1. Spirit Fanfics >
  2. Entre sombras e sons >
  3. Dividir o quarto?

História Entre sombras e sons - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Ola, segue mais um capítulo fresquinho da nossa história.

Aproveitem a leitura!

Capítulo 4 - Dividir o quarto?


 POV Hermione 

    Ouvir um conselho dele foi realmente algo inesperado, mas eu não podia deixar de concordar com o fato de que ele tinha razão eu seria bombardeada de perguntas assim que me vissem, eu fiquei tão brava com o Rony que acabei não dando a oportunidade de que entendessem o porquê aceitei me casar com Severo, na verdade nem eu mesma sei o porquê aceitei, vou voltar pro quarto e tentar ler algo, afinal posso esperar até a hora do almoço pra responder as perguntas. 

      Comecei a ler um livro sobre poções de cura, eu gostava de poções não era penas uma obrigação ser boa na matéria dele, eu realmente me interessava por aquilo e no quesito não poções eu não podia deixar de admira-lo afinal ele era um dos maios mestres que o mundo bruxo havia visto, caramba quando comecei a pensar tanto nele, a deve ter sido quando aceitei ser sua noiva, fui interrompida de meus devaneios pela Gin, ela entrou no quarto toda avoada, tudo bem que ela era mesmo meio maluquinha neh, mas hoje estava demais, ela entrou correndo, bateu a porta e nem conseguia lançar um lançar um feitiço silenciador. 

        -Calma Gin, assim você vai acabar ficando verde ou explodindo a porta. -Disse sorrindo enquanto lançava o feitiço abaffiato. 

         -Está toda contente, posso saber o que aconteceu senhorita? -A ruiva indagou 

         -Gin eu estou rindo de você que subiu aqui toda maluquinha, e você por que está assim, até parece que viu Dumbledore beijando alguém. 

            -Mi não é hora para gracinhas, eu tenho que te atualizar das coisas, e eu sugiro que você esteja sentada quando ouvir o que tenho pra te contar! 

           -Está bem eu sento, mas agora me fala logo vai.  

           - SEVERO SNAPE VAI VIR MORAR AQUI NA SEDE DA ORDEM E ELE VAI DORMIR NESTE QUARTO. 

          -O que? Porque ele vai vir morar aqui?  

        - Mione amiga você não entendeu, eu esperava mais de você já que é super inteligente, ele vai dormir nesse quarto 

        Realmente a Gin estava estranha. -Ok amiga eu entendi isso, mas tudo bem, rapidinho a gente troca de quarto, eu nem desfiz as malas então isso é fácil. 

         -Você não vai precisar desfazer as malas amiga, vocês irão dividir esse quarto, e eu vou dormir com o Fred e George a partir de hoje! 

        Conforme Gina falava eu sentia o sangue indo embora da minha pele, não era possível isso como como eu e ele iriamos dividir um quarto, quem foi o ser estupido que tomou aquela decisão. 

         -Dumbledore- Falou Gin vendo meu desconserto- Ele disse isso hoje depois que você saiu, ele disse achar que isso fosse o mais natural a se fazer já que logo você dois vão estar casados. 

        -Gin isso é loucura a gente vai casar ok, mas a gente nem conversa, ainda por cima ele é o Snape neh. 

         - Sim Mi, e ele vai ser seu marido. Vocês ainda não se falaram depois que concordaram em se casar? Como assim? 

          -Isso é tudo coisa do diretor, eu conversei com o Dumbledore e só, eu até achava que Snape estava furioso com essa história de casamento, eu estou tão perdida Gin não sei nem o que pensar com relação a isso, e agora me vem mais essa eu vou ter q dividir um quarto com ele. 

        -Bom talvez não seja assim tão ruim, pelo menos agora vocês vão ter tempo pra conversar, e só mais uma coisa eu não acho que ele esteja assim tão furioso com essa história. 

        Pronto agora é oficial podemos levar Gin pro St Mungo’s algum feitiço a deixou meio biruta pra ela estar dizendo que ele não está furioso com toda essa história. Não vou ser eu a tentar contrariar uma pessoa doida então só faço uma careta pra ela e começo a ajudá-la com suas roupas e malas, como uma menina podia ter tanta coisa, não sabia que a Gin era tão acumuladora assim. Depois de quase quatro horas de trabalho todas as malas da ruiva já haviam sido feitas e nos fomos almoçar. 

      No horário do almoço a sede era geralmente mais calma e vazia, muitos estavam trabalhando ou em missão, hoje em especial estavam na sede Sirius Black, Harry, Rony, Tonks que estava de folga, Severo, Gin e eu. A mesa gigante estava fazia exceto por Tonks que estava iniciando seu almoço, eu e Gin fizemos os nossos pratos e nos sentamos e Tonks animada como sempre já foi logo puxando conversa. 

      -Mi como você está? Você saiu daqui que tão brava que nos assustou, é uma pena que tenha perdido a melhor a parte da reunião, depois que você saiu praticamente só teve confusão. 

       Não pude deixar de sorrir, Tonks era muito meiga e decidida, ela tinha um talento natural pra confusão, mas era uma excelente bruxa e tinha uma tendência em sempre ver o lado bom das coisas. -Eu estou até que bem, um pouco perdida ainda mais bem, é mais fácil pensar nisso somente como uma missão, estou fazendo isso pra ajudar a ordem na guerra. 

       -Bem heroica essa menina não acha Gin? -comentou Tonks enquanto balançava a cabeça e fazia cara de deboche. -Mione é serio isso não é só uma missão a sua vida vai estar ligada a dele pra sempre, e todos concordamos que não é sob as circunstância de um guerra que uma decisão assim tão importante deveria ser tomada, mas eu entendo que isso foi necessário e por isso estou do seu lado vou te apoiar no que precisar. 

      - Obrigado, eu realmente agradeço, e vou precisar mesmo de apoio, afinal Rony já deixou bem claro a sua posição e tenho quase certeza que Harry concorda com ele. 

           Dessa vez foi a vez da ruiva falar, ela sabia o quanto a amiga estava se sentindo sozinha e que a falta de apoio de Rony e de Harry eram um baque grande para a amiga que sempre contou com a amizade dos garotos. -Mi nós sempre estaremos aqui por você, conte com a gente, mas não pense que estamos ignorando o fato de que você senhorita Tonks também irá se casar, acho bom nos contar tudo. 

          -Ah meninas, eu amo o Remo, mesmo que ele seja um teimoso e tenha tentado nos afastar várias e várias vezes, com aquele papo de que ele é perigoso demais pra mim, ainda sim eu sou completamente apaixonada por ele, hoje fomos pegos de surpresa mas assim que lemos a matéria no Profeta Diário, ele me olhou sorriu e segurou firme a minha mão, eu estou feliz e o diretor tinha razão Remo tem muito medo e iria demorar muito pra que falássemos em casamento se não essa bendita lei. 

               Os olhos de Tonks tinha um brilho tão peculiar e intenso quando a bruxa falava de Remo, seus cabelos que antes estavam escuros agora ganhavam um tom de rosa, falar do “noivo” a iluminava e o sorriso não saia de seus lábios, era impossível não sentir a alegria contagiando a todos em volta dela, eu acho que nunca teria aquilo com Snape no máximo talvez nós pudéssemos compartilhar de uma amizade, e isso já seria uma imensa surpresa. O restante do almoço foi tranquilo, assim que terminei de comer pedi licença para as meninas e fui para o meu quarto. 

       No corredor dos quartos me deparei com ele vindo em minha direção, sua capa esvoaçando atrás dele e deixando sempre um suspense no ar, seus passos eram precisos e firmes ele não era o tipo de homem que titubeava, seu olhar era frio e indecifrável ele parecia não sentir nada nunca e se sentia era com certeza um mestre em esconder isso, para o meu completo desespero ele parou de frente pra mim e ao lado da porta do meu quarto, droga agora aquele era o nosso quarto. Fiquei totalmente sem reação enquanto ele me olhava, ele com certeza percebeu minha total incapacidade de lidar com aquilo, eu não sabia o que fazer, ele estava parado diante de mim e haviam tantas coisas que ei queria dizer e fazer, mas eu travei, eu sei que isso durou apenas alguns segundos, mas pra mim aqueles segundos duram uma eternidade, graças a Merlim ele rompeu aquele silencio constrangedor. 

         -Srta Granger, receio que já saiba que agora irei morar aqui na ordem, e que este será o meu quarto. Sei que iremos dividi-lo e espero que a senhorita saiba desse fato também, bom diante disto eu gostaria de entrar para arrumar as minhas coisas nesse aposento. 

        - Sim professor Snape eu fui informada desse novo fato mais cedo, o senhor pode entrar. - Procurei ser educada, mas na realidade eu sentia raiva e seria perfeito descontar nele, mas eu ainda era Hermione Granger e por mais que ele ter dito “este será o meu quarto” tenha me irritado profundamente eu não era igual a ele. Quando terminei de falar ele girou a maçaneta e abriu a porta do quarto dizendo. 

       -Gostaria que a Srta me mostrasse onde estão suas coisas e qual o espaço vazio para que eu arrume as minhas. 

           - Na verdade eu ainda não desfiz minhas malas, o senhor pode ficar a vontade para arrumar as suas coisas, mais tarde eu arrumo as minhas. 

           - Menos 15 pontos para a grifinoria Srta Granger! 

           Como ele ousa me tirar me tirar pontos por isso, é melhor eu sair logo daqui, afinal é impossível ter uma conversa civilizada com este homem. Me virei e sem responder desci as escadas apressadamente em direção a biblioteca. 

Pov Snape  

           Quando finalmente resolvi encarrar a realidade de que dividiria o quarto com a Granger e resolvi ir procura-la para resolver logo essa questão a encontro no meio do corredor, notei que ela ficou sem reação e assustada com a minha presença, expliquei a ela o porquê eu estava ali. Fui pego de surpresa quando ela revelou não ter desfeitos suas malas ainda, justo ela que era toda certinha e organizada, quis fazer uma brincadeira, tirando lhe pontos da grifinoria, mas a minha tentativa de quebrar o gelo falhou miseravelmente e consegui apenas irrita-la, é logico que isso teve seu valor a forma com suas bochechas coraram de raiva foi épica e internamente me senti contente com isso. 


Notas Finais


Galerinha por favor, não deixem de comentar a história o feedback de vocês é muito importante pra mim.

Beijos e até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...