1. Spirit Fanfics >
  2. Entre Reinos e Príncipes, Guerras E Amor >
  3. Deixe como está

História Entre Reinos e Príncipes, Guerras E Amor - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura e espero que gostem. 💜

Capítulo 9 - Deixe como está


Fanfic / Fanfiction Entre Reinos e Príncipes, Guerras E Amor - Capítulo 9 - Deixe como está

Autora On

Jungkook — Responda Jimin, por que está mexendo nas minhas coisas? É errado entrar assim e ir mexendo em tudo. 

Jimin até pensou em responder, porém outra dúvida tomou conta de sua mente.

Jimin — Você... ainda me ama Jungkook? — Perguntou baixo, em seguinda vendo o homem a sua frente desviar o olhar para o chão, a expressão mais leve, porém preocupada.

Jungkook — Não. — Mentiu.

Jimin pela primeira vez não acreditou no que Jungkook dizia, se não o amava e nem nutria sentimento nenhum por ele por que guardava retratos e cartas escritas em seu nome?

Jimin — Então por que tem retrato meu aqui? E as cartas que te escrevi em minha adolescência? Por que não jogou fora?

Jungkook — Eu nem sabia que ainda existiam essas cartas.

Jimin — Ah, claro, estão em seu castelo em uma sala super segura que só você tem acesso e simplesmente você não sabia da existência delas. — Falou impaciente. — Quem pintou aquele retrato?— Perguntou vendo Jungkook continuar calado. — Me responda Jungkook.

Jungkook — Ei! A única pessoa quem me deve respostas aqui é você. Eu não chego no seu castelo entrando em salas proibidas, por que você entrou aqui e ainda por cima mexia em minhas coisas?

Jimin — Eu entrei acidentalmente, pensei ser outra sala e simplesmente entrei. Mas quando vi meu retrato... acha que não fiquei curioso? Por que guardou as cartas até hoje? Já respondi o que queria, agora você vai me responder Jungkook. — Disse fazendo o homem o encarar sério.

Jungkook — Eu guardei Jimin, foi eu quem pintei o seu retrato, foi meses depois que meu pai morreu. E sim, eu ainda te amo, eu também não quebrei nossa promessa, não tive coragem, satisfeito? — Despejou gritando, e consequentemente chocando Jimin.

Claro, já imaginou que Jeon ainda nutria sentimentos por ele, mas não esperava ouvir o mesmo admitindo em voz alta. E ainda tem a promessa, acreditou mesmo que Jungkook havia quebrado, saber que o homem havia mantido a promessa foi no mínimo a melhor coisa.

Jimin — Então por que mentiu? — Indagou baixo, o tom de confusão em sua voz era nítido.

Jungkook — Nós não podemos ficar juntos Jimin, somos de reinos diferentes e mesmo com esse acordo de paz ninguém nos aceitaria. Eu fiz o certo, não iria ficar te dando esperanças de algo que não vai dar certo.

Jimin — Mas você nem tentou.

Jungkook — Você lembra o que resultou da última vez? Guerra entre reinos, pessoas inocentes mortas, meu pai foi morto pelas mãos do seu, aquilo foi uma catástrofe. Hoje em dia poderia acontecer algo pior, isso não dá certo Jimin, não tem como dar certo.

Jimin — As coisas não são mais do mesmo jeito Jungkook, você nem quis tentar. Não pode dizer que não vai dar certo mesmo antes de tentar. Não existe esse negócio de que vai dar errado, eu queria fazer dar certo, mas você não quer.

Jungkook — Apenas esqueça isso Jimin.

O homem iria sair, mas Jimin foi mais rápido e o puxou para si, o abraçando forte, como se fosse um diamante precioso que estava sendo cobiçado por bandidos.

Jungkook — Jimin! Me solte, não podemos-

Jimin o interrompeu de uma maneira um tanto inesperada para ambos, nem mesmo ele acreditava que havia feito aquilo. Depois de tantos anos estava finalmente beijando Jeon Jungkook novamente, seus lábios se encaixavam perfeitamente, a língua quente de Jungkook adentrou sua boca de uma maneira tão doce, seu coração parecia querer explodir, eram tantas sensações boas ao mesmo tempo, queria que aquilo durasse para sempre. Seu coração pulou dentro do peito quando sentiu os braços musculosos de Jungkook rodeando sua cintura, o puxando para mais perto de si. As mãos pequenas e fofas foram até a nuca alheia, prendendo os fios escuros entre os dedos, não conseguia acreditar no que estava acontecendo, queria que aquele momento fosse eterno, seu desejo era fazer o mundo e todas as pessoas sumirem, só existiria eles dois, somente o amor que sentem um pelo outro. Se separaram devido a falta de ar e se afastaram o suficiente para se olharem nos olhos, Jungkook desceu os olhos até os lábios fartos e vermelhos de Jimin, estavam mais gordinhos que o normal por conta do beijo recente, não hesitou em deixar um selinho ali, fazendo Jimin abrir um sorriso.

Taehyung — Jimin! — Os dois se afastaram rapidamente, Jungkook tinha uma expressão assustada assim como Jimin, ambos os corações acelerados. — Meu pai está te procurando, está no início do corredor, insisti para vir na frente, por sorte ele aceitou.

Jimin — Obrigado Taehyung. — Suspirou aliviado, Jungkook continuava atento. — O que seu pai quer comigo?

Taehyung — Ele acabou de fazer uma merda das grandes e-

Rei Kim — Achei vocês. — Disse enquanto mantinha um sorriso largo no rosto.

Jimin — Estava procurando por mim rei Kim?

Rei Kim — Sim, acabei de anunciar para todos que você e Taehyung vão se casar em dois meses.

Jimin — O quê!? — Indagou em alto tom, fazendo o Kim mais velho ficar confuso.

Rei Kim — Não era isso que queriam?

Jimin — Uh, quer dizer, dois meses é muito pouco, precisaríamos de mais meses para nos preparar certo? — Com mais meses conseguira bolar um plano para desfazer aquele noivado ridículo.

Rei Kim — Imagina, somos muito rápidos e precisos quando o assunto é casamento, podem ficar despreocupados.

Jimin ficou sem reação ao ver Jungkook saindo da sala em passos rápidos, estaria assustado por terem sido pegos? Ou estava decepcionado com tal notícia?

Rei Kim — O que o rei Jeon fazia aqui?

Jimin — Ele... estava me mostrando o castelo, já que na primeira visita dele ao grande castelo de Montanna eu fiz o mesmo.

Rei Kim — Entendi.

(...)

Taehyung — O que vamos fazer para acabar com isso? — Estava muito surpreso por ver Taehyung conversando tanto, talvez fosse tão calado por conta do pai por perto? Se sentia desconfortável até mesmo oara conversas?

Jimin — Ainda não faço idéia, mas tem que ser algo que dê certo, vamos pensar em uma saída.

Cochichavam enquanto o rei Kim entrava na carruagem, havia chegado o fim da festa e com isso e hora de Taehyung ir embora. Após aquele anúncio do rei todos ficaram parabenizando os dois garotos e desejando felicidades, mal sabiam eles que se esse casamento acontecesse ambos seriam infelizes pelo resto de suas vidas, pois não se amavam, não nutriam nada um pelo outro. Mas não poderia ser desenvolvido com o tempo? Não, não poderia. Jimin jamais esqueceria Jungkook, falando deste, Jimin não o viu desde que saiu daquela sala, até procurou entre os convidados mas não o encontrou.

Após se despedir do noivo Jimin entrou para dentro do castelo, todos se preparavam para dormir, com certeza não conseguiriam dormir depois de tudo o que aconteceu.

E não conseguiu, já era madrugada e Jimin não comseguia pregar os olhos, Jungkook não estava diferente, rolava para lá e para cá na cama. Já que não conseguia dormir, Jimin resolveu que iria até a cozinha do palácio, beber um pouco de água e caminhar pelos grandes corredores. Levantou da cama lentamente e seguiu para a porta, passou pelos dois guardas que guardavam sua porta e seguiu caminho. Os candelabros iluminavam os corredores até a cozinha, assim que chegou no cômodo tratou de pegar uma jarra de água, virou o líquido de uma vez na boca, suspirando em seguida, pegou mais água, sem seguida virando novamente na boca.

Jungkook — Também está sem sono?

Jimin tremeu devido ao susto, sentiu o ar faltar e começou a engasgar com a água, Jungkook arregalou os olhos e começou a dar tapas leves em suas costas.

Jungkook — Por Deus Jimin, o que aconteceu? Você está bem?

O garoto respirou fundo, parando de tossir, seus olhos derramavam lágrimas.

Jimin — Você chega assim do nada durante a madrugada e quase me mata do coração, queria o quê também?

Jungkook — Me desculpe. — Disse fazendo Jimin respirar fundo mais uma vez, sem seguida sorrindo de canto.

Jimin — Tudo bem, já passou. Aproveitando que está aqui, onde estava durante a festa? Não te encontrei em lugar algum.

Jungkook — Estava em meu quarto, precisava pensar sobre nós. Isso não vai dar certo Jimin, não tem como. O rei Kim já anunciou para todos que você e o filho dele irão se casar, tentei achar alguma solução para isso mas todos os caminhos são sem saída, não tem o que fazer. Contradizer a palavra dele seria uma afronta, mesmo você também sendo rei, isso seria um escândalo.

Jimin — Mas Jungkook-

Jungkook — É melhor pararmos por aqui Jimin, além disso, seu noivo não ficará triste caso desista do casamento? Por que ele não nos entregou? O que tem entre você e ele?

Jimin — Iria me casar com Taehyung porque estava magoado, o rei de Sales sempre desejou isso, eu o concedi. Porém Taehyung é apaixonado por outro e eu também, acabou que ele descobriu sobre nosso passado.

Jungkook — Como?

Jimin — Ele entrou naquela sala sem querer e me avisou, disse que não preciso me casar com ele se não quiser. Acha que se ele não soubesse iria nos encobrir mais cedo?

Jungkook — Isso é arriscado, você está se arriscando, está arriscando Taehyung e a mim também.

Jimin — Então não está disposto a se arriscar para conseguir a própria felicidade?

Jungkook — Eu tenho medo do que isso possa causar. Portanto me ouça Jimin, só dessa vez, deixe como está. Espere para ver o que vai dar.

Jimin — Se eu não fizer nada eu e Taehyung vamos nos casar Jungkook, iremos governar Montanna juntos, iremos ser infelizes.

Jungkook — Não posso fazer nada ainda, não sei o que fazer e como fazer.

Jimin suspirou cansado, Jungkook era muito medroso, não estava disposto a arriscar nada, mas Jimin estava, até mesmo seu trono. Somente para ser feliz.

Jungkook — Só não faça nada que irá te prejudicar. — Disse por fim, se retirando da cozinha.

Jimin ficou ali, sozinho, com milhões de pensamentos rondando sua mente.

Continua...❤


Notas Finais


Me deixem saber o que acharam hihi. ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...