1. Spirit Fanfics >
  2. Entre perdas e conquistas (Kakashi Hatake) >
  3. Que comecem os jogos!

História Entre perdas e conquistas (Kakashi Hatake) - Capítulo 13


Escrita por: e Malu_Hatake


Notas do Autor


Desculpem a demora pra postar.
Não estou mexendo no telefone direito então os caps demoraram um pouco mais pra saírem.
Espero que vocês entendam, vejo vocês lá embaixo❤

Capítulo 13 - Que comecem os jogos!


Fanfic / Fanfiction Entre perdas e conquistas (Kakashi Hatake) - Capítulo 13 - Que comecem os jogos!

Pov's Yumi

Abro meus olhos e olho pra cima, vendo ele dormindo tranquilamente... Sua expressão calma e serena me fez dar um sorriso bobo... Me aconcheguei no teu peito e levei minhas mãos ao teu rosto, fazendo um carinho leve e mexendo em seus fios brancos... Sinto uma leve mexida na cama e olho pra baixo, vejo Akira em nossos pés, dormindo um sono profundo... Nunca mais vou esquecer essa cena... Me viro vagarosamente e olho às horas, são 10:30 da manhã, acordamos meio tarde mais valeu a pena, rio com meus pensamentos... Tento me levantar sem acorda-los mais foi meio dificil, Akira acordou e desceu da cama, se espreguiçou e saiu do quarto, provavelmente está querendo comer e tá me chamando pra colocar comida pra ele, eu fico impressionada com o quão inteligente esse cachorro é... Me levantei, fui ao banheiro, fiz minhas higienes matinais e voltei pro quarto... Kakashi olhava pra janela, me encostei no batente da porta e fiquei olhando pra ele... Ele sente minha presença ali e olha pra mim dando um sorriso... Mesmo tendo acordado agora, com seus cabelos atrapalhados e a cara amassada, ele continuava lindo... Me desencosto da porta e vou em sua direção, deitando ao seu lado mais uma vez... 

- Bom dia amor! - Ele me dá um beijo na testa.

- Bom dia neném!

- Como você está?

- Com a perna doendo, mais to bem. - A gente ri.

- Peguei pesado com você ne?!

- Não tem problema, foi muito bom... - Dou um sorriso de lado.

- A gente tem que levantar pra ir la na Hokage.

- A tem? - O olho com cara de preguiça.

- Temos que relatar a missão pra ela...

- A não to afim, eu to cansada e com as pernas doendo.. 

- Nós podemos almoçar e ir la a tarde, Pode ser?

- Hummm pode ser. Vem, eu to com fome...

- Pode ir, só vou no banheiro. - Saiu do quarto e vou pra cozinha e começo a arrumar a mesa pro café. Pego as coisas pra fazer um café e chá... Coloco a água pra ferver e arrumo a garrafa com o filtro e o pó... Coloco algumas coisas em cima da mesa, como bolacha, bolo e uma torta de pêssego... Pego a ração e coloco comida pro Akira, trocando sua água e colocando uma água bem gelada pra ele... Volto pra cozinha e me encosto na pia, esperando a água ferver... Sinto seus braços grandes e músculos envolverem meu corpo e solto um sorriso bobo... Ele beija meu ombro e me vira pra ele, ele trajava sua calça moletom preta... Ele me prende contra a pia, selando nossos lábios... Enlaço minhas pernas em sua cintura e ele me coloca em cima da bancada da cozinha, sem separar nossos lábios... 

- Amor, eu tenho que terminar de arrumar o café...

- Precisa disso não. - Ele diz descendo seus lábios por meu pescoço... - Você fica melhor sem esse pijama...

- Deixa eu terminar de fazer o café... - Sou um grunhido quando ele desce sua mãos por todo meu corpo... - Deixa eu só desligar o fogo e eu te dou toda atenção do mundo... - Ele se separa de mim, com cara de bravo... - É rapidinho po. - Desliguei o fogo. - Pronto. - Voltei minha atenção pra ele, pegando em sua mão e levando ele pra sala, sentando ele no sofá e me sentando em seu colo, passando minha mão por seu tanquinho malhado e parando em seu pescoço... Selo nossos lábios e sinto sua mão pousar em minha bunda e a apertar de leve... Me fazendo rebolar em teu colo... Não preciso dizer que nos fizemos mais uma vez ne... Esse homem é insaciável... Tomamos o café que já era praticamente nosso almoço. Fui tomar um banho pra poder ir ver a Tsunade. Vesti meu uniforme e esperei o Kakashi terminar seu banho. Ele sai do quarto com a bandana nas mãos, me despedi do Akira e sai de casa, Kakashi coloca sua bandana e eu tranco o portão. Coloco minha máscara e pego em sua mão, indo pro prédio da Hokage. 

- Boa tarde Hokage. - Digo entrando em sua sala.

- Boa tarde, podem se sentar. - Então, Kakashi contou tudo o que aconteceu, só não contou a parte do festival.

- Sei que vocês deram seu melhor, mais não vamos perder as esperanças. Nos iremos trazer ela pra Vila novamente.

- Então Hokage. - Eu falo chamando sua atenção. - Vindo pra cá, eu pensei numa coisa e queria te passar essa ideia ver o que você acha.

- Qual sua ideia?

- Porque que a gente não faz um acordo com a Akatsuki?

- Yumi? TA DOIDA? - Kakashi me repreende.

- Deixa ela terminar Kakashi.

- Tipo, a gente deixa eles ficarem com a Kay mais eles vão ter que nos atualizar sobre tudo deles, cada passo, cada ação deles. E não vão poder tirar o sharingan da Kay. O que você acha? - Olho pros Dois e vejo minha perna tremer em sinal de nervosismo.

- péssima ideia. - Kakashi fala cruzando os braços.

- Não sei Yumi. A ideia em si não é ruim mais é perigoso. Como saberemos que eles estaram dizendo a verdade? Além de que, não sabemos se eles concordariam com isso.

- É eu não tinha pensado nisso. - Abaixo minha cabeça.

- Sei que você teve essa ideia com a melhor das intenções mais não podemos se arriscar desse jeito. Talvez mais pra frente, a gente use sua ideia.

- Tudo bem. - Dou um sorriso fraco. - Vou beber água, já volto. - Me retiro da sala e vou beber água. Eu fiquei triste realmente Mais ela tá certa, fazer isso é perigoso, eu não tinha pensado no risco que estaríamos correndo. Eu não sei, to precisando passar uns dias afastada disso tudo, vou conversar com a tsunade e vou passar pelo menos uma semana afastada... Vou passar esses dias no meu lugar favorito... Voltei pra sala da Hokage e vejo Kakashi sentado na janela, olhando a vista e Hokage ao teu lado.

- Tsunade, estava querendo passar alguns dias afastada, tem algum problema?

- Claro que não, fique o tempo que precisar. - Dou um sorriso gentil pra ela.

- Kakashi você vem??

- Pode ir, depois encontro com você. 

Dei de ombros e sai da sala, indo embora sem pressa, apressiando a vista... Passei perto de uma loja de presentes e revolve entrar, dei uma olhada nas coisas e achei uma bolinha pro Akira, faz tempo que não compro um brinquedo pra ele. Também encontrei um quadro e tive a ideia de revelar uma foto minha E da Kay e colocar nele. Paguei a atendente e sai da loja, indo ao mercado. Precisava comprar umas coisas pra casa, como comida e coisas de limpeza. Peguei as coisas pra limpeza e depois fui pegar as comidas, pegando algumas coisas saudáveis e umas besteiras que não pode faltar em casa. Eu não diria que Sou uma pessoa saudável, mais tento manter o equilíbrio em minha alimentação. Ri com meus próprios pensamentos. Paguei as contas e peguei as sacolas, indo pra casa. Apesar das sacolas estarem pesadas, não foi um empecilho pra mim, já que morava perto do mercado e já estava acostumada com o peso. Cheguei em casa, coloquei as compras na mesa e tirei a bolinha do Akira.

- Olha o que a mamãe trouxe pra você. - Mostrei a bolinha e ele já veio eufórico e afobado em minha direção. - Você quer?? - Joguei a bolinha no fundo do quintal. - Vai pegar. - Me diverti com sua alegria e voltei a atenção pras compras. Guardei as comidas na geladeira e no armário. E fui trocar de roupa, colocando uma roupa larga e fresca pra poder arrumar a casa. Coloquei uma música pra tocar, só pra dar aquela animação e disposição pra arrumar toda a casa, que apesar de ser pequena, tem muitos móveis. Parei de enrolar e comecei a arrumar a casa, começando pela sala. Mudei algumas coisas de lugar, deixando a sala de um jeito diferente. Depois parti pra cozinha, deixando a cozinha brilhando. Parte pros quartos, deixando o da Kay pra depois, imagino que la não esteja muito sujo. Mudei algumas coisas em meu quarto também, mais deixando do jeitinho que eu gosto e me agradou bastante. Sai do quarto e fui pro quintal, estava precisando limpar a casinha do Akira, que estava bem suja. Tinha muito tempo que eu não limpava. Dei uma geral na casinha e no quintal, deixando um cheiro bom no ar.

- Ei Akira vem cá na mamãe vem. - Ele veio em minha direção. - Você tá precisando de um banho mocinho. - Liguei a mangueira e peguei o shampoo e condicionador dele, sentando ao seu lado. Molhei seu pelo e ele deu uma sacudida me molhando toda, passei o shampoo por seu pelo, o deixando cheio de espuma. Liguei a mangueira novamente e tirei o shampoo de seu pelo. Desliguei a mangueira e passei o condicionador, deixando ele agir por seu pelo por uns 3 minutos. Liguei a mangueira e joguei a água em seu corpo, tirando todo o condicionador. Fechei a torneira e deixei ele sacudir, tirando a água de seu corpo. Acho que eu tomei mais banho do que ele, estava encharcada.

- Nada de brincar no mato agora entendeu? - Me virei pra ele, dando um xingo de leve. Tirei minhas roupas e pendurei no varal, entrando correndo pra dentro de casa, indo pro quarto. Coloquei a banheira pra encher e tirei minhas peças íntimas. Coloquei um pouco de sais de banho na banheira e entrei, me relaxando. Depois de um tempo, sai da banheira e me enrolei na toalha. Peentei meus cabelos e fui pro meu closet, vesti uma lingerie e coloquei uma camisola de renda. Já estava anoitecendo e iria passar a noite em casa então. Vou pra sala e Akira estava dormindo no tapete de veludo que tinha na sala, com seu brinquedo ao lado. Cheguei perto dele e fiz um carinho em seu pelo. Fui pra cozinha e preparei alguma coisa pra comer, enquanto não ficava pronto, peguei o presente da Kay e comecei a ajudá-lo. Coloquei nossa foto numa folha branca e escrevi uma mensagem pra ela em volta da foto colocando no quadro. Peguei o quadro e fui ao seu quarto, o pendurando na parede, do lado de sua cama. Me peguei deixando uma lágrima escorrer de meus olhos, enxuguei meu rosto e sai de seu quarto, fechando a porta. Voltei pra cozinha pegando minha comida que já estava pronta e fui pro meu quarto, ligando a TV e vendo uns filmes que passavam, só pra distrair. Estou a espera de Kakashi, não sei se ele vai demorar. Estou ficando preocupada. Parei de pensar nele e fui arrumar minhas coisas pra ir pro esconderijo, peguei algumas roupas, desde roupas de banho até roupas de frio, no caso da noite esfriar, o que provavelmente irá acontecer. Terminei a mala e a fechei, a levando pra sala e a deixando do lado da porta. Aproveitei e peguei as coisas que iria levar pra comer. Juntei tudo e coloquei num pergaminho, que facilita tudo. Fui pro meu banheiro, escovei meus dentes e trancei meu cabelo. Já era mais de 1 da manhã, cansei de esperar o Kakashi e fui arrumar minha cama pra dormir, me aconcheguei debaixo das cobertas e fechei meus olhos, mais não consegui dormir. Pouco tempo depois, escuto o barulho do portão se fechar. Isso é hora dele chegar?! Me sentei na cama e cruzei os braços, vendo ele entrar no quarto. Ele acendi a luz do quarto e me vê, dando um sorriso.

- Onde você estava? 

- Na boate com os meus amigos. - Ele diz colocando as mãos no bolso.

- A tarde toda? 

- Tive que fazer umas coisas pra Tsunade. - Não sei, ele me parece desconfortável.

- Tem alguma coisa pra me contar Kakashi?

- A... Não.

- Tem certeza? E o que é esse vermelho no teu rosto? - Saio da cama e paro na sua frente. 

- Nada.

- Você ficou com outra, não foi? Você bebeu? Seu hálito tá exalando álcool.

- Bebi um pouco.

- Vai me contar o que aconteceu Ou não?

- Ta, eu fiquei com uma garota.

- QUAL É O SEU PROBLEMA? Não era você que queria tentar alguma coisa comigo? O que foi que deu em você?

- É mais...

- Quer saber? Eu não to afim de saber. Você é mais complicado que eu imaginei. Achei que seria diferente. - Sinto as lágrimas formarem em meus olhos.

- Yumi Deixa eu me explicar...

- Não, eu não quero saber. Vai embora.

- Yumi

- Eu irei ficar fora por uns dias... É melhor pra mim, agora vai embora, por favor. Eu quero ficar sozinha.

- Eu não vou embora. - Ele se senta na cama.

- O que que você quer? Não tem mais nenhuma razão pra você ficar aqui.

- Olha só, eu realmente não sou perfeito. Mais eu to começando a gostar de você de verdade.

- Então porque você fez isso? Não faz sentido. Eu não imaginava isso de você... - Fiquei de costas pra ele e calcei meus chinelos. - Vai embora por favor, eu preciso descansar... Você sabe que eu vou viajar amanhã, preciso estar disposta.

- Me deixa ir com você?

- Se você for comigo, eu mato você lá. - Ele solta uma risada gostosa e como eu sou apaixonada nessa risada. - Eu to falando sério, qual a graça?

- Sua pose de durona é o que mais me impressiona em você... - Ele se aproxima de mim e coloca uma de suas mãos meu rosto, fazendo um carinho de leve. - Me desculpe por ter feito isso com você... Eu não to acostumada a estar em um relacionamento sério e ainda coloquei bebida no meio disso, e como você pode ver deu merda... Eu não sou santo e to longe de ser... Mais me dê mais uma chance, se eu vacilar mais uma vez eu te deixo em paz... - Eu olho pra ele, coloco minha mão por cima da sua e faço um carinho ali... E o surpreendo, dando um tapa em seu rosto.

- Da proxima vez que fizer isso, eu acabo com sua raça.

- Ai isso doeu... Credo que mão pesada...

- Vou pensar se você pode ir. Eu não levo ninguém lá. Eu estaria te dando prioridade demais... Sabe, talvez eu deixe você ir mais com uma condição... Você irá fazer uma massagem em mim e irá dormir na sala.

- Você não pode me desafiar assim...

- Não posso? E quem disse isso? - Fico de costas pra ele e vou andando até minha cama... Sinto seus olhos fitando meu corpo.

- Você sabe que eu irei me vingar, não sabe?

- A vai? Estou morrendo de medo... - Me deito na cama e desço as alças da minha camisola. - Vem, você tem uma massagem pra fazer... - O olho sugestiva. Ele tira seu colete e sua camisa, deixando seu corpo malhado a mostra... Ele se senta atrás de mim e sinto suas mãos frias encostarem em meu ombro e começa a massagear aquele lugar. Sinto meus olhos pesarem e meus ombros relaxam... - Já tá ótimo, pode ir pra sala. - Subo as alças da minha camisola.

- Tem certeza? - Ele desce as mãos por meu corpo e beija meu pescoço, deixando uma mordida de leve ali.

- Você sabe meu ponto fraco, isso é sacanagem. - Me contorço com seus gestos.

- Você fica linda assim. - Suas mãos sobem por minhas coxas.

- Não pense que so porque eu te perdoei, você está livre pra brincar comigo.

- Você é mais sensível a mim do que imagina...

- Kakashi pra sala agora. - Saio de seus toques e me levanto indo até a porta. - Pra fora. - Ele se levanta e sai do quarto. Ele para em frente a porta e se vira, como uma boa menina que sou, desço as alças da minha camisola e a deixo cair... Seus olhos fitam meu corpo por completo e vejo seu membro enrijecer... Seu olho bicolor brilha em sinal de desejo... - Acho que você vai ter que se cuidar sozinho. - Ele olha seu membro e me encara depois, cruzando os braços a altura de seu peito. - Te vejo amanhã Kakashi. - 1 ponto pra mim... Visto minha camisola novamente e volto pra minha cama, sendo assim, finalmente consigo dormir.


Notas Finais


Espero que tenham gostado🥰
Ate o próximo cap❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...