História Entre anjos e mais anjos - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags Anjos, Auras, Aventura, Demonios, Drama, Guerra, Lrh, Mgc, Muke, Sobrenatural, Telepata, Telepatia
Visualizações 18
Palavras 227
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, LGBT, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem! Boa leitura.

Capítulo 1 - Prologue


Michael Clifford odiava a raça humana, por mais que fizesse parte dela.

Era tudo o que ele conseguia pensar enquanto andava em passos rápidos para sua casa, de cabeça baixa na pura intenção de não olhar para ninguém, por mais antissocial e doentio que aquilo soasse.

— Mundo patético! — grunhiu, procurando as chaves em seu bolso da calça mais rápido do que deveria, pois as mesmas caíram no chão assim que o garoto as encontrou — Chave patética, Michael patético... — continuou sussurrando, se abaixando para pegar as chaves e enfim entrando em casa.

— Olá, Mike! — sua mãe cumprimentou do sofá, sem desviar o olhar do notebook que tinha em seu colo, provavelmente trabalhando — Tem lasanha na geladeira.

— Você sabe que eu não como carne. — ele revirou os olhos, seguindo para escada.

Ainda conseguiu ouvir um "tem alface, então" antes de subir, o que o arrancou um suspiro impaciente, mas não deu muita bola e simplesmente entrou em seu quarto, finalmente tirando o capuz e podendo escutar claramente a mãe pensar "que garoto fresco!".

Já havia se acostumado com os pensamentos maldosos de sua mãe, então apenas se jogou na cama e pegou seu próprio notebook para que pudesse entrar em alguma partida de jogos online, onde se distrairia pelo resto da noite.

Com os fones, não ouviria pensamentos.

Sozinho, não veria auras.

Não seria atormentado com seu terrível "dom".


Notas Finais


oi, resolvi postar depois de tantos anos com vergonha! espero que gostem da história =) no início do primeiro capitulo colocarei o significado das auras de cada cor!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...