1. Spirit Fanfics >
  2. Entre Olhares - Imagine Min Yoongi >
  3. Caixinha de surpresas

História Entre Olhares - Imagine Min Yoongi - Capítulo 9


Escrita por: e _Apholo_


Notas do Autor


》Eu deveria ter atualizado ontem, mas houve queda de energia aqui na cidade e, por isso, não foi possível. Masss... Estou aqui hoje hihi

》Boa leitura, amores💖

Capítulo 9 - Caixinha de surpresas


(S/N)

- Cheguei! - disse após entrar em casa.

- Oi filha! Como foi? - mamãe disse sorridente.

- Foi bom. Vocês estão bem?

- Sim. - respondeu pelas duas.

- Eu fiz pipoca doce, você quer? - Misa pergunta.

- Quero, mas eu vou tomar um banho primeiro.

- Vê se não demora, senão acaba a pipoca.

- Pode deixar. - sorri de canto.

Entrei em meu quarto e deixei a pequena bolsa que levava no canto. Retirei minhas roupas e entrei no chuveiro. Após terminar, peguei uma roupa confortável e prendi meu cabelo em um coque bagunçado.

Voltei para a sala e sentei-me junto com as meninas. Peguei um pouco de pipoca e comecei a comer enquanto via televisão com elas.

- E então? - Misa sorriu sugestiva - Conversou com ele hoje?

- Sim, mas por pouco tempo. Yoongi está com visitas.

- Visitas? Quem? É uma garota? - Misa estreitou os olhos.

- Você está com ciúmes? - ri.

- Não posso? - empinou o nariz.

- Não se preocupe. Quem está lá é um dos amigos dele. Se não me engano, o nome dele é Taehyung.

- Taehyung? O Taehyung está lá e você só me diz agora?

- Ué, ele é importante?

- Está brincando? Ele é um ator fantástico!

- Ator? - franzi a testa - De dorama?

- Sim, ele fez uma pequena participação em uns três doramas.

- E você o considera um ator tão bom assim? - franzi a testa.

- Claro! Além disso, ele é amigo do Yoongi e isso já faz dele uma ótima pessoa.

- Você ama mesmo ele, não é?

- O Guinho? Claro!

- Guinho? Que apelido é esse?

- É um apelido que as fãs deram para ele, mas até hoje não sei se ele gosta ou  não. - riu - Mas me diga, qual é a chance de eu conseguir uma foto com o Tae? - franziu a testa.

- Zero. Eu não vou atrás disso, Misa.

- Você é má, (S/N). - fingiu choro.

- Você não pode exigir demais da sua irmã, filha. (S/N) conseguiu que você se encontrasse com o Yoongi e isso já é muito.

- Tem razão, mamãe. - suspirou - Bom, pelo menos, eu estou muito agradecida por você me dar essas informações em primeira mão, maninha. - sorriu convencida.

- Pode contar comigo. - sorri.

Senti meu celular vibrar e vi que se tratava de uma mensagem do Jimin.

- Boa noite, (S/N).

- Boa noite.

- Está tudo bem? Você está em casa?

- Sim, estou bem. E você? E, sim, estou em casa.

- Estou melhor agora. Gostaria de te ver, quando posso?

Sorri involuntariamente, não por ter ficado boba, mas pela sua pergunta tão direta.

- Não sei.

- Hoje?

- Já está meio tarde, Jimin.

- E amanhã? Eu vou te buscar no trabalho, pode ser?

- Mas a mansão fica fora da cidade.

- Tudo bem. Pelo menos, você economiza dinheiro com o ônibus. O que me diz?

- Está bem. Eu aceito.

- Ótimo!

Continuamos conversando sobre outros assuntos. De certa forma, eu sentia que Jimin estava tentando se aproximar de mim de uma forma como ele nunca tinha feito antes.

(...)

Assim que cheguei à mansão, entrei como de costume e me dirigi até a cozinha. Percebi que havia um bilhete em cima do balcão e não demorei até lê-lo.

"Estou saindo de casa com o Taehyung, mas volto logo. Por favor, faça algo bom para o jantar!

Ass.: Yoongi"

Ele poderia simplesmente ter ido, mas escolheu avisar e isso me tirou um sorriso.

Min Yoongi era uma caixinha de surpresas e eu estava adorando conhecê-lo cada vez mais.

Yoongi

- Jura que vocês nunca tiveram nada? - pergunta desacreditado.

- Estou falando a verdade, Taehyung.

Ele riu e balançou a cabeça negativamente.

- Onde está aquele Yoongi mulherengo que conheci?

- Morreu junto com a minha afinação para música.

- Eu hein! - revirou os olhos - Não seja pessimista.

- Estou sendo realista.

- Vai me dizer que desde que você parou de cantar, não ficou com mulher alguma?

- Algumas... Mas faz tempo.

- Sei. - suspirou - Se fosse o Yoongi de dois anos atrás, já teria jantado a (S/N).

- Eu não posso, simplesmente não posso fazer algo assim.

- Por...?

- Porque ela não é uma garota qualquer, Taehyung. Ela tem uma vida difícil, tem um passado, tem muitos problemas, tem um emprego para manter e outras coisas... E isso é apenas o que eu sei! Eu não posso apenas me aproximar e me aproveitar dela assim. - suspirei e abaixei o tom - Isso é covardia! Ela não merece isso!

- Ah, então você sabe bastante coisa, não é! Pelo visto, são amiguinhos. - sorriu de forma sugestiva, mas ao ver que para mim esse assunto já havia sido encerrado, parou de insistir - Então... Vamos para casa?

- Vamos.

Pagamos pelo lanche e saímos do estabelecimento. A notícia que eu estava presente no centro da cidade tinha se espalhado e haviam muitas meninas ali perto, mas eu não estava com muita disposição para aparecer em público, por isso, evitei ao máximo.

Era bom ver que meus fãs ainda estavam torcendo por mim, mas ao mesmo tempo, eu me sentia inútil por não corresponder expectativas e voltar a cantar.

- Você sente falta, não é? - o Kim perguntou.

- Você não faz ideia. - suspirei.

Voltamos para casa em seguida. O caminho foi longo e nesse meio tempo eu fiquei apenas pensando sozinho.

- Eu vou tomar banho. - Taehyung disse.

- Certo.

O mesmo subiu e eu fui na direção em que (S/N) estava.

- Oi. - sorri - Você viu o bilhete?

- Vi sim, Yoongi. Se divertiu?

- Digamos que sim. - dei de ombros.

- Que bom! - disse parecendo orgulhosa.

- Vai atender ao meu pedido e fazer algo bom para comer?

- Sim, eu vou.

- Obrigado.

- Eu que agradeço por ter dado uma chance ao mundo lá fora e ter aparecido.

Balancei a cabeça negativamente e ri.

- Foi a contragosto.

- Mas, pelo menos, você foi.

- Sim... - o silêncio reinou por um tempo, mas decidi quebrá-lo - Você deveria ficar para jantar comigo e o Taehyung mais tarde. - sugeri.

Obviamente, eu só queria uma desculpa para ficar com ela por mais algum tempo.

- Eu adoraria, de verdade. Mas é que eu já marquei de jantar fora com o Jimin e daí ele vem no buscar quando eu sair.

- Jimin? - franzi a testa - Algum parente seu?

- É meu... Amigo. - pareceu incerta - Quer dizer, eu nem sei.

- Como assim? Está confusa?

- Somos amigos sim, mas esses dias estamos nos vendo em encontros mais... Sérios, eu diria. - suspirou - Eu não contei isso para ninguém antes, mas sabe, sinto que ele vai me pedir em namoro logo.

Namoro...?

Abri a boca para falar algo inicialmente, mas não consegui. Por que essa notícia estava me irritando tanto?

- E você vai aceitar?

- Sendo sincera, eu não sei... Mas... Talvez aceite.


Notas Finais


》Será que isso vai acontecer? E se acontecer, ela aceitará? O.O


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...