1. Spirit Fanfics >
  2. Entre fotos e amores - Cravity >
  3. Entre acampamentos e músicas perto da fogueira

História Entre fotos e amores - Cravity - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


• Oi , gente ! Tudo bem com vocês ? ❤ Espero que sim 😊
• Tenham uma boa leitura e leiam com calma porque ficou bem grandão ksksks 💗

Capítulo 14 - Entre acampamentos e músicas perto da fogueira


Quando o acampamento foi anunciado , causou uma grande repercussão entre os alunos — que adoraram a notícia . Oa alunos já haviam participado dos mais diversos passeios , mas nunca chegaram a fazer um acampamento . 

O acampamento duraria em cerca de três dias , respectivamente em uma sexta , em um sábado e terminando num domingo de manhã . As turmas foram dividas por sorteio , então seria uma mistura de todos os alunos , desde os sextos anos até os terceiros . Mesmo indo nos mesmos dias , os lugares seriam diferentes para os grupos ( para ficar mais fácil de os professores cuidarem dos alunos ) . 

Infelizmente , muitos amigos foram separados . Um exemplo foi o trio : Eunhee , Seongmin e Taeyoung . O mais novo teve seu nome sorteado para ir no grupo número 1 , então ele ficaria separado dos outros dois que iriam no grupo número 3 . 

O diretor Park fez questão de deixar Serim separado de Jungmo , mesmo tendo que se intrometer e jogar sujo para que isso acontecesse . Ele ainda estava frustrado com o pepero game e não queria que aquele tipo de coisa acontecesse de novo . Serim estava lhe dando uma dor de cabeça insuportável .

Na quinta-feira , um dia antes do acampamento acontecer , as malas de todos os alunos que iriam já estavam arrumadas com tudo que eles precisariam para aquela hora de entretenimento . Todos estavam animadíssimos , não viam a hora de cantarem músicas perto da fogueira e se encherem de bobagens .

Os pais estavam um pouco preocupados , eles confiavam em seus filhos , mas acampamentos não tinham uma boa fama . A maioria dos pais só aceitaram pela insistência de seus filhos , que diziam que o acampamento seria uma experiência nova e inesquecível para eles . Mas eles já haviam aceitado e o passeio já estava prestes a acontecer , então ,  só restava eles confiarem em seus queridos filhos e orassem para que eles ficassem bem nesses três longos dias .

Foi naquela manhã de sexta-feira que a agitação começou .

“ Vai com Deus ! ” 

“ Filho , tem certeza que quer ir ? ”

“ Já estou com saudades ... ”

“ Leva um casaco . Eu vi a previsão do tempo , e parece que vai chover . ” 

“ Juízo , filho . Juízo ... ”

“ Me mantenha informada , e isso não é um pedido ! ”

A preocupação dos pais , tios , avós e irmãos era a mesma .

Os adolescentes estavam se sentindo livres , seria um dia e tanto ! Sem pais , sem broncas e sermões , somente professores que cuidariam deles por alguns segundos e depois ficariam mexendo no celular . Seria perfeito !

Quando o primeiro ônibus chegou , os alunos que eram do grupo 1 entraram com orgulho — e alguns , com um pouco de drama .

— Anda logo , Seongmin ! O seu ônibus já chegou ... — disse Eunhee , tentando se separar de Seongmin que a abraçava fortemente e não queria sair .

— M-min , a professora v-vai ficar brava com v-você . — Taeyoung encarava a professora responsável pelo grupo 1 , que estava de braços cruzados e com uma cara não muito boa .

— Já vou , já vou ... — Seongmin finalmente se soltou e olhou para Taeyoung com um biquinho triste e , então desabou a chorar enquanto o loiro acariciava suas costas tentando relaxar o pequeno chorão . — Vou sentir saudades .

— Talvez a gente até se encontre lá , Seongmin . — disse Taeyoung , desse vez sem gaguejar . 

— Acho difícil . — o Ahn se soltou ao escutar o grito da professora lhe chamando . — Eu me divirto muito mais com vocês dois . E lá eu vou estar sozinho . — o garoto brincou com os botões do sobretudo de Taeyoung , que estava triste pelo seu amigo .

— Ei , Minnie . — Eunhee aproximou-se mais do garotinho emotivo . — Taeyoung e eu estamos tristes que ficaremos separados , mas não queremos que você não aproveite o acampamento por estar pensando em nós . — ela bagunçou os cabelos compridos do Ahn , que não parava de chorar . — No final iremos todos nos encontrar , lembra ? 

O Ahn assentiu balançando a cabeça e limpando seu rostinho molhado com a palma da mão .

— Eu só quero que você se divirta muito , meu bem . — Eunhee concluiu e o garoto forçou um sorriso compreensivo .

— Já acabou o showzinho , Ahn ? — disse a professora , que tinha observado tudo . — Vamos , mocinho . Só falta você . — ela ofereceu sua mão e o garoto aceitou após dar um último abraço em seus amigos .

Quando Seongmin entrou no ônibus e o ônibus partiu , Eunhee e Taeyoung se entreolharam sorrindo pela fofura do mais novo . O Ahn era a criaturinha mais adorável do mundo , e seus amigos faziam tudo para deixá-lo feliz . Estavam tristes pela separação ( mesmo que somente por três dias ) , pois Seongmin era o que estava mais animado com o acampamento e já havia planejado uma rotina divertida para ele e seus amigos . O garoto ficou frustrado quando descobriu que seria de outro grupo , chegou a implorar para o diretor mudá-lo para o grupo de Eunhee e Taeyoung , mas o diretor disse que seria injusto com os outros colegas e deixou as coisas como estavam — para a tristeza do Ahn .

— Ah , estou tão mal pelo Min . — Eunhee se sentou no chão, esperando o ônibus de seu grupo chegar .

— Eu também , noona . — concordou Taeyoung , apoiando seu rosto no ombro da mais velha e inflando as bochechas .

Os dois haviam se aproximado muito desde que o garoto deixou — um pouco — a timidez de lado . Ele ainda era acanhado com algumas coisas e ainda gaguejava constantemente , mas mudou sua postura com Eunhee . Antes , o loiro só abraçava a garota quando Seongmin estava por perto . Agora ele já abraçava a garota sem precisar da presença do Ahn , mas ainda perguntava se podia fazer tal ato . A amizade deles estava cada vez mais forte , e um deles estava confuso com seus sentimentos . 

Quando o ônibus do grupo 2 chegou , a ansiedade dos dois amigos aumentou ainda mais , eles eram os próximos . Os dois ficaram observando os alunos entrarem no ônibus em fila , e Taeyoung notou a inquietação de Wonjin , que não parava de olhar para eles , ou melhor , para ela .

— Noona . O Wonjin não para de olhar pra você . — contou .

Eunhee , com as bochechas coradas , apenas respondeu :

— A-ah ... ah , é ?

— Uhum . — o loiro assentiu e Eunhee engoliu em seco . — Ele gosta de você , não é ?

Eunhee hesitou em responder , ela não sabia direito o que dizer para o amigo curioso . Ela nem sabia o que ela mesmo sentia , quem dirá os sentimentos de Ham Wonjin. 

— Ah , Youngtae ... — brincou com o nome do loiro , que sorriu satisfeito . — Não sei muito sobre o Wonjin . Só somos vizinhos , não somos tão próximos , entende ?

— Entendo . — respondeu ele . — Mas você sabe o que sente , não é ?

— Onde você quer chegar com isso , Taeyoung ? — Eunhee disfarçou , tentando deixá-lo desconfortável .

— M-me desculpe se f-fui intrometido . — a gagueira do loiro voltou em questão de segundos , e suas bochechas adotaram a tonalidade vermelha que vivia consigo . — E-eu só e-estou curioso .

— Tudo bem . — Eunhee deu de ombros e Taeyoung ficou aliviado . — Se quer saber , não sinto nada pelo Ham.  — disse firmemente , e olhou para o ônibus que já estava partindo . — Não sei o que isso muda para você , mas já que quer saber é apenas isso . Não somos nada mais que vizinhos .

Taeyoung não respondeu nada . Ele não queria parecer interessado em sua amiga , mas ele ficou feliz com isso . Ele não gostava amorosamente de Eunhee , longe disso , mas ele havia adquirido um carinho imenso pela garota . Ele tinha medo de perdê-la . Taeyoung nunca foi próximo de garotas , e Eunhee era a única que havia conversado de verdade com ele , e o fato dos dois serem bolsistas deixava o garoto ainda mais á vontade .

Pela sua inteligência , Taeyoung só era lembrado na hora dos trabalhos em duplas . Pessoas que nunca falaram com ele , se aproximavam apenas para receber uma nota boa . Por sorte ele tinha Seongmin , que mesmo não sendo bolsista era o único — até Eunhee chegar — que conversava normalmente com ele e sem segundas intenções . E quando Eunhee chegou , Seongmin apresentou a garota para o loiro e a química rolou . Uma nova amizade nasceu , e Taeyoung estava extremamente feliz .

Se Eunhee gostasse de Wonjin , na mente de Taeyoung ela o abandonaria . E ele não queria que isso acontece . Poderia parecer egoísmo — afinal , talvez Eunhee não fosse o tipo de pessoa que fizesse isso — , mas para Taeyoung era apenas uma forma de proteção . Se Wonjin e Eunhee não namorassem , ela não se afastaria dele .

Talvez Taeyoung só fosse um pouco ciumento .

— Grupo 3 , por favor se organizem . O ônibus de vocês já está chegando . — anunciou o professor de matemática , que ficou responsável pelo terceiro grupo .

— Finalmente , né ? — disse Minhee , que de todos com certeza era o mais impaciente . — Quanto tempo iremos ficar na estrada ?

— Umas duas horas , Kang . — respondeu o professor , e Minhee ficou ansioso novamente . — Mas passa bem rápido , você vai ver .

— Eu espero ... — Minhee foi o primeiro a subir no ônibus e a escolher seu lugar .

Hyeongjun havia ficado no grupo 2 , então ele não tinha uma companhia para ir junto com ele . Minhee já havia colocado seu fone de ouvido e já estava preparado para tirar uma boa soneca , quando Serim cutucou seu ombro e se sentou ao seu lado .

— E aí ? —  disse Serim , um pouco tímido .

— Oi ? — respondeu Minhee , juntando as sobrancelhas e fazendo uma careta engraçada . — Eu não quero ser chato , mas por que quis sentar do meu lado ? — Minhee notou que a bochecha do mais velho ficou vermelha . — Eu não estou reclamando . Apenas estranhando .

— Eu imagino . — Serim mordeu os lábios , sem saber o que dizer . — É que meu pai me mandou se aproximar de você . — Serim riu sem graça .

— Por quê ? — o garoto fez mais uma careta . — Olha , eu não sou gay , tá legal ? Se você é , eu respeito . Mas eu tô de boa . — Minhee gesticulou como se estivesse se defendendo .

— Eu também não sou gay . — Serim riu aparentemente nervoso . — Quer dizer ... não tenho certeza . — ele arqueou a sobrancelha , julgando a si mesmo . — É que meu pai disse que você é uma boa influência para mim .

— Eu sou uma boa influência para todo mundo , pra falar a verdade . — respondeu Minhee , se gabando .

— Se você é boa influência , eu sou a Joy do Red Velvet . — disse Eunhee , se sentamos junto de Taeyoung atrás dos dois .

— Ninguém te chamou na conversa , bolsista . — Minhee olhou para ela com um olhar repugnante .

— Ei , cara . Também não precisa falar assim . — Serim tentou defendê-la .

— Não precisa me defender , Serim . Eu me viro com esse engomadinho . — Eunhee sorriu de canto , na intenção de provocar a irritação de Minhee .

O garoto apenas revirou os olhos e virou para frente , fazendo Eunhee cochichar algo com Taeyoung — certamente sobre ele .

— Enfim ... Voltando ao assunto , antes de sermos interrompidas pela criatura insuportável da Eunhee ... — Minhee pigarreou . — Por que de repente seu pai quis que você se aproximasse de mim ?

— Não consigo te dizer . Nem eu entendo as maluquices de meu pai . — Serim suspirou . — Mas posso continua aqui do seu lado ? Irei ficar quietinho , eu juro . — juntou as mãozinhas .

— Credo , parece uma criança . — Minhee desviou o olhar.  — Mas , tudo bem . O Hyeongjun infelizmente está no outro grupo , então pelo menos eu terei uma companhia . — deu um sorriso forçado . — Quer ouvir música comigo ?

— Pode ser . — Serim sorriu , aceitando um dos fones de ouvido do mais novo .

Os dois ficaram escutando música por um bom tempo , até Serim notar que Minhee acabou dormindo . O mais velho tirou delicadamente o fone do ouvido do garoto e o guardou na mochila que estava no colo do Kang . Serim também havia trazido uma mochila , e de lá tirou um mini cobertor que sua mãe o fez trazer . Arrumou o cobertor no corpo comprido do mais novo , e se cobriu também . Minhee acordou bem na hora que haviam chegado no local onde ficariam , o que foi motivo de provocações de Eunhee , que começou a chamá-lo de poste dorminhoco .

O grupo 1 , que haviam chegado primeiro e em outro local , já estavam arrumando as barracas para quando anoitecer . O pequeno Ahn estava com dificuldade em arrumar sua barraca , ela estava toda embolada e mal parava no chão .

— Aff , desisto . — disse Seongmin , revoltado .

O garoto se sentou de perninha de índio perto de uma árvore , levou sua mão ao queixo e ficou olhando os seus colegas de divertindo enquanto ele se sentia insuficiente .

— Ei , carinha . — Woobin que estava por ali , viu o desânimo do garoto e resolveu ajudá-lo . — Você está bem ? — ofereceu sua mão para Seongmin se levantar , e o pequeno se levantou com sua ajuda .

— Não muito ... — disse baixinho . — Me ajuda a montar a minha barraca ? — pediu quase chorando e Woobin se compadeceu dele .

— Claro que ajudo . — Woobin bagunçou os cabelos negros do garoto e os dois foram de mãos dadas até a barraca do Ahn , que estava no chão .

Woobin deu algumas instruções para o pequeno e conseguiu ajudá-lo a fazer sua barraca ficar em pé e não cair mais . O Ahn se sentiu a pessoa mais grata do mundo , e agradeceu Woobin com um abraço apertado e bem caloroso. 

— Obrigado , Woobin hyung . — se curvou e Woobin sorriu com a formalidade do menor .

— Pode me chamar só de Woobin , ou somente de Bin . Sem formalidades . — disse e Seongmin deu um sorriso singelo . 

Mas o Ahn não era o único que estava com dificuldade em montar a barraca . Allen encontrava-se exatamente como Seongmin , mas era por falta de ajuda .

Allen e Jungmo eram do mesmo grupo e como eram próximos , resolveram trazer só uma barraca — que os dois iriam dividir . Mas enquanto Allen fazia o trabalho pesado , Jungmo ficava fazendo “ bem me quer , mal me quer ” com todas as florzinhas que ele encontrava pelo caminho .

— Jungmo , tem como você ter vergonha na cara pelo menos uma vez na vida ? — Allen se estressou e acabou descontando na barraca , que acabou desmontando. — Que ódio ! Desmanchou de novo essa filha da ...

— Sem palavrões , Lellen . —  Jungmo fez bico . — Sua mãe disse que não gosta de vê-lo falando coisas feias .

— Não começa , Mogu ! — Allen quase arrancou seus cabelos claros . — Me ajuda a montar essa barraca ou irei cometer uma atrocidade !

— Tá bom , tá bom ... — Jungmo deu uma risadinha sem graça . — Só deixa eu ver se vou ficar com o Serim , só falta mais uma flor .

— Já ouviu falar em macumba ?

— Desse modo que estou fazendo é mais romântico . — Jungmo se defendeu , pegando uma florzinha com cinco pétalas . — Bem me quer , mal me quer , bem me quer , mal me quer , BEM ME QUER ! — Jungmo deu um sorriso largo jogando a última pétala no chão . — Ah , o mundo está do nosso lado .

— E o céu vai ficar do seu lado rapidinho , se você não vir me ajudar . — ditou Allen , autoritário .

— Se ele for pro céu , né ? — disse Hyeongjun , que passava por ali e ouviu a conversa .

— Quem julga é Deus . Você é no máximo um enxerido . — disse Jungmo , irritado com a aparição aleatória do pestinha .

— O que você quer , Hyeongjun ?! — Allen praticamente gritou com o mais novo , ele já estava sem paciência . — Eu não sou o Minhee pra ficar aguentando as suas chatices , fique você sabendo !

— Isso mesmo , Lellen ! Arrasa ! — Jungmo fez barulho de torcida .

— Vocês que lutem . — Hyeongjun deu de ombros . — A professora disse que terão que dividir a barraca comigo .

— O quê ?! — os dois gritaram juntos .

— Eu esqueci de trazer a minha barraca . — Hyeongjun coçou a nunca , levemente corado .

— Quem vai para um acampamento e não leva a porra da barraca ?! — Allen já encontrava-se sentado no chão , meditando nas ações de seus amiguinhos esquisitos .

— O tapado do Hyeongjun não leva .— Jungmo apontou o polegar para o esquecido que estava rindo , todo engraçadinho .

— Se me deixarem dormir com vocês , eu posso ajudar a montar a barraca . — Hyeongjun andou em direção a barraca desmontada no chão . — Eu prometo que não irei incomodá-los . — jurou com os dedos .

— Por que você não divide a barraca com o Wonjin ? — Allen deu ideia  , com um sorriso amarelo . — O Ham vai dormir sozinho naquela barracona gigantesca . Você teria muito mais conforto , meu amigo . — Allen levantou do chão e deu leves tapinhas nas costas de Hyeongjun .

— O Wonjin está esquisito hoje . Então não quero arriscar . — respondeu Hyeongjun , e Allen revirou os olhos . — E a gente consegue se espremer um pouquinho , não é ?

— Você não vai desistir dessa ideia , né ? — Allen colocou as mãos na cintura .

— Ai , Allen ... É melhor nós deixarmos ele dormir com a gente . Pelo menos por hoje . — Jungmo desistiu de ser do contra .

— Ok , ok ... — Allen finalmente cedeu .

Hyeongjun começou a dar seus pulinhos animados , misturados com alguns gritos agudos .

— Mas amanhã você vai dormir com o Wonjin . — Allen conclui e Hyeongjun assentiu balançando a cabeça .

Hyeongjun achar que Wonjin estava estranho naquele dia era completamente compreensivo . Nem o próprio Wonjin entendia o que estava acontecendo com ele . Ele estava quieto , não saía de sua barraca por nada . Ficava lá , pensativo , sem ânimo para nada . 

— Wonjin ? — a professora abriu a barraca , revelando um garoto triste e desanimado .

— Ah . Oi , professora . — Wonjin forçou um sorriso . — O que foi ?

— Nada . É que você é o único que está usando a barraca , enquanto todos estão se divertindo . — explicou . — Não quer sair daí e comer alguma coisa com a gente ?

— Não . Eu tenho comida dentro da minha mochila . — recusou educadamente . — Mas obrigado pela preocupação . — sorriu tentando deixar a professora mais tranquila. 

— Ok , Ham . — assentiu . — Se precisar , já sabe . — deu uma risada abafada e fechou a barraca , saindo logo em seguida .

Wonjin ficou perdido em seus pensamentos . Ele sentia uma tristeza estranha . Se sentia só . Então deitou seu corpo na parte forrada da barraca e fechou seus olhos , tentando se desligar de tudo e de todos em sua volta . Não demorou muito para o Ham dar um longo bocejo , e dormir serenamente .

E enquanto uns dormiam , outros reclamavam . Era isso que acontecia no grupo 3 : Minhee e Eunhee discutiam feito duas criancinhas de dois anos , e Serim reclamava por ter um pai tão controlador .

— Eu não entendo , Taeyoung . Por que meu pai é assim ? — perguntou Serim , tristonho .

— Cala a boca , Minhee ! Eu já disse que não quero  e não vou dividir a MINHA barraca com você !

— Ah , Serim . Talvez seu pai só esteja preocupado com você ... — Taeyoung não sabia muito bem o que dizer para Serim , ele não sabia como dar conselhos . — Você deu algum motivo para toda essa preocupação ?

— Você não pode me mandar calar a boca , sou eu que dito as coisas aqui ! E eu também não quero mais dormir na mesma barraca que você , sua chata !

— Que eu saiba , não dei motivo algum . — Serim fez uma cara pensativa e tentou se lembrar de algo . — Talvez ... talvez tenha uma coisa , Taeyoung . — Serim se lembrou de Jungmo . — Mas não é nada muito impactante para ele ficar extremamente controlador do jeito que está .

— Cansei de você , Minhee ! Você é um puto , idiota , nojentinho , engomadinho , você é um cuzão !

— Então seu pai só está com ciúme . Bom , é o que acho . — Taeyoung deu uma risada curta .

— Já vai tarde , bolsista insuportável !

— Um ciúme bem desgraçado , sinceramente ... — Serim começou a desenhar círculos imaginários em sua coxa .

— Aff , aquele Minhee me tira do sério . Menino insuportável , eu hein ... — Eunhee que estava discutindo com Minhee , apareceu e se sentou no meio dos dois .

— Vocês não se dão nada bem , nada bem mesmo ... —disse Serim , e eles começaram a rir enquanto Eunhee ficava emburrada .

— Em minha defesa , ele que começou . — Eunhee bufou e cruzou os braços . — Acreditam que aquele indecente queria dormir comigo na minha barraca ? 

— Acreditamos . — disseram juntos e Taeyoung continuou : — Todo mundo escutou a discussão de vocês , noona .

— Sério ? — perguntou desacreditando . — Nossa . Nem falamos tão alto assim ... — fez beicinho . 

— Ah , não ? — Serim deu uma risada debochada . — Só berraram feito duas crianças de dois anos de idade .

— Até uma criança de dois anos é mais sensata que o problemático do Minhee . — Eunhee olhou para o tão falado garoto e viu que ele sussurrava algo no ouvido da professora . — Ele está falando mal de mim , mas Deus é justo . — a coreana se levantou , e foi brigar com o garoto novamente .

— Esse é o verdadeiro significado de amor e ódio . — comentou Serim , observando Eunhee indo atrás de Minhee . — Eita , ela vai partir pra cima dele !

— Vamos lá separá-los ! — gritou Taeyoung , e os dois saíram correndo atrás da amiguinha temperamental .

No final da noite , todos dormiram bem — mesmo com Eunhee brava por não ter quebrado a cara do Minhee , por culpa dos dois pacificadores . Eunhee dormiu sozinha em sua própria barraca , e Minhee acabou dormindo sozinho também . Taeyoung e Serim optaram por dividirem a mesma barraca , pois ambos estavam com medo de dormirem sozinhos . Hyeongjun , Jungmo e Allen dividiram a mesma barraca e dormiram todos agarradinhos uns nos outros . Wonjin demorou para dormir , pois já tinha tirado a tarde inteira de soneca , mas conseguiu dormir novamente após algumas horas em claro . Seongmin estava em sua barraca , mas como não conseguiu dormir resolveu se mudar para a barraca de Woobin , que recebeu o mais novo de braços abertos .

Os alunos estavam quietinhos , os professores estavam em paz . As estrelas no céu estavam mais brilhantes do que nunca , e era uma vista simplesmente encantadora . Aqueles três dias ficariam na memória de todos , eles nunca esqueceriam aquela sensação de liberdade . Nunca se esqueceriam do companheirismo , das brigas , das provocações , dos amassos , nunca se esqueceriam dos amigos que fizeram no caminho da vida . Tudo ficará guardado na memória e no coração de todos . Para sempre .

( ••• )

O segundo dia foi mais produtivo . Os alunos acordaram bem cedinho e começaram a fazer vários exercícios físicos para ninguém se desacostumar . Depois dos exercícios , o café da manhã foi uma mistura de doces , salgados , refrigerantes , café e tudo que podia ser digerido pela boca . Os professores nem puderam reclamar , pois a maioria deles estavam se acabando em salgadinhos e bebendo refrigerante , também .

Como todos iriam ir embora no dia seguinte de manhãzinha , os alunos aproveitaram tudo que puderam . Fizeram tudo que queriam até começar a anoitecer , pois a noite era sagrada . Era hora de sentar perto da fogueira , contar histórias de terror e comer marshmallows enquanto cantavam uma canção .

No grupo 1 , Woobin e seu violão eram a dupla perfeita . O coreano cantava músicas populares que todos conheciam e cantavam juntos . A noite estava fria , mas todos estavam aquecidos através da fogueira e era uma sensação muito boa . Seongmin estava bem mais animado , só estava triste pois iriam ir embora no outro dia , ele estava se divertindo muito com todos .

No grupo 2 , Hyeongjun e Jungmo faziam cócegas em Allen , que se tentava se fazer de durão , mas não resistia e acabava rindo da gracinha de seus amigos . Já Wonjin , estava mais animadinho , de fato . Mas preferia ficar comendo bobeiras em volta da fogueira , e rir das piadas de tiozão do professor Yang .

No grupo 3 , Eunhee brincava com as mechas de cabelo de Taeyoung , que estava em seu colo enquanto cantava músicas junto de Serim . Minhee estava se entupindo de Coca-Cola , mesmo com a professora dizendo que fazia mal para saúde . O garoto alegava que se ele passasse mal , seus pais eram médicos e podiam cuidar muito bem dele . Mas aí ele se lembrou que estava longe de casa e , que seus pais estavam no hospital naquele momento , então trocou a Coca por um suco de laranja .

Mesmo não estando no mesmo lugar , todos estavam conectados e se perguntavam se seus colegas estavam se divertindo nos outros grupos . A amizade deles era tão forte , que muitos dormiam pensando em como seus amigos estavam . Era incrível .

A noite foi bem tranquila para todos . Tirando alguns cochichos de alunos que demoraram para dormir . De manhã , todos acordaram mais cedo que no dia anterior e se prepararam para irem embora . Eles seriam deixados no colégio e de lá iriam para casa .

No caminho de volta , os alunos foram cantando músicas infantis e dando gargalhadas altas , fazendo com que os professores pedissem por silêncio e ordem . Mas acabou que até os professores foram influenciados e  cantaram horrores com os alunos .

Quando todos chegaram no colégio , os alunos começaram a conversar sobre como cada grupo se divertiu . Seongmin estava contando tudo que havia acontecido com ele para Eunhee e Taeyoung , quando a menina viu Wonjin passar por ela com um semblante fechado .

Hyeongjun havia comentado com ela que Wonjin estava estranho , mas Eunhee não entendeu muito bem . Mas quando ela viu o rosto do garoto , notou que ele estava diferente . Por isso , Eunhee resolveu ir atrás dele .

Wonjin já estava caminhando para ir para seu apartamento , quando Eunhee correu atrás dele e perguntou :

— Ham , tá tudo bem com você ?

Wonjin apenas virou para trás , esperando Eunhee chegar mais perto . Quando a garota estava mais próxima , ela notou que o garoto estava abatido . Eunhee ficou ainda mais preocupada com a situação do amigo , então perguntou novamente :

— Wonjin , eu estou preocupada com você . — disse baixinho , pois estava com vergonha . — O que aconteceu ?

— Eu gostaria de poder de responder isso , Eunhee . — Wonjin deu um suspiro pesado . — Mas nem eu sei o que está acontecendo comigo .

— Ah . — Eunhee mordeu o lábio inferior , suas bochechas estavam vermelhas . — Eu ... Eu posso ir com você ? Sabe ... não sei se sou a melhor companhia , mas posso tentar ...

Wonjin deu um sorriso tímido. 

— Tudo bem .

Então , Eunhee ficou ao lado do garoto , e os dois foram juntos embora . Wonjin não estava muito animado , mas tentava responder todas as perguntas da garota curiosa , com muita calma .

Chegando no apartamento , os dois preferiram ir pelas escadas . Eunhee continuou com suas perguntas , até que uma pergunta fez Wonjin se sentir mal :

— E no acampamento ? Você se divertiu ?

Wonjin havia se divertido sim , mas antes da diversão ele passou por um momento difícil . Ele tinha uma vontade imensa de chorar , mas não sabia por quê . Mas ele não queria que Eunhee ficasse ainda mais preocupada , pois nem ele sabia explicar o que havia acontecido .

Então ele apenas ficou quieto e continuou andando . Eunhee ficou chateada com o vácuo , e acabou perguntando de novo . Mas dessa vez , o garoto tomou outro rumo .

Wonjin não queria conversar sobre aquilo , então tomou uma decisão um tanto quanto inesperada . Ele não disse nada , apenas segurou delicadamente o queixo da garota e selou seus lábios com um beijo lento e suave .

Eunhee foi pega de surpresa novamente pelo Ham . Ela não estava acreditando que aquilo estava acontecendo , ela e seu vizinho estavam se beijando ! 

Wonjin colocou Eunhee sentada no corrimão , e intensificou pedindo permissão para usar a língua , a garota aceitou sem pensar duas vezes . Ambos sentiam que tinham uma conexão maravilhosa . Os dois tinham química e isso era fato !

Quando os dois terminaram , Wonjin apenas olhou  Eunhee com um olhar melancólico . Ele saiu , deixando Eunhee com o coração acelerado e pensando no que havia acontecido. 

Mais do que nunca , a garota estava confusa . 

Muito confusa. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado 💖

• Só por curiosidade : cês têm algum personagem preferido ? Tipo , algum que vocês gostem ou que se identifiquem . 😊

• Eu demorei pra postar porque eu estava preparando e revisando o capítulo e , como ficou grande , deu mais trabalho na hora de revisar 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...