1. Spirit Fanfics >
  2. Entre Tapas e Beijos ( Kim-Taehyung ) >
  3. Dois Leões em Uma Jaula

História Entre Tapas e Beijos ( Kim-Taehyung ) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura! ❤

Capítulo 4 - Dois Leões em Uma Jaula


Caminho em direção ao prédio onde fica os dormitórios masculinos, mas especificamente, indo em direção ao quarto do Taehyung. 

Vejo Hoseok de longe, vou até ele para perguntar onde estava o diabinho do seu melhor amigo. 

- Hoseok. - o chamo, ganhando sua atenção. 

Me assusto quando o garoto me estende sua carteira, com suas mãos trêmulas e os olhos fechados, como se tivesse medo de me encarar.

- T-toma, pode ficar!

- Por que? - pergunto confusa e achando graça de sua reação. 

Cada um que me aparece!

- Não precisa colocar nenhum bicho assassino perto de mim! - exclama assustado, e é aí que eu entendo do que ele está falando. 

- Você está falando do Oliver?

- Esse aí mesmo. 

- Oh, desculpas por aquilo Hobi. - peço envergonhada - Eu não queira ter te assustado assim. 

- Sério? - ele recolhe sua mão, guardando a carteira em seu bolso. 

- Claro. - sorri mínimo - Era apenas uma vingança contra o bonequinho de plástico do seu amigo, foi mal mesmo. 

- Ah, tudo bem. - sorriu.

- Em falar nele, onde é que esse garoto se meteu?

- Ele está no quarto, provavelmente dormindo. - informa, apontando para o seu dormitório. 

- Obrigada.

Entro no quarto, sem bater mesmo. Olho diretamente para sua cama, vendo a criatura dormindo de boca aberta.

Seria uma tragédia se um mosquitinho entrasse ali, não seria?

- Taehyung. - o chamo, mas sem resposta - Taehyung! - chaqualho o garoto, que parece dormir ainda mais, profundamente - TAEHYUNG! - grito, puxando a coberta de si. 

Vejo ele acordar de imediato, até um pouco assustado. 

- Mia? - pergunta confuso e sonolento - O que está fazendo aqui?

- Você esqueceu que... -

Paro de falar assim que passo meu olhar por todo o seu corpo.

- Você está pelado! - exaspero, me virando rapidamente. 

- Não estou pelado, estou de coeca. - resmunga simples. 

- Dá no mesmo. - reclamo - Vai colocar uma roupa logo. 

- Sabe que eu não estou afim. - por mais que eu esteja de costas para ele, sei que o mesmo está com um sorrisinho presunçoso em seu rosto. 

- Vá colocar uma roupa logo antes que eu te deixe sem dentes. 

Ouço uma risada nasal, mas percebo que o mesmo vai até o seu guarda-roupa. 

- Por que está de costas? Sabia que muitas meninas gostariam de estar em seu lugar agora. - provoca.

Mas por que esse ser não pode ficar de boca calada?!

- São doidas. - retruco. 

- Pronto. - me viro para ele - O que iremos fazer?

- Iremos prender o Jungkook e Naeyon no laboratório. - respondo simples. 

- Você tá doida? - exaspera. 

- Qual é o problema?

- Eles vão querer matar nós dois, além de que se formos pegos fazendo isso, iremos nos ferrar. 

- Não seja idiota. - reviro os olhos - Eles nem iram lembrar de nós dois enquanto estiverem se pegando. - sorrio de lado - E ninguém irá nos pegar, então fica calado e me ajuda com isso.


[...]

- Ainda acho que isso não é boa idéia. - Taehyung reclama mais uma vez.

- Achei que o bonequinho de plástico era o fodão. - debocho.

- Mas eu sou mesmo. - sorriu provocativo - Só não sou idiota.

- Vai da tudo certo, só preciso que cale a boca. 

Nós já estávamos nos aproximando da antiga sala que servia como laboratório. Era o lugar ideal para os dois ficarem juntos, já que ninguém passa aqui. 

- Enfim, chegamos. - falo, quando paramos em frente a porta.

- Já não aguentava mais andar. - arqueio uma sobrancelha.

- Nós andamos por uns dez minutos, seu idiota. 

- Tanto faz. 

Ele passa a minha frente, abrindo a porta em seguida. A sala não estava em suas melhores condições mas, dava para ser usada. 

Depois que eu fechei a porta, me viro para encarar a sala e tomo um susto quando vejo um esqueleto em minha frente. 

- Como você é idiota! - exclamo irritada com o garoto, que se mata de rir de mim. 

- Tá, tudo bem. - cessa suas risadas - Agora que estamos aqui, o que iremos fazer?

- Eu irei falar para o Jungkook que Nay está o esperando e que ela tem uma coisa urgente para lhe falar. - explico - E você faz o mesmo. 

- Fechado. 

Voltamos para a porta, e eu espero Taehyung abrir a porta.

- Não sabe mais abrir uma porta? - provoco, depois do mesmo demorar para fazer a ação. 

- Não quer abrir. - retruca, puxando a maçaneta. 

- Sai da seu molenga! - o empurro - Mas só pode ser de plástico mesmo. - reclamo comigo mesma. 

Tento abrir a maçaneta, usando toda força possível, porém a mesma não abre. 

- Quem é o molenga agora? - provoca. 

- Não é hora de brincadeira, não percebe que estamos presos. - indago, irritada. 

- Claro que sim. - dá de ombros - Não sou cego. 

Acompanho seus movimentos com o olhar e vejo ele sentando no chão, totalmente despreocupado. 

- Como você pode estar tão relaxado assim?

- Porque eu sei que não tem nada que podemos fazer agora, a não ser esperar. - responde simples. 

- Esperar? - ele assente - Mas eu não posso ficar nessa sala assustadora presa. - comento - Ainda mais com você aqui. - completo. 

- Mia, não tem o que fazer agora. - suspira pesado - Apenas sente-se aqui e fique quieta. 

O pior de tudo, é que eu sabia que ele estava certo, não tinha nada que pudéssemos fazer. 

Vou até onde ele está, sentando ao seu lado. Só que do nada, eu começo a rir, tipo rir muito, deixando o garoto ao meu lado totalmente confuso.

- Do que está rindo?

- É que... Era para os dois estarem presos aqui e... Não a gente. - falo em meio a risadas. 

Ele parece pensar um pouco, e ao perceber a situação, Taehyung também começa a rir.

Ficamos assim por alguns minutos, até a graça acabar. De olhos fechados, respiro fundo, tentando me distrair, mas sinto seu olhar em mim, o que me deixa um pouco incomodada. 

- Para de me encarar. - peço, ainda de olhos fechados. 

- Não estou te encarando. - dou de ombros. 

O tédio estava começando a bater. Meus pés já se mexem sozinhos no chão, ato de ansiedade. 

- Você não consegue quebrar aquela porta? - pergunto. 

- Claro que não, já viu a grossura dela? - argumenta. 

- E você está com o seu celular aí?

- Não. - mucho - E você? 

- Também não.

- Eu só posso ter jogado pedra na cruz! - reclama - Por que tinha que ficar preso logo com você?

Mas que mudança de humor repentina senhor.

- Quem deveria estar reclamando sou eu! - me levanto, e ele faz o mesmo. 

- Você? - riu sem humor - Você é uma pessoa totalmente perigosa para a sociedade. 

- Do que você está falando? - pergunto confusa e um pouco ofendida.

- Da pegadinha que você fez comigo. - explica - Mas felizmente, a gatinha raivosa teve o que mereceu. 

- Mesmo tendo que ser ajudante daquele professor maluco, só de ver o seu vídeo correndo desesperado e quase pelado pela escola, valeu a pena. - sorrio vitoriosa - Posso até te considerar o novo Flash. 

- Não é como se eu tivesse odiado você ter feito e postado aquele vídeo. - sorriu de lado, se aproximando mais de mim - Sabe, você apenas facilitou as coisas para mim, agora eu não preciso ficar mandando fotos para as meninas que me pedem, graças a você. - diz provocativo - Aposto que elas até iram te agradecer depois dessa. 

Respira fundo Mia, respira fundo...

Você não pode ir para a cadeia sendo tão jovem assim, mas faria um grande favor em apagar esse otário.

Apenas respire fundo...

- O gato comeu sua língua, gatinha? - provoca.

- Não, mas eu vou fazer você engolir a sua se não calar a boca! - esbravejo, indo me sentar mais longe possível daquele ser deplorável.

P.O.V NAEYON

Bufo em frustração e cansaço. Já rodei esse colégio inteiro em busca da Mia, mas nada. Eu já estava com os nervos a flor da pele, além de estar preocupada. 

- Achou ela? - Jungkook pergunta, se aproximando de mim. 

- Não. 

- Mas onde que essa garota pode ter se metido? 

Ao longe, vejo Hoseok e mais alguns outros meninos. Talvez eles possam saber de algo. 

- Vem comigo. - chamo o garoto, que assente, me seguindo - Hobi!

- Oi Nay, Kook. - nos comprimenta, com seu típico sorriso alegre.

- Será que vocês viram a Mia por aí? Faz tempo que estamos procurando e nada até agora. 

- A Mia também sumiu? - Jimin pergunta.

- Como assim também? - Jungkook franzi as sobrancelhas. 

- O Taehyung também sumiu. - explica - Estamos procurando ele. 

Mia e Taehyung sumiram juntos?















Sinto cheiro de confusão!


Notas Finais


Obrigado por ler até aqui!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...