História Entrei em Haikyuu!! - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Haikyuu!!
Tags Haikyuu
Visualizações 15
Palavras 1.299
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Ficção Científica

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


3 capitulo

Capítulo 3 - Nova vida


Fanfic / Fanfiction Entrei em Haikyuu!! - Capítulo 3 - Nova vida

Eu não podia acreditar, eu realmente tinha entrado em Haikyuu, mas como!? Talvez os deuses tenham tido piedade de mim naquela porcaria de vida com escola chata, professores chatos e o pior NÃO PODER ASSISTIR MEUS ANIMES POR CAUSA DE COISAS CHATAS a vida lá é complicada, mas aqui pode acabar sendo também, minha mãe não está aqui e eu tô sozinha, pelo menos tenho dinheiro que a minha mãe deixou pra mim. Pelo jeito eu terei que me matricular na escola pra poder sobreviver pq ficar sem escola não dá, mesmo sendo chato demais.

Eu entro na escola e começo a andar pelos seus corredores, procurando a coordenação para poder me matricular, mas meu deus como é grande esse colégio, acho que até maior que o meu antigo. Eu olho meu relógio e vejo que já se passaram uns 5 minutos e eu NÃO ACHO AQUELA PORCARIA DE COORDENAÇÃO aff que saco, quando já estou quase desistindo, eu ouço uma pessoa gritar em minha direção

"EIII MENINAAA"

Eu olho pro lado e vejo um cara de cabelos compridos preso em um pequeno rabo de cavalo, olhos castanhos, meio alto vindo na minha direção. Ele para e respira pesadamente por causa de sua corrida até mim. Depois de um tempo ele se regenera e diz:

"Eu estava observando você e..."

Pera...

"VOCÊ ESTAVA ME OBSERVANDO? O QUE VOCÊ QUER? DINHEIRO? EU VOU DAR É UM SOCO NA TUA CARA SEU ASSALTANTE DE MENINAS INDEFESAS"

Ele recua um pouco para trás, assustado, e com os braços pra frente

"Indefesas!?" ele pensa

"N-não é isso, é que parecia que você estava meio perdida mais cedo e eu só queria te ajudar."

Eu raciocino por um momento o que ele quis dizer e logo falo

"AAAAA MEU DEUS, bom me desculpe pelo jeito que eu te tratei e pelo engano é por que eu sou meio lerdinha e estressada, mas beleza" (Meio ata sei)

"Ok então, vamos começar do zero, meu nome é Asahi Azumane, e o seu?

"Prazer (mesmo eu já sabendo o nome dele hehe) meu nome é Lia Mochizuki, muito prazer."

Nós dois sorrimos um para o outro antes de eu finalmente lembrar o pq eu estava parada no meio de uma fucking escada.

"E-então Asahi, certo? você poderia me ajudar a chegar na coordenação, eu gostaria de me matricular"

Ele assente e começamos a andar pelo colégio em direção á coord. Ele me mostrou vários locais da escola enquanto isso, vários desses lugares continham muitos alunos e em outros nem tanto.

Depois de uns 8 minutos conseguimos chegar na coordenação (amém cara) quando eu já estava batendo na porta para entrar, ele me cutuca e me diz:

"Olha, já que você vai entrar na escola, você vai precisa de um clube e eu gostaria que você, assim que recebesse o seu uniforme e o material, fosse ver o clube de vôlei."

"Tudo bem, eu vou dar uma olhada em alguns clubes e no de vôlei também (como se eu fosse perder meu tempo visitando os outros, EU QUERO VER MENINOS SEM CAMISA HUEHHUEHEUE)

Algumas horinhas bem pequenas depois

Eu saio daquela sala exausta, detonada e segurando um bando de materias pesados, eu simplesmente acho que não vou conseguir carregar sozinha. Aí surge uma luz santa na minha cabeça que me lembra que o clube de vôlei geralmente está fechando por volta dessas horas, então eu irei lá e vou pedir ajuda ao meninos de lá hehehe"

Então eu, Lia, a exploradora destemida começo minha jornada em direção ao *tambores* CLUBE DE VÔLEEEEIII. 

Minhas pernas doem, meus braços estão dormentes quando eu finalmente chego no bendito clube e vejo alguns dos meninos saindo, eu consigo ver o Nishinoya, Kiyoko, Daichi, Tsukishima com Yamaguchi e o Asahi, mas nada do meu lindo Sugawara AI QUE DIA TRISTE.

Eu coloco o material em uma muretinha que tinha ali perto e grito:

"ASAHI-SAANN"

Eu rapidamente começo a corar um tom vermelho escuro, pois não sabia que meu grito seria tão alto a ponto de fazer todos eles escutarem e virarem suas cabeças para olhar para mim.

POV Nishinoya 

Eu ouço uma garota gritando o nome do Asahi e rapidamente viro a cabeça e encontro a garota eu simplesmente achei ela linda e começo a corar bem fraquinho.

"Eae Asahi não vai nos apresentar a sua namoradinha não?"

"Na-namorada? eu não namoro ela Noya-san, somos apenas amigos"

"Hm sei tá, mas nos apresente á ela"

Asahi assente e vai em direção a garota, ele para do lado dela e sussurra algo em seu ouvido, ela logo fala:

"M-meu nome é Lia Mochizuki e tenho 16 anos, acabei de me mudar para essa cidade e me matricular aqui"

Todos falam Oi para a Lia em uníssono e logo ela fala:

"Eu gostaria que alguém pudesse me ajudar a carregar os materiais que me entregaram da escola"

Quando eu ia levantar a mão a Kiyoko-san vai em direção a ela e pega metade dos materiais (COMO EU AMO A KIYOKO-SAN) e depois fala:

"Meninos vocês podem ir andando, eu irei ficar e ajudar a Lia-chan"

Todos nós assentimos e fomos andando, mas não antes de dar uma boa noite as duas e ver que o rosto da Lia-san está um pouco corado (hehe ninguém consegue não corar com a Kiyoko-san por perto).

POV Lia

Os meninos foram super gentis comigo principalmente a Kiyoko-senpai, ela pegou metade dos meus matérias enquanto eu levo o resto (dividimos igualmente para uma não ficar com mais que a outra) e fomos andando, no meio do caminho Kiyoko-senpai pergunta á mim:

"Lia-chan, onde você mora?"

Eu logo entro em desespero, acabei de chegar ali, eu não tinha casa não tinha NADA!!! eu passei a tarde inteira na Karasuno me matriculando, mano do céu o que eu faço agora??? Eu olho para Kiyoko-senpai e respondo:

"Então, eu acabei de chegar na cidade e não tive muito tempo para procurar uma casa, eu meio que vim para cá sem pensar em nada, sou um pouco lerdinha sabe."

Ela ri um pouco e vira a cabeça pra mim com um olhar suave e fala:

"Olha se quiser você pode morar na minha casa, eu tenho um quarto de hóspedes que se você quiser pode se alojar lá, você viveria comigo como se fossemos colegas de quarto" 

Eu a olho com olhos lacrimejando e dou o maior grito

"ARIGATŌ KIYOKO-SENPAI"

Algumas caminhadas depois

Finalmente chegamos na casa da Kiyoko-senpai, ela me mostrou o meu quarto e me deu o espaço necessário para eu me instalar da maneira que eu achar melhor, eu agradeci e ela desceu as escadas para fazer o jantar. Eu pendurei meu uniforme no armário e vi que só tinha uma roupa: a que eu estou usando e logo pensei COMPRAAAASSS, eu arrumei a minha mochila e sai do quarto, quando eu fui fechar a porta, vi que tinha um pijama no cabide pendurado na maçaneta, eu fui na escada e perguntei:

"Kiki esse pijama é pra mim?" (ain que apelido bunitin)

"Sim, você disse que tinha chegado hoje, mas eu não te vi com nenhuma mala então eu pensei que você não tivesse trazido roupa, então eu te emprestei esse pijama enquanto não vamos fazer comprar pra você"

"Arigatō Kiki-senpai"

Ela deu um leve sorriso e me avisou que o jantar sai em 5 minutos, eu pego o pijama da porta, corro para o banheiro e me troco rapidamente. Nós jantamos, assistimos um filme e logo em seguida fomos dormir, ela me deu boa noite e eu o mesmo. Nesse momento estou deitada na minha cama, olhando para o teto imaginando como vai ser o dia de amanhã. 

Eu fecho meus olhos e adormeço, mas não antes de pensar uma coisa...

Amanhã vai ser demais

 


Notas Finais


Então gente como prometido aí está o 3 capitulo, desculpa por não postar mais cedo é pq meu celular reiniciou e metade do que eu tinha escrito SUMIU e eu tive que refazer, mas eu passei o dia inteiro escrevendo essa capítulo, até na escola cara kkkk
Bom espero que gostem bjsss e tchauuu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...