1. Spirit Fanfics >
  2. Entre Cães e Gatos >
  3. Min Yoongi é meu novo amigo

História Entre Cães e Gatos - Capítulo 1


Escrita por: e hwannievih


Notas do Autor


AVISO: nada entre Yoongi e Taehyung, apresentados como adolescentes/crianças, deve ser levado para o lado sexual. NÃO existe romantização de envolvimento de menores.

boa leituraaaa 🥰

Capítulo 1 - Min Yoongi é meu novo amigo


Uma vez, meu papai me disse que ele coloca gasolina no carro ‘pra fazer ele andar. Eu perguntei como, e ele respondeu que aquele líquido fedorento vira energia, e que por isso é importante abastecer. Mas eu ainda não entendo. Como um líquido vira energia, se eu não posso jogar água nas tomadas da casa? Não era mais fácil fazer os carros que nem o celular, que fica carregado depois de botar no carregador?

Adultos são meio estranhos, e por isso eu prefiro crianças. Elas são mais fáceis de entender.

Bom, tudo começou com o meu pai e a minha mãe. Eles se apaixonaram e tiveram a mim. Olá, meu nome é Kim Taehyung, tenho dez aninhos e sou um adulto, já. O número dez tem dois dígitos, e não apenas um, o que quer dizer que eu sou sim um adulto, e se você pensava o contrário, acabou de ser destruído por causa dos meus argumentos.

Minha mamãe me disse que eu sou muito mais inteligente do que pareço, e eu amo muito ela, então isso deve ser verdade. Ela também disse que tem medo que eu cresça, mas como vou proteger a minha família dos homens maus se estiver ainda pequeno? Às vezes mamãe não pensa em toooodas as coisas que podem dar errado, então eu tenho que fazer isso por ela. Bom, pelo menos isso ajuda. Uma vez, ela estava lavando os pratos, mas os da última lavada ainda estavam na pia. Eu peguei eles, sequei e guardei, e mamãe disse que não seria nada sem mim.

Tenho um cachorrinho muito elétrico, e o nome dele é Yeontan. Fui eu quem escolheu, o nome e o cachorro, e papai diz que eu sou mais parecido com Tannie do que com ele. Yeontan é meu melhor amigo porque não tem muitas crianças no meu bairro. Na verdade, acho que eu sou a única criança do meu bairro.

Hoje, mais cedo, um carro grande demais parou na frente da casa de fantasmas e o cara que pilotava o carrão desceu ‘pra ajudar outros dois adultos a colocar vários móveis ‘pra fora. O carro estava fazendo filhotes?

Minha prima me disse que os bebês vêm do buraco mágico que uma mulher tem, então aquele carro grande deveria estar mesmo criando aqueles móveis. Acho que era fêmea, não sei. Era um carro parecido com… eu não sei explicar, mas ele era realmente muito grande e muito velho.

Agora, eu estou em cima do tapete da sala com meus bonecos de ação. Minha mãe está batendo as panelas de novo, na cozinha, e isso está me incomodando faz tempo. Meus ouvidos de criança doem e tenho medo de ficar surdo. Largo o Max Steel e o Ranger vermelho no tapete e ando até a porta da cozinha, fico perto de mamãe e dou um puxãozinho em sua saia duas vezes. Ela me olha e sorri.

— Que foi, bebê?

— Você pode parar de fazer barulho? O Max não consegue bater na amoeba se tiver panela batendo.

— E por que o Max está batendo na amoeba?

— Porque ela engoliu o Ranger vermelho. — Ela faz uma careta nada engraçada ‘pra mim e volta a fazer barulho.

— Eu estou cozinhando, filho. Você precisa comer para se tornar um homem forte e corajoso quando crescer.

— Mas você não disse que não queria que eu crescesse?

— É porque você vai ser independente se isso acontecer, Taehyung.

Independente…? É aquela palavra que papai usa sempre que quer repreender minha irmã. Ele diz que ela só vai ser independente quando sair de casa ‘pra nunca mais voltar. Eu não quero sair de casa ‘pra nunca mais voltar.

— Eu não quero ser independente — digo, mostrando-lhe minha arma mais mortal: o biquinho e o olhar choroso.

E não quero mesmo. Deve ser horrível morar sozinho. O silêncio me dá medo, mas não posso dizer isso ‘pra mamãe, ou ela vai pensar que sou medroso.

— Ah, você quer sim. Só está indeciso porque é pequeno ainda. Agora vai brincar com seus bonecos, vai, mamãe está ocupada.

— Mas você está fazendo barulho e o Max não consegue bater na amoeba com barulho de panela batendo.

— Então vai brincar lá fora. Simples assim.

Lá fora? Na lama? E sujar minha roupinha linda? Essa mulher ficou maluca de vez, só pode!

Antes que eu pudesse dizer algo contra ela, mamãe pega minha mão e me leva para fora de casa com Yeontan. Eu fui expulso da minha própria casa? Quem ela pensa que é ‘pra fazer isso comigo?

‘Tá, eu sei que ela é minha mamãe e que me colocou no mundo, mas isso não é justo! Eu nem pedi ‘pra nascer e ela fez o buraco mágico funcionar porque quis.

— Ralph — digo, imitando o latido de Tannie e recebendo uma resposta. Ele está feliz, mas quer correr, então eu coloco ele no chão e começo a ir atrás dele para brincar de pega-pega.

É legal correr com Yeontan, mas, às vezes, ele dá meia-volta e me morde. Isso é ruim porque machuca, mas eu perdoo ele em todas as vezes que faz isso, afinal, é assim que amigos fazem.

Tannie não vai muito longe. Só atravessa a rua e para na frente da casa fantasma que o carro grandão parou mais cedo. Tem um menino sentado num dos três degraus da porta de entrada. Ele é adorável. Tanto que emociona, mas eu me contenho porque mamãe disse que homem de verdade não chora e que isso é coisa de menininha.

Quando eu perguntei o que são coisas de menininha ‘pra ela, não entendi a resposta, mas acho que tem algo a ver com “sensível” e “dramático”.

Yeontan corre ‘pra longe de novo, mas dessa vez eu fico. Vai que eu consigo um novo amigo?

— Olá, meu nome é Kim Taehyung, tenho dez anos e sou um adulto. Quem é você?

— Você, um adulto? Que legal — ele diz, abre um sorriso pequenininho e se levanta. — Oi, meu nome é Min Yoongi, tenho doze anos e sou um ancião.

Ele fez piada com a minha vida adulta? Gostei dele.

— Por que você está aqui sozinho?

— Eu meio que acabei de chegar. Não conheço ninguém aqui.

— Não sabia que eu era ninguém. Uau! — Yoongi hyung começou a me olhar como quando os adultos olham ‘pra mim quando digo algo genial, segundo minha mamãe. Mas eu nunca entendi essa reação. Eu só digo a verdade.

— Yoongi hyung, você quer ir brincar comigo de Power Ranger?

— O que é Power Ranger?

Eu diria que ele não podia mais ser meu amigo por não saber o que é isso, mas não moram muitas crianças nesse bairro, então é melhor não arriscar perder essa oportunidade. Parece que vou ter que assistir todos os episódios de Power Ranger de novo, mas com meu novo hyung.

Ah, que vida triste essa minha!


Notas Finais


views em ego aaaaa próximo capítulo sai amanhã mesmo

capa por: @peartae
betagem por: @inrealspace
avaliação por: @desapaixone

valeus pessoas :3 vocês são >8000


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...