1. Spirit Fanfics >
  2. "Entre primos " >
  3. Capítulo 20

História "Entre primos " - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Gente então foi isso, espero que tenha gostado até a próxima,😘

Capítulo 20 - Capítulo 20


Eduardo : delícia.

Ele foi rápido voltando tirando a roupa .

Ela estava sentada nua.

Ele pos .

E abriu as pernas dela o pau dele já estava ereto.

Ele entrou no meio dela , a penetrou.

Ele beijou e ficou tacando ela gemendo.

Ficaram se mordendo eles entraram em orgasmo, a camisinha furou.

Eduardo : é para tirar não né.

Ana : não agora não.

Se beijaram, ele apertou o peito dela a continuou jogando forte mas com os carrinhos dela.

Em poucos minutos eles gozaram.

Eduardo tirou devagar, e mamou.

Fez ela gozar denovo, e ela fez o mesmo.

Ana : será que vou engravidar?.

Eduardo : não você tá tomando remédio a três anos.

Ana : é mas tô trocando.

Eduardo : a não vai dar nada não , não se preocupa.

Ana : tabom.

Se beijaram.

Ela deitou ele fez o mesmo dormiram.

Passou uns dias.

E os familiares deles continuaram se metendo na vida deles.

A irmã de Ana engravidou e foi conversar com Rangel.

Carol : tio eu terminei meus estudos e já estamos anos tentando engravidar, agora estou você acha que agora agente pode ter um bebê.

Rangel  : se a Mariana e Eduardo tiveram uma bebê você não pode.

O pai de Ana depois da conversa que teve com ele , ele estava aceitando eles, e também conheceu uma mulher e não estava mas enchendo o saco das filhas.

Ana : você diz como se fosse uma coisa inacreditável um pecado informe nos dois termos um filho.

Rangel : sua irmã fez as coisas certinhas pelo menos, você engravidou e meu filho sentiu obrigado a casar com você.

O olho de Ana se encheu de lágrimas.

Eduardo : agora já chega né pai , nús casamos por amor  , mas não adianta discutir com você.

Ana : Eduardo eu quero ir para casa, não tô me sentindo bem.

Eduardo : tabom.

Rangel : agora vai se fingir de vítima e vai embora?, Qual é pelo menos vai deixar eu ver minha neta né.

Eduardo : vamos Ana.

Rangel : essa mulher está te afastando de tudo .

Eduardo : não , amor ele está bêbado.

Ana : então por que ele me chamou, não queria passar nosso feriado chorando.

Rangel : para de ser sensível mulher

Eduardo : ele tá bêbado.

O pai de Ana estava ali quetinho na dele com a nova mulher.

Rangel : não tô bêbado não sei oque falo, engravidou sim e foi para segurar o meu filho, sua filha é uma qualquer.

Eduardo ia arrumar confusão com o pai mas Ana desmaiou .

Eduardo : pai você vai me pagar.

Ryan : isso eu resolvo eu sou o pai dela você vai levar ela no hospital, minha filha nunca foi de desmaiar.

Eduardo levou ela no médico.

Ele isaminou ela .

Eduardo olhava para ela e segurava a mão dele.

Médico : oque houve com ela em?.

Eduardo : ela se estressou, e do nada desmaiou .

Médico : tenta evitar que ela fique assim.

Eduardo : ela está acordando.

Eduardo beijou ela.

Eduardo : tá tudo bem amor?.

Ana : tá.

Ela fez uma carinha triste.

Eduardo : a culpa foi minha , estraguei nosso aniversário nesse almoço em família.

Ana : não foi o melhor dia da minha vida mas pelo menos passamos esse aniversário de namoro juntos.

Eduardo : é pelo menos isso.

Ana : ando trabalhando tanto que nem tive tempo de comprar um presente para você.

Eduardo : e nem eu.

Médico : mas o bebê de vocês é um presente.

Eduardo : é pelo menos Você me deu uma bebê.

Ana : e você também

Médico : tô querendo dizer que ela está grávida.

Ana se assustou e riu.

Ana : que?.

Médico : você está com dias .

Eles riram e se beijaram.

Eduardo : melhor presente.

Ela sorriu .

Ana : que você podia me dar .

Eduardo : então porque está com essa carrinha?.

Ana : agora vão me demitir .

Eduardo : eles não podem fazer isso mas se fazerem eu tô aqui , e sabe que não vou deixar nada falta para vocês.

Ana : agora todo mundo da família vai ficar falando mal de mim, vou passar por tudo denovo.

Eduardo : não vão , eu andei pensando e você tem razão se continuarmos aqui vão continuar se metendo, mas por você e pela nossa família temos que dar um basta nisso, eu já falei com seu pai ele deu permissão para eu te levar para minas , oque você acha de vivermos na casa de minas e nos afastarmos de tudo daqui?.

Ana : acho maravilhoso .

Se beijaram.

Eduardo : agora vamos viver tranquilos  .

Se beijaram .

Ele beijou a barriga dela.

Eduardo : isso é  lindo. Voltaram se beijar.

Eles se mudaram e os familiares deles não se metiam mas , depois de meses nasceu outra menina essa era Ana Eduarda, uma era Duda e outra era Anadu, o pai dela se recuperou psicológicamente voltou a trabalhar, aceito o Eduardo como genro porque viu que Eduardo era o melhor para ela e viveu feliz com a mulher , sua irmã Cristine se separou e estava vivendo na casa que antes era de  Eduardo e Ana, Carol engravidou como sempre quis, Amália e Rangel continuaram juntos , Amália visitava o filho quando o marido viajava a negócios era uma avó muito babona  , Eduardo,  Mariana, Maria Eduarda, Ana Eduarda continuaram juntos e viveram muito felizes.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...