História Entre armas, tiros e balas - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 3
Palavras 485
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 7 - Mudança definitiva?!


       *LONGA QUEBRA DE TEMPO*

P.O.V Pérola

Dois anos se passaram e eu já estava com 14 aninhos. Eu e o Maky viajavamos sempre a trabalho e nosso salário era bom (nosso o cacete só eu que trabalhava!). Ele sempre dava um jeitinho de fazer algo especial para mim no dia de meu aniversário e de certa forma me apeguei a aquele desleixado.

Meu aniversário foi a 1 semana é hoje é dia 25/01. Eu estava de boa no banco de trás do carro, hoje quis me dar a folga do treinamento, e tava tudo "mó" tranquilo até ele aparecer e quebrar o silêncio

- vamos nos mudar - ele falou com um tom de voz sério

- de novo, você esqueceu de completar - falei com a voz sarcástica

- dessa vez vai ser definitivo 

- ué, porque? Vamos pra uma cidade sem policiais onde dar pra matar a vontade?

- queria eu... Recebi uma proposta de empresas numa pequena cidade

- Ah legal Maky. Mas e eu otário?! Você não mata desde o dia em que me conheceu 

- sobre isso...

- Micael Fernandes de Oliveira Lima

- como descobriu meu nome todo pirralha?!

- invadi o seu banco de dados, maaaaas isso não vem ao caso baka*

- nós fomos contratados por uma agência de detetives quase que invisíveis porque poucas pessoas conhecem

- você falou "nós"?

- falei, aparentemente querem que você se infiltre em lugares onde devemos ser mais discretos

- e você?

- treinador dos mais jovens

- pergunta rápida, como eles nos descobriram?

- aparentemente ficaram nos observando por bastante tempo

- hum, sei.... E quando vamos?

- quando você terminou de arrumar suas coisas

- vou indo então

Saí do carro e quando entrei pensei "puta merda finalmente vou ter carreira definitiva

*Quebra de tempo*

Já estávamos na estrada fazia 30:00min, eu estava bem animada para chegar logo. Encostei minha cabeça na janela peguei a mão de Maky olhei para fora e disse a ele:

- vai dar tudo certo e vamos ter uma vida melhor

- eu sei que vamos, com você lá já é o bastante - ele disse e apertou suavemente a minha mão

- eu nunca te agradeci por cuidar de mim...

- e não precisa é um bônus para nós dois

- como assim?

- você é a minha companhia em todos os momentos e que nunca me decepciona. Eu te considero minha filha

- e eu te considero meu pai...

- hey, eles vão dar uma casa pra morarmos e dinheiro pra comida, e você também vai pra escola

- escola?

- sim, eles já fizeram a sua matrícula, você começa na segunda

- okay neh, mas hoje é sexta-feira

- amanhã vamos ao shopping comprar teu material e algumas outras coisas

- legal, você é o melhor, já superou ate mesmo o meu crush

Demos risada e conversamos um pouco. Depos de um tempo de bate-papo eu dormi e só acordei quando chegamos lá e ele começou a me futucar pra eu acordar

- acorda pirralha

- já chegamos?

- já, você dormiu bastante ein?

Saí e ajudei ele com as malas 




            Continua



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...