História Entre nós - Markjin - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Tags 2jae, Got7, Jinmark, Jinyoung, Mark, Markjin
Visualizações 40
Palavras 751
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leituraaa <3

Capítulo 2 - 02


Mark deu passagem, e Jinyoung passou pela porta, que logo foi fechada e trancada. O ambiente ficou mais alguns segundos em um completo silêncio até, após um longo suspiro, o americano se pronunciar.

“Pode ficar à vontade, você vai dormir no quarto no final do corredor.” O dono da voz rouca apontou para uma porta e caminhou até ela.

Jinyoung continuou parado no meio da pequena sala. O espaço não era tão organizado, mas também não estava um caos. Parecia exatamente um lugar onde um universitário moraria. O homem caminhou de volta até a sala com alguns lençóis e travesseiros, que foram postos sobre o pequeno sofá.

Jinyoung o encarou pela primeira vez, percebendo que o garoto possuía um rosto não tão desconhecido. Talvez ele já houvesse o visto andando pelos corredores da faculdade. Os cabelos de Mark eram avermelhados, o que, normalmente, Jinyoung acharia feio, mas não naquele homem. Na verdade, podia dizer que combinava. A pele era branquinha, o rosto bem definido chamava atenção, e Jinyoung não conseguia evitar não encarar. Não foi bem assim que o Park imaginou um amigo de Jaebum, estava surpreso.

“Espero que você fique bem aqui, qualquer coisa é só me chamar.” Jinyoung riu minimamente do garoto que se concentrava em botar os lençóis sobre o sofá e deixar o local confortável para alguém dormir.

“De quê?”

“De que o quê?” Mark parou o que estava fazendo para encarar Jinyoung.

“De que devo chamá-lo.” 

“Oh, claro! Me desculpe, Jinyoung.” O Park abriu um sorriso, gostara como o seu nome saia da boca dele. “Mark Tuan.”

“Mark Tuan.” Repetiu e estava prestes a falar mais, mas fora interrompido com batidas na porta. Jinyoung observou Mark atendendo um entregador e voltando com uma pizza grande.

“Esse é o jantar. Jaebum disse que frango era a sua preferida.” Jinyoung caminhou até a caixa, animadamente, e logo pegou um pedaço. Não tinha notado que estava com fome até aquele momento. 

Mark vestiu um moletom por cima da camisa e, em seguida, seguiu até um dos cômodos do lugar.

“Vou sair, mas volto logo.”

“Você sempre deixa estranhos ficarem sozinhos na sua casa?” Mark se virou, surpreso, para o mais novo, não esperando que o Park fosse tão falante. 

“Você não é um estranho, é o irmãozinho de Jaebum.” Mark respondeu, receoso.

“Irmãozinho? Corta essa!” Mark riu das caretas feitas pelo moreno. O menor era, de fato, fofo como imaginara.

“Não abra a porta para ninguém.”

“Sim, senhor.” Jinyoung falou, enquanto focava no pedaço de comida entre mãos. Mark sorriu minimamente enquanto olhava o mais novo antes de sair.

O lugar era pequeno, lembrando bastante o apartamento que dividia com Jaebum. Jinyoung concluiu isso após passear pelo espaço, não deixando de notar que havia apenas um quarto, que era o de Mark. Jinyoung negou com a cabeça levemente, jogando-se no sofá preparado por Tuan anteriormente. Já havia comido toda a pizza, não permitiria que o mais velho ficasse com dor nas costas por sua causa.

“Jinyoung.” O coreano escutou uma voz rouca, enquanto uma mão alisava seus fios, e sorriu minimamente com a sensação boa que passava pelo seu corpo. Abriu os olhos, deparando-se com Mark a sua frente. O mais velho ficava bonito junto aos raios solares que invadiam a sala de estar pela janela, e esse rápido pensamento o fez engolir a seco.

“Eu comi a pizza toda, desculpe.” Jinyoung falou a primeira coisa que lhe veio à mente e escutou a risada gostosa de Mark, que o fez rir junto.

“Eu comprei para você, de qualquer forma.” Jinyoung tentou ignorar as suas bochechas quentes. “Jaebum disse para que eu fosse deixar você logo em casa, vamos?” Jinyoung assentiu e se levantou, fazendo caretas ao sentir as costas doloridas.

“Eu falei para você dormir na cama. Nem fez diferença, eu acabei indo dormir na casa do Jackson.” Jinyoung inclinou a cabeça para o nome nunca escutado antes e chegou à conclusão de que deveria ser o namorado de Mark. Não se sentia mais culpado por ter comido toda a pizza, afinal.

“Eu gostei mais do sofá.” Retrucou e riu sem humor, não crendo que sacrificara as suas preciosas costas para nada. Jaebum pagaria. Pensou andando porta afora. 

O caminho para casa foi silencioso. Mark tentava puxar assunto, e Jinyoung lhe dava apenas respostas curtas ou murmúrios. Resumiu-se no Tuan refletindo se havia feito algo errado com o irmão do amigo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...