História Entre Amores, continua... - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanyeol, Chen, Exo, Jaehwa, Kai, Lay, Sehun, Suho, Xiumin
Visualizações 317
Palavras 1.383
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Tudo resolvido


- Eu que fiz alguma coisa Jaehwa?

- Não deveria ter aceitado o convite daquela mulher, não deveria. Qual era a sua intenção Chanyeol? Me deixar constrangida?

- Pelo visto você ficou e muito, além de visivelmente abalada por rever o Kris, e por saber que enfim aquele canalha está de relacionamento sério com alguém.

- Isso não é verdade.

- Vai mentir pra mim Jaehwa?

- Seu rosto ficou sério assim que ele falou sobre o namoro com a “Sayoh”, assim que ele a chamou de “moça”. Não era assim que ele te chamava? Lembro que você ficava toda derretida, você já me falou sobre isso alguma vez na época em que não se decidia sobre com quem queria ficar.

- Vai ficar jogando isso na minha cara toda vez que discutimos?

- Não estou jogando nada na cara de ninguém. Semanas atrás foi o Sehun, agora o Kris... Vai ficar mexida cada vez que encontrar um deles?

- Chanyeol eu não estou mexida com coisa nenhuma.

- Então porque se importa? Porque se importou deu ter aceitado o convite para tomarmos um café com ele e a namorada? Se você superou mesmo tudo aquilo que viveu com aquele cara não deveria se importar tanto.

- Eu só não queria ir...

- Ta bem Jaehwa, eu não vou dizer mais nada.

- Chanyeol eu ainda não terminei de falar.

- Mas, eu sim. Vou dormir no outro quarto. Tenha uma boa noite!

- Chanyeol! Chanyeol!

Ele seguiu pro outro quarto e não mais falou comigo. Por lá mesmo tomou banho e dormiu. Eu por minha vez fiquei sentada no sofá da sala sem um pingo de sono. Eu não queria me sentir assim, eu juro que não queria. Mas, aparentemente não tenho escolha.

Não consigo me controlar quanto ao que devo ou não sentir. Eu apenas fiquei chocada por saber tudo isso assim, me pegou de surpresa mesmo e considerando que eu fui praticamente casada com o Kris duas vezes era de se esperar que eu ficasse assim.

Chanyeol deveria ser só um pouco mais compreensivo comigo. Afinal de contas eu estou com ele. Estamos juntos, eu o amo e isso é fato pra mim. Nós formamos uma família juntos e eu queria muito que ele acreditasse de uma vez por todas nisso.

Fui pro quarto e me deitei, quando consegui dormir provavelmente já havia passado as 3 horas da madrugada. Quando levantei de manhã e o procurei ele já havia saído. Deixou um bilhete preso na geladeira.

“Estou indo na casa da sua irmã pegar a Mimori. De lá vou levá-la pra casa da minha mãe, estou levando algumas roupas minhas e dela. Vamos passar alguns dias por lá, até que você se resolva Jaehwa. Não quero brigar com você, mas, do jeito que estamos isso iria acabar acontecendo. Sendo assim é melhor ficarmos separados por algum tempo.”

Chanyeol

Espera. O que é isso? Ele não pode fazer isso, ele não pode pegar minha filha e ir embora como se não importasse pra mim. Na mesma hora peguei o telefone e liguei pra ele. Demorou algum tempo e depois ele me retornou.

- O que você quer?

- O que eu quero? Quero minha filha Chanyeol.

- Nossa filha!

- Você está agindo como se ela fosse só sua, está agindo como se o que discutimos ontem tivesse alguma coisa a ver com a Mimori. Não tenta me punir envolvendo ela no meio disso tudo não.

- Não se preocupe quando quiser vê-la é só ir à casa da minha mãe e...

- Não! Eu quero minha filha agora Chanyeol. Não pode fazer isso comigo, não tem o direito.

- Vou ter que desligar agora.

- Chanyeol não faz isso comigo. Chanyeol!

- Abre a porta Jaehwa!

- O quê?

- Eu disse pra abrir a porta.

Corri até a porta pra fazer o que ele dizia. Quando a abri ele estava parado em frente com a Mimori dormindo em seus braços. Meu coração estava acelerado e quando eu vi isso comecei a chorar, ele entrou e a colocou em seu quarto. Veio até onde eu estava parada com as mãos no rosto chorando e me abraçou.

- Me desculpa, Jae me desculpa. Eu não deveria ter feito isso, só que eu fiquei chateado por causa de ontem e queria te dar um susto e...

- Queria me dar um susto usando a nossa filha? Isso não se faz nem mesmo de brincadeira Chanyeol. Isso foi perverso.

- Jae me desculpa, por favor. Foi idiotice minha, me desculpa mesmo. (Ele segurou meu rosto e me fez encara-lo. Logo notei que ele também chorava.)

- Seu idiota! Seu idiota! (Bati em seu peito e depois o abracei.) – Seu orelhudo filho da mãe se fizer isso de novo comigo vai ver só uma coisa.

- Eu te amo mulher! Não vão ser um idiota sobrancelhudo e um otário da cara fechada que vai mudar isso. Não vai ser ninguém que vai tomar você de mim, nascemos para ficarmos juntos.

Depois disso nos reconciliamos, Chanyeol é centrado e consegue fazer com que eu me sinta assim também.

Algumas semanas se passaram e a venda da casa foi concretizada. Por fim ela era só minha, nos papeis nada mais de ser do D.O, Luhan, Xiumin e eu. Só minha agora! Ou melhor, minha, do Chanyeol e da Mimori.

A mãe do Chanyeol junto com o pai dele resolveram fazer uma pequena viagem de final de semana e pediram para que tanto o Chanyeol e eu assim como o Tao e a Yun deixássemos que a Mimori e o Myung fossem junto com eles, para que aproveitassem  o final de semana entre avós e netos. Ambos os casais concordamos e assim eles foram, Tao e Yun adoraram já que o Myung ultimamente tem dado um pouquinho de trabalho.

- Essa casa fica um silêncio sem a Mimori. (Conversávamos enquanto tomávamos banho dentro da banheira.)

- É sim.

- Jaehwa você resolveu o lance da casa. Quer dizer, faz duas semanas que a compra foi realizada e é o Baekhyun que continua morando lá.

- Resolvi sim. Mas, eu queria te comunicar antes e não fazer nada errado dessa vez.

- E o que você decidiu? (Ele beijava meu pescoço.)

- Eu pensei na gente se mudar pra lá e deixar que o Baekhyun venha morar aqui.

- Quê?

- Eu tinha pensado antes que a gente pudesse morar lá todos juntos e vendermos esse apartamento aqui, mas depois de toda aquela confusão eu pensei que seria melhor assim. Se ele viesse pra cá, ou talvez até a gente fizesse um acordo com o Chen.

- Com o Chen? E o lance não é onde o Baekhyun irá morar?

- Então, o Chen compraria nosso apartamento que é maior e viria morar aqui com a Yangmi. Daí eles vendiam o deles que é pequeno para o Baekhyun. Ele morando sozinho será melhor num espaço pequeno.

- Pensa muito no bem estar deles não é mesmo?

- Eles são minha família Chanyeol, eu defendo todos eles com todas as minhas forças se preciso.

- Eu sei. (Ele me abraçou forte.) – Bom, talvez seu plano dê certo. E com o dinheiro da venda desse apartamento pro Chen podemos pagar uma parte do dinheiro emprestado pra compra da casa ao seu pai.

- Não precisamos ter pressa pra pagar isso.

- E porque não? Não quero ficar devendo nada a ninguém.

- Channy não precisa ficar preocupado com isso. Afinal de contas ele falou que só precisaríamos pagar parte do dinheiro. Ou melhor, o que pudéssemos pagar. O resto fica subtendido que fica por conta dos anos que passamos sem nos conhecer e por tudo que ele não me deu.

- Ah sim entendo. Mas, não quer dizer que não vamos pagar.

- Ta bom senhor Park Chanyeol eu já entendi.

- Entendeu foi senhora Park Jaehwa, acho bom mesmo. 

Ele mordiscou minha orelha e começou a me fazer cócegas. Então, a vida que eu sempre quis é essa. Ao lado de alguém tão especial quanto ele, eu o amo e posso dizer que depois de ter visto o Kris e o Sehun eu confirmo mesmo que não me arrependo de ter escolhido esse orelhudo filho de uma boa mãe!


Notas Finais


Capítulos finais se aproximando amores ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...