História Entre Batalhas - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Albafica de Peixes, Atena (Sasha), Manigold de Câncer, Sísifos de Sagitário, Tenma de Pégaso
Tags Cdz, Lost Canvas, Romance, Saint Seiya
Visualizações 22
Palavras 351
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura! <3~

Capítulo 1 - Prólogo: Guerra e dor.


Fanfic / Fanfiction Entre Batalhas - Capítulo 1 - Prólogo: Guerra e dor.


A Santa Guerra demandou por importantes vidas; por personalidade únicas e por cavaleiros que nunca poderiam ser substituídos ou deslembrados. Entre batalhas, lamentei a morte dos prateados, e também o fardo sobre os ombros dos cavaleiros remanescentes.


Tenma sofre por Alone, por todas as mortes e desolação causada por seu amigo ── por meu irmão. Compartilhamos a mesma dor, a mesma angústia. O mestre Sage, embora não externe, carrega consigo uma ambição, a qual vale mais do que sua própria vida. E El Cid, o mais fiel cavaleiro, tenta incansavelmente superar-se e obter a perfeição.

Tantas determinações e agonias {...}
Contudo, os humanos ── somente os humanos ── tornam-se fortes em prol da amizade e do amor; são capazes de transpassar quaisquer obstáculos. E, em meio à armagura, eu sorri com a minha escolha ── a escolha de preservar essa sublime existência.


{. . .}

Estava escuro, estava frio e eu não conseguia adormecer. A essência de Alone esvaía-se a cada minuto e Tenma estava distante ── tentanto pôr um fim à guerra. Dedilhei a pulseira de flores a adornar meu pulso e sentei-me na beirada da cama, fitando a imensa porta diante de mim. Há tempos não pressentia o cosmo de Sisífo do outro lado, zelando por meu sono e por mim. A culpa estava censurando-o juntamente ao arrependimento de privar-me da infância em companhia à Pégaso e meu irmão.
Porém, não há culpado; não existia outro destino.


Sinto falta de sua proteção ── embora continue me protegendo de longe. Minha humanidade ── capacidade de sorrir, de sentir-me viva e quente ── está se perdendo {...} mas não aqueles sentimentos, tão confusos e inéditos, que somente o cavaleiro de Sagitário desperta em mim.

O quão egoísta fui ── sou ── por conhecer seu sofimento e nunca consolá-lo?
{...} Sinto muito, Sísifo.

Uma lágrima ousou escorrer, mas imediatemente fora secada. Sem Alone, Tenma e Sísifo ── principalmente Sisífo ──, não existia mais espaço para a assustada e duvidosa Sasha. O Santuário e as condições requeriam por Atena. E novamente, repousei sobre a cama para descansar sem ninguém zelando por meu sono.
 


Notas Finais


É só uma pequeno prefácio do protagonista, inserindo os sentimentos e a visão da Sasha acerca a Guerra Santa.
Os próximos capítulos serão mais cheios e melhores, prometo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...