História Entre aulas - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Drama, Gaasaku, Narusasu, Romance, Sasunaru, Yaoi
Visualizações 481
Palavras 1.097
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OIIEEEE !!!

Mais um capítulo!!!

Capítulo 3 - Plano idiota


Antes

Naruto

 

                - Tem certeza de que isso vai dar certo Sakura-chan? – O loiro perguntou um pouco apreensivo. Tinha procurado a rosada e confessado que estava apaixonado por Sasuke, a amiga foi bem sincera e contou que o  Uchiha era fechado para o amor, pelo que sabia havia acontecido uma coisa muito ruim do passado de Sasuke e o mesmo não tinha a intenção de se envolver com alguém novamente. Em vista disso, Naruto e Sakura elaboraram um plano em que iriam fingir que estavam “interessados” um no outro e quem sabe conseguiriam tirar o moreno na redoma de vidro em que ele próprio tinha se colocado.

                - É claro que sim, tudo que você tem que fazer é fingir que está apaixonado por mim e que precisa de ajuda para me conquistar – Na cabeça da rosada tudo iria acontecer de um jeito bem simples, o Uchiha iria ficar com ciúmes e se declarar para o loiro, e por fim os dois iam ser felizes para sempre, Sakura não negava que era uma fujoshi de carteirinha, por isso tinha que juntar o OTP a todo custo - Toma este celular e liga logo para ele, eu não acordei de madrugada e vim para cá para perder meu precioso tempo...

                - E o que eu digo? – O loiro interrompeu a amiga porque ela estava falando demais, o que só servia para aumentar seu nervosismo.

                - Como assim o que você diz? Vamos seguir o plano – A rosada disse um pouco brava pela lerdeza do Uzumaki, mas, mesmo assim não conseguia esconder a sua animação, se sentia um verdadeiro cupido, apesar de que todos os casais que ajudava não saiam do primeiro encontro, no entanto, tinha certeza de que agora tudo ia dar certo.

Agora

                - Então? – Sakura perguntou com curiosidade, esteve se segurando toda a ligação para não tirar o celular do amigo e estragar tudo.

                - Eu não sei... Ele não parecia muito bem, depois que eu perguntei se ele me ajudaria, sua voz falhou um pouco e estava meio relutante, mas, não tem como voltar atrás, a única coisa a se fazer é levar esse plano idiota até o final – O loiro suspirou com um sorriso triste, não conseguia entender como foi capaz de fazer algo assim, se sua amada mãe ainda estivesse viva, com certeza estaria decepcionada, não era do tipo de pessoa que brincava com os sentimentos dos outros, se Sasuke realmente não estava disposto a ter nada com ele, já que nunca demonstrou, não seria legal praticamente o obrigar a corresponder o seu sentimento. Sentia-se a pessoa mais egoísta do mundo.

                - Como assim plano idiota, ora seu... – E assim Sakura pegou uma almofada e saiu correndo atrás do loiro pelo apartamento, pelo menos o plano idiota tinha lhe dado uma ótima amiga levaria para a vida toda, não tinha dúvidas. Melhor não ter pensamentos tristes agora, no momento a única coisa que poderia fazer era correr o máximo que suas pernas lhe permitiam e fugir de uma rosada em fúria, quem visse a cena por fora iria morrer de vergonha alheia, mas, para os dois estava sendo a coisa mais divertida do mundo.

@@@

                Do outro lado da cidade, estava um Uchiha muito triste agarrado ao travesseiro e pensando em quanto era covarde, não podia evitar, e diante disso iria pelo menos lutar pela felicidade do seu amado, nem que para isso tivesse que ver que os todos os próximos sorrisos radiantes do loiro não seriam para si, se contentaria apenas em observar ao longe em meio as sombras da sua existência como sempre fez, era acomodado e em toda sua vida lutou por poucas coisas, mas, não se arrependia  por nenhuma delas. Aliás, que tipo de encontro será que Sakura gostaria? Apostava em algo bem animado, tinha que pensar em algo bem rápido e contar para o loiro lerdo que provavelmente a levaria para comer ramen, não tinha dúvidas essa seria a primeira ideia do loiro, depois desse pensamento começou a rir baixinho.

                Então, juntou toda sua coragem inexistente e foi se arrumar para dar uma volta, estava um dia bonito e precisava arranjar algo para fazer urgentemente, não iria passar todos os dias confinado em casa, talvez fosse uma boa ideia visitar o túmulo da mãe, mesmo que nunca tenha a conhecido ainda tinha um sentimento acolhedor em seu coração, durante a infância gostava de ir visitá-la , sempre sozinho, mas, para ele não fazia diferença e gostava principalmente de contar tudo o que pensava e sentia para a mãe, não podia ouvir seus conselhos e nem ganhar um abraço apertado quando se sentia triste, no entanto, não havia coisa melhor do que expor seus sentimentos em frente a uma lápide e chorar. Assim não se sentia sozinho e desamparado.

                Algum tempo depois o Uchiha já estava no cemitério em frente ao túmulo de Mikoto Uchiha.

                - Bom dia mãe, tem muito tempo né? Desculpa é que eu estive um pouco ocupado nesses dias - O moreno se ajoelhou frente a lápide com um pequeno sorriso no rosto – Preciso contar tudo o que aconteceu ...

(...)

                - Então foi isso, eu realmente sou muito fraco né? – Sasuke perguntou com um sorriso triste, já sabendo da resposta que não viria.

                - Com licença meu jovem, tudo bem? – O Uchiha só então percebeu que desciam algumas lágrimas pelo seu rosto, rapidamente as secou e olhou para cima encontrando uma idosa com um sorriso acolhedor, o que fazia realçar ainda mais as linhas que o tempo lhe tinha presenteado – Era alguém importante? – A senhora se abaixou na altura do Uchiha e direcionou um olhar para a lápide.

                Com um aceno de cabeça o moreno concordou e a idosa lhe lançou um olhar de compreensão.

                - Sabe, eu tinha uma filha, ela sofria de uma doença grave e sem cura e por conta disso nunca pôde realizar seus sonhos, você tem um olhar parecido com o dela, um olhar de alguém que tem muito que fazer, mas, que tem medo. Não seja que nem minha filha, não deixe que nada o impeça de fazer o que acredita virar realidade, o tempo passa muito rápido meu jovem, não se permita o ver passando e não fazer nada – A senhora disse com uma mão sobre seu ombro, logo se levantando e indo embora.

                O Uchiha olhou para a lápide de sua mãe e com um olhar confiante se levantou e disse um obrigado baixinho para a mulher que já ia ao longe, decidido a não deixar o tempo passar enquanto pelo menos ainda tinha alguma chance.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...