História Entre o Amor e o Ódio - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Arthur Pendragon, Ban, Diane, Elaine, Elizabeth Liones, Escanor, Gelda, Gilthunder, Gowther, Griamor, Guila, Hauser, Hendriksen, Jericho, King, Margaret, Meliodas, Merlin, Veronica, Vivian, Zeldris
Tags Ação, Demonios, Drama, Elizabeth, Humanos, Meliodas, Mistério, Nanatsu No Taizai, Romance, Sobrenatural, Vida Escolar Adolescentes
Visualizações 61
Palavras 416
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Espionando


As aulas passaram rápido, e eu nem mexi no meu material escolar. Quem em sã consciência escreve alguma coisa no primeiro dia de aula em? Tirando a Margareth, não conheço ninguém. Os novatos estranhos estão na mesma sala que eu, mais não deram nem as caras. Será que já estão planejando explodir o colégio? Com aquelas caras de malvados que tem não duvido de nada.

Depois de  sair da sala e de mim despedir das garotas e dos garotos, decido ir na biblioteca. Ao chegar lá cumprimento a bibliotecária e vou na seção sobre livros sobrenaturais, gosto muito dessas histórias. Acho um livro que fala sobre demônios e decido levá-lo mais ao tirá-lo da patrilheira, pelo lugar vago que ficou do livro vejo que o grupo estanho de mais cedo estão todos sentados na ala de leitura. 

- Merlin, quanto tempo será que eles vão levar para descobrir que estamos no mundo dos humanos?_ouço o que parece um vampiro perguntar, olhando para a morena.

  - No máximo um mês_ela responde parecendo preocupada.  

- Mais do jeito que esse lugar inútil, não tem nenhum pingo de magia, duvido se eles não conseguirem nos achar antes_a garota de Maria chiquinha fala.

 O que é que eles estão falando? Mundo dos humanos? Magia? Esse povo só devem ser malucos. 

 - Mais isso é o que torna Liones tão perfeita para nos escoder, Diane. Pois eles nunca iriam procurar primeiro, em um lugar onde a magia nunca existiu.

 Uma voz fala, mais não vejo de onde ela saiu, até que derrepente o garoto loirinho que tinha visto mais cedo caí do teto, encima da mesa. Agora consigo ver seu rosto, e descubro que ele tem olhos verdes, ele realmente parece uma criança, mais ao mesmo tempo tem uma postura de um homem e uma expressão fria, assim como todos têm.  Mais além de tudo isso ele é lindo! E sinto uma estranha atração para  tocar e acareciar aqueles seus cabelos loiros.

Até que sem querer e nem perceber, derrubo no chão o livro que estava na minha mão. Com o barulho todos se viraram para mim, e eu sem saber o que fazer sair correndo com toda a velocidade que eu tinha, nem olhei para trás. Apenas corri como se minha vida dependesse disso, e dê certo modo eu estava sentindo que dependia. Fui pega espionando as pessoas mais estranhas que já vi. 

A única coisa que se passa na minha cabeça agora, é se eles tinham visto meu rosto ou não.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...