.com/historia/the-pain-caused-makes-you-strong-bakudeku-13791998


VAMPIRINHOS, LOBINHOS, SASUNARU E PACTOS 

https://www.spiritfanfiction.com/historia/pacto-de-sangue-sasunaru-abo-13938184


TODO MUNDO QUERENDO O DEKU 

https://www.spiritfanfiction.com/historia/1-a-idols-13042338


TRISTEZAAAAAA (PUTZ CHEGANDO EM 100FAVS BORAAAA, ISSO SE CHAMA PREGUIÇA!)

https://www.spiritfanfiction.com/historia/house-of-cards-vkook-abo-14083955


MAGIC AND LOVE SASUNARU (Essa aqui veinha, my first fic, se quiserem ne, nunca se sabe da vida)

https://www.spiritfanfiction.com/historia/complicated-love-temporadas-sasunaru-11732487


A ONE DE THE PAIN CAUSED MAKES YOU STRONG (QUEM N LEU AINDA A ONE QUE INSPIROU A SHORTFIC?)

https://www.spiritfanfiction.com/historia/the-pain-caused-13771024


SOFREEENCIA ERERI (VAMO CHEGA A 100?????)

https://www.spiritfanfiction.com/historia/consequences--ereri-15711858


AS VISÕES DO KOOKIE O FUTURO ELE VÊ SIIIM (AS VISÕES DO KOOKIE O FUTURO ELE VE SIM)

https://www.spiritfanfiction.com/historia/as-visoes-do-kookie-16024740

NOVAAA ONEEEE DE DOIS CAPITULOS
XUXU DOS XUXUS, é vkook tá?
DEEM AMOR NA COITADINHA, TA?

https://www.spiritfanfiction.com/historia/heartbeat-18395706

BJOOOooooooOOOoOSssss



( GRUPO DAS FICS https://chat.whatsapp.com/KVE7xQx4Sky7tTfM6whPqP )


( AMO VCS❤)


( ME SIGAM NO TWITTER QUEM QUISER   https://twitter.com/UWAngels?s=09 VOU COMEÇAR TALVEZ FAZER COISINHAS LÁ) ( No twitter eu posto coisas legais tá)


( ME SIGAM NO WATT TBM QUEM QUISER @AikoEllys (Sou burrea nsei colocar links non)) E SÉRIO EM SIGAM LA PLMDDS EU IREI POSTAR COISAS LÁ TBMMMMM


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...