História Entre o amor e o ódio - Capítulo 16


Escrita por: e OhMaya

Postado
Categorias Matthew Daddario, Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Matthew Daddario
Tags Abo, Amor, Casamento Arranjado, Ciumes, Harry Alfa, Lemon, Matthew Ômega, Mpreg, Ódio, Shumdario
Visualizações 33
Palavras 755
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Capitulo 15


As mãos de Harry alisavam cada centímetro do corpo de Matt, fazendo o ômega relaxar o máximo possível enquanto dormia.

 As mãos circulavam e apertavam a pele tensa e Matt soltava suspiros.

- O que está... A-hh... Fazendo? – perguntou Matthew, acordando e sentindo as mãos firmes e quentes de Harry lhe acariciando.

O alfa se levantou e virou o corpo de Matt, ficando entre suas pernas e puxando seu quadril para cima. Suas mãos alisaram os quadris do ômega e começaram a deslizar para retirar a cueca preta do mesmo.

Matthew já havia saído de seu cio essa madrugada. Harry só percebeu porque o ômega não acordou, caso o contrario acharia que ele ainda estava já que seu corpo continuava tão quente quanto antes.

- Uma massagem. – respondeu Harry, suspendendo as pernas de Matt para cima e retirando a cueca do mesmo, já a jogando para longe da cama. – Está gostando?

Matthew respondeu com um gemido baixo e um sorriso sexy.

Harry mordeu seu próprio lábio ao ver a cena.

O alfa continuou a massagear as coxas de Matt, logo acariciando a virilha do mesmo, que pedia por mais em meio aos gemidos. Harry atendeu ao pedido do ômega, levando sua mão até o membro do outro e o masturbando lentamente.

Matthew, ainda um pouco sobre o controle do cio de seu ômega interior, jogou seu tronco para cima e circulou seus braços ao redor do pescoço de Harry, que para o sorte do ômega, já estava completamente nu.

- Não está doendo? – perguntou Harry, preocupado com o corpo de Matt.

Nunca havia passado um cio com um ômega, então não sabia muito bem como eles ficavam quando acabava. Mas ele estava muito bem. Seu alfa interior estava se sentindo até mesmo poderoso depois de tantas fodas com Matthew pela casa inteira, nas paredes, nos moveis e até mesmo nas escadas.

Matthew olhou em seus olhos e sorriu, logo beijando o alfa e pegando no membro do mesmo e guiando para dentro de si.

- Isso responde sua pergunta? – pergunta o ômega, depois de soltar os lábios do alfa entre seus dentes.

Harry não respondeu, apenas sorriu e fez o corpo de Matt dar uma chacoalhada e acolher melhor o seu membro dentro dele.

Matthew arranhou os ombros de Harry até o final das costas, fazendo o mesmo rosnar para ele e apertar seu ainda mais seu corpo.

O alfa caiu por cima do corpo de Matt, que se deitou. O alfa jogou as pernas de Matthew para cima de seus ombros e começou a estoca-lo com mais força e rapidez.

O ômega não fazia mais nada além de gemer e pedir por mais.

Queria sentir mais de Harry, queria gozar sentindo Harry fundo dentro de si e logo lhe preenchendo.  E queria outra coisa também... Uma coisa, que dessa vez Harry não poderia lhe negar.

Matt pediu para retirar as pernas dos ombros do alfa e o virou, ficando na posição dominante agora.

- Você vai me morder, e é agora mesmo. – disse Matt, sentado no colo de Harry e o puxando para cima, perto de seu pescoço.

Matthew estava tão molhado, que parecia estar no cio agora. Suas mãos foram para cabeça de Harry, enrolando seus dedos com os fios de cabelo do alfa e o trazendo para mais perto.

Sentiu as presas de Harry tocando sua pele e sabia que naquele momento, iria ser marcado para sempre como de Harry.

E foi.

Harry o mordeu, sentindo o gosto metálico de muito sangue de Matthew em sua boca.

O ômega jogou sua cabeça para trás, mas continuava com os olhos abertos. Sua visão estava diferente e seu olfato estava mais apurado e gozou ao sentir o nó sendo formado.

Um nó que não tem comparação com os outros que ganhou.

Haviam feito. Estavam ligados eternamente agora.

Harry sentiu suas presas voltarem ao normal por conta própria e Matthew cair em seus braços, mole e desacordado. Nem mesmo se preocupou, sabia que isso iria acorrer.

O alfa saiu de dentro de Matthew e o deitou, logo o cobrindo com uma colcha fofa.

Se levantou e fechou as cortinas do quarto, já que o sol batia muito forte no rosto de seu ômega.

Voltou até a cama e beijou a testa de Matthew.

- Eu já volto com seu café da manhã, querido. – sorriu ao ver um pequeno sorriso nos lábios de Matthew.

Mesmo dormindo, o corpo do ômega respondia a seus carinhos. E isso fazia de Harry o alfa mais feliz do mundo inteiro.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...