História Entre Pebleus e Renomados (Destiel and Sabriel Supernatural) - Capítulo 5


Escrita por: e army_qualquer_

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Adam Milligan, Amara, Benny Lafitte, Bobby Singer, Castiel, Crowley, Dean Winchester, Gabriel, Gadreel, Jo Harvelle, John Winchester, Kevin Tran, Lúcifer, Mary Winchester, Miguel, Ruby, Sam Winchester
Tags Destiel, Romance, Romance Escolar, Sabriel drama
Visualizações 66
Palavras 1.248
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Sobrenatural, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey pessoinhas, aqui está mais um cap para vcs.

Espero que gostem :v

Capítulo 5 - 5


Fanfic / Fanfiction Entre Pebleus e Renomados (Destiel and Sabriel Supernatural) - Capítulo 5 - 5


                   Merda!!

-Gabriel, eles estão nos encarando.- Estava cuchichando para Gabe enquanto caminhavamos até as carteiras do fundo, ao lado da janela. -Isso está me encomodando...- Resmunguei enquanto repousava minha bolsa sobre a carteira.

-Não ligue para esses virgens de mente pequena.- Ele olha em  volta sem ao menos tentar disfarçar, o que arrancou alguns sussurros fofoqueiros dos alunos presentes ali. -As coisas vão ficar complicada se ligar-mos para esse tipo de coisa.- Suspirando, eu me sentava enquanto Gabe dava de ombros, se reencostando sobre a mesa.-

-Hora, hora, veja pessoal.- Uma garota desconhecida surgia em meio aos alunos presentes em sala, caminhando em nossa direção. -Conheçam os mendigos das bolsas. Os pobres idiotas sortudos.- Ela dizia enquanto fazia graça, arrancando os risos das pessoas presentes.

Como uma apresentação de circo, e nós dois, éramos os palhaços aos olhos deles..

Ah sim, isso era tudo o que precisavamos no momento.

- E o que vc tem a ver com isso, 'senhorita'? - Revirei os olhos e acabei por dizer num tom arrogante, sem me permitir perder a educação.
Tudo o que menos queriamos eram que alguém ficasse em nosso pé.

Mesmo que fosse superior financeiramente, não iriamos abaixar a cabeça...

-Olhe como vc fala comigo seu moleque arrogante, com um simples estalo de dedos; eu poderia acabar com sua vidinha de merda num instante.- Ela sorria enquanto planava suas mãos sobre minha mesa, na tentativa falha de olhar no fundo de meus olhos para impor medo.

-Pessoas do seu nivel só conhecem esse tipo de ameaça? Vamos ser franco, estamos em pleno século 21 e você ainda usa as mesmas ameaças que aqueles filmes de patricinhas fornecem, esse é o mesmo tipo de ameaça que não assusta mais ninguém atualmente garota.
Nós não somos qualquer tipo de coisa q vc consegue escangalhar e jogar fora.- Gabriel se impôs enquanto crusava os braços sobre seu próprio peito, acabei dando um leve sorriso.- Porque vc não vai pra sua vidinha de ilusão e deixa os meros 'pebleus' em paz uh? Ou, talvez vc seja aquele tipo de garota mal amada que só está buscando atenção. Me desculpe por não saber que era uma garotinha mimada e regeitada que precisa frequentemente chamar atenção.- Gabriel sorria sínico desmoralizando a garota em nossa frente, fazendo com que alguns alunos presente rissem baixinho, incluindo a mim.

-Hora seu desgraçado de..- Ela avançava para cima de Gabe

-Alunos, Por favor sentem-se em suas carteiras.- O professor adentrava a sala, fazendo com que a garota recuasse antes de encostar suas pequenas mãos sujas na roupa de Gabe que sorriu em forma de deboche.

-me aguarde..- Ela sussurrou enquanto passava sobre ele, em direção a sua carteira.

-Esses mimadinhos de hoje em dia são tão previsíveis.- Gabriel sussurrou, rindo levemente enquanto se sentava em seu lugar.

E então a aula começou, sem muita enrrolação.


   .~ Alguns minutos depois ~.


Eu estava olhando através da grande janela que tinha ao meu lado, escutando brevemente Marcos (o professor de história) falar sobre o conteúdo da matéria que ele provavelmente iria passar esse bimestre.

Enquanto pensava sobre qualquer coisa que passava em minha mente. Acabei por avistar um rapaz sobre o pequeno patio que conseguia visualizar através da consideravel "grande" janela.

E ele fez com que minha atenção fosse totalmente direcionada para ele.

Estava meio distante, mas dava para vê-lo muito bem.

Sua pele era morena e seus cabelos num tom loiro, quase castanho fizeram com que mordesse levemente meus labios na tentativa de esconder um sorriso.
Sua postura era impecável assim como a de Benny e seu porte físico de dar inveja.

Mas o que mais me chamou atenção foi seus olhos; mesmo distante eu conseguia vê-los muito bem.
A tonalidade verde esmeralda me cativou totalmente, eram como um poço sem fundo, um báu de mistérios, aqueles olhos me intrigaram instantâneamente.  Aqueles mesmos olhos  escondiam muitos segredos de seu passado e presente, brilhavam conforme da luz batia sobre seu rosto.

Eu precizava desvendar os segredos que ele escondia, eu precisava conhece-lo pessoalmente..

Essa forma de pensar estava começando a realmente me assustar..

Fugindo de meus pensamentos, acabei por notar q o mesmo estava me encarando.        Instantaneamente desviei meu olhar para qualquer direção enquanto corava bruscamente devido a grande vergonha q avia sentido ao ser flagrado.

              .-Gabe On-.


-Affs, que droga!!- Eu estava caminhando pelos corredores a procura do banheiro. -A onde que essas privadas de ouro e papeis higiênicos dupla face macia estão, estou quase mijando nas calças cacete.- Resmungava frustrado.


Eu estava sozinho, naquele corredor imenso e totalmente apertado para ir ao banheiro.


Pelo menos era isso o que eu achava até ver um rapaz alto de costas para mim no fundo corredor, corri em sua direção na intenção de buscar alguma ajuda ou informação.


-Éh, com licença.- dei um leve cutuque em seu braço. -Vc poderia me informar a onde fico o banheir... Uou.


Nossa, era um verdadeiro Deus Grego que se localizava em minha frente, o mesmo que já se virava para mim, não pude deixar de repara-lo.


E nem mesmo pude segurar o 'uou' que saia de minha boca instantaneamente.


Ele era alto; bem alto mesmo, acho que  se duvidasse sua altura seria o dobro da minha, literalmente.


Uma estrutura fisica delicios... Quero dizer, ele aparentava ser bem forte sabe?
Seus cabelos grandes e impecáveis de tonalidade castanho escuro, os seus olhos..
E que belos olhos.
Uma mistura de verde meio acinzentado que me encantaram estantaneamente mostravam o quão obscuro aquele rapaz poderia ser, o quão intenso ele poderia ser.


E na cama ent... Quer dizer...


E mesmo assim seus olhos me traziam calma e tranquilidade, algo q nunca tinha visto numa troca de olhares tão intensa e.. supostamente "tranquila"  que estava correndo entre nós.


Pelo menos era o que eu achava...

Esse rapaz realmente me encantou de uma forma incrivelmente estranha.


Eu precisava conhece-lo mais.


-O banheiro fica naquela direção.- Ele apontou sem dar muita atenção para mim, me recuei um pouco suspirando levemente em seguida.


Um arrepio surgiu por meu corpo.

E dái eu me lembrei de algo que..

estava esquecendo...


Pebleus e Renomados não tinham a menor chances de ficarem juntos...


Isso era tão óbvio.

Até mesmo foi imposto algo relacionado a isso na carta de admissão.

-Obrigada.- Sorri mesmo assim, por mais que estivesse decepcionado, dei um largo sorriso permitindo que a vergonha se manifestasse atravéz de minhas bochechas.


-Denada..?- O rapaz corou levemente com meu ato, mas ainda sim, com sua fisionomia séria e...


Confusa (?)


Ele corou...


Tão fofo?!


-Bom, sou Gabe, nos vemos uma outra hora.- Com um sorriso ladino, caminhei rapidamente na direção indicada pelo rapaz, deixando leves acenos no ar enquanto me virava, o deixando novamente sozinho no corredor.


Eu necessitava desvendar tudo o que seu olhar escondia...


Mesmo que minhas chances fossem a baixo de 0%


E foi com esse pensamento que fiz o que tinha de fazer e retornei para sala, me deparando com um Castiel totalmente e bruscamente corado enquanto olhava fixamente para qualquer canto da sala.


Mordi meu lábio inferior levemente e me sentei, permitindo que a voz de nosso novo professor Marcos preenchece meus ouvidos mesmo que brevemente, enquanto dirigia minha atenção a tudo o que minha mente me forçava a lembrar...


O rosto do rapaz desconhecido já fazia questão de ficar marcado em minhas memórias recentes...


              .-Gabe Off-.


-Merda..- Disseram em um sussurro unissom sem perderem os sorrisos no rosto.


Seus pensamentos concentrados em lembrar as pessoas desconhecidas.

A aula seguiu, sem muito da atenção dos irmãos presentes ali.

Eles estavam perdidos demais  nas lembranças do par de olhos que aviam encontraram...

E eles não eram os únicos.


Notas Finais


Hey pessoinhas, estão curtindo a história? Espero que sim.

Bom, mais um cap postado e espero que tenham gostado.

Bjos pessoinhas e tenham um ótimo dia.

Até o próximo domingo.

Bye ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...