1. Spirit Fanfics >
  2. Entre ballet e karatê >
  3. T2E1 - México

História Entre ballet e karatê - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Oii gente. Sei que demorei com a segunda temporada, mas tá aí o primeiro capítulo. Eu ia postar hoje de manhã, mas teve um imprevisto.

Uma leitora do wattpad me recomendou uma música que tem muito haver com a fanfic. O nome é Moonlight da Grace ValderWaal, o link vai estar no final do cap.
Boa leitura❤️

Capítulo 12 - T2E1 - México


Fanfic / Fanfiction Entre ballet e karatê - Capítulo 12 - T2E1 - México

O voo levou sete horas e meia e eu dormi por todo o período. Quando acordei estávamos prestes a pousar, sentia meus olhos um tanto inchados e eles ardiam pelas lágrimas que eu ainda segurava.

Quando chegamos começava a amanhecer, um carro preto estava à nossa espera para nos levar até o hotel que ficaríamos hospedados. O Las Suites Campos Elíseos. Aquele lugar era simplesmente esplêndido, ficamos com duas suítes já que a Madame Dorothea não é do tipo que economiza dinheiro. Ela ficou com uma e eu e o Isaac com outra.

Lá dentro parecia uma casa, era mais ou menos um apartamento. Tinha um banheiro lindo, com uma banheira e um chuveiro, uma cozinha pequena, um sofá chique e uma TV de tela plana. O segundo andar era aberto, apenas com uma parede de vidro, tinham duas camas e um criado mudo para cada uma e na frente uma cômoda emendada com o painel onde havia outra televisão.

Nós dois largamos as malas e ficamos admirando o local, eu não via a hora de preparar uma das receitas da yaya naquela cozinha maravilhosa e o Isaac não via a hora de experimentar a piscina do térreo.

Nossos ensaios para a apresentação começaram no dia seguinte e teríamos no total cinco dias para nos preparar, isso era mais que o suficiente já que tínhamos em mente a coreografia e a música.

Nosso dia foi completamente livre, ficamos assistindo Netflix até às onze da manhã, então eu fui até o mercado mais próximo, mesmo tento serviço de quarto eu mesma queria fazer nosso almoço de boas vindas a Cidade do México.

Quando estava voltando com as sacolas notei várias pessoas me olhando e sussurrando umas com as outras, era tão óbvio assim que eu era americana? Acho que não.

Quando entrei novamente no hotel, uma garota de mais ou menos a minha idade me barrou.

"¡Eres la chica del torneo!" - Ela falou e eu fiz uma careta - "Desculpe, esqueci que és americana. Eu sou Alejandra." - Ela estendeu a mão, seu sotaque espanhol era tão fofo, me pergunto se eu também tenho sotaque.

"Sou Star. Me desculpe, mas como sabe quem eu sou?" - Apertei sua mão.

"Você não sabia? Todos na companhia estão falando de você." - Então ela era bailarina - "Disseram que uma americana injustiçada viria para a apresentação, ninguém ficou tão alegre, mas quando descobrimos que a bailarina também era lutadora todo mundo ficou curioso."

"Americana injustiçada?" - Foi a única coisa que consegui perguntar.

"Bom, foi isso que disseram no Youtube… e no Facebook… e no Instagram." - Eu abri a boca surpresa.

"Desculpe, eu tenho que ir. Te vejo mais tarde Alejandra!" - Eu fui correndo para o elevador.

Quando entrei no quarto Madame Dorothea e Isaac estavam conversando no sofá, eu larguei as coisas na mesa e sem querer bati a porta com brutalidade. Fui para o andar de cima e voltei com o laptop do Isaac.

"Tá tudo bem?" - Ele perguntou quando eu me sentei no sofá e coloquei o computador na mesa de centro.

Eu não o respondi, entrei no youtube já que estava mais perto na barra de pesquisa do Google. Pesquisei "Americana injustiçada", mas nada relevante apareceu. Novamente digitei "Bailarina americana.", sem resultados. Optei pela última opção "Bailarina lutadora", desta vez tive uma surpresa ao ver meu rosto num vídeo com mais de 500k de visualizações. Madame Dorothea disse alguma coisa, mas eu não prestei atenção.

"E o destaque dessa semana é ninguém menos que a misteriosa americana que foi expulsa de sua companhia." - A blogueira falou, ela não era mexicana isso era óbvio e no fundo do cenário dela pude ver pôsteres de ballet - "Aparentemente Luna Eliza Keene foi atacada verbalmente por uma de suas colegas dançarinas Ashley Sawyer, filha do dono da companhia Leonard Sawyer e da bailarina renomada Natalie Carter."

"Isso é bom ou ruim?" - Perguntei roendo as unhas, ninguém me respondeu.

"Os boatos diziam que Keene teria tido relações sexuais com um dos sócios de Sawyer para conseguir uma vaga na companhia, já que a mesma era, nas palavras de Ashley, era uma mandinga pobretona de Reseda, Califórnia."

"Que merda!" - Isaac falou revoltado.

"O vídeo tem cinco minutos e ela não contou nem metade da história verdadeira." - Madame Dorothea resmungou também irritada.

"... Alguns meses depois de Keene ser expulsa da companhia de Sawyer, o Ballet Folklórico de México recebeu quatorze e-mails e oito ligações do parceiro de dança de Luna, Isaac Lahey. E é nesse momento que a história fica interessante. Segundo Lahey, sua parceira ainda era totalmente virgem e inocente das acusações." - Eu revirei os olhos.

"Precisava dizer que eu sou virgem?" - Perguntei bufando.

"Precisava provar que você era inocente." - Ele respondeu simplesmente.

"O Ballet Folklórico decidiu então romper o contrato com a companhia de Sawyer e receber de braços abertos Luna Keene, Isaac Lahey e sua professora Dorothea Simons, para a apresentação anual de ballet no maior festival mexicano. Mas ainda tivemos mais uma surpresa, nesse vídeo podemos ver um torneio de karatê na Arena Esportiva All Valley" - Um vídeo começou a rodar no canto da tela - "O curioso é que o prêmio de segundo lugar foi para Luna Keene e logo depois de seu, aparentemente amigo, Miguel Diaz vencer o torneio, nós podemos ver um lindo reencontro."

"Eu nem sabia que tinham filmado isso." - Falei vendo o vídeo de eu e o Isaac nos abraçando.

"Como já disse antes, a lutadora se chama Luna Keene, segundo minhas fontes na América os outros dois são Isaac e Dorothea. O que nos leva a pergunta, nossa bailarina injustiçada também é lutadora de karatê? Criem suas teorias e se por um milagre algum amigo da Keene estiver vendo este vídeo, pode nos responder algumas perguntas sobre a nossa garota prodígio?" - E assim o vídeo acabou. Todos ficaram em silêncio até eu comecei a rir alto me jogando totalmente no sofá.

"A Ashley tentou acabar comigo e agora eu sou assunto em todo o México!" - Eu gargalhei contagiando os outros dois.

"Então, vai dar a entrevista?" - Madame Dorothea perguntou quando eu me levantei e comecei a tirar as coisas das sacolas.

"Talvez, mas antes eu quero comer algo caseiro." - Disse sorrindo, eu devia estar chateada, mas estava feliz. Além de ter ganhado o segundo lugar no torneio, eu ainda tinha meus amigos ao meu lado, estava no México com a maior parte da minha família e ainda era famosa no país inteiro graças a uma mimada que tentou me tirar da jogada, isso poderia ficar melhor?

"Tem certeza? Da última vez que tentou fritar um ovo botou fogo na minha cozinha." - Madame Dorothea riu.

"O fogo não passou do fogão e eu aprendi a cozinhar muito bem caso queira saber." - Sorri debochado.

Deixei a comida no fogo e fui checar as mensagens, fiquei surpresa porque eu nem tinha tantos amigos assim. A primeira foi uma mensagem de voz do Robby.

"Luna eu ainda não estou acreditando, minha gêmea vai dançar em outro país!!! Eu estou muito orgulhoso de você, muito mesmo. Confesso que fiquei com um pouco de inveja pelo seu chute no torneio, mas tirando isso eu adorei o resto." - Eu ri ouvindo aquilo - "O horário é um pouco diferente então me desculpe se te atrapalhei em alguma coisa. Eu e a Sam estamos ajudando o senhor LaRusso a reformar o dojo do Miyagi Do, logo teremos mais alunos que o Cobra Kai. Desculpe, não devia ter tocado nesse assunto. Eu encontrei com o papai hoje, eu estava com o senhor LaRusso numa loja comprando parafusos para prateleiras e ele apareceu lá dizendo que sentia muito e que queria ter tido a chance de falar com você antes da viagem. Ele parecia mal, mas sei lá. Me liga quando puder, ok? Não se prenda a Califórnia e muito menos ao Falcão, pega uns mexicanos aí e se divirta. Eu te amo maninha."

Eu mandei um texto enorme para ele, agradeci por tudo e falei um pouco sobre o papai, mas nada além disso. Contei sobre a garota do hotel e sobre o vídeo do YouTube, falei que ia dar a entrevista e explicar aos meus "fãs" o que realmente aconteceu.

Escutei mais algumas mensagens, da Sam, da Aisha, do Bert, de alguns amigos de Chicago e outros da escola. Respondi a todos e então fui ler as mensagens do Miguel.

Recebida: Você mal partiu e eu já estou com saudades. Acho que você viu os stories da Aisha, estamos no restaurante em que você trabalhava. Demetri e a Moon estão com a gente, eu sei o que aconteceu com ela e o Falcão, mas foi um mal entendido, tenta falar com ele depois. Esse lugar tá muito chato sem você, não quero comemorar uma vitória sem a minha melhor amiga, e além disso a Samantha me bloqueou, eu queria dar os parabéns pela luta, mas deixa para lá. E falando em luta, o que rolou com o Xander Stone? Vocês quase se beijaram no tatame e eu vi os sorrisinhos quando você foi falar com ele antes de ir embora. Quando estiver livre me liga tá bom? Eu quero saber mais sobre o festival, o Isaac e aquele vídeo do YouTube. Não sei se você já viu, mas por aqui todos da escola já estão sabendo, o que vai fazer em relação a isso? Mil beijos, Miguel.

Ele realmente tinha caprichado no texto, acabei mandando uma mensagem curta dizendo que logo iria ligar e explicar tudo. Agora com o pessoal da escola sabendo sobre os boatos eu com certeza iria dar a minha entrevista e a minha versão da história.

Ashley Sawyer que me aguarde, porque eu vou dizer tudo o que tiver vontade, assim como ela fez. A diferença é o que eu vou falar, será a verdade.

"O que é isso?" - Isaac perguntou quando eu servia comida.

"Locro de papas." - Respondi.

"É mexicano?" - Dorothea perguntou sorrindo.

"Equatoriano" - Eles me encararam e eu ri.

"Certo, vamos mostrar ao mundo como está sendo a nossa viagem" - Isaac ergueu uma sobrancelha e pegou o celular. - "Parece que além de bailarina e lutadora nossa Star também é cozinheira!" - Eu ri enquanto ele gravava os stories. - "Você é simplesmente incrível garota"

"Sou incrível, mas não aprendi nada disso sozinha" - Sorri e dei de ombros - "E quanto a comida, isso é receita da senhora Rosa Diaz" - Eu mostrei o prato para a câmera.

"Me lembre de agradecer a ela pessoalmente" - Madame Dorothea disse quando provou a receita, eu sorri e continuamos comendo, dessa vez sem a presença de uma câmera.

Depois de almoçar, Dorothea e Isaac foram passear pela vizinhança. Eu limpei a cozinha e me joguei no sofá, entrei novamente no YouTube e consegui o número da blogueira, ela era americana, mas se o vídeo bombou tanto no México é porque ela devia ter alguma influência aqui.

"Stacy Grimes, posso ajudar?" - Ela atendeu distraída.

"Eu sou Luna Keene, acha que podemos nos encontrar?" - Fui direto ao ponto, não queria mais enrolação, até porque amanhã meus ensaios começaram e eu não preciso de mais distrações.

"Uau! Caramba é você mesmo! Bom, é claro que podemos nos encontrar. Você está no Lá Suites Campos Elíseos não está?" - Ela ficou animada quando eu falei meu nome.

"É eu estou aqui. Podemos nos encontrar naquele parque perto daqui?"

"Agora, tipo agora mesmo?!" - Escutei ela derrubando algo e xingando baixinho. - "Quer dizer, sim! Te encontro lá em uma hora."

"Até lá então." - Desliguei.

Peguei novamente o laptop e chequei as mensagens, revirei os olhos ao ver que uma delas era do Kyler. Apaguei mesmo antes de ler. Entrei no Skype e liguei para o Miguel.

"Achei que tivesse trocado o equatoriano por um mexicano qualquer." - Ele sorriu quando atendeu.

"Você é muito inseguro, sabia?" - Eu falei rindo - "Tô atrapalhando?" - Perguntei quando vi a porta do dojo atrás dele.

"Não, o treino só começa daqui a pouco. Como está aí?"

"Seria melhor com você o Robby aqui. Falando nisso, foi mal pelo que ele fez no torneio."

"Relaxa, nem doeu tanto." - Ele fez uma careta e eu gargalhei.

"Eu vou me encontrar com a garota do Youtube em alguns minutos. Vou contar o que realmente aconteceu."

"Você nunca me contou o que aconteceu." - Seu rosto ficou sério e preocupado ao mesmo tempo.

"Eu nunca contei para ninguém. Por isso o jogo virou contra mim." - Expliquei. Ele ficou em silêncio por um tempo - "O que você quis dizer quando falou que o que rolou entre o Falcão e a Moon foi um mal entendido?" - Ele abriu a boca para falar.

"El serpiente!" - Ouvi outra voz no fundo. Falcão mudou totalmente sua expressão alegre quando me viu pela tela do celular do Miguel.

"Parece que viu um fantasma" - Brinquei mas os dois continuaram sérios como se algo estivesse muito errado e eles soubessem de alguma coisa - "Aconteceu alguma coisa não foi? O que estão escondendo?" - Fiquei preocupada.

"N-não é nada" - Eli gaguejou.

"Não, é alguma coisa! Você está me olhando estranho desde o torneio e o Miguel fica pior quando eu digo seu nome."

"Luna é melhor vocês conversarem quando você voltar." - Miguel falou. Eu semicerrei os olhos e ajeitei minha postura no sofá.

"Eli o que você ia me perguntar ontem?" - Perguntei baixo, por favor que ele respondesse o que eu estava pensando.

"E-eu… eu ia… Star eu ia…" - Ele não conseguiu completar a frase antes da Lawrence aparecer.

"O que estão fazendo aí? Entre logo vamos!" - Ele gritou abrindo a porta do dojo.

"Merda! Me falem o que está acontecendo ou eu volto para os Estados Unidos hoje mesmo!" - Falei já irritada.

"Luna, me promete que vai ficar aí. Faça a sua apresentação e se divirta. São apenas mais seis dias, depois você volta e eu te falo a verdade." - Falcão disse tomando o celular do Miguel e desligando a chamada.

"ELI! MERDA! MIGUEL!" - Gritei pra tela como uma idiota, mesmo sabendo que eles não me responderiam. Por que estavam estranhos? Caramba eles ganharam o torneio e eu realizei meu sonho, mas eles ainda estavam mentindo para mim e eu tenho certeza que envolve eu, o Eli e a Moon.

Aquilo martelou já minha cabeça por vários minutos, decidi esquecer, pelo menos por seis dias como o Eli pediu. Me joguei no chuveiro desejando que todos os pensamentos fossem embora pelo ralo. Me arrumei e fui para o parque com o sorriso mais sincero que consegui colocar no rosto.



Notas Finais


Espero que tenham gostado, mas sinceramente eu achei esse cap meio sem sal kkkk mas vai ficar bem interessante ainda.
Amanhã vou postar o cap 2.

Pessoas lindas me tirem uma dúvida, vcs querem um acidente trágico envolvendo a Star? Ou só o do Miguel tá bom? Kkkk. Quero saber porque eu tenho duas versões para o final da temporada e não consigo decidir qual é a melhor. Respondam pleasee ❤️❤️

Link da música: https://youtu.be/06mZnHMviZI


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...