História Entre o passado e o futuro. Law and Order SVU - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Jennifer Morrison, Lana Parrilla, Lei & Ordem: Unidade de Vítimas Especiais, Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), Det. Amanda Rollins, Det. Odafin "Fin" Tutuola, Det. Olivia Benson, Emma Swan, Henry Mills, Jennifer Morrison, Lana Parrilla, Rafael Barba, Regina Mills (Rainha Malvada), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Detetives, Evilregal, Investigação, Lanaparrilla, Lawandordersvu, Lesbicas, Lgbt, Mills, Oliviabenson, Onceuponatime, Reginamills, Rolinda, Romanceentremulheres, Romancelesbico, Sapatão, Swanqueen, Zelena
Visualizações 42
Palavras 2.289
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, LGBT, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Religião x Amor - PT2


Fanfic / Fanfiction Entre o passado e o futuro. Law and Order SVU - Capítulo 20 - Religião x Amor - PT2

Ep8 - PT2


Olívia estava esperando Jasmine no parque perto do hotel em frente a um banco. Benson sabia que assim como podia ajudar,talvez sua decisão de expor sua vida para a vítima poderia atrapalhar mais ainda as investigações e todo o processo em sí. A Tenente avista a garota.


- Oi Jasmine!


- Oi! Você queria falar comigo? Meus pais acham que estou orando.


- Eu preciso te contar uma coisa. - A garota senta a convite de Benson e presta atenção. - Sabe a detetive Rollins? Que estava comigo no primeiro dia em que nos vimos?


- Sim... A Amanda. - Olívia sorri.


- Eu e ela moramos juntas. Somos noivas. - Olívia deu um tempo para que a menina absorvesse a informação. - A sargento Mills e a detetive Swan também são noivas. E eu quero te dizer que não existe nada de errado em amar alguém. Independente de quem for.


- Você sempre foi assim? - Pergunta a menina.


- Não. Na verdade sempre me envolvi com homens. Mas teve um momento em que me vi completamente apaixonada pela Amanda. E simplesmente segui meu coração. Ela levou um tiro por mim... - Jasmine olha incrédula para Benson. - Ela me faz ter as melhores experiências do mundo. Dia após dia ao lado dela me mostrou que não saberia viver sem ela.


- Isso é muito lindo. - Diz Jasmine.


- Você gosta da Penélope, não é?


- Sim. Muito! - A jovem sorri.


- E sabe que tudo isso que o Harry fez é errado... - A menina afirma com a cabeça. - Então... Nos ajude a punir ele da forma correta.


- Mas Deus... - Olívia interrompe.


- Independente de quem é o seu Deus... Que ser amoroso permitiria que você passasse por tudo isso calada?


- Você acredita em Deus Olívia? - Benson pensa por alguns segundos.


- Acredito em forças e energias. Acredito no poder que existe dentro de nós. E nos incríveis segredos que não podemos desvendar. Acredito que alguns nascem para servir e outros não.


- Eu também pensava assim. Mas... Meus pais e o reverendo me obrigaram a deixar de acreditar no que eu sentia. Me colocaram medos que eu não tinha antes.


- Eu te entendo. Jasmine... Nos deixe ajudar você. Se for preciso eu e a Amanda faremos de tudo para proteger você. Como uma família.


- Obrigada Olívia! Eu aceito testemunhar. Mesmo que isso custe várias coisas pra mim... Quero poder viver o que você vive. - Benson abraça a jovem.

Apresentação Judicial...


- Como o réu se declara? - Pergunta o Juiz.


- Inocente excelência. - Diz O advogado.


- A promotoria pede prisão preventiva para não haver fuga. - O advogado de Herry intervêm.


- Ele é um membro exemplar na sua comunidade e igreja. - O juiz não caí nessa.


- Explique isso diante do grande júri. A fiança esta em 200 mil dolares. Se o réu não tem esse dinheiro, deve ser encaminhado para a prisão.

Apartamento Olivia Benson...


- Eu preciso de uma massagem... - Diz Olívia. Tirando o blazer e colocando sobre a cadeira.


- Posso me oferecer? - Pergunta Amanda. A Loira se põe atrás de Bebson e afasta os cabelos de Olívia e beija seu pescoço.


- Humm... Acho que eu vou aceitar. - Amanda se encosta completamente em Olívia e abre os botões da camisa social da Tenente. Mas o telefone toca. - Aahh eu mereço... - Reclama Olívia. Mas logo a tenente se preocupa ao ver o nome de Jasmine na tela.


-Jasmine?

- Olívia me ajude...

(Com quem você está falando? Desliga essa merda!)

- Jasmine corre... E vai me dizendo onde você está.

- Eu estou saindo do hotel. Meu pai me bateu e eu estou fugindo dele.

(Volta aqui menina!)

- Estou indo te buscar. Lembra a praça onde nos encontramos? se esconde lá que eu te acho.


- Tá...

-Amor o que houve? - Pergunta Amanda.

- Vêm, pega a arma e o distintivo. Precisamos buscar a Jasmine. - Diz Olívia abotuando a camisa e correndo para fora do apartamento.


- Vou ligar para a UVE. - Diz Amanda pegando tudo.


- Espera. Eu quero achar ela e vamos leva-lá para o hospital... Pode ser uma prova importante. Chama a Regina e a Emma. Vamos resolver entre nós.

Apartamento Regina e Emma...


- Eu precisava desse banho. - Diz Regina.


- Nossa que triste esse caso né? - Diz Emma.


- Pois eh... Minha mãe era da igreja Emma. Eu acho que nunca te falei isso.


- Não... Você evita falar sobre ela.


- Bom... Ela fez um inferno na minha vida, com a Zelena também. Ela acabou morrendo por causa da Religião. Estava com câncer e o pastor dela disse que não precisava mais continuar com o tratamento. Ela acabou morrendo por causa disso.


- Nossa... Sinto muito amor. - Diz Emma abraçando a noiva. - Por isso você estava tão revoltada hoje.


- Eu me considero Ateia sabe... Não consigo acreditar nessa coisa de Deus. Acho que as pessoas usam a religião para acobertar seus preconceitos. Ou crimes como nesse caso. - O celular de Emma toca...


- Amanda? .... Sim .... Tudo bem .... Estamos indo.


- O que foi? - Pergunta Regina.


- A Amanda disse que a Jasmine pediu ajuda. A Olívia quer que a ação fique entre nós. Vamos! Eu sei onde elas vão. Se sairmos agora chegamos antes.


- Vou pegar o distintivo e a arma... Vai descendo. - Diz Regina indo para o quarto. Emma ainda não havia tirado a roupa do trabalho.


Praça perto do hotel...


Emma e Regina tinha acabado de chegar quando Olívia e Amanda descem do carro.


- Regina! - Benson começa as ordens. - Vêm na frente comigo. Emma e Amanda vocês pegam o lado esquerdo do parque. Atirem se preciso e visem se acharem a Jasmine.


- Ok! - Dizem todas.


- Benson... Porque você não chamou reforço? - Pergunta Regina.


- E existe melhor reforço que vocês? - Regina sorri e as duas andam rápido com as armas em punho.


Do outro lado do parque...


- A Olívia é doida. - Diz Emma.


- Ela disse que agora é bom a Jasmine ver apenas nós quatro. A Liv contou sobre nos para a garota e isso fez com que ela aceitasse testemunhar.


- Nossa... Que arriscado. - Diz Swan.


- A Liv sabe o que faz. - Amanda força a vista. - Ali é a Jasmine? - Amanda então tem certeza que é a garota. -  Jasmine?


A garota estava escondida atrás de uma árvore, chorando e ensanguentada. Amanda se aproximou e a garota pulou para abraça-lá. Emma liga para Regina e em poucos minutos Mills e Benson estavam lá.


- Jasmine. - Diz Benson ao se aproximar e a menina abraça a Tenente. - Eii... Está tudo bem. Nós vamos cuidar de você.


As mulheres levam Jasmine para o hospital. Lá descobrem que ela fraturou uma costela, estava com vários hematomas pelo corpo e um corte grande na sobrancelha.


- Tenente Benson? - Chama a médica que estava de plantão.


- Sim.


- Anotamos todos os traumas. Aqui está! - Diz a médica, entregando uma pasta com provas do espancamento de Jamine.


- Obrigada! Podemos ver ela? - A médica concorda e Regina,Emma,Olívia e Amanda entram no quarto.


- Como você está? - Pergunta Benson.


- Estou bem... Nossa eu quero agradecer pelo que vocês fizeram.


- Acho que precisamos nos apresentar melhor... - Diz Regina. - Eu sou a sargento Regina Mills.


- Eu sou a detetive Emma Swan. - Diz Emma.


- Somos noivas. - Diz Emma. - Vamos casar daqui 4 meses. - Jasmine sorri. Ao ver Regina abraçar Emma.


- Bom... Eu e a Olívia também somos noivas. - Diz Amanda pegando na mão de Olívia.


- Quando a Olivia falou isso eu achei muito diferente. Não conheço quase ninguém que seja como eu... Além da... - Jasmine para ao ver Penélope entrando.


- Oi! - Cumprimenta Penélope. Jasmine estende os braços e abraça a garota.


- Eu liguei pra ela, enquanto você estava fazendo os exames. - Diz Benson. - Achei que depois de tudo a pessoa que você mais queria ver era ela. - Jasmine agradece.


A garota é liberada, estava sobre proteção da polícia já que sofreu violência sexual de Harry e violência física do pai. Já era de madrugada quando as quatro mulheres foram para casa,cansadas e ansiosas para o dia seguinte que seria o julgamento.

J

ulgamento de Harry...


- Hoje cabe a vocês julgar... - Diz Rafael barba. - um caso camuflado. Onde o réu baseado em sua crença, estuprou a vítima Jasmine Prado Monteiro. Esse crime é conhecido como estupro corretivo,já que segundo a confisao do acusado,o ato foi por conta a orientação sexual da vítima.


- Queridos jurados... - O advogado começa. - Sabemos que todos temos que respeitar nossas crenças e hoje cabe a vocês ignorar esses ataques. Pois queremos provar que a menina está sendo incentivada pela Tenente do caso.


Todos olham para Olívia e o Julgamento começa...


- Queremos chamar a primeira testemunha. - Diz Rafael. - Penélope Cruz. - Penélope, qual é o seu envolvimento com a vítima?


- Nós temos um relacionamento. Mas por conta da religião nós tivemos que nos afastar e eu vim morar em Nova York.


- Como o réu sabia do envolvimento de vocês?


- O reverendo da igreja obrigou ela a confessar. Foram os país dela que procuraram a igreja para tentar muda-lá.


- No dia em questão... O que você lembra?


- Estavamos no bar e Harry estava do outro lado. Após uma confusão armada por ele com o bar man e alguns garotos. Eu e a Jasmine fomos para o quarto do hotel. Estavamos nos beijando quando a cuidadora da igreja bateu na porta. Eu fui embora mas a Jasmine colocou o cartão de entrada na minha bolça. Meia hora depois quando achei que todos estavam dormindo voltei para entrar no quarto. Mas encontrei ela no chão,chorando e com as roupas rasgadas. Esperei ela se acalmar e liguei para a UVE.


- Obrigada! Sem mais perguntas. - O advogado não sábia o que fazer e então chamou Harry.


- Harry... Você machucou Jasmine Prado Monteiro? - Pergunta o advogado.


- Claro que não. Eu fiz ela sentir a glória de Deus para ficar liberta.


- Então... Em momento algum você machucou ela?


- Obviamente não!


- Sem mais perguntas excelência. - Rafael Barba levanta e fala.


- Harry... A vítima Jasmine Prado Monteiro disse que queria isso?


- Protesto! - Diz o Advogado.


- Negado! Responda Harry. - Diz o Juiz.


- Eram os demonios tentando me impedir mas... Resistirei ao mal e ele fugirá de vós. - Regina estava com tanta raiva ao ouvir aquela baboseira que preferiu sair pra fora, sendo seguida por Emma.

- Amor... Calma. - Diz Emma.


- Sabe... Isso me dá nojo. Eu não consigo ver algo bom nisso. Eu odeio essa gente.


- Amor. Eu sei disso... Você sabe que eu não tenho uma religião mas acredito em alguma coisa. Sei que é difícil você associar religião á algo bom.


- Eles mataram minha mãe... - Regina começa a chorar.


- Eu sei... Calma amor. - Emma abraça a noiva.

- Excelência. Queremos chamar Jasmine Prado Monteiro. - Diz Barba. - Jasmine... Pode nos dizer o que aconteceu ontem?


- Irrelevante excelência. - Diz o Advogado.


- Totalmente relevante. O Promotor apresentou novas provas antes do julgamento. O senhor não soube porque chegou atrasado. Continue Promotor.


- Responda por favor! - Pede Rafael.


- Ontem a noite, ligue para a Tenente Benson. Eu estava sendo espancada pelo meu pai. O reverendo foi com Harry até minha casa e obrigaram meu pai a me dar uma lição.


- A Tenente Benson te obrigou a isso?


- Não. Ela conversou comigo e me mostrou que devo dizer a verdade acima de tudo.


- E qual é a verdade Jasmine?


- Eu amo a Penélope. - Os pais da jovem e o reverendo dizem coisas horriveis e palavras feias.


- Ordem! Ordem no tribunal!


- Sem mais perguntas. - Diz Rafael.


- Senhorita Jasmine... - Começa o advogado. - É do seu conhecimento que a Tenente Olívia  Benson é noiva da detetive Amanda Rollins?


- Sim!


- E também é do seu conhecimento que a Sargento Regina Mills é noiva da detetive Emma Swan?


- Sim!


- Senhores... - O advogado olha para os jurados. - Fica claro a falta de postura e caráter dos profissionais envolvidos no caso.


- Protesto! Excelência ele esta usando o caso para julgar a orientação sexual de profissionais mais que premiadas e qualificadas da UVE. Devo lembrar que esse pequeno discurso dele é homofóbico.


- Aceito! Quero pedir para que o Juri desconsidere a fala do Advogado. Recesso de 30minutos.


¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤


- Eles estão usando a nossa vida para inocentar um estuprador? - Diz Regina indignada.


- Pelo jeito sim... Mas isso não vai nos afetar. - Diz Benson. Um homem que acompanhava alguns membros da igreja de Harry veio para cima de Regina e lhe deu um soco.


- Sua nojenta... Sapatão! Todas são! Vocês vão arder no fogo do inferno. Faremos o mesmo que o Harry. Vocês serão curadas. -Os guardas seguraram ele. Enquanto o homem gospia nelas e dizia palavras fúteis e versículos da bíblia.


- O que foi isso? - Amanda diz indignada ao ver Regina sangrando. - Até quando teremos que ver cenas como essa?


- Amor... Você está bem? - Pergunta Emma. Regina afirma com a cabeça e vai até o banheiro sendo seguida por Emma, Olivia e Amanda.



Continua...




Notas Finais


Eitaaa 😰

Anjos me sigam no instagram : @silvaalex_oficial


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...