1. Spirit Fanfics >
  2. Entre Cães e Gatos >
  3. Min Yoongi é um menino

História Entre Cães e Gatos - Capítulo 3


Escrita por: e hwannievih


Notas do Autor


boa leitura :3

gente o yoongi tem 12, o tae tem 10, e tem NADA sexual entre os dois pelo amor de DEUS

Capítulo 3 - Min Yoongi é um menino


Tenho uma foto de Yeontan guardada dentro do caderno que levo para a escola. Esse cachorro é meu melhor amigo.

Sobre a guerra dentro de casa, tudo se resolveu bem. Uma tia por parte de mãe apareceu lá, alegando que minha noona tinha ido na casa dela para lhe contar o que houve. Titia disse umas poucas e boas na cara dos meus pais e admito que senti pena deles. Ela chamou eles de hipócritas, homofóbicos e ingratos, disse que eu conseguia ser mais maduro que eles dois juntos, mas não entendi o motivo disso ser uma afronta a eles. Ela também falou que a atitude que eles queriam tomar por causa de algo tão fútil — não me pergunte o que essa palavra significa, porque eu não sei — só deixava claro que eles não estavam prontos para essa vida de matriarca e patriarca. Também falou que eles deveriam tentar ser muito tolerantes com os próprios filhos, porque são dois seres humanos, que vivem, sentem dor, sorriem e tem opiniões diversas, e mais um monte de coisas que eu não entendi.

Sem mas, ela só garantiu que minha noona não seria colocada ‘pra fora de casa — graças ao bom Deus — e que nós dois poderíamos tomar nossas próprias escolhas importantes, como coisas que vão definir nosso futuro, porque isso não está nas mãos deles. Meio que eles não tem bola de cristal para saber como eu e minha noona faremos sucesso na vida, e eu fiquei feliz por ela mudar um pouco a cabeça deles.

Apesar de ainda ser muito pequeno, ela me falou que eles estão moldando demais meus pensamentos, me fazendo pensar que sou superior que as mulheres e que deveria ser o “homem da casa”, o que protege a família de tudo e todos. Perguntei ‘pra ela o porquê de isso ser ruim e ela respondeu:

— Você não pode ser o único a lutar por sua família. Todos tem que dar um pedacinho de si próprio para que nenhuma coluna caia.

Eu realmente não entendi essa parte, mas ela me disse que descobriria quando fosse mais velho.

Bom, acho que estou pronto ‘pra amadurecer junto com os meus dois dígitos.

A minha tia trabalha com algo do tipo “mente”, não entendo bem, mas ela faz as pessoas pensarem e é muito inteligente. Quando ficamos sozinhos, perguntei ‘pra ela o que deveria fazer com Yoongi hyung, porque tinha realmente ficado magoado com o apelido que deu ao Tannie, e ela me disse que era ‘pra conversar com ele, que Yoon não sairia correndo ou me jogaria pedras só por ser diferente dele.

É exatamente isso o que estou planejando fazer agora. E daí se estou na escola?

Pego o meu estojo de canetas antes de ir procurar meu hyung, ou os meninos iriam roubar tudo, e sai da sala. Acho que foram necessários apenas uns poucos minutos para achar ele lendo.

Desde quando Yoongi lê?

Espera… Desde quando ele sabe ler?

Acho que isso não importa muito. Ando até ele e empurro o livro um pouco ‘pra baixo, ‘pra não assustar ele, e Yoongi parece ficar meio surpreso por me ver. Sei que sou lindo de morrer, mas não precisa ficar gastando minha fonte de beleza.

— Se olhar por mais tempo, a minha beldade vai gastar.

— E desde quando você sabe o que significa “beldade”?

— Mamãe diz que eu sou uma beldade, então deve significar algo bom. — Me sento ao seu lado. Titia disse que eu deveria conversar com ele, mas sobre o quê? — Então você não gosta do Tannie, não é? — Abaixo a cabeça, meio triste por isso, porque todo mundo, menos Yoongi, ama meu cachorro.

— Só não sou fã de animais muito agitados, mas você pode me ensinar a gostar do seu cachorro. Ele parece gente fina.

— Ele não é gente. É cachorro!

Até que meu hyung não é uma pessoa tão horrível por não gostar de cachorros.

{...}

Eu não sabia que o hyung tinha um gato e também não sabia que é tão gostoso afofar um. Caso você também não saiba, é realmente gostoso fazer carinho no gato! Eles ficam ronronando e é meio estranho sentir o peito deles tremendo por causa disso, mas é gostoso também. Meio que os cabelos do gato fazem mais carinho na minha mão do que eu realmente acaricio ele.

Estamos eu e Yoongi dentro da barraca de campo que o pai dele montou no quintal dos fundos, e Shiro e Yeontan estão aqui, junto com a gente. Descobri que meu cachorro também adora gatos, mas o de Yoongi hyung é meio agressivo com ele. Algum dia ele vai se acostumar com a cara linda do meu cachorro, tenho certeza.

— Por que estava chorando semana passada?

E ele ainda lembra?

Se fosse eu, teria esquecido faz… uma semana. Na verdade, não ligaria tanto, mas parece que Yoongi liga. Achei fofinho da parte dele, mas não sei porquê.

— Meus pais ficaram com raiva porque minha irmã dá beijinhos e abraços em meninas e tem uma namorada.

— E por que você estava chorando?

— Porque eles começaram a dizer que não era ‘pra eu seguir o exemplo dela.

— Tipo, não dar beijos e abraços em meninas? — ele diz e franze a testa.

— Quase isso. Também não entendi, mas não importa mais. Minha noona vai ficar em casa e minha tia já conversou com eles.

— Então está tudo resolvido, certo?

— Sim, Yoongi hyung! — E abro um sorriso para ele, reafirmando o que acabei de dizer. Ele sorriu também, e achei mais fofo ainda os seus dentes miúdos ao redor dos lábios fininhos.

Pensando bem, acho que ele poderia ser confundido com leite bem facilmente. Meu hyung é realmente muito branco.

Inspiro e expiro, como os desenhos e filmes de drama falaram ‘pra fazer, e faço carinho no gato de Yoongi. Ele fecha os olhos e faz aquele barulhinho esquisito de novo.

Não se preocupe, o Shiro não está doente. Yoon hyung me disse que isso é normal dos gatos. Muito louco, não é? Meu cachorro não faz esse barulho.

— Hyung — chamo e ele murmura um “hm” de volta. — O que você estava lendo?

— “O Pequeno Príncipe.”

— Parece coisa de menina.

— O que é coisa de menina?

— Eu não sei. Só sei que parece.

— Você é estranho. — Então ele se deita, com sua cabeça em cima dos braços. — Gosto de você por isso.

Essa segunda frase me fez pensar mais do que deveria e tudo por causa da confusão que teve semana passada. Minhas perguntas acabaram por ficar sem resposta e eu realmente não sei porque quis tanto elas. São idiotas e saber a resposta delas não vai mudar nada em mim, não é?

Me deito também, ao lado do hyung, na mesma posição, só que olhando para ele. Juro que tentei achar alguma coisa nele que mostrasse que ele estava entrando na puberdade, como espinhas ou pelos pelo corpo, mas não encontrei. Só há uma pele que lembra leite, um nariz pequeno, olhos menores ainda, e… Bom, tudo em Yoongi hyung parece ser pequeno, e por isso ele sempre parece ser tão fofo, mesmo com raiva. Analisei seu cabelo e descobri que Yoon é meio preguiçoso, porque os fios de sua cabeça estavam muito bagunçados e até um pouco sujos.

Como ele consegue?

Se fosse eu, iria correr pro banheiro ‘pra lavar a cabeça. Não gosto de saber que estou sujo e isso é culpa da minha noona, que disse ‘pra mim que, se eu não me limpasse bem, se ficasse todo emporcalhado, muitas baratas iriam entrar na minha boca e plantar ovos. Tenho medo de baratas até hoje por causa dela. Noona malvada

— Yoongi hyung, você já beijou alguma vez? — Ele parece me ouvir, mas fica ainda mais branco por causa da pergunta repentina.

— Eu já disse que você é estranho?

— Já — respondo. — Mas também disse que gosta de mim por isso.

— Você é um demôniozinho, Kim Taehyung — afirma, se virando ‘pra mim. — Mas não.

— Não, tipo, nunca beijou? Mesmo?

— Mesmo, mesmo.

— Como deve ser a sensação? — pergunto, tentando achar na memória algum beijo que tivesse visto na tevelisão, mas sem sucesso. Lembro que minha mãe sempre tapa meus olhos quando estou perto de ver esse tipo de cena.

— Não sei — diz a voz de Yoongi e eu volto a olhar para ele, ainda curioso sobre o assunto. — Por quê? Você quer tentar?

Arregalei levemente os olhos, mas não em surpresa. Estava mais confuso do que qualquer outra coisa, na verdade. Como é um beijo? É tipo aqueles que mamãe e papai dão em minhas bochechas?

Deve ser isso. Então não é nada demais.

— Eu quero! — digo e abro um sorriso, logo me sentando. Yoongi repete minha ação, mas fica de frente ‘pra mim, e eu me pergunto o que fazer. Meu hyung fecha os olhos e inclina um pouco a cabeça, e eu, ainda confuso, dou de ombros e encosto minha boca na sua bochecha, fazendo um estalo muito alto porque gosto do barulhinho.

— Ah, adorável! — ele diz e eu volto a ficar muito confuso. Eu fiz errado?

Como se ele soubesse ler mentes, me manda fechar os olhos — obedeço por falta de opção — e, poucos segundos depois, sinto a boca de Yoongi na minha. Abro os olhos, encontrando os dele fechados e sentindo meu coração se acelerar por causa da sensação.

É estranho como o Shiro.

A boca de Yoongi é meio gelada, talvez porque bebeu água agora a pouco, e também é muito macia. Eu gostei.

Não demora muito mais que isso para Yoongi hyung se afastar, fazendo nossas bocas fazerem o estalinho que eu gosto de ouvir, só que… Ah, o som era um pouquinho diferente. Só que continua sendo um som gostosinho de ouvir. Ele abre os olhos e, ao ver os meus já abertos, sorri. Não entendi o motivo, mas sorri também. Shiro e Yeontan estavam no sexto sono faz tempo, então tivemos que nos conter ‘pra não gargalhar.

Por que isso é tão engraçado?


Notas Finais


último capzinho ): e aí? o que acharam?

fico muito feliz a todo mundo que me acompanhou até o último capítulo, vocês são incríveis :3 @galaxiataegi: sou penetra, isso me lembrou o meu primeiro beijo, foi com uma menina e eu havia lhe perguntado como seria beijar ?????KKKKKKK desculpa precisava comentar

até!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...