História Entre Nós Dois - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Eu Sou Doente
Visualizações 10
Palavras 333
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lírica, Mistério, Poesias, Terror e Horror, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esta grotesca obra se trata puramente de uma versão distorcida e doentia da canção "Quem de Nós Dois", da consagradíssima cantora Ana Carolina.

Quem for sensível ou se incomoda/choca/ofende com esse tipo de abordagem, favor NÃO prosseguir com a leitura.

Capítulo 1 - One Aberrant Shot


Fanfic / Fanfiction Entre Nós Dois - Capítulo 1 - One Aberrant Shot

Eu e você

Não é assim tão delicado

Não é difícil conceber

Nenhum de nós dois

Deve achar que é possível

Um resgate acontecer

Se eu quiser

Você não sente nada

Mas a jornada pra você

É mais escura...

Eu sei que eu vou rir da sua cara

Eu reconheço teu calafrio

O medo no teu olhar

O suor frio em sua face

É tudo o que eu preciso

(É...)

 

Sinto dizer... Sou doente mesmo;

Nem dá pra disfarçar...

Sobre nós dois:

Só você sabe o meu segredo

Algo que nunca combinamos

Em vão foram as coisas que você disse:

Já sabe que seremos só inimigos

E quando eu escuto esse seu berro

A carne vista pelo avesso

Veio na minha mão

É quando sinto que mereço

E nem me aqueci, calma!

 

E cada vez que eu furo, eu te retalho mais

(É!)

E ver as suas tripas assim é bom demais

E é por isso que atravesso o ventre puro

E faço das entranhas um local confuso

Não é que eu queira parecer desajeitado

Ao evitar um orgão seu já lesionado

Mas toda vez que eu costuro uma ferida

Acabo errando sem querer o tanto de linha...

 

Eu evitei qualquer fratura pra não te estragar...

Pra não fazer de novo e sempre a mesma coisa

Cortar só por cortar

Pois eu já fiz isso aqui bem mais depressa

E essa história de "por favor...!" é só conversa

Se você tenta clamar por piedade

Você conhece o meu motivo

Vê no meu olhar

O porquê deste massacre:

Não vou correr o risco.

 

E cada vez que eu surto, eu me aprofundo mais

(É!)

E te arrancar as vistas assim é bom demais

Mas nem por isso eu impeço o teu urro:

O porão da minha casa é um lugar seguro

Não é que eu queira ser um pouco ultrapassado

Eu só quero o meu playground preservado

E por mais que você procure uma saída

Saiba que tenho meios de prolongar a tua vida...


Notas Finais


Eu sou Doente.

Haha.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...