História Entre Uchihas... - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Mano tem tanta fic q eu nem sei mas oq eu tô escrevendo.

Espero q vcs gostem e também tenho uma ótima notícia!

A VOLTA DO TRAVESSÃO (—)

Já q meu compiuter quebro eu vou ter q escreve apenas pelo celular, aí eu havia adotado os dois pontinhos (:) pq meu computador não tinha travessão E EU NÃO TINHA GRANA PRO WORD AAAA.

Mas agr q eu tô usando o celular apenas vou voltar com o travessão EHHH!!

#avoltadotravessão

Capítulo 2 - Capítulo II


~

Depois de uma longa conversa, Itachi e Kiashi fora jantar com o resto.

— Tenho uma notícia. — Madara se pronunciou logo depois de acabar de comer. — Shisui vai voltar!

Itachi sorriu de lado e Kiashi se pronunciou com uma idéia.

— Q-Que tal nós fazermos uma festa em comemoração! — Disse.

— Boa idéia! — Falou o mais velho. — Quem vai comprar a carne? — Perguntou a todos da mesa.

...

...

...


Com muita briga foi decidido que Sasuke e Indra iriam comprar a carne e Madara e Izuna iriam comprar a cerveja.

— Madara e Sasuke só sabem brigar.  — Reclamou Kiashi enquanto lavava seu prato.

— Realmente. — Concordou.

No primeiro quarto do lado esquerdo do corredor, Obito mudava de roupa enquanto tinha flashbacks da tarde que havia tido com Kiashi.

Qual é o meu problema, eu transei com ela mas parece que não foi o suficiente?! — Pensou o Uchiha desesperado.

Algo dentro de si queria muito mas do que apenas isso, queria viver com ela, namorar com ela, casar com ela, mas... Ele são apenas irmãos.

Seus pensamentos rodavam ela. Ele estava ficando louco?

Seus pensamentos foram afastados quando ouviu os baques na porta e a voz dela o chamando.

— Obito! Você não vai jantar?! — Chamou a mesma.

— C-Claro! Já estou indo! — Parou por um instante e de repente sua consciência foi tomada por pensamentos maliciosos. — K-Kiashi!

— Huh? — Ela voltou a frente da porta.

O moreno foi até a porta e a abriu puxando a moça para dentro.

— O-Obito! O que está fazendo? — Perguntou surpresa. — Você enlouqueceu...!

— Kiashi, vamos ficar juntos! Que se foda eles! Vamos ficar juntos pra sempre! — Ele a surpreendeu com as palavras que saíram de sua boca.

— O-Obito... E-Eu...! — Foi cortada novamente.

— Ninguém vai poder nos separar! Vai ser só você e eu. Ou talvez se você quiser ter filhos... — Obito foi cortado com um empurrão que viera de Kiashi.

— Não! Obito, não pense que só porque aconteceu aquilo que nós vamos ficar juntos, aquilo apenas aconteceu e... — Deu uma pausa. — não deveria ter acontecido.

— Não! — Pegou a garota pelo braço e a jogou com violência na cama. — Você vai ser minha e ninguém vai me impedir! — O moreno estava surtado, completamente fora de si.

Não era o Obito que conhecia.

Antes que Obito pudesse fazer mas alguma coisa, foi puxado pela gola da camisa e sofreu um grande baque no nariz.

A força do golpe o fez ter que se apoiar com os dois braços na cômoda.

Logo o sangue caiu de seu nariz por conta do golpe que cuja a pessoa que desferiu foi Itachi que o olhava com desgosto.

— Kiashi, você está bem? — O moreno foi rapidamente ajudá-la a se levantar.

— Obrigada Itachi. — Agradeceu enquanto se apoiava em Itachi.

— Obito! Você enlouqueceu?! Acha que ela é sua só porque ela permitiu que aquilo acontecesse?! — Gritou o Uchiha. 

— Vai se foder. — Vociferou meio baixo mas o suficiente para Itachi ouvir.

— Desgraçado. — Ele iria partir para cima de Obito mas foi impedido por Kiashi.

— Não faça isso, perderá totalmente a razão. — Avisou. 

— Porque você defende ela?! Ela que deixou! — Aumentou a voz.

— Eu me arrependo de ter deixado. 

— É tarde para arrependimentos, você é minha agora. — Falou o Uchiha.

— Ela não é de ninguém. Tente toca-la novamente e eu digo para Madara. — Ameaçou.

— Acha que ela ficará impune também? — Disse Obito.

— Você sabe que foi Madara que lutou para adota-la. Se ela contar de outra forma com certeza ele irá acreditar! — Agora sim, Obito engoliu seco.

Kiashi não podia dizer nada, se negasse que iria fazer Obito poderia ataca-la de novo, preferiu ficar na sua.

Os dois saíram do quarto deixando Obito com o nariz sangrando e vociferando palavras de ódio para cima dos dois, — principalmente de Itachi — mas vendo que não levaria a nada, ele se levantou e tratou de limpar o sangue do nariz.

Itachi não parava de perguntar se Kiashi estava realmente bem, mas ela tentava acalma-lo.

— Não se preocupe, eu já disse que estou bem. — Pegou nós ombros do moreno. — Meu pulso está apenas dolorido, vai ficar uma marquinha mas logo vai sarar. — Sorriu. — Obrigada Itachi.

Abraçou o Uchiha que também sorriu.

Logo ouviram o som da grande porta da sala e passos pesados nas escadas.

— Parece que eles já chegaram, o que faremos se verem o nariz de Obito? — Perguntou preocupada.

— Obito vai dar o jeito dele, ele teme o Madara, vai tratar para ninguém descobrir. — Respondeu a despreocupando.

Itachi saiu do quarto dela e foi para o seu indo dormir.

Ela fez o mesmo, passou algumas horas com preocupações rondando sua mente mas conseguiu dormir.

~


Acordou de madrugada com a boca seca, tratou logo de ir beber água.

Desceu as escadas e passou pela sala onde viu a luz da televisão, estava meio embaçado então não viu quem era que estava no sofá.

Abriu a geladeira e tirou a jarra de água de dentro e pousou na mesa.

Sentiu duas mãos grandes agarrando sua cintura com força, pensou no pior, Obito.

— A-Ah...! — Sua boca foi tapada.

— Shiii...! Calma, sou eu. — A voz masculino grossa, era Madara, mas sua voz parecia meio estranha, ele parecia embriagado.

— Madara, que susto. — Disse se recuperando do susto. — O que está fazendo tão tarde aqui? — Perguntou curiosa.

— Só assistindo Tv. — Respondeu calmo. — Veio beber água?

— Sim, você quer também? — Ofereceu pegando um segundo copo da prateleira.

— N-Não, não, eu vim pegar apenas mais uma garrafa, de cerveja. — Como havia presumido, ele estava bebendo.

— Não havia acabar com todas as cervejas, esqueceu da festa? — Avisou rindo.

— Não se preocupe, eu me fiscalizo. — Disse rindo também. — Apenas sentia falta do álcool. E também... De outras coisas... — Ela sentiu a voz dele em seu pescoço, ele mordeu o lóbulo da orelha dela a fazendo-a se arrepiar dos pés a cabeça.

Ela engoliu seco.

Quando ele se afastou e voltou a sala ela balançou a cabeça pensando apenas que ele poderia estar muito bêbado.

Voltou a seu quarto e dormiu, mas aquilo continuou na sua mente.

Outras coisas...


----x----

----x----

----x----



Notas Finais


Mas um cap aí, só não tá tão longo pq fiz as pressas.
#voltadotravessão


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...