1. Spirit Fanfics >
  2. Entregue a um mafioso- Tom Holland >
  3. Final

História Entregue a um mafioso- Tom Holland - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Final


POV TOM HOLLAND
- você tem 12 horas...e Thomas, não me faça machucar mais a sua mulher...- diz Luke desligando
Eu não podia me render assim, eu nunca me abalei com isso, eu não deveria, mas ela é tão diferente, tão única.
Eu demorei muito, pensei me torturei e me lembrei do sorriso dela a cada minuto que se passava e a idéia de não o ver mais me torturava tanto
Ela era tão viva
-
Flashbacks on
-
- bom dia...- ela sussurra assim que eu abro os olhos
- já acordada?- digo
- são 11 da manhã...- diz sorrindo-... eu trouxe café...
- roubou a minha blusa...- digo a olhando pegar a bandeja e ela ri
- eu só peguei emprestada...- diz sorrindo colocando a bandeja na cama-... eu não pretendo devolver...eu gosto dela em mim
- eu gosto de você sem ela...- digo
- sem vergonha...- diz rindo me dando um celinho
- eu não menti...- digo
- então eu vou te esperar pra irmos juntos pro chuveiro...- diz
-
Flashbacks off
-
- dane-se...- digo pegando o telefone ligando para Luke
- nossa... demorou viu, mas ligou bem na hora...eu quase arranquei o dedinho da sua namorada...- diz
- onde e quando...?- digo me referindo ao desafio que ele propros
- você sabe onde,hoje na minha propriedade no campo... não tem regras, apenas quem morrer primeiro ganha tudo o que o outro conquistou então leve a papelada e contratos, eu vou levar a minha papelada e sua garota... e Tom, sem interferência de capangas...- diz
- eu mesmo vou resolver com você...- digo
- claro...- diz desligando
- Harrison...- o chamo -... arrume todos os papeis... vamos sair daqui agora mesmo...- digo pegando a minha arma, recarreguei novamente e me troquei
Haz veio e junto com ele dois dos meus e então seguimos para o rancho do infeliz do Luke, já na entrada me preparei o meu ódio estava falando bem mais alto e o medo de perde-la também estava dominante, paramos no lugar marcado e eu desço do carro e logo o vejo descer também com seu terno branco
- Thomas...- ele dizia e foi interrompido por meus tiros, um em cada joelho e um que acertou a coluna obviamente ele caiu em agonia
- sem regras, você não disse nada sobre esperar algum sinal pra começar a atirar... você é muito lerdo...- digo me aproximando pisando na sua garganta-... cade ela, e os contratos...- digo
- porta malas...- diz, Haz vai até o carro abrindo o porta malas ,eu destravo a arma acertando na cabeça
- vocês trabalham pra mim agora, se me traírem, morrem...- digo passando por cima do corpo morto-... quem é o Vargas ?
- ele não veio senhor...- diz um deles
- Ronald, Kevin...- digo para os outros dois que vieram- ... vão buscar o Vargas, e levem pro torturador...e vocês, avisem aos seus colegas quem é o novo chefe...
Vou em direção ao porta malas vendo Haz a tirar lá de dentro, ela estava bem machucada
- hey...- digo a segurando, ela estava bem fraca-... me desculpa amor...- digo a pegando no colo a levando pro carro-... eu vou cuidar de você...
A levamos pro hospital
-
- quem é o responsável pela SN SS...- diz a médica, ela era uma das minhas funcionárias
- eu...- digo me levantando da cadeira a acompanhando
- ela sofreu algumas fraturas e uma concussão, fora os hematomas em todo o corpo... mas vai se recuperar com sorte repouso e os antibióticos... - ela diz
- quando vou poder leva- la...- digo
- se conseguir tirar ela daqui pode leva-la hoje, sei que você se sente mais seguro na sua casa...- diz
- claro...- digo
-
Demos um jeito de tirar ela de lá a levando pra mansão novamente, e deixando no nosso quarto, na nossa cama
- e quanto ao vargas...!?- diz Haz
- eu vou resolver com ele... espere só 15 minutos...- digo e ele assente saindo
Me sento na cama ao lado dela segurando sua mão, eu demorei muito tempo pra assimilar algo pra dizer mesmo que ela esteja dormindo
- desculpas não vão mudar o que aconteceu, eu sei disso... eu te amo... eu não queria admitir, mas eu te amo... eu queria te esquecer ,te tirar da minha cabeça mas eu te amo...eu... eu só te amo...- digo
- eu espero que você tenha trocado essa roupa de cama antes de me colocar em cima dela...- ela diz, sua voz era tão suave
- a Agnes colocou fogo na outra...- digo rindo a vendo sorrir
- ne surpreende ela não ter colocado fogo na garota...- diz
- e você acha que ela não tentou?- digo e ela ri um pouco
- você podia ter se machucado lá...- diz-... fiquei com medo dos tiros que ouvi serem diretamente pra você...- diz
- relaxa, eu tenho a mira boa...- digo-... agora, eu vou cuidar do Vargas...
- me faz um favor...- diz
- diga meu bem...- digo
- arranca o pau dele fora...- diz
- ele não fez...- digo
- não...- me interrompe-... mas eu tô toda ferrada por culpa dele, então... faz isso por favor...- diz
- claro amor...- digo seguindo para o porão
-
POV SN
Eu demorei pra me recuperar de tudo, demorei pra voltar ao normal como eu era antes, mas ele ficou ao meu lado em todo o processo, e vamos dizer que agora o Tom é oficialmente o maior mafioso do momento, a rede de cassinos de Luke - agora de Tom- estavam bem além de Londres ou Los Angeles, temos Vegas, Nova York, Dubai, Caribe, e por aí vai.
Finalmente o casamento, sem mais chifres, Agnes ainda quer colocar fogo na loira e eu estou feliz.
-
- você tem que ir mesmo... um ano é muita coisa...- digo sobre o colo do mesmo
- vai passar rapidinho...preciso resolver esses problemas lá e administrar até que o cassino volte a funcionar perfeitamente...- diz
- porque eu não posso ir?- digo
- eu tenho muitos devedores ruins lá, podem tentar machucar você...- diz-... prometo que quanto eu voltar a gente vai pro Caribe...
- promete...- digo
- prometo...- diz
-
Ele foi, mas me ligava todos os dias sem falta
Eu tinha uma surpresinha pra ele, mas ele só a veria quando voltasse, talvez ele tenha um ataque? Talvez, mas torço que não
-
POV TOM HOLLAND
Meu ano acabou, e eu finalmente voltaria pra casa, um ano fora vendo a pessoa que mais amo apenas por uma tela e de fuder viu
Cheguei em casa cerca de seis horas da manhã, a essas horas já é bem agitado mas SN ainda dormia, entrei pela porta da frente percebendo uma leve mudança no clima da casa
Subi as escadas e segui para o quarto, ela estava dormindo, de costas para a porta e tranquila, percebi uma mudanças no quarto e logo entrei vendo em um canto um berço branco com cortinas lilás porém estava vazio, deixei minhas coisas no chão me aproximando da cama, e simplesmente estava lá, dormindo tranquilamente ao lado de SN
Eu não consegui conter o primeiro sorriso ao ver a pequena, SN não demorou muito a acordar
- Tom...- ela diz ainda sonolenta
- o único...- digo e ela sorri
- conheceu a Lara...!?- diz
- ela é linda...- digo a olhando
- é sua... - sorri-... surpresa...
Eu nunca pensei que seria tão bom, ter uma vida e uma família
É uma sensação única



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...