1. Spirit Fanfics >
  2. Entre vocês - BoruSara >
  3. Beijo

História Entre vocês - BoruSara - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


👁👁

boa leitura ❤️

Capítulo 2 - Beijo


Fanfic / Fanfiction Entre vocês - BoruSara - Capítulo 2 - Beijo

Sarada on


Boruto entrou no colégio ano passado e foi a primeira vez que conversei com ele. Acho que tive uma primeira impressão ruim hoje mais cedo, quando seus olhos encaravam minhas pernas, porém depois de ter essa pequena conversa, ele não parece ser igual aqueles idiotas que sentam perto de mim na sala.

Fui para o meu lugar e ele também. O professor estava explicando o conteúdo, mas desviei minha atenção quando o Kawaki conversou comigo na primeira pausa que o professor deu para escrever no quadro. 


— Você está realmente chamando a atenção até do meu irmãozinho que odeia confusão.

— Não seja idiota... não estou chamando a atenção de ninguém, ao menos não é a minha intenção fazer isso.

— Mas com esse corpo e esse rostinho bonito... é impossível.

— Ei... o que pensa que está falando?!

— Silêncio!  - O professor pediu enquanto continuava escrevendo no quadro.


Parei de me importar com o que ele falou e comecei a escrever.



/// quebra de tempo ///



Kawaki on


Garotas que querem discutir comigo é bem difícil de ter e acabei encontrando uma. Eu vi a Sarada conversar com o Boruto e acabei falando sobre isso pra ela, sua expressão pra mim não foi nada boa. Mas achei isso interessante nela, fora sua aparência que é ainda mais atraente... não sei como não reparei nela ano passado.


Ela saiu da sala e acompanhei seus passos no corredor.


— O que foi?  - Perguntou.

— Nada... só achei você interessante.

— E o que isso significa?

— Podemos nos aproximar... pode me passar seu número?

— Olha... eu não te conheço, mas pelo que conversou comigo, não consegui gostar de você.

— Por quê?

— Está interessado no quê em mim?

— Você é afrontosa... e como já disse... você é bonita.

— É... você é bem direto.  - Parou de andar.  — Me passa seu celular.


Entreguei pra ela e seu número foi salvo no meu celular.


— Certo, eu tenho que ir agora.

— Uhum.


Ela se foi e eu fiquei para trás.


— Urra! Que isso em?! Você não perde tempo.  - Boruto encostou sua mão em meu ombro.

— Você também estava falando com ela.

— Não pedi o número dela.

— Hm... estava me vigiando?

— Eu vi de longe você entregar seu celular.

— Ah.


Fomos pra casa e mandei uma mensagem pra Sarada. Apenas enviei um “oi” e ela respondeu depois de alguns minutos. Iniciei uma conversa, mas não tinha muito o que conversar.


— Kawaki... o papai está chamando. 

— Eu já vou... Himawari.


Fui até a cozinha e encontrei todos da família lá.


— Vishhh... eu não fiz nada.

— Está com a consciência pesada?  - Boruto disse rindo.

— Vai se ferrar.

— Ei. Não diga isso aqui, Kawaki.

— Uhum.

— Já vamos avisar agora pra vocês dois não arrumarem uma fuga.  - Hinata disse.

— Fuga? Como assim, mãe?  - Perguntei.

— Seu pai tem uma visita importante amanhã, vamos fazer um jantar e vocês irão participar. 

— Não estou afim...

— Quem são? Por que importante?  - Boruto perguntou.

— É sobre a empresa, se trata de negócios e além disso são amigos meus e da sua mãe também.

— Também não estou afim.

— Por favor, Boruto e Kawaki. Não será algo ruim... além disso eles têm uma filha, poderão fazer uma amizade.  - Nossa mãe disse.

— Todas essas reuniões de negócios são um saco... mas não tenho outra escolha.

— Eu tenho... posso ficar no meu quarto e fingir que não existo.  - Boruto se levantou e saiu.

— Boruto.  - Naruto o chamou.

— Eu vou lá.  - Falei.


Sei muito bem que meu irmão não gosta disso, essas coisas que envolvem a empresa da nossa família. Conversei com ele e o convenci de participar, não foi difícil, acho que já me acostumei com isso.


No dia seguinte, conversei um pouco com a Sarada, sobre coisas da escola. E no intervalo ela e a amiga dela ficaram comigo e o Boruto. 

Meu irmão não sabia, só percebeu assim que me aproximei da mesa junto com elas.


— Não vai comer, Boruto?

— Não.  - Desviou seu olhar para a Sarada que estava se sentando ao meu lado, de frente pra ele. 

— A-Ah... oi, Boruto.  - A morena disse.

— Oi.  


Trocamos algumas conversas, mas o Boruto era o que mais falava, como sempre.


— Nunca parei pra pensar que vocês são gêmeos. Não se parecem nenhum pouco.

— É... somos. Não nos parecemos mesmo, a beleza veio toda pra mim.  - Sorriu.

— Idiota... cala a boca, só sabe falar merda.

— Estou falando a verdade, mano.

— Vocês realmente são diferentes em tudo.

— Você acha?  - O loiro perguntou.

— Acho.  - Sarada respondeu.

— Eu também acho... mas o Kawaki é mais bonito, Boruto.  - Chocho disse. 

— O quê? Está doida? Olha essa coisa estranha... isso é um resto de aborto.  - Boruto bagunçou meu cabelo.

— Se eu sou um resto de aborto você também é, seu burro!

— É mesmo... deleta isso.  


Sarada e Chocho riram do idiota do meu irmão. É por essa burrice dele que as pessoas acham que ele quer chamar atenção nas coisas.



Mais tarde... na verdade, já era noite. Não imaginei que a filha dos amigos do meu pai fosse ser a Sarada.


— Uaauuu. Que coincidência!  - Boruto disse com os olhos arregalados.

— Não seja exagerado.  - O empurrei.

— Não me empurra, seu idiota.  - Devolveu o empurrão.

— Seu merdinha.  - Puxei sua camisa.

— Eeii!  - Nosso pai nos olhou irritado.  — Não comecem com isso.


Encarei meu irmão com raiva e ele fez o mesmo. Já é normal a gente brigar por coisas idiotas, daqui a pouco vai parecer que isso nem aconteceu.


Olhei pra Sarada e ela estava rindo na nossa frente.

Fomos para a mesa jantar e nossos pais souberam que somos “amigos”, não exatamente amigos, mas talvez o início disso.


— Estudamos na mesma sala.  - Sarada disse.

— Ah, sim. Eu e o seu pai estudamos com o Naruto e a Hinata.

— Não era pra gente já conhecer a Sarada?  - Perguntei.

— Ah, sim... vocês se conheceram quando eram crianças, mas não devem se lembrar.  - Minha mãe disse.

— Eu me lembro da Sarada e do Boruto ficarem fazendo graça com você, Kawaki.  - Sakura disse.

— Comigo? Por que eu?

— Era você. Os dois tinham uma amizade de... namoradinhos.  - Falou rindo.


Olhei para a Sarada e ela estava envergonhada, por incrível que pareça o Boruto também. Acho que eu ficaria da mesma forma nessa situação, mas pela Sarada já saber das minhas intenções, iria com certeza olhar pra ela com uma cara maliciosa.


Depois que terminamos de comer, nossos pais ficaram conversando sobre os negócios. Fui pra sala com a Sarada e o Boruto. A Himawari provavelmente já foi dormir.



 Sarada on


Boruto me olhava e eu desviava o olhar dele. Não acredito que minha mãe disse aquilo na frente de todo mundo.


— Vamos jogar videogame? Você sabe, Sarada?  - Boruto perguntou sem me olhar.

— S-Sei.

— Está no meu quarto, Boruto.  - Kawaki falou enquanto o loiro procurava o videogame perto da televisão.

— Tá... então vamos lá. Vai demorar pra instalar aqui e você já deve estar quase indo embora, Sarada. 


Entramos no quarto, me sentei na cama e o Kawaki fez o mesmo.


— Cadê?  - Boruto perguntou enquanto mexia em algumas coisas.

— O quê?  - Kawaki perguntou.

— O outro controle.

— Não está aí?

— Não.

— Devo ter deixado na sala.

— Eu vou lá pegar.  - O loiro saiu do quarto e deixou a porta encostada assim como estava antes de sair. 

— Você quer ficar com ele?  - Kawaki me perguntou.

— N-Não... por que acha isso?

— Estavam se olhando desde que sua mãe disse aquilo.

— É vergonhoso.

— Geralmente meu irmão não sente vergonha dessas coisas.

— Isso eu já não sei.

— Sarada... posso... posso te beijar?  - Se aproximou de mim.


Sem que eu pudesse responder, seu rosto já estava tão perto que acabamos nos beijando. Sua mão tocou meu rosto e nos beijamos durante algum tempo.



Boruto on


Quase entrei no quarto falando sobre não achar o controle, mas acabei vendo os dois se beijando. Era ruim... muito ruim... eu sabia que o Kawaki queria ficar com ela, mas eu também tenho a mesma vontade. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...