1. Spirit Fanfics >
  2. Entre Vampiros e Lobos- Imagine Sobrenatural Mark Tuan GOT7 >
  3. Familia Tuan!!!

História Entre Vampiros e Lobos- Imagine Sobrenatural Mark Tuan GOT7 - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Gente ta óbvio que meu corretor odeia a letra O ne kkkkkk sorry os erros mas espero melhorar....espero kkkk boa leitura anjos ^^

Capítulo 4 - Familia Tuan!!!


Jackson

Ao resolver as coisas na cabana eu fui para a casa da familia S/S para me desculpar por ter saído daquela forma e deixar a S/N sozinha.Chegando no local fui recebido pelos servidores da casa, entrei na mesma e me encontrei com a Sra. S/VÓ.

Vó: Jackson oi!-sorri vindo em minha direção- Esta tudo bem por lá?

Jackson: Sim esta, não era nada demais.Onde está a S/N? Quero me desculpar por ter saído daquela maneira.

Vó: Ah ela esta no quarto pode ir lá o Jeon está com ela, eu vou resolver umas coisas no celeiro-fala e sai.

Subi as escadas e procurei o quarto da S/N, ouvi a voz da mesma e do Jeon conversando e caminhei ate a porta , antes de bater ouvi a parte que a S/N pergunta ao Jungkook sobre o que houve com a minha familia e a familia do Tuan e arregalo os olhos e penso em como ela descobriu, antes que ele falasse alguma coisa abri a porta e ambos ficam em silêncio.

S/N: Jackson? Oi.

Jackson: Oi me desculpa entrar assim, eu vim para falar com você e sua vó me disse que poderia subir.

Jungkook: Bom eu vou indo, até priminha ,ate Jackson-fala se levantando.

Jackson: ate-encaro o mesmo sério.

Assim que o Jeon sai eu abro a boca para falar algo e ela me interrompe.

S/N: O que aconteceu entre a sua familia e a do Mark Tuan?

Jackson: O que?

S/N: Eu já sei de tudo, bom quase tudo, pode me explicar o porque da rixa entre a familia Tuan e a familia Wang?

Fico quieto olhando a mesma surpreso ate porque nunca teria imaginado que me perguntaria isso.

Jackson: Eu sinto muito mas.... isso é algo pessoal e eu não gosto de falar sobre.

S/N: Mas porque se odeiam tanto?

Jackson: Já falei que é pessoal e não quero falar sobre isso-falo um pouco grosso e a mesma se acolhe- Me desculpa não queria ser grosso mas...

S/N: Tudo bem, ate porque você não é obrigado a nada.... confesso que estou um pouco surpresa com tudo isso-fala olhando para o chão.

Jackson: A sua reação não foi bem a que eu esperava.

S/N: E qual reação você esperava?

Jackson: Pânico? Medo? Confusão? Ou sei lá-rio.

S/N: Nossa-a mesma ri olhando para mim- confesso que isso foi algo inesperado mas... to normal, mas agora preciso saber mais um pouco sobre...a minha nova vida né?

Jackson: Não se preocupe com isso-seguro a mão da mesma- Eu vou ajudá-la com isso, é dificil no começo para se acostumar, você precisa ter alto-controle sobre si mesma e tomar cuidado para não matar ninguém quando estiver com raiva.

S/N: Você ja matou alguém?-me olha assustada.

Jackson: O que? Não! É um modo de dizer....que possivelmente acontece em algumas situações.

S/N: Tenso... mas obrigada, espero entender bem as coisas.

Jackson: Vai sim você é boa nisso.

S/N: talvez.... então, eu vou tomar um banho e sei lá procurar algo para fazer-fala se levantando.

Jackson: Se quiser, podemos dar uma volta-a mesma me encara- dessa vez eu prometo não te deixar sozinha.

S/N: Se for assim então aceito-a mesma sorrir- vou tomar meu banho e te encontro la embaixo pode ser?

Jackson: Ah claro, te espero la embaixo, até.-saio do quarto dela e desço para a sala.

S/N

Assim que o Jackson saiu do meu quarto vou até meu closet e vejo minha roupa, pego uma blusa de manga até uma parte do braço e uma calça jeans, para calçar pego meu tênis branco e em seguida vou ao banheiro onde tomo meu banho.Quando termino o banho, me seco e me visto logo colocando o tênis e penteio o cabelo.Saio do quarto e desço indo de encontro com o Jackson.

S/N: Oi to pronta.

Jackson: vamos?

S/N: Vamos!

Avisei a minha vó que sairia e logo saio com o mesmo indo para a floresta novamente.No caminho conversamos sobre algumas coisas tipo a vida como um lobo, sobre a transformação e tudo mais, enquanto caminhava escuto gritos de uma criança.

S/N: Ouviu isso?

Jackson: Sim eu ouvi, mas deve ser nada vamos-ele tenta me puxar mas me solto dele.

S/N: Não! É uma criança, esta vindo por ali-corri na direção do grito e vi uma garotinha presa entre as raízes das árvores- Oh meu Deus-corri até a menina- Oi se acalma vou tirar você daí- olho para as raízes e penso em uma maneira de como tirá-la sem machucá-la- Ok, vai ficar tudo bem-seguro as raízes e as puxo soltando o pé da menina e ela sai se arrastando e solto as raízes- você está bem?-pergunto preocupada.

XXXX-S-sim-fala encolhida, aparentemente estava com medo.

S/N: calma, vai ficar tudo bem ok?-sorrio para acalmá-la- Qual é seu nome e onde você mora?

XXXX: Meu nome é Leila, eu moro por ali?-ela aponta para um caminho na floresta.

S/N: Ok,vou te levar para casa ta?-ela afirma com a cabeça- consegue levantar?

Leila: Não, meu pé ta doendo!-reclama de dor.

S/N: ok, venha-pego ela no colo- vou leva-la no colo, agora me diz por onde eu vou?

Leila: Por ali!

S/N: Ok, só vou avisar ao...-olho para trás e não vejo o Jackson- ele estava bem ali.... ok...mais uma vez abandonada na floresta, em fim, vamos lá pequena-comecei a caminhar em direção onde ela me informou que era sua casa.

Caminhei durante mais ou menos vinte minutos, era bem longe a casa, quando chegamos vi que era bem grande a casa, tinha uma aparência antiga e moderna, parecia nova e velha ao mesmo tempo.

Leila:A senha é ******* , só entrar.

S/N: Seus pais não irão reclamar?

Leila: Não estão em casa, pode entrar.

S/N: Ok-fico receosa mas coloco a senha e entro no local- Olá?-falo olhando em volta e estava um pouco escuro, assendi as luzes e adentrei mais na casa ate chegar no que parecia a sala, que lugar lindo.

Leila: Pode me sentar no sofá?

S/N: Claro!-coloco a menina no sofá e vejo o pé dela um pouco inchado-oh, está doendo?

Leila: Não muito!

S/N: ah, espera aqui!-procuro a cozinha na casa e quando acho pego um pano e morno um pouco de aguá, e pego outro pano seco e volto ate ela, massageio o local com o pano umidecido na água morna e depois faço um tipo de curativo com o pano seco- pronto, vai ficar melhor assim, depois seus pais podem fazer um melhor-sorrio e a pequena também sorrir e logo desfaz o sorriso ao olhar para algo que estava atrás de mim- o que foi?-falo com medo.

XXXX: Leila, onde estava? Eu te procurei a casa toda, falei para não ir tão longe, não vou brincar mais de esconde esconde com você-reconheci a voz e olho para trás e arregalo os olhos- Você? O que faz aqui?

S/N: Ai meu Deus.... e-eu... eu....

Leila: Ela é minha amiguinha titio Mark, ela me trouxe porque me machuquei olha?-fala mostrando o pé tentando ficar em pé e reclama da dor.

S/N: Ei não levanta, se levantar vai machucar o seu pézinho.

Leila:Ta bom-a pequena sorrir fofa.

Mark: Você a ajudou?

S/N: É.... é o que parece, não?

Mark: Hum..... obrigada por trazê-la de volta, se outros a tivesse encontrado .....-o mesmo para e me olha e depois para a pequena- Leila está com fome?

Leila: Muito titio, comeria até um leão agora.

Arregalo os olhos e olho para ela e depois para ele.

S/N: Ela também. ...

Mark: O que esperava?-fala seco e meio ignorante.

S/N: Ta desculpa....Não falei por mal.

XXXX: Mark você achou ela?-uma mulher fala ao entrar e para ao me ver- Oi!!?

S/N: Oi....-falo um pouco receosa e com medo.

Mark: Não, ela a  achou.

XXXX: Oi muito prazer, e obrigada por achar a minha filha-fala ageadecida e depois vai até a menina- Leila por onde estava? Não sabe o quanto ficamos preocupados-falou enquanto analizava a menina- Se machucou?

Leila: Um pouco mamãe, mas ela me ajudou e fez curativo olha-mostra o pé.

XXXX: Obrigada mais uma vez, ah me desculpe eu sou Tammy e mãe da Leila.

S/N: S/N, prazer.

Depois de me apresentar entra mais gente na sala, acho que agora esta a familia toda, pronto vou morrer.

XXXX: Mark quem é ela? 

Tammy: Oi mama, ela é a garota que achou a Leila.

XXXX: Oh obrigada, muito obrigada.....ah....

S/N: S/N, S/N S/S.

Quando falei meu sobrenome todos se entre-olharam espantados e eu engoli a seco.

XXXX: Ela é uma deles?-a mulher mais velha perguntou olhando para o Mark e o mesmo confirmou com a cabeça- Você ajudou a Leila? 

S/N: Sim, mas porque estão assim? Eu fiz algo de errado?-falo meio com medo.

XXXX: Não, é que é a primeira vez que um lobo ajuda um vampiro desde anos.

S/N: Ah....entendi.

Mark: Ela é nova nisso, é aquepa garota que falei da ultima vez.

Tammy: A perdida? 

Mark: Sim.

XXXX: Oh, ela é bonita.

XXXX: Sim ela é, prazer meu Nome é Dorine Tuan, sou mãe do Mark e vó da Leila-fala sorridente.

S/N: o prazer é meu-falo e sorrio gentil a mesma. 

Dorine: Esse é meu marido Raymond, essa é minha filha Grace, filho Joey, meu genro, minha nora, minha nora e minha outra neta e o bebê que está no colo do meu genro tambèmè meu neto.

S/N: É um prazer conhecê-los.

Sorrio um pouco sem graça, imaginem só o que minha vó irá dizer disso, a essa hora o Jackson deve ter contado, espera...ele sabia?






Notas Finais


Espero que tenham gostado e desculpa os erros bjus♡♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...