1. Spirit Fanfics >
  2. Entre armas e rosas - (TaeYoonSeok)(VHopeGi) >
  3. Um ex e um pai homofóbico

História Entre armas e rosas - (TaeYoonSeok)(VHopeGi) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei cacaccaca não irão se livrar de mim tão fácil

O capítulo não ta tão bom mas é o que temos para o momento

Boa leitura!

Capítulo 2 - Um ex e um pai homofóbico


Fanfic / Fanfiction Entre armas e rosas - (TaeYoonSeok)(VHopeGi) - Capítulo 2 - Um ex e um pai homofóbico

 

 

O mais novo fechou a porta, indo direto para o armário, enquanto o mais velho se jogou na cama. Taehyung voltou com uma camiseta e uma calça, as tacou na cama e começou a tirar a roupa para se trocar. Tirou a calça, depois a camiseta, vestiu a outra, quando seu celular apitou

 

— Vê quem é pra mim, por favor — o mais novo fala, indo de novo para o armário em busca da escova de cabelo

 

O moreno pegou o aparelho do bolso da calça e viu às notificações: 

 

Johnny: 

   Tae 

 

— Quem é? — Taehyung pergunta enquanto penteia o cabelo

 

— O Johnny 

 

— O que será que ele quer

 

— Provavelmente vai estar implorando para você voltar para ele. — Taehyung revirou os olhos, aff, ele não cansa? 

 

Johnny e Tae tinham namorado, mas terminaram por Tae achar o relacionamento abusivo, o que era verdade, mas aos olhos de Suh ele não havia feito nada e estava fazendo de tudo para reconquistar o coração de seu pequeno de novo. 

 

O celular apita de novo

 

— Olha ele mandou outra — o mais velho falou.Taehyung foi rápido até Jin e pegou o celular de suas mãos 

 

Johnny: 

    Tae, eu sei que eu agi mal, será que você poderia me dar outra chance? 

 

Ele sabia que era mentira, o ego dele era maior do que admitir que fez errado. Mas decidiu arriscar, aliás, as pessoas mudam, talvez estivesse falando mesmo a verdade, mas só vendo que se prova. 

 

You: 

   Mudou? 

 

Johnny: 

   Sim TaeTae! 

   

   Eu juro que mudei, não sou mais aquele adolescente bobo, eu admito que talvez estive errado, não deveria ter te levado para aqueles lugares, me desculpe. 

 

Taehyung bufou e se jogou de costas na cama 

 

You: 

   Tudo bem.

 

— O que está acontecendo? — Jin perguntou, estava deitado de bruços mexendo em seu celular, e percebeu o nervosismo do amigo. Taehyung suspirou 

 

— Johnny quer que Eu de uma segunda chance a ele 

 

— E o que você respondeu? Não né!?

 

— Todos merecem uma segunda chance — ele deu de ombros levantando um pouco se apoiando nos cotovelos

 

O celular apitou de novo: 

 

Johnny: 

   Podemos nos encontrar naquele restaurante que você gosta amanhã à tarde? 

 

Tae respondeu um “ok”, quando surgiu uma outra notificação: 

 

“Desconhecido:

      TaeTae não os ignore.” 

 

Taehyung se impressionou, o contato não desistira. Dessa vez ele não bloqueou, decidiu que conversaria um pouco para tentar saber o porque deles mandarem mensagem 

 

You: 

   Oi

 

Desconhecido: 

    Que bom que respondeu 

 

You: 

    Posso... fazer uma pergunta?

 

Desconhecido: 

     Claro Baby

 

You: 

     Quem são vocês?

 

Desconhecido: 

      Os amores da sua vida TaeTae 

 

You: 

      Que!? 

 

Desconhecido: 

      Confie nos, um dia vos amará

 

Taehyung ficou com um certo medo, o que era aquilo, um tipo de pegadinha? E por que estavam falando daquele jeito!? 

 

You: 

   Sinceramente, se for uma brincadeira, está sendo de muito mal gosto! 

 

Desconhecido:

   Por que brincaríamos com você TaeTae? 

 

   Nós não queremos te machucar..

 

    Muito pelo contrário... 

 

You: 

    Que?

 

 

Não responderam. Taehyung bufou e jogou o celular de lado.

 

— Ele falou merda? — O mais velho pergunta 

 

— Não

 

— Então por que tá’ assim? — Ele bufa 

 

— Não é nada — Ele levanta — Quer bolo? — Muda de assunto

 

— Ainda pergunta!? — Ele acompanha o amigo até a cozinha

 

Taehyung pegou dois pratos e cortou um pedaço de bolo pra cada. Também pegou dois copos e colocou suco, depositou tudo em uma bandeja  e pegou, saiu da cozinha seguido por Jin. 

Sua mãe estava na sala, mas não estava sozinha. Seu pai estava sentado na poltrona, lendo um jornal. Logo que os dois saíram foram percebidos pelo casal.

 

— Resolveu voltar para casa? — Seu pai falou dobrando o jornal — e por que está fazendo isso? Voltou como marica!? Solte isso, suba, dixe que sua mãe faça 

 

— Não precisa, já vamos

 

Os dois sobem rápido. 

 

— Você sabe algo sobre esse “amigo” do Taehyung? — Heechul pergunta e Momo nega com a cabeça — Eu vou tirar esse assunto a limpo mais tarde.. — Ele fala, deixando a mulher preocupada com o que ele faria 

 

 

 

Taehyung apoia a bandeja na cama e pega um dos copos de suco. 

 

— Então, o que vai fazer no quesito “Johnny”? — Jin pergunta pegando um dos pratos 

 

— Bem, ele me convidou para sair amanhã

 

— Hm, E você vai? Digo, ele é meio pirado

 

— Não posso furar com ele, seria falta de educação

 

— Você que sabe — Ele descansa o prato na bandeja e pega o copo bebendo um pouco 

 

 

 

 

Eles conversaram a tarde inteira, quando o celular de Jin apitou e ele informou que precisava ir. Os dois se despediram e o moreno foi embora. 

Taehyung estava sozinho no quarto mexendo no celular, estava vendo as redes sociais, quando sua mãe o chama para comer, ele logo desce. Chegando se senta e começa a comer o prato já posto, acompanhado de seus pais que estavam à sua frente. 

 

— Então... — Seu pai começa — O que vocês dois fizeram hoje? 

 

— Nada de mais, ficamos conversando e contando piadas — Ele deu de ombros 

 

— Que legal — Momo entra na conversa, Heechul volta seu olhar para a comida — Sobre o que vocês conversaram? 

 

— Nada importante, só falamos merda, aproveitar que eu não tenho que passar o dia com a cara nos livros

 

Taehyung odiava isso, sempre em dia letivo ele não parava de estudar, era uma droga, mas tinha conseguido entrar em uma boa faculdade então teria que fazer jus à isso. 

Taehyung não era o tipo de pessoa que tinha tanta sorte, quando acabou o colegial teve de esperar um tempo para a faculdade lhe dar uma notícia, e quando deu, era que ocorreu um erro. Resumindo, Tae teve de fazer a prova de administração duas vezes, mas agora ele estava no segundo ano, quase completando 23. 

 

— Ele vem amanhã? — Heechul perguntou 

 

— Não, Jin tem que trabalhar 

 

— Hm — O pai concorda fraco com a cabeça — Tem certeza que não fizeram nada além de conversar? — Indagou

 

— Sim — Taehyung da de ombros e continua a comer

 

— Mesmo? — O homem fala encarando o filho 

 

— Sim — Ele fala em um tom um tanto mais alto do que saíra da última vez

 

— Eu ouvi uns barulhos vindo do quarto — Insiste 

 

— Estávamos rindo alto — O loiro fala ficando irritado 

 

— Mas v-

 

— O que você quer que eu diga!? — Tae fala jogando o talher no prato, quase gritando e cortando a fala do pai 

 

Heechul fica quieto por um momento, depois uma carranca se faz em seu rosto. Ele volta sua atenção de volta para o prato cheio de comida e continua a se alimentar. 

Taehyung da mais uma colherada e sai da mesa murmurando um “licença”. Ele subiu pisando forte até o quarto e se jogou na cama. Pegou o celular e começou a mexer nas redes sociais.

Um tempo depois chegou uma notificação: 

 

Desconhecido:

     Oi TaeTae

 

You: 

     O que vocês querem?

 

Desconhecido:

     Nossa que grosso!

 

     Você não devia estar dormindo baby?

 

You: 

     Primeiro: Não me chama assim

 

     Segundo: Eu não quero ir dormir

 

Desconhecido: 

      Mas devia, você fica tão bonito dormindo

 

You: 

     Que!? 

 

     Quem são vocês!? 

 

Ninguém respondeu e o Kim ficou receoso, não conseguia dormir, tinha alguém lhe vigiando!? Demorou muito tempo, mas depois de ficar duas horas mexendo no celular, completamente em baixo da coberta ele pegou no sono.


Notas Finais


Huhuhu espero que tenham gostado dessa merda, eu tenho varias ideias para a história mas o começo esta meio entalado, então me desculpe pelos erros, vou tentar um próximo capitulo com mais conteúdo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...