1. Spirit Fanfics >
  2. Entregue a um mafioso- Tom Holland >
  3. Parte 2

História Entregue a um mafioso- Tom Holland - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem o meu sumisso gente, não tem justificativa e confesso que sumi por decepção pela exclusão do livro, mas voltei, supera ne gente

Voltei com Imagines já prontos e pronta pra postar aqui pra você

Capítulo 2 - Parte 2


POV SN
- o Tom nunca tratou uma noiva assim... ele nunca confiou em uma afinal todas tentaram mata-lo pra ficar com a fortuna... você está amolecendo o coração da fera com apenas dois dias morando aqui...acho que ele precisava de você a muito tempo...- diz Agnes
- será...- digo a olhando
-
Tom voltou bem tarde e tomou um banho logo depois de mim
- imagino que você não esteja com ânimo pra transar...- diz
- realmente...- digo
- então vamos apenas nos deitar e tentar dormir...ta legal?- diz e eu assinto me juntando a ele na cama e ele me abraça tão próximo que parecia que ele não queria me soltar, ele acaricia meu braço e logo ambos dormimos
-
Se passaram quatro semana que estou aqui e Tom tem melhorado cada dia mais, e confesso que me apaixonei mesmo que ele talvez não me ame , ele confia em mim e zela por mim a cada momento, estávamos ajeitando as coisas para o casamento o que me deixou bem empolgada
Meu pai acabou falecendo por teimosia e dividas extensas, no fim, minha única família agora é Tom
-
Estávam em um jantar de negócios,bom não necessáriamente um jantar, saí do quarto e fui a encontro de Tom que havia pedido pra que eu levasse uma pasta pra ele no escritório
- obrigada princesa...- ele diz me dano um celinho
-
POV TOM HOLLAND
A libero e ela volta para o quarto
- nunca imaginei que veria você tentando se casar com uma prostituta...- diz
- ela não era prostituta por opção...e peço que não volte a falar dela nesse Tom... e não cite novamente essa palavra...- digo
- serio Tom... de todas as garotas vagabundas que você pegou, que você cortejou essa é a de mais baixo nivel que já vi...- diz
- ela é diferente das outras seus babaca...- digo
- não é só porque ela não tentou matar você na terceira transa dos dois que ela não vai tentar em breve, garotas assim só querem seu dinheiro... você vai ser um puto corno dois meses depois do casamento...garotas desse nivel, não merecem metade do que você dá...- diz
Não sei porque mas pensei naquilo,acho que sou paranoico demais com as antigas garotas que tive, afinal todas tentaram me matar, por algum motivo preciso ficar alerta com ela,e eu não vou ceder mais como estou fazendo ultimamente
-
POV SN
Ele tem andado muito estranho e distante, a gente mal se toca e a noite ele evita transar, parece ate que desistiu de mim ou caiu a ficha de que sou uma prostituta barata ao nivel das prostitutas contratadas pela máfia
-
POV TOM HOLLAND
Ela subiu sobre mim apos me algemar na cama porem agora estava com uma faca
- SN o que você está fazendo...- digo tentando me soltar
- me desculpa bombomzinho...- diz e eu acordei no momento em que ela cravaria a faca em mim
- o que foi amor...- diz enquanto me assento na cama
- nada...- digo seco
- claro...fiz seu café da manhã... panqueca e suco... abacaxi ,morango e laranja...- diz colocando no meu colo-... fiz pra você, você tá meio tenso e...
- come primeiro...- digo e ela me olha tipo "porque?"-... come SN...
- está duvidando de mim não está?- diz me olhando-... está achando que eu vou matar você... você vai quebrar a cara Tom porque eu não estou tentando matar você... se você não quer comer tudo bem, eu não tomei café ainda...- diz sorrindo fraco pegando as coisas e saindo
Eu preciso realmente relaxar, me arrumei e sai do quarto a vendo na bíblia comendo
- táva horrível, acho que ele realmente esperava isso...- diz largando o prato e tomando o suco-...pelomenos algo bom...- diz lendo o livro
Eu só saí
-
POV SN
Eu vi ele saindo e continuei na biblioteca e depois de um bom tempo saí
Eu almocei sozinha e tomei café sozinha, estou sentindo falta do Tom que conheci do Tom que eu escolhi seguir, do Tom que eu amo
Estava quase escurecendo quando ele chegou e vou de encontro a ele
- Tom eu preciso...- digo mas paro ao ver ele com uma loira meu mundo caiu e meu coração explodiu em pedacinhos
- me espera no quarto...- ele diz e ela sobe as escadas-... precisa de que...
- é que eu precisava de...- digo-... esquece...- digo saindo enquanto ele sobe
-
Aquelas pequenas horinhas foram horinhas horríveis dentro daquela casa, eles estavam simplesmente transando no nosso quarto eu estava tentando me manter firme na mesa
- sinto muito senhorita...- diz Malla
- eu não aguento mais ouvir...- digo saindo da casa indo pro jardim que estava escuro e tirei o colar meia lua que ele me deu o olhando um pouco
- traição é algo tão triste...- diz alguém saindo do escuro
- quem é você?- digo
- vai descobrir depois...- diz e sinto algo forte bater no meu rosto e sinto o impacto da grama
-
POV TOM HOLLAND
Acordei de manhã com aquela garota de ontem na minha cama, sim eu transei com ela, porem a expressão de decepção da SN não saiu da minha cabeça e me atormentava a cada segundo mas não posso ceder a amor, um sentimento que te deixa vulnerável a tudo
- não fuma no meu quarto...- digo
- dane-se...- diz e eu pego o cigarro jogando fora
- não fuma no meu quarto...- digo e ela revira os olhos
Me vesti e sai um pouco no Jardim, tá tudo uma bagunça eu precisava tomar um ar o sol estava fraco e estava realmente agradável me lembro de um dia assim com ela
" lembrança on"
Ela se deita em cima de mim quando eu me deito no sofa da varanda
- você me cansou noite passada...- diz apoiando o rosto no meu peito
- então descansa...- digo a abraçando e dormimos ali na varanda com o sol fraco em nossos rostos
"Lembrança off"
Sinto um reflexo bater no meu olho e olho na grama pegando o causador do reflexo
- o colar da SN...- sussurro e bem próximo a ele vi um pouco de sangue na grama-...Malla...- grito a chamando
- sim senhor...- diz
- cade a SN...?- digo
- eu pensei que ela havia entrado ontem a noite...- diz e recebo uma notificação no meu celular e era ums chamada de vídeo, atendi vendo o rosto de Luke, um dos meus antigos "rivais"
- Thomas, você vai adorar isso...hora de acordar.... princesa...- diz um cara
- porra... precisava bater tão forte?- diz ela amarrada na cadeira enquanto acordava
- o Vargas se empolgou um pouco...- diz ele
- ah então a vadia chama vargas...- diz SN recebendo um soco cuspindo sangue
- se acalma Vargas...- diz
- é se acalma Vargas...eu já apanhei mais por menos...- ela diz
- Thomas, sua vadiazinha tá aqui comi você vê...- diz o cara de terno branco-...bom vim te fazer outra proposta irrecusável...
- jura que tão me usando como garantia?- ela diz
- cala a boca...- Luke diz-... na verdade é a mesma proprosta da última vez... quem morrer fica com tudo o que é do outro, de papel passado...
- quantas vezes vou ter que recusar?- digo
- vou te dar um tempo... 12 horas, depois disso vamos começar a torturar sua prostituta e quando ela estiver a beira da morte eu te mando uma orelha, ou um dedo, vamos ver isso...- diz
- sério? Pegaram a puta errada senhores... ele não gosta de mim...- ela diz
- ele ama você querida...- diz
- quando se ama você não transa com outra no mesmo quarto que vocês dormiram por um longo período...vocês pegaram a puta errada mesmo...sinceramente, podem me matar... eu não tô nem aí...eu realmente baixei a guarda, eu realmente o amo mas não é recíproco e eu vou sofrer com isso...
- ahh... puta com sentimentos...- diz
- Vagas cala a boquinha cala, ninguém te chamou na conversa...- ela diz recebendo de volta outro soco
- termina princesa...- diz
- eu te amo Tom...- foi o que ela comseguiu dizer quando apagou denovo com outro soco, tentei me manter firme
- você tem 12 horas...e Thomas, não me faça machucar mais a sua mulher...- diz Luke desligando 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...