1. Spirit Fanfics >
  2. "Entre primos " >
  3. Capítulo 17

História "Entre primos " - Capítulo 17


Escrita por:


Capítulo 17 - Capítulo 17


Ele foi até ela.

Eduardo : Ana, você pediu para me ver?.

Ana : é, pensou merda de mim mas eu não fiz nada tá.

Eduardo : me desculpa eu estava com raiva, eu sei que errei Ana.

Ana : tô magoada com você, e não quero voltar para casa,pensei que estávamos felizes eu quis engravidar e a culpa foi minha , eu estraguei tudo, mas você não precisa ficar comigo por esse estrago, nem por nenhuma obrigação, eu vou cuidar do meu bebê, porque ela é minha vida, e tudo que tenho , vou voltar para casa do meu pai.

Eduardo : não faz isso comigo, sempre quando precisou eu estava ali , e agora eu te digo eu preciso de você, não vai embora, eu errei , mas nos dois erramos.

Ana : eu jamais te trai.

Eduardo : eu também não.

Ana : você falou comigo como se fosse uma qualquer.

Eduardo : eu estava com raiva de você , Ana me perdoa?.

Ana : tabom , vou te perdoar.

Eduardo : voltar para casa.

Ana : sei não.

Eduardo : por favor Ana se você não quiser que eu fique lá tabom eu vou embora, mas não vai embora a casa é sua eu saiu ,não precisa fazer isso tambom, vamos para casa conversar com lá?.

Ana : não quero falar com você.

Eduardo : bebê.

Ana : tudo estava sendo um sonho, mas a única coisa real disso é a Anna Eduarda.

O pai dela ficou do lado dela o tempo todo.

Eduardo : eu estou arrependido de todas as coisas ruins que falei ,sei que as palavras que disse te machuco, não vou mas fazer isso.

Amália , Mariana, Eduardo, Ryan dividiram o mesmo táxi.

Ryan : se sabe né filha , se precisar de alguma coisa eu tô aqui.

Eduardo : agora vai fazer o papel de bonzinho.

Ryan : independente de qualquer coisa eu sou o pai dela.

Amália : parem de discutir.

Eduardo entrou.

Ana : obrigada pai, por ficar lá e ter deixado eu ficar lá por enquanto.

Amália : vocês têm que conversar.

Ana : não quero falar com seu filho não.

Amália : vai deixar uma briga separar vocês?.

Ana : não sei.

Amália : perdoa ele todo mundo erra.

Ana : tá agente vai conversar.

Ela se despediu do pai e da sogra e eles foram embora, Ana entrou.

Ela comeu .

Depois foi para o banheiro vomitar.

Ana : aí minha filha.

Eduardo se enrrolou na toalha, interrompendo o banho.

Eduardo : tá tudo bem?.

Ana : já acabou, quero tomar banho.

Eduardo : acabei, quer que eu a ajude.

Ana : quero comer coxinha, essa hora por aqui já acabou.

Eduardo : eu vou atrás para você.

Eduardo saiu dali.

E ela entrou no banho.

Ela tomou um banho de horas.

Ele tinha saído e volto.

Ele entrou no box, já nú.

Ana : sai Eduardo.

Eduardo pegou as mão dela a beijando depois a abraçou.

Eduardo : vamo conversar.

Ana : desse jeito não.

Eduardo : por que não?.

Ana : agente está brigado.

Eduardo : agente se resolve na cama.

Ana : não.

Ele a beijou.

Ana : não tô affim.

Ela pegou a toalha pos e foi para o quarto.

O finalzinho da gravidez chegou.

Eles não estavam mas tendo relações sexuais.

Eduardo : agente tem que ir para hospital.

Ana : não quero ficar internada.

Eduardo : você pode ter ela qualquer momento .

Ana : tô com medo.

Eduardo : você que quis ter normal.

Ana o olhou de cara feia.

Eduardo : não vou sair de lá.

Ana sorriu.

Ele foi com ela Amália chegou um pouco depois, de madrugada ela entrou com trabalho de parto.

A bebê nasceu saudável linda , não precisaram ficar muito tempo no hospital.

Ela nasceu saudável.

Eduardo : ela é muito linda .

Ela nasceu branquinha com o cabelo liso ela era a cara da mãe.

Ana : você é muito linda.

Se beijaram.

Ryan se tornou o avô babão.

Ele não suportava Eduardo, mas era a netinha dele.

Ana : depois do resultado do isames agente vai embora.

Mas tarde eles foram.

Eles babaram muito a menina.

Eles se beijaram.

Ana : vou tomar banho.

Eduardo : posso ir junto.

Ana : não Eduardo.

Eduardo : até quando vai ficar com vergonha de se mostrar nua para mim.

Ana : eu não quero , ajuda.

Ele esperou ela termina depois foi ele.

Quando voltou ela estava dormindo.

Ele a cobriu.

Ela era uma boa mãe.

Ela parou de dar as aulas e ele voltou a trabalhar .

Eduardo : as coisas estão melhorando para agente.

Ana : agora você vai ficar longe de mim.

Eduardo : tenho que trabalhar para cuidar das minhas meninas.

Ele abraçou ela.

Ana : eu já estava acostumado com você comigo de segunda a sexta.

Eduardo : sei que agente brigou muito no final da nossa gravidez, mas as coisas vão melhorar para gente, eu sou o mesmo cara apaixonado por você .

Ana : eu também sou.

Se beijaram e ficaram namorando na cama.

O clima esquentou eles começaram a conversa.

Ana : Eduardo seu pai vai chegar a qualquer momento de viagem.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...