História Entregue-se (Norminah) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Dinah Jane Hansen, Normani Hamilton
Tags Fifth Harmony, Norminah
Visualizações 122
Palavras 1.526
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo lll


Uma semana trabalhando no Mly já foi o suficiente para alguns dos clientes regulares já soubessem seu nome. E também para que tivesse visto mais algumas vezes a barriga definida de Normani, o que não fazia muito bem para sua mente. Afinal, ela não precisava sentir-se atraída pela filha do chefe.

Camila estava ocupada demais dividindo o tempo entre a faculdade e o relacionamento que, para a agradável surpresa de Dinah, não conseguiu fazer dezenas de perguntas sobre seu novo emprego.

Normani parecia ter visto que ela era eficiente, a única coisa em que realmente dava ordens era na comida. Fazia Dinah comer algumas vezes por dia, na mesma hora em que comia, dizendo que se não alimentasse a garota, provavelmente ela desmaiaria e Derrick mataria Normani por causa disso.

Naquele dia, Dilan não pôde ir, por isso Normani estava a cada dez minutos murmurando xingamentos por precisar cuidar do telefone.

Na hora do almoço, o coração de Dinah quase parou quando viu as duas últimas pessoas que ela pensaria em ver: sua amiga e seu ex-chefe, Edmund Sittenfeld. Camila sorriu em sua direção antes de sentar-se em uma mesa perto da porta. Edmund a olhou por alguns segundos antes de sentar na mesa perto de Camila. Ele tinha o olhar de quem ainda estava com raiva. Claro que não entendia como Dinah não se apaixonou por um homem bonito como ele.

"Aquela é sua amiga?" Normani perguntou enquanto enchia uma caneca de café para si e apontou com o queixo em direção a latina. 

"Uhum" concordou e parou de encarar o homem "Por que?"

"Porque bate com a discrição que você deu" tirou a caneca da cafeteira, pegou pacotinhos de açúcar e rasgou um deles para despejar o pó dentro do líquido quente "Vai lá conversar um pouco com ela, sua amiga me parece uma mulher muito curiosa"

"Estou trabalhando"

"Horário de almoço"

"Das outras pessoas"

"Srta. Hansen, eu sou sua chefe e se eu digo que é teu horário de almoço, é teu horário de almoço" sorrindo com o olhar incrédulo da garota, completou "Então, vá até lá lá e converse um pouco com ela e aproveite para comer algo."

Dinah, ainda hesitante e esperando que Normani dissesse que era brincadeira, andou a passo lento em direção a Camila. A latina estava concentrada em ler o cardápio quando Dinah puxou uma cadeira e sentou-se a sua frente.

"Boa tarde, Cabello" cumprimentou no tom mais profissional possível, sentia-se ainda mais observada que o comum e sabia que a causa disso era o olhar fixo de Sittenfeld.

"Boa tarde, Hansen" ela abaixou o cardápio e sorriu largamente "Lugar legal, e o seu uniforme é mais bonito que o do McDonald's"

"É apenas uma camisa"

"Exatamente, uma camisa e nada mais. Você nunca mais vai chegar cheirando a fritura"

"Aqui minha função é bem diferente" as duas riram, mas foram interrompidas por um pigarreio e ambas olharam em direção ao som

"Srta. Hansen" Edmund a encarava com os olhos azuis frios como gelo "Posso me juntar a conversa?"

"Bem..." olhou para Camila, que apenas encolheu os ombros "Fique a vontade"

"Obrigado" ele sorriu, frio e educado, e sentou "Então, é aqui que está trabalhando?"

"Sim" observou ele juntar as mãos e entrelaçar os dedos "Gosto daqui"

"Suponho que esteja em seu turno. Não deveria estar atendendo clientes em vez de conversar com sua amiga?"

"Eu..."

Dinah não terminou a frase, Normani parou ao seu lado, com um bloco de notas e uma caneta a impediu silenciosamente de responder ao homem de modo rude. Viu Camila arregalar os olhos, parecia ao mesmo tempo surpresa e encantada ao ver os olhos tão negros da mulher. Dinah sabia que Nancy tinha uma espécie de fixação por olhos e que deveria ter avisado. Provavelmente Camila gostaria de roubar eles para ela.

"Me desculpem interromper" seu tom era polido e gentil ao mesmo tempo, como era exigido "Já escolheram seus pedidos?"

"O meu pedido é o direito de fazer uma pergunta" Edmund disse

"Faça" Normani bateu com a caneta no bloco de notas

"Suponho que os funcionários devem trabalhar, não bater papo"

"Bem, sr..."

"Sittenfeld"

"Sr. Sittenfeld, suponho que tenha um emprego, não?" ele assentiu "Então, não sei como funciona em seu estabelecimento. Mas aqui, no Mly, os funcionários não precisam trabalhar no horário de almoço"

"Horário de almoço na hora de pico?" batucou os dedos na mesa "Os donos desse lugar são loucos"

"Talvez um pouco" ela parecia se divertir com a situação "Sr. Dasher, o gerente, não está aqui hoje, então eu tenho a liberdade de dizer que a srta. Hansen está no horário do almoço". Gesticulou em direção a Camila "E que o almoço da moça aqui vai ser por conta da casa"

"O dono não vai gostar disso" ergueu as sobrancelhas "Posso saber o nome da srta?"

"Sim, senhor" seu sorriso cresceu "Suponho que queira meu nome para fazer uma reclamação formal sobre mim" Edmund assentiu arrogante, Normani apontou em direção ao quadro de avisos, onde tinha um papel explicando o que acontecia com as reclamações antes de chegarem as mãos de Derrick "Todas passam pela filha do dono antes, sabe, por causa de reclamações simples que podem ser resolvidas facilmente."

"Diga logo seu nome" havia uma nota de desprezo na voz de Edmund, a mulher percebeu isso e seu olhar tornou-se tão frio quanto o dele e seu sorriso era debochado, Dinah sentiu um arrepio incomodo com a mudança brusca de expressão

"Hamilton, Normani Kordei Hamilton" a expressão arrogante de Edmund se transformou em surpresa "Para fazer uma reclamação oficial de mim vai precisar mais do que preencher uma folha de papel. E também mais motivos do que os que o senhor tem, afinal, eu sou a chefe. E o chefe sempre faz a porra que quiser" depois de cuspir o discurso que fez Edmund perder as palavras, sua expressão e seu olhar voltaram a ser gentis e amáveis "Quando decidirem o que querem comer, me chamem"

E saiu em direção ao balcão.

Edmund a seguiu com os olhos antes de sair do restaurante, sentindo-se bobo por não ter percebido que nenhum simples funcionário agiria com ela agiu. Camila sabia que tinha uma expressão boba na cara, mas ela não podia controlar. E Dinah não sabia como descrever a sensação de ter visto Dinah deixar o homem sem palavras.

Aquele foi o melhor almoço dos últimos meses.

[...]


"Você é muito bonita, sabia?" Normani disse enquanto Dinah terminava de arrumar as mesas no fim do dia, a frase a fez corar violentamente "Por que está corada?"

"Não estou acostumada com elogios" murmurou e andou para a última mesa, ficando de costas para a mulher, ainda estava impressionada com o ato no almoço

"Porque as pessoas são bestas" riu baixo e aproximou-se e colocou as mãos em seus ombros "Mas eu sempre admito quando alguém é bonito" baixou o tom "Ainda mais quando é uma menina tão linda"

"Você está flertando" abaixou-se um pouco e escapou das mãos "Por que acha que estou disponível?"

"Porque pessoas comprometidas não deixam outras flertarem" observou-a andar até o balcão, Dinah encostou-se ali, com os braços cruzados "Então é óbvio que você está disponível"

"Talvez não para você"

"Duvido muito disso" Normani riu, aproximou-se e apoiou as mãos no balcão com um braço de cada lado da garota "Realmente duvido"

"Você é muito prepotente" Normani estava perto demais dela, o suficiente para que ela sentisse o ar quente que saia de sua boca

"Não sou prepotente" colocou uma mão em sua cintura e a outra na sua nuca "Sou confiante"

"Normani..."

"Sim?"

Dinah esqueceu o que pretendia falar, Normani cobriu a distância que ainda havia e beijou a garota. Aquilo fez ela esquecer completamente de onde estava e o que queria falar. Ela não podia rejeitar o toque, não depois do almoço e de ter se sentido ainda mais atraída. Agora, mais pelas palavras do que pelo corpo.

O beijo era diferente de qualquer coisa que ela já tivesse experimentado.

Normani a fez sentar-se no balcão, Dinah agarrou a camisa na altura dos seus ombros e envolveu sua cintura com as pernas. O balcão era alto, por isso Normani precisava erguer a cabeça e ela sabia, por experiência, que ficar tempo demais naquela posição causaria uma dor quase insuportável em sua nuca. Mesmo sabendo desse fato, ela o ignorava solenemente.

Seus dedos entrelaçaram-se nos cabelos loiros da garota em cima do balcão. Interrompeu o beijo, puxou a cabeça da garota para trás, expondo o pescoço e começou a beijar e morder a pele exposta.

"Normani..."

"Hm"

"O que... o que está fazendo?"

"Mordendo seu pescoço" respondeu sem afastar-se da pele

"Estamos no trabalho"

"Estou ciente disso"

"Não podemos fazer isto aqui"

"Podemos fazer em outro lugar"

Afastou-se e puxou Dinah para que ela descesse do balcão. Os olhos negros estavam mais brilhantes, Dinah sentiu as pernas tremerem com aquele olhar incisivo. Normani agarrou seu braço e a puxou para fora do restaurante. A única parte destrancada era a porta, ela rapidamente trancou e o Mly estava oficialmente fechado até a manhã seguinte.

"Para onde vamos?"

"Para o meu apartamento"

Dinah deixou Normani a puxar para o carro, a empurrar para o banco do carona e levá-la para o apartamento.

Poderia protestar, pedir para esquecer. Poderia falar que não estava pronta e que não queria. Tinha certeza que Normani não fazia idéia de sua virgindade. Mas, no momento, seu cérebro não estava sendo racional. Se Kordei estava disposta a fazer sexo com ela, então fariam.

Dinah Jane estava pronta para qualquer coisa.


Notas Finais


Não digo é nada sobre o próximo capítulo. 😂👀


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...