História Entre o círculo e a espada - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, TVXQ (DBSK) (Tohoshinki)
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Kris Wu, Max Changmin, Personagens Originais, Sehun, Tao, U-know Yunho
Tags Chanbaek, Disfarce, Internato, Investigação, Kaisoo, Menção Baeksoo, Missão, Relíquias, Sociedade Secreta
Visualizações 61
Palavras 1.214
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Survival, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiii
Olha eu chegando!!!
Ta acabando!!! Mas ta lindo!!!

Capítulo 19 - Missão cumprida


Todos os agentes esperavam na sala de reunião, assim que Baekhyun e Kyungsoo entraram foram recebidos com aplausos e assobios. O moreno ainda estava com o gesso no braço, enquanto o ruivo parecia bem inteiro. Leeteuk fez sinal para os demais parassem, e deu alguns passos na direção deles.

— Sejam bem vindos.

— Obrigado. — Baek disse com um sorriso, e Do apenas balançou a cabeça.

— Quando os designei para essa missão, achei que estava mandando os dois melhores agentes, e não teria risco nenhum. Mesmo com Byun vestido daquele jeito, afinal, nunca se deram bem. — disse com graça, o moreno franziu o rosto

— O que quer dizer...? — a pergunta foi seguida do riso alto dos demais agentes. Minho levantou a mão tentando parar de rir.

— O comunicador... — suspirou —  ... estava transmitindo 24h tudo que vocês falavam. — a primeira lembrança que veio a mente do Do, foi a conversa no banheiro quando Baek estava se vestindo pro baile. Abaixou a cabeça, Byun apenas sorriu sem graça.

— E essa foi a missão mais desastrosa dos dois. — Teuk riu — se meteram em várias confusões, entraram nas escolas que não deviam, foram descobertos, e da confusão ainda teve uma morte. — disse a ultima parte mais sério.

— Mesmo assim ainda salvamos a jade, e desmontamos dois esquemas, extremamente perigosos. — o ruivo retrucou tentando ter alguma moral com o capitão.

— Claro, muitos garotos estão protegidos do "círculo". E foi graças a essas gravações que conseguimos chegar a tempo. Então ainda estão de parabéns.

— Mas o que nós queremos saber mesmo. — foi a vez de Suho se levantar — vocês vão casar? ou os adolescentes acabaram com o namoro.

— Capitão — Kyung disse firme ignorando as piadinhas — tem algo mais que precisa nos informar ou eu posso ir, meu braço ainda doi.

— Tem sim, os dois me acompanhem. — Teuk foi para sua sala e os agentes os seguiram.

— As relíquias foram recuperadas e os dois estão de parabéns. Se não tivesse interferido no Maximus Baekhyun, talvez seu parceiro, e mesmo aquele aluno estivessem mortos agora, e a espiã Jade também.

— Provavelmente. — Baek disse se sentando na beira da mesa do chefe.

— Eu teria dado um jeito nele – o moreno disse entediado – Mas e a espada?

— O que tem a espada? - Byun olhou do moreno para o capitão

— Ela não fazia parte das relíquias que procurávamos, e ... o King foi morto por ela.

— O que? — Byun o encarou confuso – Como ?

— A espada o fez pegar fogo.

— Ah sim – Lee sentou na sua poltrona – Não foi nada mágico ou espiritual. A espada possui sobre a lâmina uma liga metálica sensível ao calor, e também um composto químico, preparado a muito tempo pelas irmãs. Nos primórdios como não tinham guerreiras como Helga ao seu lado, tinham que usar de truques para manter a espada a salvo.

— Pode ir direto ao ponto? —  Baek disse com um bocejo.

— Claro – olhou torto para o ruivo – em contato com o sangue esse composto pega fogo, e a liga de metal esquenta rapidamente, não dando tempo da pessoa que segura a soltar, e como esta manuseando a espada já tem o composto espalhado por ele, e como sabem a gordura humana é facilmente consumida pelo fogo.

— Foi bem rápido mesmo – Kyung disse relembrando a cena — então a espada esta com elas ainda?

— Apesar dos colégios terem sido fechados pelo governo, as relíquias não estavam sobre a posse das irmãs, então elas foram realocadas juntamente com a espada. Os demais itens estão onde deveriam estar.

— Que bom.

— E as garotas? — Baek perguntou tenso.

— Suas famílias foram contatadas, e quanto a Taeyeon... ela era uma espiã também. —  Baek concordou em silêncio encarando o chefe — ela foi presa. E esta sob a guarda do governo, não tenho muitas informações.

— Eu ... gostaria de vê-la. — Teuk e Kyung o olharam impressionados

— Bem, isso é um pouco complicado, mas posso tentar. Por fim, vocês estão de férias.

— Obrigado capitão, foi um prazer trabalhar com você Baek, espero que não aconteça de novo. — Do deu um sorriso malvado.

— Claro, pode ser que passemos do limite, não é? – disse com malícia, o moreno balançou a cabeça e saiu da sala.

 

...

 

Dois guardas acompanhavam Taeyeon até a sala de interrogatório. A garota entrou ali, esperando ver mais um agente do governo, com mais perguntas sua organização, mas levou um susto ao ver, Baekhyun, desta vez vestido de homem, a esperando na sala.

— Como tem passado Taeyeon? — disse com um sorriso gentil, ela curvou a sobrancelha o encarando.

— Bem... acredito que em uma ótima instalação – disse com ironia – o que você quer?

— Se impressionaria se dissesse que senti saudades? – sorriu largo sentando na cadeira em frente a prisioneira.

— É bem estranho, mas …— deu ombros – devo dizer que, eu sabia que era um espião, mas realmente acreditei que era uma garota, as roupas lhe caiam bem.

— Obrigado, nunca suspeitei de você.

— Obrigada – sorriu de canto – mas é só saudade que te trouxe aqui?

— Não, eu fiquei realmente curioso quando soube que era a outra espiã. Afinal...

— Afinal uma garotinha que sofria bullying, quem diria não é? — riu soprado – eu estava lá a dois anos realmente, consegui convencer a todos da minha inocência.

— Se estava a serviço do círculo, porque eles mandaram Yuri?

— É um interrogatório agora? —  riu – eu pedi por ela, precisava de alguém para despistar a atenção enquanto eu conseguia a espada.

— Tanto tempo lá e não tinha conseguido nada? — Baek disse com graça, a garota revirou os olhos

— O fato é que não estava lá desde o começo, mas nós sabíamos que elas trariam, as irmãs Hans, sempre a levavam de um lugar para o outro de tempos em tempos, e a melhor maneira séria quando elas trouxessem, a segurança seria menor – se encostou pra trás na cadeira – e realmente eu esperava mais de Emma, ela guardou sem qualquer segurança.

— E porque envolveu as meninas?

— Pra ter um pouco de emoção. E afinal você estava bem animado em ir as galerias. Mas de fato, eu só tive certeza onde estava quando você levou aquela foto da diretora para o quarto. Ah... ali estava, eu já tinha visto nas coisa de Yuri, mas não fazia sentido. Então fui até a sala e procurei por qualquer coisa que estivesse diferente, e voala! Foi tão fácil. —  riu

— Hm... que bom que ajudei – sorriu – foi bom te ver Taetae, espero te ver de novo, um dia. — se levantou

— Interessante, não vai perguntar do círculo, como todo mundo que vem aqui.

— Não, só queria te ver mesmo. —  foi em direção a porta, e a garota se levantou

— Bakkie! — ele se virou a olhando

— Diga.

— Eu gostei de dividir o quarto com você... de verdade, também senti sua falta... pode me dar um abraço? Não é um truque... como pode ver eu não tenho nada que possa te ferir. — Byun sorriu

— Não tem mesmo. — deu dois passos abraçando a garota

— Baekkie... — disse baixo no ouvido do ruivo — ... não é fácil ser uma colegial.

— É eu sei – riu se soltando da garota

— Obrigada. Nos vemos.

— Com certeza. — deu uma piscadela e saiu da sala.

 


Notas Finais


Oxiiiiiiii
Fui!😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...