1. Spirit Fanfics >
  2. Envolvente - Jeon Jungkook >
  3. Joguinho

História Envolvente - Jeon Jungkook - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Quem é vivo sempre aparece né? Kkkk, demorei mas tamo aí, é curtinho mas espero que gostem, sem tomar mais o tempo de vocês, desejo boa leitura ^-^

Capítulo 3 - Joguinho


Dirigindo à 200km/hr eu não me importava com mais nada além de achar um lugar seguro pra ficar, o garoto sentado no banco de trás do próprio veículo não pregava os olhos um segundo, durante a fuga o encarei várias vezes pelo retrovisor, ele não esboçava expressão alguma, o que me deixava irritada. Após dirigir 1 hora seguida pra fora da cidade eu cheguei ao meu destino, meu jato particular ficava guardado em um aeroporto abandonado da cidade, e era lá onde estávamos.

- Desce do carro - falei após pegar a arma e apontar pro mesmo que levantou as mãos em sinal de rendimento. Nos dirigimos ao jato e adentramos o mesmo, o ouvi fazer um "uau" quase inaudível.

- Quem vai pilotar isso? - perguntou apreensivo após me ver abaixar a arma.

- Com certeza não é você, me dá seu celular - o mesmo me entregou sem hesitar, digitei o número do piloto o qual não tardou pra atender - Quero você aqui dentro de 1 hora Tayler - falei desligando o aparelho não devolvendo à ele.

- O que vai fazer agora Victoria? - perguntou com ironia me encarando.

- Já que perguntou - arqueei a sobrancelha sorrindo ladina - Nada - respondi o vendo ficar surpreso, em seguida o empurrei na poltrona ficando por cima dele encostando nossos rostos olhando diretamente em suas orbes negras, sua respiração descompassada se chocava contra meu rosto, o hálito de menta refrescava minha pele. - Eu quero que você se arrependa Jungkook, eu vou torturar cada parte do seu corpo até você implorar por perdão, não vou te matar, o que eu farei com você é bem pior, porque depois de tudo que acontecer aqui, quem vai tirar sua própria vida, é você mesmo. - levantei o vendo engolir em seco, sorri com a cena - Se você tentar fugir saiba que vou te encontrar nem que seja no inferno, é melhor tornar as coisas mais fáceis pra nós dois. - falei sem olhá-lo me direcionando à poltrona ao lado e sentando na mesma.

- Você não vai se trocar? - perguntou retornando minha atenção pra ele, em seguida pras roupas que eu usava.

- Que bom que lembrou, não sai daí - me levantei indo pro fundo do jato e pegando uma mala guardada nos compartimentos de cima, a abri e retirei uma saia colada xadrez junto de uma blusa preta básica de manguinha, a vestindo após tirar aquele uniforme, não me importei em vestir a roupa praticamente na frente dele, porém deveria ter vestido literalmente na frente dele pra não perdê-lo de vista, senti uma pancada forte na cabeça mas não apaguei, me virei vendo Jungkook um tanto surpreso, revidei com um soco em seu nariz fazendo o mesmo sangrar, foi tão forte que confesso que minha mão doeu. - Eu podia te matar agora sabia? 

- Então porque não mata? - questionou limpando o sangue do nariz - Porque não tem coragem, se tivesse já teria feito.

- Eu não diria isso - respondi pegando a arma reserva que estava na mala e apontando pra ele eu não queria atirar, não queria matá-lo, não agora, porém seus desafios não me deixavam escolha.

Ele correu em minha direção e eu não consegui apertar o gatilho, meu corpo se chocou contra a parede gelada junto com o dele, gemi com a pancada sentindo a arma ser retirada de minhas mãos e jogada ao chão, ele segurou meus braços contra a parede e passou a me encarar, seu peito descia e subia freneticamente, estávamos perto, perto demais, ele não esboçava reação alguma, o que me deixava confusa, seus olhos foram de encontro aos meus e eu não conseguia decifrar o que eles expressavam, havia apenas o vazio ali, e eu me encontrei dentro dele, suas orbes desviaram das minhas indo em direção à meus lábios, voltando a me encarar, e a partir daquele momento eu fiquei em desvantagem, porque algo além do ódio apareceu, e eu não sabia do que se tratava.

Ele me soltou e voltou à sentar na poltrona, aquilo não estava nos meus planos, o jogo era meu, e eu era a líder, mas quando duas pessoas jogam uma tem que perder, e eu não aceitaria ser essa pessoa, Jungkook estava me desafiando, mas mal ele sabia com quem estava lidando, e muito menos eu. Depois daquele momento não demorou muito pra que Tayler chegasse e saíssemos logo de dentro de Seul, meu destino era o Canadá eu iria torturá-lo lá, mas parece que não seria tão fácil. 

Já era madrugada e ainda estávamos à caminho, enquanto Jungkook dormia eu fazia planos sobre como recomeçar novamente, porém algo me impedia, e eu não conseguia tirar a cena de seus olhos se desviando pra meus lábios da cabeça, o olhei de soslaio o vendo dormir intensamente, suas expressões calmas me passaram calma, ele parecia tão frágil e a única coisa que eu sentia agora era a sensação de protegê-lo ao invés de machucá-lo, parece que o jogo virou, e eu só queria saber que merda tava acontecendo comigo, mas fodam-se os "sentimentos", eu não iria voltar atrás por conta de um olhar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...