1. Spirit Fanfics >
  2. Entre mundos >
  3. 2-Um anjo gentil bagunça minha mente

História Entre mundos - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oia eu aqui de novo!!!!

Capítulo 2 - 2-Um anjo gentil bagunça minha mente


Fanfic / Fanfiction Entre mundos - Capítulo 2 - 2-Um anjo gentil bagunça minha mente

-Ahh...nada não...- retiro sua mão  do meu ombro com um simples tapa e um sorriso amargo  ,ele entende que estou de saco cheio desse questionariosinho e da um passo para trás  ainda com um sorriso no rosto... odeio anjos...sempre arrogantes se achando Santos porquê voam!! Ahh...Grande coisa!eu ainda posso matar esses babacas pelo menos ... e eles também podem me matar ...Se me descobrirem...mais não  vão...acabo com eles antes.

-Me nome é Nathaniel- ele estende sua mão  em minha direção de forma educada em mais uma falha tentativa de aproximação,  ignoro sua mão o que faz seu belo sorriso encolher , quase tive pena do anjinho.

- meu nome é Senka- falo quase gentil dando um pequeno sorriso amargo em sua direção,  seu sorriso diminui com mais uma  demonstração  amarga, mais ele continua.

-belo nome...- Nathaniel olha para cima pensativo - significa sombra, não  é?- seus olhos recaem novamente sobre mim ,seu olhos verdes me perfurando a procura de algo... ou talvez a procura de uma chance de me levar para longe dos humanos e encerrar com minha vida... não  gosto de nenhuma dessas opções. 

- Sim... como sabe disso?- seu sorriso se alarga ainda mais , não  consigo não  olhar... ele parece gentil...demais ... e nenhum pouco arrogante... acabo esquecendo de que estamos numa rua cheia, na porta de um pet shop e de que ele é um ANJO... apenas sorrio em sua direção , gentil demais.

- eu sou bom com nomes- sua risada é estranha é acaba me fazendo rir também .

- okay sabe tudo... bem...tenho que comprar um cachorro então...tchau!- aceno para ele e volto-me para a porta do pet shop, mas ele me impede segurando meu punho de forma gentil mais ainda assim me assusto,merda...ele descobriu quem eu sou? Num ato instintivo puxo meu punho para mim deixando Nathaniel assustado e apreensivo, ele recua com o meu gesto e quase não  ouço  o que fala.

-desculpa...onde mora?-é a minha vez de recuar e quase trombo com o balcão  da vitrine a direita.

-Por que quer saber?- quase rosno para o garoto que agora  volta seus olhos nos meus de forma gentil e envergonhada... talvez esteja pensando em ir lá me matar na minha casa! 

-Por nada..só curiosidade mesmo...- o interrompe na mesma hora .

- Curiosidade matou o gato- falo de forma dura quase o ameaçando, um sutil aviso do que posso fazer...se ele não  sabia o que eu era agora sabe.Entro no pet shop finalmente a passos rápidos  deixando o Anjinho Nathaniel na porta absorvendo o que eu joguei naquela carinha de sonso.

O atendente vem até  mim com um sorriso falso.

-Ola  moça  do que precisa?- aponto para o pequeno Kill, sim esse vai ser o seu nome , muito apropriado por sinal.

- Eu vim comprar ele, tenho 100 .- retiro as notas do meu bolso de forma brusca e quase jogo na direção  do moço,  e mais uma vez ...Persuasão! E o convenço  a me dar o cãozinho de graça e uma coleira, além  da ração  que infelizmente tive de pagar por 40.

Afinal para que dinheiro se o usar meus poderes é convencer quem eu quiser do que eu quero na hora que eu quero? Eu estaria sendo burra se não  usasse de vez em quando meu poderes de demônio  para meu próprio bem... talvez paressa arrogante , mais é o que tem pro resto da minha 'imortal' vida além de ser perseguida que nem um cão  pela Guarda.

Minutos depois

Kill já  está com sua coleira se aconchegado em sua nova casinha que convenci ao atendente a me dar de quase graça,  tenho que tomar cuidado... a persuasão  pode machucar a mente de um humano se muito usada.

Vou até  a cozinha do meu humilde quitinete  , a cozinha é um espaço  da sala de estar e portanto só precisei andar reto até  o armário do lado da cozinha  e guardei o saco de ração  em meio aos sacos de miojo e algumas outras comidas armazenadas em pacotes, pego as sobras de miojo da manhã  da geladeira e sigo para o sofá  desabando como uma bala de canhão , Kill  olha para mim assustado .

-Calma aí,  sou só eu pequeno- sorrio para Kill  e aceno com uma das mãos para ele o mandando ir dormir,  ligo a TV  com o controle e assisto ao canal de notícias enquanto saboreio o miojo ainda gelado, uma iguaria comum aqui de casa.

Termino o jantar e vou lavar os pratos de ontem, só tava com um pouco de preguiça afinal ontem era sexta e o trabalho e a Guarda  não  me deixam em paz.

- Aquele anjinho sabe com certeza quem eu sou, talvez já tenha avisado a Guarda...ele foi tão... idiota... tipo gentil demais , foi estranho ele parecia legal e nem um pouco arrogante, mais anjos são  sonsos! Fingem gostar de você  e depois te denunciam para a Guarda...Não  é Kill? - ainda lavando , volto minha atenção  para o jovem Kill que estava quase dormindo em sua confortável casinha de cachorro perto do sofá,  ele se levantou e veio cambaleando até  mim, o que me faz rir, Kill se senta perto dos meus pés  e me olha de forma confusa, ele se deita e ali fica.

- Ótima  resposta pequeno- Rio e volto a lavar os pratos.

Ao terminar de lavar os pratos vou até  o banheiro e tomo um belo de um banho enquanto Kill está dormindo em sua casinha... não  podia deixa-lo dormindo no chão seria cruel demais. Após tomar banho e me vestir vou até  ao meu espelho de corpo, meu cabelo preto cai de forma bonita acima do meu ombro e minha pequena franja central me faz parecer...fofa demais, minha expressão  parece irritada... pareço  sempre irritada ou fria demais meus olhos cinzas quase sem vida só realçam  ainda mais essa frieza...minha pele amarelada me faz parecer uma personagem de  desenho animado viva... uma regata folgada cor de carvão  e um short curto branco formam o meu pijama  e desabo na cama.

Mal fecho meus olhos e um estrondo vindo da minha janela me faz levantar rapidamente  da cama me pondo de pé ao lado da janela.

A 4 pessoas sendo 3 homens e uma mulher usando roupas brancas com um detalhe amarelo...um broche...MERDA! Assume minha verdadeira forma meu cabelo cresce  a ponto de passar dos meus ombros as pontas assumindo um tom avermelhados, meus chifres negros e minha cauda aparecem, minhas  unhas aumentam e ficam do tamanho de facas, meu olhos ficam amarelos parecidos com o de um gato e me teletransporto para frente dos anjos 'desprotegidos' anjos da Guarda ,são  o exército  contra demônios  do cara que comanda o céu  , um covarde que não  desce para enfrentar  ninguém. 

-Vamos brincar?- digo ao aparecer na frente dos 4 anjos, teletransporte sempre foi bem útil,  mal me vêem  e já avanço  no anjo  mais alto cravando  minhas unhas/facas em seu pescoço,  a anjo  vem em minha direção  com um cetro celestial, esquivo de seus primeiros 2 ataques e enquanto ela recupera suas forças para mais uma sequência  de ataques  avanço  até  ela e tomo seu cetro celestial o quebrando no meio,os outros dois anjos vem em minha direção  mas jogo os dois pedaços  do cetro na direção  do menor acertando no braço  e no estômago o fazendo cair para trás enquanto ataco a garota com um só golpe certeiro novamente em seu pescoço minhas garras penetram sua pele e ela grita ,odeio matar..., volto me para o que vem  em minha direção e salto em cima dele o fazendo cair para trás,  o paraliso com meus joelhos, os colocando em cima de seus braços,  posiciono minha mão em direção ao seu pescoço , mas paro no instante que percebo quem é o jovem anjo que eu iria matar,Nathaniel,não  consigo mata-lo...ele pode ter me denunciado e apesar de seu semblante  assustado seus olhos ainda são  doces ele não  fala nada apenas me observa .

-Nath...-mal começo a falar seu nome e uma parte do cetro quebrado voa em minha direção  acertando meu braço de raspão uivo de  dor e caio para o lado, não  a tempo de Nathanielse reerguer e eu já começo  a correr... esqueci do anjo  n°2 ...como ele conseguiu se libertar e conseguir atirar contra mim ,não sei ,mais a dor em meu braço direito me alerta de que devo fugir. Não  olho para trás  mais ouço Nathaniel falar 'Está tudo bem' provavelmente  para o anjo n°2 .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...