História Entre ganhos e perdas. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Estou reescrevendo a história,não estava gostando muito do rumo dela.

Espero que essa seja melhor.

Capítulo 1 - Adjetivos


   

Quando eu tinha cinco anos ganhei meu primeiro apelido e junto a ele adejetivos fofos,que agora se perdem junto com meu belo apelido. Me chamo Clarice,e atualmente mal temho apelidos fofos,e adjetivos fofos acompanhando meu nome pelo contrário,o único adjetivo que vem depois do meu nome é  cética. 

Também não sei o motivo de me cobrarem tanta confiança depois de tudo,agora estou sozinha e não posso deixar me levar por palavras bonitas novamente a maioria que me diziam elas apenas me fizeram sofrer. Quando me ouviram falar sobre minhas merdas e fingiram entender me senti leve pela primeira vez,mas quando me julgaram e usaram minhas inseguranças contra mim eu mudei. Agora assumo sim meu ceticismo,pois sim me machuquei e me levante pra mostrar que eu sou forte e saquei qual era o jogo de quem queria me ver cair,e depois aprendi a jogar mesmo que tenha demorado e que pra aprender eu tenha tido que chorar muito e lidar com minha mente nada fácil.




No momento estou no meu último ano do ensino médio,contando os segundos pra acabar e esperando que tudo de certo principalmente os belos,só um segundo que o veneno está escorrendo aqui,vestibulares que estão me matando desde o ano passado. Juntando tudo isso ainda tem toda a minha sorte de estudante linda que sempre perde o ônibus,sempre leva chuva no meio do caminho,se apaixona pela pessoa errada,além de estar cheia de arrependimentos por atitudes impensadas que me levaram a grandes problemas junto as  melhores atitudes que eu tomei na minha vida e me levaram a me sentir confiante e menos vontade de sumir e fingir que o mundo não existe. 


Agora pulando todo meu drama existencial eu só queria dizer que,eu aprendi a jogar,eu aprendi que não posso ser capacho de ninguém pois uma no momento em que eu disse não aquela pessoa eu automaticamente deixo de ser alguém útil pra ela,e foi isso que me fez acordar eu era um fantoche agora  tenho voz e vou gritar  tudo que está preso na minha garganta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...