História Entre o ódio e o Amor - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Visualizações 243
Palavras 1.895
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá bebê da Mih

Esse capítulo é um pouco pesado mais foi necessário pra Fic.
Quem não curte cenas fortes de agressão não leia.
Obs:Sou totalmente contra agressão física ou verbal, contra estupro sou contra tudo isso.
Mais essa é uma história fictícia de Máfia.

Boa leitura
Espero que gostem

Capítulo 28 - Eu estava drogado e com raiva....


Fanfic / Fanfiction Entre o ódio e o Amor - Capítulo 28 - Eu estava drogado e com raiva....


Chegamos na mansão e estava silenciosa e fui atrás da Isa esbarrei no Justin de novo

-Porra ta virando rotina ficar esbarrando em você. -falei e ele estavs sério e me puxou pra dentro do meu quarto. -Que foi Bieber? Ta maluco.

-Você ta me provocando a dois dias e agora você vai ter que dar pra mim.

-Não vou não. -Falei e ele me prendeu na cama beijando meu pescoço e rasgou minha blusa e chupou meu seios com força ele estava me machucando. -Justin sai você está me machucando. -falei me debatendo e ele não ligou e continuou seus olhos estava vermelhos e ele cheirava álcool. O resto da minha blusa ele me amarrou na cabeceira da cama.

-Agora você vai ser minha, você querendo ou não.

Ele abriu meu shorts tirando ele com força a agilidade, ele estava excitado em abusar de mim.

-Justin você se drogou na foi? Justin por favor.

-CALA A PORRA DA BOCA CARALHO. - ele gritou e me assustei. -Você está toda apaixonadinha por mim então vai gostar de ser fudida por mim de novo.

-Justin não. - falei num sussurro e ele pegou a própria camiseta e amarrou na minha boca, agora não adiantava gritar ou esperniar ninguém me ouviria.

Ele caminhou até a porta do quarto e trancou a mesma. Tirou duas fitas pro bolso da calça e amarrou minha pernas, ficou somente de Box e logo começou estimular meu clitóris mais aquilo estava doendo muito, ele penetrou dois dedos e logo eu senti uma dor horrível eu não estava molhada.

-Justin por favor. -falei e minha voz saiu abafada e as lágrimas desceu.

Ele me olhou sorrindo e aquele sorriso era demoníaco. Ele tirou a cueca massagiando o membro e se posicionou entre minhas pernas tentei forçar pra fechar e ele me deu um soco na minha barriga.

-Abre a perna delicia vai ser gostoso. - ele sorria como se aquilo tivesse dando prazer a ele. Ele logo me penetrou com muita força e isso me causou dor ainda pior que a primeira, eu gritava tentando me soltar e não conseguia ele olhava meu corpo com desejo. Apertava, mordia e chupava meus seios com tanta força que parecia que ele iria arranca-los.

Ele estava se divertindo e eu me torturando por dentro, eu queria ajuda, eu queria sair dali. Eu forçava tanto meus pulsos que começaram sangrar. Justin fazia o que ele queria comigo, eu estava indefesa e presa com ele.

Não sei quantas horas ficamos aqui, ele ja havia gozado umas 3 vezes e não cansava. Eu estava exausta com dor, frio, fome, sede.

-Agora vem a melhor parte gatinha. - ele falou e me penetrou por trás, sexo anal normal já dói um pouco se não tiver relaxada, agora a força foi hiper doloroso e agoniante, eu me contorcia, gritava e chorava olhando nos olhos dele e ele ficou sério e saiu de mim e me ficou em pé me olhando seu olhar tinha ódio, raiva. Ele subiu em cima de mim e começou me bater, socos, tapas uma sequência que eu não consegui contar.

Ele socou meu rosto, seio, barriga, pernas e aquilo era demais pra mim e preferi deixar a dor me levar embora, eu estava desejando acordar daquele pesadelo, queria morrer , queria acordar e estava no meu quarto na casa dos meus pais e ver ele sorrindo no café da manhã, veio mais uma sequências de socos no rosto e todo ficou escuro...


Pv Justin Bieber


O que eu fiz?

Porra o que eu fiz...


Eu acordei do transe eu estava em cima de Samantha desacordada batendo nela, sai de cima dela vendo ela todo machucada, sangrando, gozada e amarrada.

-Caralho o que eu fiz. - falei desamarrando ela peguei ela e levei pro banheiro coloquei ela dentro da banheira e comecei encher.

Voltei pro quarto pegando minha roupa e sai dali, entrei no meu quarto me trancando, tomei um banho rápido e voltei pro quarto dela.

Quando ela me viu ela se encolheu na banheira.

-Me de-desculpa, e-eu na - não que-queria fa-fazer is-isso co-com vo - você. -gaguejei tentando tocá-la mais ela negou. -Samantha me perdoa, eu usei drogas de novo, eu bebi, não queria fazer isso.

-Sai Justin -ela sussurrou com a voz fraca -Sai por favor.

-Me perdoa por favor.... -sussurrei

-JUSTIN SAI, EU NÃO QUERO SUAS DESCULPAS, EU NÃO QUERO OLHAR NA SUA CARA, EU NÃO QUERO NADA DE VOCÊ SAI AGORA. -Ela gritou com a voz falha.

-Tudo bem, me perdoa mesmo eu não queria ter feito isso. - falei levantando e vi ela saiu da banheira com dificuldade e caiu. -Samantha deixa eu te ajudar vem. - peguei ela enrolando ela na toalha, sentei ela no vaso e fui tirar os lençóis sujos da cama.

Voltei pro banheiro e ela estava desmaiada no chão, peguei ela no colo e deitei na cama, fui até o closet pegar uma roupa, peguei uma langerie, Calça moleton preta e uma blusa manga longa preta.

Vesti ela e peguei os lençóis sujos e levei pra lavanderia. Fui na cozinha peguei uma pouco de comida e suco pra ela. Olhei o relógio na parede marcando 02:30hrs.

Subi pro quarto e ela estava sentada na cama olhando pra um ponto fixo.

-Você precisa comer. - falei atraindo o olhar dela pra mim. -Come eu vou entender se quiser me bater, xingar eu não vou revidar só quero que você coma.

-Porque você é tão bipolar Justin? Num momento de alucinações você me estupra e me agredi e outro está cuidando de mim.

-Eu não sei o que me deu, eu estava bebendo e me drogando com os caras, eles sairam pra boate e eu resolvi ficar, quando estava indo atrás demais drogas você chegou e bom você ja sabe.

-O que eu te fiz? - falou e olhei pra ela vendo ela comer. -O que eu fiz pra merecer isso?

-Você não fez nada, foram meus demônios - pausei vendo a careta dela - eu venho te desejando desde que te conheci, transamos e desde então você está me evitando, porra vai fazer 3 meses e eu sei fui um babaca de te mandar sair depois daquela transa incrível. -cocei a cabeça nervoso. -Mas eu não sei como mas agir em relacionamentos eu tenho 23 anos e meu primeiro relacionamento foi estranho e não deu certo.

-Nunca pedi pra termos um relacionamento - Ela disse seria e vi seu olhar frio, sem brilho. -Sabe Justin eu me apaixonei por você, eu quis me entregar esse tempo todo, mais não deu e não vai rolar mais.

-Eu sei que sou cabeça quente, explosivo, babaca, mas eu posso mudar por você.

-NÃO QUERO QUE MUDE POR MIM. -gritou -Agora é tarde demais, pode me deixar sozinha e não dirija a palavra a mim novamente

-Samantha eu sin.... - ela me interrompeu com um tapa.

-EU TENHO NOJO DE VOCÊ, REPULSA PELA PESSOA QUE VOCÊ É, EU QUERO QUE VOCÊ MORRA, SUMA DA MINHA FRENTE, EU QUERO TE VER SOFRER COM ISSO, QUERO QUE MORRA COM ESSA CULPA.

-Samantha por favor...

-Sai Justin, sai. - fiquei paralisado. -SAI AGORA, SAI DE PERTO DE MIM, FICA LONGE DE MIM.

Sai do quarto destruído acabei de perder a mulher que eu amo.

Porra como fui burro de não perceber isso antes, orgulhoso de não assumir os sentimentos.

Me joguei na cama e logo adormeci.


Pv Samantha Williams


Eu estou ferida não só por fora, estou por dentro meu coração está ferido, minha alma esta ferida.

Eu preciso sair daqui, eu vou sumir.

Fui até o quarto do Nolan e vi que ele tinha saído o cheiro do seu perfume estava no quarto ainda entrei no closet dele e peguei uma camiseta dele e no criado mudo tinha uma chave de carro fui até ela e peguei também.

Voltei pro meu quarto pegando minha mala e joguei tudo dentro, fui até o closet da Isa e peguei umas malas dela.

Comprei muitas coisas aqui em Atlanta.

No final tinha três malas.

Peguei meu passaporte, documentos e coloquei numa bolsa menor, levei do elevador e desci no subterrâneo.

-Samantha? -Ouvi a voz Rodney e virei - O que aconteceu?

-Eu preciso sair daqui, me ajuda por favor tirar o rastreador desse carro. - falei e ele me olhou confuso. -Vou te contar porque confio em você, eu vou embora, acabei de passar pelo pior dia da minha vida.

-O que aconteceu? Porque seu rosto está todo machucado.

-Foi o Justin, ele estava drogado e bêbado. -Senti as lágrimas descer. -Ele me estuprou e me bateu. - falei e ele ficou chocado.

-Esperava tudo do Bieber menos isso. Claro que vou te ajudar.

Ele pegou a chave da minha mão e viu que era um Bugatti Veyron.

-Você quer um carro mais simples? - assenti e ele fui até um Range Rover Evoque preto, colocou minha malas dentro e abriu o capo e desconectou uns fios. -Você quer que eu vá junto?

-Não, como eu consigo sumir sem ninguém me achar e me comunicar com alguém?

-Compre vários celulares pré-pagos, fique num lugar menos populoso e mude a aparência.

-Não quero mudar a aparência. - falei triste.

-Use perucas, sempre assim que Celina faz nas missões.

-Obrigado, Rod. -Falei abraçando ele. -Vou manter contato com você se eu precisar de ajuda eu te ligo.

-Claro, tome coitado chefe - falou fazendo graça e me abraçou forte de novo.

Entrei no carro e sai sem rumo.

Estava amanhecendo e logo sentiriam minha falta.

Dirigi por horas e estava cansada então parei num hotel bera de estrada e paguei em dinheiro.

Desliguei meu celular, liguei o notbook usando a rede do hotelzinho e pesquiser lojas próximas que vendem perucas, celulares e o banco mais próximo pra mim tirar toda minha grana, pesquisei cidade com pouca população.

Fishers, Indiana. 1D e 7H de viagem. - Ai vou eu Indiana.


Pv Justin Bieber


Acordei com alguém quase derrubando minha porta.

-JA VOU PORRA. -esbravejei alto.

-Justin você dorme demais -Ryan falou e olhei pela janela ja estava escuro.

-Que horas são? - perguntei indo pro banheiro.

-2horas.

-Caralho dormi 24horas. -falei entrando na ducha.

-A Samantha sumiu Justin. - parei na mesma hora de tomar banho e olhei pra ele.

-Ela não aparaceu durante o dia, e fomos no quarto dela e esta vazio, ela levou tudo, roupas, sapatos, maquiagens, perfumes, produtos higienes.

-DROGA. -gritei e ele me olhou confuso. -Eu fiz merda. Eu vou achar ela.

-Justin o que você fez? - ele perguntou e ja via raiva no seu olhar.

Ignorei e terminei de tomar meu banho, quando sai ele não estava mais, coloquei calça moleton preta, camiseta vermelha, tênis, arrumei meu cabelo, peguei minhas armas e desci.

Cheguei na sala e todos estava sentados no sofá e me olharam.

-O que você fez JB? - Nolan falou.

-Eu bebi e me droguei demais, quando estava indo buscar mais droga no escritório esbarrei com ela, e lembrei de todas provocações e queria tirar a limpo e levei ela pro quarto dela e ... - falei e Christian estava com um notbook no colo me olhou chocado.

-Você estuprou e bateu nela. -Ele falou e Isabela levantou e foi até o Christian.

-MEU DEUS JUSTIN, COMO VOCÊ PODE FAZER ISSO COM ELA?

-EU ESTAVA DROGADO E COM RAIVA DELA, NÃO PENSEI SÓ FIZ.

Christian foi até a Tv da sala e conectou o Notbook com as imagens.

-Tira isso. - falei ao escutar os soluços das meninas -TIRA ISSO....


Continua....


Notas Finais


Até o próximo bebês
Sem previsão pra postar em...

Amo vocês

Eu sei que isso não justifica o ato de Justin, mais quem se droga e bebe muito as vezes faz coisas sem pensar... e quando para pra refletir ja fez merda demais....


Até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...