1. Spirit Fanfics >
  2. Entre Universos >
  3. Emprego.

História Entre Universos - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


...

Capítulo 1 - Emprego.


Uma vaga de emprego importante na Waycorp? Que interessante, achei que essa empresa tava falida...

- Filha, você viu aquela vaga de emprego na Waycorp?

- Acabei de ler, jurava que a empresa tinha falido.

- Aparentemente voltou e está procurando por funcionários.

- Você acha que eu devo? Eles parecem pagar bem.

- A gente está precisando de um dinheiro de qualquer forma.

- Ok, eu vou lá agora, estou sem nada pra fazer mesmo.

- Tudo bem, boa sorte.

Mais tarde na Waycorp

- Próximo!

Ok... ai vou eu. Eu consigo.

- Boa tarde.

- Olá, bem-vinda a Waycorp, está aqui pela vaga?

- Sim, isso mesmo.

- Ok, pode entrar naquela fila.

- Tudo bem.

Meu Deus, essa fila é enorme...

Horas depois...

Ok... eu sou a próxima.

- Bom gente os testes acabaram por hoje, voltem amanhã.

- Ahhh é sério isso? Estou a horas esperando essa vaga logo quando sou eu vocês terminam? Por favor, deixa eu fazer o ultimo teste.

- Eu sinto muito mas infelizmente acabaram as vagas de hoje, amanhã você pode tentar...

- Ah, eu não vou volt~

- Lilly?

De repente vejo uma face familiar...

- Jay? É você?

- LILLY!

- Haha! Quanto tempo! Não te vejo desde o terceirão.

-  É... cada um foi para um canto diferente... mas então, como você tá?

- Eu to ótima! E você? o que tá fazendo ai do outro lado da bancada?

- Eu sou o chefe disso tudo aqui.

- O chefe? Parabéns! É verdade né? seu pai era o antigo dono da Waycorp.

- Sim sim... eu não gosto muito de entrar em detalhes do passado...

- ...

- De qualquer forma, veio fazer o teste de emprego?

- Sim, mas as vagas acabaram por hoje né?

- É... mas eu posso te dar um jeitinho.

- Jura? Eu ficaria muito grata!

- Prontinho... pode passar

- Bom, ehh, o que eu faço nesse teste.

- Você assina um contrato que permite que façamos uma alteração no seu sangue para deixar ele mais maleavél, não se preocupe, se não der certo nada ruim acontecerá com você.

- Nossa, de qualquer forma, já que nada ruim pode acontecer, tudo bem!

Que picadinha mais ruim! parece uma daquelas formigas de fogo!

- Ouch.

- Perdão, mas já acabou, fica em pé ali no canto e a gente vai ver se funciona ok?

- Ok.

- Vai parecer que você tá passando numa janela que você pode passar através e que é bem fria.

- Ok... eu ach~ uuuuh é bem frio.

- Prontinho... aguardando análise... hmhum... FUNCIONOU! Você agora é capaz de passar através de portais!

- Isso é bom?

- Sim! você é a unica de toda a fila que deu certo!

- Uau... isso é impressionante, eu acho. Bom, eu consegui o emprego?

- Claro! você foi a unica!

- Ótimo! quando começamos?

- Agora mesmo!

- Jura? ok então...

- Vem comigo, eu vou te apresentar ao lugar.

Ele começa a andar comigo pela agência.

- Nossa! que lugar enorme.

- Começamos a construir um ano depois que a primeira era da empresa faliu, mas agora ela está inteiramente nova, E aqui estamos, o portal dimensional.

- Uau, é muito alto...

- A gente vai treinando você com o tempo.

- Mas qual o objetivo disso?

- Nosso planeta está morrendo, a antiga empresa faliu por que tentávamos consertar o mundo, deixa-lo mais vivo, plantamos milhares de árvores, fizemos enormes plantações, montamos equipes imensas de limpeza, mas nada nunca adiantou, e nós não ganhávamos dinheiro suficiente... só fomos ladeira abaixo e nossa empresa faliu.

- Que triste, sinto muito.

- De qualquer forma, já que o próprio ser humano não ajuda o lugar que vive, nós procuramos outra dimensão pra viver, uma dimensão emulada onde todos os que ajudam de verdade o mundo a se tornar um lugar melhor podem viver.

- É uma ideia muito boa pra falar a verdade, o ser humano não precisa de alguém que só atrasa a evolução do nosso planeta.

- Bom, vamos começar? 

- Vamos! Estou muito empolgada pra falar a verdade.

- Bom, então vamos lá! vista esse traje pra podermos monitorar você lá de dentro.

- Ok.

O traje é apertado, consigo sentir os fios passando por dentro, claro, protegidos, sinto apenas o relevo.

- Está pronta?

- Não, mas eu consigo, confia em mim?

- Confio, boa sorte lá dentro.

- Obrigada. Posso entrar?

- Frequência definida chefe.

- Pode entrar Lilly.

- Ok, ai vou eu!

Atravesso o portal e sinto aquela mesma sensação de frio que Jay havia citado antes.

- Ok... é estranho...

- É Minecraft?

- Sim, meus primos mais novos jogam muito esse jogo, eu já vi algumas vezes pra ser sincera.

- Bom, é ótimo termos encontrado a frequência dele, tem muitos recursos mas é possível modificar para ter mais coisas. Pode voltar Lilly.

- Ok... espera, tem algo se movendo ali.

- Deve ser algum animal.

- Não não, tem forma humanoide.

- Mas, não estamos alocando essa partida num servidor, novato, o que tem?

- Eu não identifiquei nada senhor.

- Isso é estranho. Lilly, o que ta acontecendo?

- ...

- Lilly?

- ... AH~ NÃ~ AJUD~

- PUXEM, PUXEM-A DE VOLTA!

- *atravessa trazendo o humanoide* MEU DEUS *respiração profunda* EU ACHAVA QUE ERA MENTIRA.

- O QUE? QUEM... QUEM É VOCÊ?

- não se metam no meu mundo novamente. *atravessa o portal*

- JAY... ELES PODEM VIR PELO PORTAL?

- Eu... eu... não consigo agora, eu já volto...


Notas Finais


Quais segredos Jay esconde de Lilly? no próximo capítulo de Entre Universos:

- COMO VOCÊ ME MANDOU PRA LÁ SEM SEQUER TER TESTADO?

- EU NÃO SABIA QUE ISSO ERA POSSIVEL!

- EU TO FORA!

- POR FAVOR NÃO!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...