História Entre citações e poemas - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Citações, Poemas, Textos
Visualizações 6
Palavras 251
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Nudez, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Para isso, me inspirei num vídeo que assisti a pouco tempo, é como uma metáfora, para alguém que conserta os corações, que conserta corações quebrados, partidos, destruidos, pisoteados, alguém que todo mundo busca para consertar o seu grande ou pequeno, frio ou quente, coração partido

Capítulo 7 - O artesão de corações


Fanfic / Fanfiction Entre citações e poemas - Capítulo 7 - O artesão de corações

O artesão de corações

Olá! Querido artesão de corações, que mora no final da rua, como está? Bem... acha que poderia consertar meu coração? Ele não estava muito bem, sentia dores, fazia meus olhos se enxerem de água... será que essa água é o óleo do coração? Querido artesão de corações, eu sei... eu sou só a garota que vende corações, mas... poderia consertar o meu coração? Eu estava andando com ele ao meu lado, como sempre fazíamos todo final da tarde, como fazíamos de costume, eu voltava antes e ele voltava mais tarde, até que eu vi ele com outra garota, desde então, esse coração ficou assim...acha que ele está muito danificado? O tempo está passando, e eu não consigo amar com o meu coração desse jeito, bom... de qualquer jeito, deixarei você cuidar dele, dê o seu melhor, por favor, tome bastante cuidado com ele, querido artesão. Amanhã lhe trarei um bolo, é o mínimo que posso fazer para quem está consertando o meu coração, eu tenho uma pergunta... se algumas partes vitais da função “Amar” faltarem, significa que eu nunca mais poderei amar novamente? E então, eu voltei no dia seguinte, “Você consertou! Que incrível! Eu consigo sentir o meu coração transbordando de amor” foi o que te disse, e sai pulando, como se o chão fosse um Arco-Irís, percebi que não tive a oportunidade de agradece-lo, por isso, por meio disto, eu venho lhe agradecer pelo o que fez em meu coração, obrigada, caro artesão de corações



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...