1. Spirit Fanfics >
  2. Entre os Mortos >
  3. Conversas e mais conversas

História Entre os Mortos - Capítulo 5


Escrita por: Mayra_me

Notas do Autor


• Oie, demorei mas cheguei
• Eu estou mega feliz com todas essas visualizações, tô quase pulando de alegria, mas o horário não me permite kkkkkk
• Espero que gostem desse Cap, foi feito com mto carinho
• Cap não revisado
• Boa leitura.
• Seis são top.

Capítulo 5 - Conversas e mais conversas


Fanfic / Fanfiction Entre os Mortos - Capítulo 5 - Conversas e mais conversas

P.o.v Micaella


O caipira me fez mudar de ideia em relação a ir embora, e ok posso aceitar isso por hora, qualquer coisa é só eu ir né?
Eu me apaguei as pessoas da Fazenda em mto pouco tempo e esse é o lado ruim de ser eu, sempre me apaguei as pessoas com mta facilidade e isso pode ser extremamente doloroso as vezes, ainda mais que estamos em um apocalipse, e eu já perdi pessoas o suficiente na minha vida. Mais não quero pensar nisso agr.
Caçamos enquanto voltavamos para a Fazenda e eu consegui pegar três esquilos, e Daryl dois, ele tá super concentrado tentando pegar mais um pra empatar mas eu estou super de boa, até porq eu não vou comer tudo isso msm. No fim ele acabou pegando mais um e ficamos empatados.

- Eu vou acampar mais longe dos outros. -me disse enquanto entrávamos nas extremidades na Fazenda.

- Porq? - Será que ele vai embora?

- Eu só quero ficar o mais longe possível do resto do pessoal. - colocou a besta nas costas e continuou andando.

- Vai se mudar pro surbubio? - Perguntei rindo.

- Quase isso. - Andamos, até chegar na área das barracas e ele logo que chegou começou a desmontar a barraca dele.

- Se for assar os seus, assa os meus tbem tô morrendo de fome, obgd. - Joguei os esquilos perto dele e fui em direção a casa dos Greene's. 

- Folgada. - Resmungou baixo, mas alto o suficiente para que eu escutasse.

- Assim voc fere os meus sentimentos caçador. - Falei continuando meu rumo. Daryl é engraçado, um bom amigo eu diria.
Cheguei na frente da casa e tinha algumas pessoas em frente, por um momento eu até tinha esquecido de tudo o que tinha acontecido. A Meggie deve estar mal, que tipo de amiga eu sou?
Entrei dentro da casa e ela estava na cozinha fazendo algo. Cheguei por trás dela e dei um abraço, acho que ela tava precisando.

- Ella? Onde se tava? - Perguntou se virando pra mim.

- Eu tinha ido embora, mais aí o caçador foi atrás de mim e dps eu fui caçar, desculpa por não ter ficado aqui, eu sou uma péssima amiga eu sei, mas eu não sabia o que fazer. - Falei tentando me explicar.

- Ei Ella tá tudo bem. Calma, voc ia embora? Como assim voc ia embora e não ia se despedir de mim nem nada? E o Daryl foi atrás de voc? Como assim?

- Eu ia embora a princípio, eu não me sinto parte do grupo, me sinto deslocada aqui entende? Gosto mto das pessoas mas sinto como se eu fosse um peso e eu não queria causar problemas. -Falei o que estava preso em mim porq era a verdade, me apaguei mto as pessoas daqui mais ainda sim algo me dizia que esse não era o meu lugar. Talvez fosse só os meus demônios querendo aparecer ou talvez fosse verdade, eu não sei - O Daryl me viu saindo e me seguiu, aí quando eu disse pra ele que ia embora ele me convenceu a ficar.

- Primeiro, voc é sim parte desse grupo,  voc conquistou o seu lugar aqui em um tempo recorde, e o que fez pela minha família hj poucos fariam, voc já tem sua vaga senhorita Ella. Segundo, está tão próxima do caipira assim? Desde o dia que ele chegou eu não tinha visto ele falar com ninguém, voc realmente é corajosa porq eu ainda sinto um pouquinho de medo dele. - Falou rindo baixinho.

- Voc é um amor sabia? E o Daryl é legal comigo, já o posso ate considerar ele um amigo também.

- Ata sei, vou fingir que eu acredito.  - Falou com uma cara maliciosa. Ok o caipira é bem sexy e os olhos azuis tempestuosos dele são de tirar o fôlego, mas é só isso nada de mais.

- Voc é terrível Meggs. Cadê o Hershel? - Mudei der assunto antes que eu falasse algo que não deveria, ter uma boca grande não é fácil.

- Ele foi pra cidade, provavelmente pro bar que ele costumava ir, mas relaxa o Rick e o Gleen foram atrás dele. - Falou e percebi que ela ficou meio magoada quando falou do pai, nos saímos da cozinha e fomos em direção às escadas para subir ao segundo andar.

- Seu pai bebe? Ele não é da igreja? - Perguntei enquanto entrávamos no quarto dela.

- Ele bebia antes, quando eu nasci ele parou e até então nunca mais tinha bebido, mas pelo visto ele voltou de novo. - Ok ela estava bem magoada. E por milésimos de segundos eu consegui me ver nos olhos dela, tínhamos dores perecidas mas por circunstâncias diferentes.

- Como voc sabe Meggs?

- Achei o cantil de whisky dele junto com as coisas dele logo depois que ele sumiu, é praticamente uma certeza. - Meu Deus tinha bebia aqui e ninguém me deu? Quanto tempo faz que eu não tomo um porre? Decepcionada estou. CONCENTRA ELLA.

- Como a Beth tá? - Perguntei mudando de assunto, tudo melhora com uma boa mudança de assunto né.

- Ele teve estresse pós traumático, Rick e Gleen foram pegar o meu pai na cidade exatamente por isso, só ele sabe como ajudar ela.

- Eu queria ajudar Meggs, mas tudo o que eu sei são primeiros socorros básico. Agr eu me arrependo de não ter feito faculdade de medicina. Poxa Ella voc só da bola fora viu. - Falei batendo na minha testa.

- Mds Ella, só voc mesmo.

Conversamos por mais um tempo, e pelo visto os caras da cidade iam demorar um pouco então vou esperar na minha barraca. Só agr que eu lembrei que eu pedi pro Daryl assar as carnes. 'E porq eu tô morrendo de fome tbem.' Tomara que ele tenha deixado um pouco pra mim, parece que ninguém come aqui eu em esse povo não sente fome não?

- Meggs, eu já vou indo viu, o caipira tava assando uns esquilos e se eu não for logo ele vai comer tudo, sem contar que eu tenho que descansar um pouco, o dia de hj não foi mto fácil.

- Vai lá então, amanhã a gente se fala Ella. - Falou me dando um pequeno abraço.

- Boa noite dona Meggs.

- Boa noite dona Ella.

Sai da casa e fui em direção ao nosso acampamento, mas me lembrei que Daryl ia se mudar para o surbubio, então tive que ir procura-lo. O bom é que ele não tava mto longe, para a minha felicidade, porq eu estava com mta fome e sem nenhum pingo de vontade de andar essa Fazenda toda.

- Cheguei caçador.  - Falei me aproximando dele que estava assando os esquilos em uma fogueira.

- Percebi. - Como ele consegue falar tão pouco?

- Pensei que já tinha assado e comido todos os esquilos sozinhos. - Me sentei no tronco do lado dele.

- Eu merecia ter feito isso mesmo, voc é mto folgada, nem assar seu próprio esquilo quis. - Difinitivamente ele sempre está de mau humor.

- Que nada, eu só aproveitei a situação, sabia que voc ia assar o seu, então decidi me aproveitar disso, o mundo é dos espertos caipira. Pensei que já tava pronto, geralmente não demora tanto assim pra assar.

- Demorou porq eu precisei montar acampamento né, acha que ia tudo aparecer montado de uma hr pra outra?

- A é mesmo tinha me esquecido desse detalhe. Já tá pronto? Tô morrendo de fome. - Falei lambendo os beiços.

- Sim, toma. - Me deu uma tigela pra eu colocar os pedaços de carne dentro. Comer esquilos não era a melhor coisa do mundo, mas eu já estava acostumada, então era bem de boas pra mim.


P.o.v Daryl



Montei o meu acampamento mais longe dos outros, dps do que aconteceu hj, percebi que esse grupo tá rachado e eu não quero me apagar a essas pessoas, do jeito que são idiotas vão acabar se matando. Tento me afastar o máximo, mas a ruiva vive grudada no meu pé, inclusive a folgada me pediu pra assar os esquilos que ela caçou pra ela, enquanto ela ia na casa do velho pra saber como todos estão. Me admira ver o quanto essa garota se importa com essas pessoas, nunca vi ninguém assim.
Acabei assando tudo mesmo, não adiantaria de nada eu assar só metade dos esquilos, ela caçou 'coisa que faz muito bem, por sinal'  e merece come-los. Estava assando os esquilos quando vi ela chegando. Uma coisa que eu não  posso negar é que a ruiva é mto bonita, e os olhos verdes dela são tão limpos e sinceros 'Eu sou um maricas msm viu'  ela chegou falando pelos cotovelos como sempre, não era de se esperar algo diferente, sempre que vejo ela, está conversando. Será que ela não cansa?
Dei a tigela pra ela colocar a carne e comer, talvez assim ela desse um trégua de encher o meu saco.
Um erro talvez, eu diria. Ela começou a comer e em certo ponto a lamber os dedos, não sei se ela sabe, mas ela já é bem atraente e ficar lambendo os dedos não me ajuda mto.

- Que foi? - Me perguntou do nada, e só então percebi que está encarando ela.

- Nada. - Respondi grosso, merda a garota me pegou no flagra.

- Eu sei que estava me paquerando, pode admitir não irei te julgar, eu sou realmente mto bonita.

- Não estou porcaria nenhuma. Voc é no máximo ajeitadinha. - Menti na cara dura.

- Ajeitadinha? Eu diria linda. - Essa garota se acha mto.

- Voc se acha mto sabia?

- Sim, faz parte do meu charme, gostou? - Realmente a garota era maluca.

- Cala a boca só um pouquinho vai.

- Voc é um pouco grosso as vezes sabia? - Perguntou rindo.

- Sim.  - Quanto mais eu quero essa garota longe de mim, mais ela gruda. - Como estão as coisas na casa? - Mudei der assunto. A Magrela apareceu aqui querendo que eu fosse atrás do maridinho dela, que descobri ter ido atrás do velho que foi encher a cara na cidade.

- Bom, o Hershel foi tomar um porre na cidade, e o Rick e o Gleen foram atrás dele e vcs Beth está com estresse pós traumático, ela vai ficar bem Mas precisa do pai perto dela.

- O velho só quer encher cara.

- Bem que eu queria tbem, faz tanto tempo que eu não fico louca, que eu só queria poder encher a minha cara a vontade sem me preocupar com zumbis batendo na minha porta. - Falou colocando a tigela no chão e apoiando os cotovelos nos joelhos.

- Voc tem cara de que tomava duas cervejas e caia. - Falei zoando da cara dela.

- Me respeita, eu sou mto boa de copo ok? Não sou mto fã de cervejas, prefiro bebidas mais quente, eu daria um ruim por um whisky agr.

- Seu rim não deve estar valendo mta coisa. - Falei debochando de sua cara.

- Não mesmo, do jeito que eu comia e bebia, e capaz dele tá todo virado.

Conversamos por mais um tempo, e a ruiva falou que ia pra barraca dela alegando estar cansada, e só agr lembrei que ela levou uma bela de uma pancada na cabeça do babaca do Shane e deveria estar precisando de um descanso, falei pra ela que se eles não voltassem até o amanhecer, eu iria atrás deles, e ela se dispôs a ir comigo, não reclamei porq de alguma maneira eu gostava da presença dela aqui comigo.
Ela foi pra barraca dela, e eu entrei na minha, não na intensão de dormir, eu queria ficar atento, mais só quando deitei percebi o quanto eu estava cansado, e dormir foi quase que inevitável.


-Eai caipira, será que eu posso ver isso que voc tanto esconde pro debaixo dessa roupa? - A ruiva perguntava enquanto estava montada em cima de mim,  desabotuando a minha blusa.
-Eu gosto desse seu peitoral, é másculo, é gostoso, assim como voc. - Ela se inclinou para me dar um beijo descendo suas mãos sobre mim quando...

- Caipira? - Escutei ela me chamar do lado de fora da barraca. Ok, aquilo foi um sonho, bem real, mas só um sonho. Parabéns Daryl voc está parecendo um adolescente ridículo. 

- Oi. - Respondi, me sentando e colocando a camisa para sair da barraca.

- Eles ainda não voltaram. - Me falou,  e a sua voz parecia um pouco aflita. - Ainda que ir na cidade procurar por eles?

- Vamos lá. - Respondi, abrindo o zíper da barraca e me deparando com ela, linda como sempre, e instantaneamente me lembrei do sonho 'para idiota'  eu nem deveria estar sonhando essas coisa. Que ridículo. Peguei minha besta e começamos a rumar em direção a casa onde avisariamos a todos que estávamos indo atrás do Rick e dos outros. 


Notas Finais


• Oi dnv.
• Espero que tenham gostado, o Cap não foi mto grande, mas mesmo assim foi feito com carinho.
• Comentem o que acharam, ajuda mto na minha auto estima kkkkkkk meme
• Até a próxima, bjs😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...