1. Spirit Fanfics >
  2. Entre Mestres e Guardiões >
  3. 30. História pra dormi

História Entre Mestres e Guardiões - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo pra você meus amores kkk gomem pela demora mais trago mais um emocionante capítulo espero que gostem ☺
Boa leitura😸

Capítulo 30 - 30. História pra dormi


Fanfic / Fanfiction Entre Mestres e Guardiões - Capítulo 30 - 30. História pra dormi

Gray on

Assim que Natsu saiu eu e Gajeel ficamos em silêncio, eu ja sabia o porque do esquentadinho ter ficado tão alterado a mencionar o segredo de todo tigre-dragão, eu havia ouvido apenas boatos de que esses seres ficavam extremamente monstruosos e fora de controle da sua magia e que poderia ser um perigo para seus mestres.

Parece que ele ainda não enfrentou essa verdade - Gajeel fala num suspiro.

Eu nunca pensei que os boatos fosse verdade sobre isso? - digo ainda o olhando.

Quisera eu que fosse...- ele responde olhando para onde Levy estava —As coisas podem ficar piores se não enfrentar isso.

Você é um tigre-dragão também não é? - pergunto para ter certeza.

Sim eu sou, sou o tigre-dragão do ferro - ele diz me olhando.

E você enfrentou esse dilema que os da sua especie enfrentam? - pergunto.

Sim...foi dificil mais tive que lutar para que meu trabalho de guardião não pudesse ser interferido e para proteger minha mestra - ela fala e se levanta olhando por onde Natsu havia ido.

Se ele não fizer o mesmo Lia-san estará em perigo por sua falta de controle - ele diz e fico pensativo.

O motivo do Natsu não ter tido outro mestre foi por causa....

Sim, foi por causa disso - ele diz firme e engulo em seco, aquilo realmente era algo a ser pensado coisa que aquele imbecil não estava fazendo.

Você sabe da ligação dele com Zeref? - Gajeel me pergunta e o olho confirmando.

Hai, eu soube a algum tempo - digo pensativo, me foi um choque saber que o esquentadinho tinha uma familiaridade com o imbecil do Zeref.

Isso poderá ser um problema no futuro - ele fala e o olho sem acreditar.

Ta maluco, Natsu jamais ajudaria Zeref - digo não acreditando no que o guardiao do ferro falava, posso não me dar bem com o rosado mais sabia da sua lealdade como guardião.

Esse Natsu talvez....mais não sabemos do outro lado dele, você sabe que quando um tigre-dragão fica fora de controle as coisas tendem a dar errado - ele diz suspirando e ouvimos os sorriso das garotas e algumas coisas caindo.

Sim....eu sei - digo me rendendo, sabia que aquele cabeça oca não ajudaria Zeref no estado controlado que estava mais se o outro vinhesse a tona as coisas poderia ser piores para ele e para a Lia.

Fique de olho nele Gray, para que quando isso acontecer possamos evitar o pior - ele diz e confirmo, Gajeel estava bem serio sobre o assunto e por causa disso tinha certeza que ele ajudaria se algo desse errado.

Ah vocês estão aqui, vamos para cima - Juvia aparece levando uma vasilha grande enquanto nos olhava.

Confirmo e vou ao seu encontro enquanto a mesma subia as escadas, Levy viu Gajeel no mesmo lugar e foi até ele falando algo que não ouvi e o mesmo suspirou se levantando e a seguindo,ela tambem carregava outra vasilha cheia de pipoca.

Onde o Natsu está? - Lia pergunta olhando ao redor e não o vendo.

Ele esta la fora - Gajeel avisa e ela confirma indo chama-lo.

Espero que ele resolva logo esse dilema, para não nos atrapalhar mais tarde.

Gray off

Lia on

Fiquei muito suspresa de não ver Natsu junto de Gray e Gajeel, sera que eles fizeram algo que ele não gostou? Bem que ouvi um grito vindo dele mais como estava ajudando as meninas não pude ir dar uma olhada, procuro por ele pela casa inteira, nos quartos, banheiros, no quintal e o único lugar que faltou foi a varanda do lado de fora da casa.

Assim que abro a porta o vejo na sua forma de garoto encostado na parede olhando o movimento e acariciando seu cachecol listrado enquanto suspirava pesadamente, parecia perdido em mil pensamentos ou remoía algo que o mesmo não gostava, dava para ver que estava concentrado aponto de não notar ao me aproximar dele.

Natsu...tudo bem? - pergunto ao ficar do seu lado e o mesmo não olha pra mim.

—Lia você confia em mim? - ele pergunta apertando seu cachecol fortemente.

Claro que confio Natsu - respondo simplesmente.

Me...mesmo se eu tiver feito algo horrivel no passado? Mesmo que eu seja um monstro no final? - ele pergunta e isso me fez estranhar, que tipo de perguntas era aquelas?

Mais mesmo achando aquilo estranho fiquei a sua frente e segurei seu rosto o fazendo olhar pra mim suspreso pelo meu ato.

Eu não me importo com o que você fez no passado Natsu, eu sempre vou confiar em você porque você não é um monstro e nem mal, só é meu guardião, você é meu melhor amigo e nunca vou duvidar de você - digo sendo a mais sincera de todas, pudia perceber ao olhar nos seus olhos certa insegurança.

Mas ao ouvir minha resposta ele segura minha mão esquerda e fecha os olhos por uns minutos e sorrir fraco apreciando o momento, na hora coro com isso e tiro minha outra mão de seu rosto, ele logo abre novamente os olhos.

Não poderia ter escolhido melhor mestra pra mim - ele diz sorrindo mais abertamente, na hora fico vermelha e tiro minha mão que ele segura do seu rosto completamente sem jeito.

Melhor nos irmos....- digo tentando controlar minha vergonha, ele sorrir e confirma.

Verdade, melhor irmos logo ou o cubo de gelo vai comer tudo - ele diz entrando em casa na forma ja de gato e sorrio com isso.

Não havia entendido muito o que havia acontecido agora pouco mais sinto que ajudei ele em algum problema, talvez tendo haver com seu passado ou com Zeref, mais acho melhor esperar ele mesmo me contar depois. Apos pensar um pouco entro também e vou ao quarto onde já se podia ouvir as vozes das meninas e a conversar dos garotos gatos.

Finalmente, pensei que não viria mais - Juvia fala sorrindo assim que entro no quarto coberto de almofadas e travesseiros.

Ver se não enche sua chata - digo lhe jogando um travesseiro e ela se defende com outro e juntas sorrimos.

—Não acredito que ja quer sua revenche Lia - Levy fala sorrindo e pegando outro travesseiro.

—Eu? Não obrigada - digo subindo na minha cama onde Natsu estava.

Cada guardião estava junto de seu mestre e passaram a prestar atenção na nossa conversa.

Revanche do que? - Gajeel é o primeiro a perguntar.

Fizemos uma guerra de travesseiro e a Levy ganhou - Juvia fala se deitando e inflando as bochechas.

Não tenho culpa se vocês não me acertam - ele diz sapeca e Juvia me olha sorrindo.

Tem sorte de ser mais baixa isso sim - digo e logo recebo um travesseiro na cara e escuto risadas da deusa.

Isso é por chamar uma deusa de baixa - ela diz segurando outra almofada preparada.

—*Gomem nasai - digo levantando as mão em rendição e logo caímos na gargalhada deixando os seres peludos sem entender.

Seus costumes são estranhos - Gray fala nos olhando e sorrimos dele.

Então que filme vai ser? Tem terror, ação, drama, romance, ficção - Juvia pergunta olhando nossa lista de filmes.

Eu não sei? O que vocês sugerem? - Levy pergunta nos olhando.

Eu aconselharia um de terror - Juvia fala mais seguro seu braço.

Ei Juvia tenho uma idea melhor - digo animada me sentando na cama chamando a atenção geral.

Qual Lia-san? - Levy pergunta interessada.

É Lia conta ai, ta me deixando curiosa - Juvia pergunta me olhando.

Bem como estamos diante de uma deusa podiamos fazer perguntas pra ela - digo e Levy fica pensativa.

Mais ja não fazemos isso nas missoes? - Juvia pergunta não entendendo.

Sim mais não sobre nossa origem...- digo animada e a azulada das aguas entende.

Ah verdade, tipo porque tem humanos que se tornam mestres? E de onde os guardiões surgiram? Porque eles tem elementos diferente? E....

Ja deu Juvia - Gray fala divertido e ela sorrir sem jeito.

Gomem...me impolguei - diz sorrindo.

Você saberia nos dizer Levy-chan ? - pergunto a olhando.

Achei que seus guardiões ja tivesse lhes contado - ela diz olhando os dois que sorrir sem jeito.

Eu me esqueci - Natsu é o primeiro a dizer.

Imbecil - Gajeel fala sorrindo.

Cala boca ferro velho - o rosado fala virando o rosto e o guardião da Levy fecha a cara.

Eu também não me lembro de todos os detalhes - Gray fala sorrindo ao lado da Juvia.

Juvia perdoa você Gray-sama - ela diz o abraçando e o mesmo tenta se soltar.

Bom nesse caso eu posso contar pra vocês como o seu poder surgiu e tambem o motivo de vocês lutarem - ela diz se deitando enquanto nos olhava.

Quer dizer o miasma? - Juvia pergunta e a baixinha confirma.

Não só isso mais também sobre o líder disso tudo - ela fala ficando séria e nos entendemos.

Zeref....- digo agora olhando para o rosado que ficou meio desconfortável em ouvir o nome do irmão.

Exatamente, mais antes precisam entender o motivo de tudo - ela fala indo até a bolsa que havia trazido pegando um pincel menor do que o que usamos para nos transportar da ultima vez.

O que é isso? - pergunto enquanto a mesma volta a se sentar.

Esse é um dos meus pencéis magicos, ele permite que eu inlustre qualquer coisa que eu imaginar - ela fala sorrindo.

Então vamos poder ver o que aconteceu? - Juvia pergunta enquanto pegava a pipoca.

Sim - a deusa fala sorrindo.

—Que bom que fizemos pipoca - digo pegando um pouco da bacia e todos riram.

Bem a muito tempo na historia existia dois mundo separados, o mundo dos deuses e o mundo humano - a deusa das palavras falava balançando o pincel e logo desenhos eram mostrados tornando tudo mágico.

O mundo dos deuses era um mundo repleto de magia e coisas inexplicáveis, tudo naquele mundo se juntava força, beleza, poder, magia, tudo coexistia de forma constante fazendo ser um dos mundo mais bonitos e por isso se chamava Kanagama o lar do impossível - ela continua nos chamando a atenção.

Mais existia tambem o mundo humano que era diferente do Kanagama, la as pessoas vivam suas vidas de forma natural e enfrentavam seus problemas sem saber da existência da magia nem do lar magico, apena os deuses sabia dos humanos mais os mortais não, em um dos grandes festivais do Kanagama um dos deuses quis drenar toda magia para si mesmo, mesmo sendo contra as regras, ele não se importou e como os deuses estavam festejando eles nem perceberam o que estava acontecendo, a não ser nos dias seguintes onde a magia começava a demonstrar fraqueza - ela falava enquanto desenhava os acontecimentos.

Depois de muito procurar o motivo eles acharam o culpado e pediram que ele devolvesse a magia ou o próprio acabaria morrendo por ter poder demais, mais o deus ladrão não quis devolver e por isso ouve grande guerra dos deuses mais fortes contra ele, no fim ele foi derrotado mais antes jogou toda magia  que tinha roubado no mundo humano dizendo que se não teria poder nem os deuses teriam tambem. Nesse dia no mundo humano houve uma forte chuva de algo que parecia estrelas cadentes para os humanos mais na verdade era magia.

Os humanos logo procuram essas estranhas estrelas e encontraram pequenas partículas de magia espalhadas pelo chão como se fosse joias brilhantes, admirados por tamanho brilho e beleza ele guardaram os partículas magicas em suas casas sem saber que seus corpos estavam absorvendo a magia daqueles brilhantes, enquanto que no Kanagama com a falta da magia algo escuro e negro passou a ser formado contaminando o deus ladrão e parte dos deuses e a essa forma estranha foi dado o nome de Miasma, os deuses por anos tentaram se livrar das consequências do Miasma mais sem sucesso, sua magia não era mais a mesma desde que foram roubados, e foi ai que descobriram que alguns humanos começaram a ter poderes mágicos dos elementos, não era todos mais alguns conseguiam aguentar a grande quantidade de poder magico - levy continuava contando.

Mais porque todos os humanos não conseguiam ter poderes? - Juvia perguntou em dúvida.

As particulas magicas mesmo pequenas contiam grande quantidade de magia e alguns humano não aguentavam o poder e acabavam morrendo pois seus corpos absorviam rápido demais, e isso aconteciam com os adultos, ja as crianças absorviam no tempo certo e seus corpos ficavam aptos para armazenar a magia - a deusa explica e a azulada confirma.

Quando os deuses souberam disso achou uma boa ideia trazer os humano com magia para o Kanagama para deter os deuses contaminados e purificar o miasma, a esses humanos foi dado o nome de Mestres pois ao treinarem sua magia nos céus conseguiam ter poder quase equivalante aos deuses, mais havia um problema os mestres não conseguiam na hora de enfrentar os deuses contaminos magia o suficiente para lutar e purificar ao mesmo tempo e por isso os deuses resolveram chamar ajuda de animais míticos que vivam no Kanagama ao qual absorviam muita magia de todo lugar e possuía poder suficiente para lutar, a esses seres foram dados o nome de guardiões pois seria com a força deles e o poder de um mestre que poderiam juntos vencer o problema.

Nem posso dizer que a vitoria foi certa pois ao dar suas magia aos guardiões os mestres ficavam aptos a purificar o miasma livrando o céu do problema, mais o deus ladrão e alguns deuses contaminados fugiram do Kanagama se escondendo no mundo humano e consequentemente levando a contaminação junto, por esse motivo para cada mestre que despertava um guardião era colocado ao seu lado para lutar contra esse problema que passava a se espalhar como vírus criando monstros e criaturas que se alimentavam do poder magica dos mestres, essa luta durou milênios e ainda continua mais perigosa do que nunca.

Levy-chan o feitiço de ligação do mestre e do guardião é algo que fica com o mestre desde que ele desperta o poder? - Juvia pergunta chamando minha atenção.

Porque pergunta Juvia? - pergunto enquanto comia pipoca.

Quando fiz meu primeiro feitiço de ligação no Gray-sama as palavras vieram na minha mente como se eu ja tivesse aprendido - ela explica.

Sim Juvia esse feitiço é algo que só os mestre sabem, ela foi armazenada na mente dos mestres pelos deuses para que cada descendência de mestre não esquecesse, antigamente existia muitos mestres espalhados pelo mundo mais com a contaminação atingindo também os mestres esse numero passou a diminui e por isso ja que a nova descendência de mestre não havia aprendido com os deuses como os antigos e os guardiões não sabendo foi posto na mente dos mestres para que agisse na hora certa.

Isso faz sentido assim nem numa geração esquecia o feitiço de ligação facilmente, acho que se Juvia não tivesse me dito naquela hora que feitiço usar eu também saberia por conta própria - digo pensativa e a azulada sorrir sem jeito.

Foi mal Lia-san - ela fala e sorrio sem me importar, ainda ficava feliz de ter aprendido com ela.

Afinal diferente de mim ela começou aquela jornada sozinha e passou por mais lençóis pra controlar sem próprio poder, ficava feliz de tê-la conhecido e recebido sua ajuda com meu poder.


Notas Finais


Quantos segredos hein...porque será que o Natsu perguntou aquilo pra Lia? E o que ele tem tanto medo? E porque Zeref tem interesse no Natsu? São tantas perguntas kkk
Agora estamos descobrindo o início dos mestres e guardiões hein kkk próximo capítulo mostrará o início do grande Mago Negro e quem era o deus traidor


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...