1. Spirit Fanfics >
  2. .entre as estrelas ; renmin >
  3. .um

História .entre as estrelas ; renmin - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


e aí, gente :) eu não consigo parar :)))

vai ser bem mais focado em descrição do que diálogos, algo um pouquinho mais poético do que direto ao ponto e conciso (pelo menos essa é a ideia, né skjkasd)
não são capítulos longos e completos, mas meio que certos “momentos” (snippets)?? basicamente isso.

boa leitura <3

Capítulo 1 - .um


Renjun chegou no meio de uma tempestade de neve.

Mas Jaemin não sabia disso no início, não sabia quem ele era. Jaemin apenas viu um outro estudante sentado no chão frio, no meio da noite, e sem nenhum casaco, mesmo com a neve caindo e o vento frio forte até para quem estava protegido com um casaco grosso.

O garoto parecia meio perdido e não respondia a nenhuma de suas perguntas, mas Jaemin ainda assim o levou para o seu dormitório e tentou ajudar. Ele deu ao garoto roupas secas, cozinhou algo quente para um jantar tardio, e o ajudou quando os seus dedos tremiam demais, sequer conseguindo segurar os talheres.

Jaemin foi recompensado mais tarde, depois de ter terminado de lavar os pratos e secá-los, com um sussurro rouco de um nome que lhe foi cuidadosamente entregue enquanto estava ocupado com as panelas.

Renjun, o garoto falou, tremendo desde a sua voz até o seu corpo inteiro. Parecia estranho saindo de sua boca, como se nem ele tivesse certeza daquilo, mas a noite inteira tinha sido diferente e Jaemin não deu atenção para aquilo.

— Oi, Renjun. Meu nome é Jaemin — ele respondeu com um sorriso gentil no rosto.

 

*

 

Tinha algo diferente sobre ele que era difícil de apontar exatamente o que era.

Renjun parecia curioso demais sobre tudo ao seu redor, observando com os olhos arregalados, e, ao mesmo tempo, tenso demais, como se estivesse no limite e só esperando por algo acontecer a qualquer instante.

Ele andou para a frente, a ponta dos seus dedos quase tocando na tela da televisão, e então parou e olhou para trás, procurando por Jaemin e esperando a sua reação. Jaemin ligou a TV e Renjun ficava entretido por horas, aconchegado nas roupas antigas de Jaemin que usava e com um cobertor surrado ao redor de seus ombros.

Jaemin sempre gostou de ajudar os outros, algumas vezes chegando ao ponto de se sacrificar e quase se separar em pedaços para atingir o máximo de pessoas que conseguisse. Era algo de sua natureza — ajudar os outros. Renjun não estava machucado ou precisando de alguém para consertá-lo, mas ele parece perdido e era fácil demais para Jaemin deixá-lo ficar.

Renjun não perguntou, não falou nada, mas Jaemin também não mostrou a saída para ele ou questionou o que ele estava fazendo sozinho no meio de uma tempestade de neve. Talvez um dia Renjun falasse para ele. Talvez não. Não importava.

O cobertor estava escorregando dos ombros de Renjun e Jaemin o arrumou. Com o movimento, Renjun se virou da televisão e do documentário animal que estava passando; ele tocou no ombro de Jaemin e então no cobertor ao redor dele. Jaemin apenas balançou a cabeça. Ele não estava com tanto frio assim. Estava tudo bem.

 

*

 

Jeno, com toda a razão, estava surpreso e confuso e apreensivo e meio que surtando, tudo ao mesmo tempo.

— Você tem certeza, Jaem? — ele perguntou, fixando nele um olhar intenso. — Você não o conhece, então o que te faz achar que deixar um estranho ficar com você é ok? E se ele for perigoso? E se ele estiver se escondendo por que fez algo errado? 

Jaemin pensou em dizer o que pensava disso, mas ele se sentiu envergonhado e como se não ia conseguir convencer Jeno apenas com os seus pensamentos. Como ele pode falar que ele sabia que Renjun não era perigoso ou podia machucá-lo porque ele consegue sentir aquilo?

É, e Jeno meio que estava certo — era perigoso demais levar uma pessoa desconhecida para a sua casa. Mas já fazia dias desde que Renjun estava lá e Jaemin sabia que o garoto não machucaria nem uma formiga.

— É um pressentimento — Jaemin acabou dizendo. — Além disso, nada aconteceu até agora.

Jeno respirou fundo.

— Eu não gosto disso. Eu sou seu amigo e eu quero o que é melhor para você… Você sabe disso, né? — Jaemin assentiu com a cabeça. — Eu quero falar com umas pessoas pelo campus e ver se alguém o reconhece. Talvez ele esteja se escondendo de alguém por aqui? Fica tudo ok com você se eu fizer isso?

— Aham. Se isso vai te acalmar, então tudo bem.

— Você tem alguma foto dele? Ah, quando você voltar pro seu dormitório, você pode tentar tirar uma foto dele d…

— Eu te mando uma depois — Jaemin falou rápido, interrompendo-o.

Ele ia ter que passar por várias fotos em sua galeria, várias fotos que foram tiradas no pouco tempo em que ele conhecia Renjun. Não era totalmente sua culpa pelo seu celular estar tão cheio. Ele apenas não parou Renjun quando o garoto descobriu um aplicativo com filtros e estava testando todos eles. Era fofo demais para pará-lo.

 

*

 

Renjun era barulhento, mas ele não falava muito.

Eram mais sons curiosos — ele apontava para algo, fazia um som, Jaemin olhava e respondia. Renjun soltava sons animados e reclamava em grunhidos baixos, suspirando alto, e soltando um barulhinho do fundo da garganta quando estava confuso.

Era estranho à princípio, difícil de entender, mas Jaemin se considerava quase um experto agora; Renjun lhe mandava um olhar e Jaemin só sabia o que ele queria, o que ele precisava.

Havia algumas palavras que Renjun murmurava até ele ficar confiante o suficiente para falar mais e mais.

Era quase como observar uma flor desabrochar, Jaemin pensou. Ainda não totalmente aberta, mas chegando lá com cada dia que passava. Jaemin torcia por ele, celebrava cada avanço dele como se fossem seus próprios.

E era fácil de cair numa rotina assim. Era fácil para Renjun criar um espaço em sua vida e, então, de se aconchegar naquele lugar que tinha criado. Jaemin não o parou em nenhum momento.


Notas Finais


essa fic (originalmente uma oneshot em ingles lá no meu perfil do ao3) é meu bbzinho. estou tentando traduzir e adaptar da melhor maneira possível, e espero que consiga passar a mesma sensação/mood que a original ;;__;;

até mais <3

(se quiserem me achar, tô lá no twitter @ pinkhrj)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...