1. Spirit Fanfics >
  2. ENVELOPE COMPLETO - PHILLDIP >
  3. -3 CENA CORTADA-

História ENVELOPE COMPLETO - PHILLDIP - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - -3 CENA CORTADA-


[...] — Jogo idiota, né? — Pines fechou a porta atrás de mim — A sortuda da Eva só teve uma pergunta!
   — Pense pelo lado positivo, Pines! — Peguei a coleira de dentro da sacola — Nós compramos coisinhas úteis!
   — Sim, o vibrador. Essa coisa aí vai ser queimada junto com as máscaras de velho. — Pines se referiu a coleira
   — Não!! — Abracei a coleira — Eu quero usar ela em você!
   — Eu já te disse que não vou usar essa coisa! — Pines tentou tirar da minha mão
   — Nauuuum! — Estalei os dedos e a coleira já estava nele, de certa forma que, se eu puxasse a correia, ia pressionar sua marca de invocação — Viu? Combina com você!
   — TIRA ISSO DE MIM- — Pines tentou tirar
   Mas dei uma puxada na correia, sorrindo:
   — Quieto!
   — A- ANH- — Pines "reclamou" — Ph- Phill, seu idiota, eu vou te massacrar hoje..
   — Shhh, vamos para a cama! — Ri
   — Só se você tirar isso de mi–
   Puxei ele até a cama.
   — AAANH~ GH- PHILL, N- NÃO PUXA MUITO FORTE..!! — Seus braços estavam tremendo, ele se sentou na cama
   — Bom garoto! — Beijei sua bochecha e me deitei — Nós vamos usar o microfone?
   — Microfone? Você quer mesmo que todo mundo nessa casa ouça sempre os teus gemidos?! — Pines pareceu confuso — Ah- Espera- Você tá falando do vibrador?!
   — Isso!
   — Fica pra próxima, agora vamos focar em fazer a coisa de verdade!
   Corei, eu estava curioso sobre o microfone, mas sabia que Pines ia ficar zangado comigo se eu insistisse. Pines se pôs por cima de mim e me beijou, deixei com que explorasse minha boca e fiz o mesmo com a dele, mesmo que nossas bocas já sejam conhecidas é sempre interessante. Pines beijou meu pescoço e mordeu o mesmo, levemente.
   — Hnmh.. — Suspirei — P- Pines..
   Isso foi o suficiente para fazer ele ficar excitado, junto com uma leve puxada na correia. Heheh, eu não vou jogar essa coleira fora nunca! Mas sabe algo que foi jogado fora..? Minhas calças, em questão de segundos, jogadas no chão por um Dipper zangado.
   — P- Pines!
   — Que foi? Tem que ser rápido, eu não quero perder a pizza! — Bufou
   Ele não queria perder a pizza, e obviamente também não queria perder o ar de zangado. Mas ele passou alguns segundos encarando a 'visão sagrada das minhas partes de baixo' com os olhos brilhantes. 
   Fechei as pernas e escondi meu rosto com as mãos:
   — N- Não fica encarando!
   — Ei, eu não tenho essa visão todo dia, ok?
   — Mas você já viu ela algumas vezes!
   — Não com a sensação legal de saber que eu não vou usar só dedos...
   Nessa hora, não tinha como tapar mais a minha cara, então só dei um grunhido, enquanto Pines ria, passando a mão por baixo da minha blusa, tirando ela para não atrapalhar nenhum dos dois.
   Fui virado de barriga para baixo, Pines me pôs de quatro na cama, e tudo o que pude fazer foi segurar firme a correia na minha mão quando fui surpreendido com uma sensação diferente lá em baixo. Pines está sempre fazendo coisas novas... Era um tanto molhado e quentinho, não ia tão longe quanto os dedos dele, mas ainda sim me fez soltar alguns gemidos. Depois de um tempo suficiente para eu excitado DE MAIS, Pines parou.
   — Eu jurava que o gosto mais estranho que eu ia sentir de você era o seu leite-
   — E- Eu não sou uma v- vaca, Pines..! — Disse, já salivando um pouco — O.. O que foi isso..?
   — Eu tinha que abrir um pouco o caminho pra facilitar. 

   .........ele meteu com tudo.
   Nós dois soltamos gemidos altos ao mesmo tempo. Meus braços não aguentaram essa e tive que me deixar cair na cama apenas com o bumbum para cima, e Pines se apoiou com uma mão na minha costa, sem fazer movimentos ainda.
   — T- Tão quente..~
   Minha boca não queria fazer nenhum som que não fosse considerado um gemido então apenas dei um puxão da correia.
   — wAAHn~! PH- PHILL!! 
   Sorri, mesmo no meio daquela situação. Senti Pines começar a mover, devagar, tanto para eu quanto para ele nos acostumarmos. A velocidade foi aumentando, isso junto com a altura do som dos meus gemidos.
   Olhei para Pines do jeito que consegui naquele momento, vendo ele com o canto do olho. Ele estava quase tão corado quanto eu, um pouco suado.. Seus olhos se encontraram com os meus e notei que estava lacrimejando. Praticamente com a maior cara de choro-super-corado-e-salivando. Tentei dar um jeito nisso, mas já que Pines não parava aquele vai-e-vem, era impossível não fazer uma cara ridícula. Escondi meu rosto no travesseiro. Acho que Pines queria continuar a ver as minhas expressões ridículas, porque começou a fazer mais forte, o que significa mais fundo, o que significa mais...gostoso...
   — N- AaAnNH~ P- PINES.. E- EU V- VOU–
   — E- EU TAMBÉM, EU TAMBÉM, S- SÓ- aH~ N- NÃO SEGURA-
   Puxei um pouco mais a correia, mais para conter um pouco dos gemidos do que para fazer Pines não conseguir conter os dele. Assim que senti ele gozar dentro de mim, foi impossível continuar tentando conter. Mordi a ponta do travesseiro enquanto todos os meus músculos se contraíam, me fazendo fazer um arco perfeito com as costas. Pines ficou de quatro por cima de mim, me abraçando por trás, acompanhado minha voz. Acabamos fazendo um coral de gemidos naqueles segundos de extremo prazer.
   Meus músculos foram lentamente relaxando com o alívio, e Pines saiu de dentro de mim com cuidado.


[ Dipper's pov ]
   — S- Seu olho voltou ao normal.. — Ainda estava tentando regularizar minha respiração — Funcionou mesmo.. [...]


Notas Finais


PRONTINHO, ACABOU, SE ACHA QUE FOI POUCO É PORQUE VOCÊ CONSEGUE FAZER MELHOR. ISSO É UM DESAFIO, VIU? Hehehegshehe me avisa se você rEALMente for fazer um melhor


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...