História Envolvida com o Traficante - Jolari - Primeira Temporada - Capítulo 43


Escrita por:

Postado
Categorias Giovanna Chaves, João Guilherme Ávila, Larissa Manoela
Personagens João Guilherme Ávila, Larissa Manoela, Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Estrupo, Giihlari, João Guilherme, Jolari, Larissa Manoela, Mhagiih, Mhalari, Morro, Violencia
Visualizações 1.320
Palavras 1.368
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 43 - Invasão?! Parto precipitado?!!


Fanfic / Fanfiction Envolvida com o Traficante - Jolari - Primeira Temporada - Capítulo 43 - Invasão?! Parto precipitado?!!


~3 Meses Depois

Sabemos que quase todas as meninas sonham com aqueles príncipes lindos, Chegando em cima do seu cavalo, Com sua espada brilhante, Pronto para atacar todos que tenta-se nos atingir. Mas não, o meu chegou com a sua arma na cintura, Onde seu castelo era uma comunidade que todos o respeitava, Mesmo sofrendo muito nesse caminho ,  Aprendi a ter sempre fé no Dia de Amanhã, E te digo, Nunca Perca a Fé 

Minha barriga já estava enorme, Tudo estava certo, Só faltava dois meses para ganhar meu garotão  

JG: Esse nome e ridícula Larissa - Ele fecha o semblante 

Boizão: Tenho que concordar com o JG, É horrível - Se sentou 

Lari: Eu acho fofo

JG: Meu filho não vai se chamar Josevaldo - Ele fala nervoso

Mha: Nossa Larissa, Você já teve gostos melhores 

PR: Eu voto em Henrique  - Saiu da cozinha bebendo sua cerveja 

JG: Eu gosto de Pietro - Disse me encarando 

Mha: Pietro é bonito 

Boizão: Eu gosto de Felipe, para completar ele tem que ser bonito igual o tio - Apontou para si mesmo 

Mha: Tadinho, Se puxar a gordura vai sofrer na escola - Boizão joga seu chinela na mesma que Grita 

PR: Não bate na minha mulher 

Boizão: Ou fica na sua resto de aborto - Rimos 

Lari: Tudo bem - Bufo - E Clenilson? - Eles negam 

JG: Pietro - Diz convencido - Você perdeu nessa Larissa 

Lari: Tudo bem, O nome dele será Pietro Henrique - Bufo, Eles comemoram 

Mha: Não ia deixar o amor da dinda passar vergonha - Disse mimando minha barriga 

Lari: Eu acho bonito 

Boizão: Você acha o JG bonito, Quem acha isso bonito, acha qualquer coisa - Rimos 

JG: Tá zuando de quê? As mulheres que tu come é que são corajosas, Tu desmonta ela e a cama com seu peso - Boizão fica sério 

Boizão: Isso aqui ó - Balança a barriga-  - É boa criança, Parece até que você passou fome 

JG: E tu deve fumar maconha o dia inteiro 

Eles ficaram discutindo, até todo mundo xingar os dois, Vou em direção a o João e me jogo no seu colo 

JG: Tá também tá gorda em!!! - Riu 

Lari: João!!! - Repreendi 

JG: Tô brincando amor - Sorri. Ele acaricia meus cabelos, Quando estou quase pegando no sono, escuto o seu rádio apitando - Que que pega?

Xxx: Chefe tão invadindo o Morro - No mesmo momento começou o barulho de tiros 

JG: Marca aí, Tô indo, Manda todo mundo atacar 

Xxx: Beleza Patrão - JG desliga o rádio 

JG: Eu quero que você fique aqui, E tome muito cuidado - Disse segurando o meu rosto 

Lari: Não vai JG, Fica aqui comigo - Choro 

JG: Eu queria, agora promete, Que não vai sair daqui, Somente no último caso 

Lari: Tudo bem - Choro, Ele sela nossos lábios, Era como se fosse um despedida 

JG: Boizão Eu quero que você fique de olho nelas 

Boizão: Pode crê João - Os dois se abraça - Vai lá guerreiro vence mais uma - JG sorriu 

JG: BORA PR - Ele puxa PR que já estava aos prantos com Mharessa 

Mha: Vai lá e mata todos eles - Ela sorriu em meio as lágrimas 

PR: Pode deixar - Deu um selinho nela, Quando eles estavam passando pela porta 

Mha: PEDRO - Gritou. PR olhou para trás - Eu estou grávida - Todos arregalamos os olhos 

JG: Meu filho vai comer a sua filha - Eles riram 

PR voltou correndo para Mharessa e a Beijou 

Boizão: Vão acabar se comendo aqui mesmo - PR mandou dedo sem parar o beijo 

JG: VÃO BORA PR - Gritou, Antes da porta se fechar, João olhou pra mim e sorriu 

Meu coração apertava, cada vez mais, Eu estava nervosa, MUITO nervosa 

Mha: Calma Larissa, Senta aqui - Ela tenta Me puxar mas recuo 

Lari: E se algo acontecer com ele? - Choro- Eu Amo ele

Boizão: Ô Larissa, Deixa de ser porca - Olho pra ele sem entender - Se quisesse urinar era só ir no banheiro 

Olho pras minhas pernas e vejo um líquido 

Lari: Vai nascer - Falo paralisada 

Mha: Mas ainda falta dois meses - Falou desesperada 

Boizão: Pode até ser por causa do nervosismo dela 

Sinto uma dor enorme, acabo me contorcendo. Sinto alguém me pegar no colo mas não tenho forças pra abrir os olhos, Claro que era o Boizão, Mharessa não conseguiria me levar nem no ombro 

Mharessa Narrando!

Estava desesperada, E ao mesmo tempo feliz, pego meu celular rapidamente 

PR: Oi Amor, aconteceu alguma coisa? - Sua voz parecia preocupada 

Mha: Pedro, o Pietro vai nascer avisa ao JG - Falo rápido 

PR: Pietro? - A linha fica muda por alguns segundos - AÍ FDP SEU MULEKÃO VAI NASCER - Gritou - Manda o Boizão sair por trás 

Mha: Tudo bem - Faço sinal para o mesmo que arranca o carro - Pedro se cuida, Eu te Amo 

PR: Também Te Amo Morena, Daqui uns meses é o nosso 

Mha: Sim, Já estou ansiosa por isso - Sorri em meio ao choro 

PR: JOÃO PORRA, ATRÁS DE VOCÊ - Gritou 

O telefone desliga 

Mha: PEDRO - Grito, chamando a atenção do Boizão que estava prestando atenção na estrada 

Boizão: Aconteceu alguma coisa? - Olho para Larissa que nem prestava atenção por causa das dores...

Mha: JG - Vejo Boizão apertar o Volante, Chegamos no hospital às pressas - ME AJUDE, MINHA AMIGA ESTÁ PRESTES A GANHAR O BEBÊ 

A enfermeira aperta um Botão, E logo vinheram alguns enfermeiros com uma cadeira de rodas.

Enfermeira: Precisamos fazer o toque - Ela fala 

Boizão: Levam ela logo - Eles se apressaram 

Quando Larissa passou pela porta, os olhos de Boizão vieram diretamente pra mim 

Boizão: O que aconteceu? - Perguntou 

Mha: Eu não sei tá, só ouvi o PR avisando ao JG que tinha gente atrás dele - Olho para Boizão e vejo seus olhos se encherem de água - Ei, Calma, não aconteceu nada - Passo a mão na suas costas 

Boizão: Eu espero - Depois de alguns minutos a enfermeira chama a gente para ver o parto 

A dor estava tão forte, que Larissa nem teve tempo de querer que alguém entrasse  com ela, Ficamos a olhando pelo vidro, Ela fazia tanta força, sabe aquele medo da sua vacina ficar enorme Então, Mas Graças a Deus é um elástico. Quando olho para Boizão o mesmo está pálido 

Mha: O que?

Boizão: Sangue 

Mha: Boizão, você já matou várias pessoas 

Boizão: Com sangue de mulher eu fico assim - Não demorou muito para o Boizão cair desmaiado 

Mha: Fala Sério - Revirei os olhos - ALGUÉM CHAMA O RABECÃO - Grito atraindo os olhares assustados de todos 

PR Narrando

O morro  rival parecia ter vindo mais forte dessa vez, Estávamos perdendo a guerra 

Ligo rapidamente para o nosso pessoal 

PR: BH? 

BH: Fala parceiro 

PR: Chama todo mundo parceiro, O morro tá sendo atacado, Estamos perdendo a luta, O Kauã não voltou até agora...

BH: Vou passar a visão aqui, Marca dez 

Tinha muito corpo no chão, Mharessa acaba me ligando e falando sobre o bebê, Quando avisto um  vapor atrás do João 

PR: JOÃO PORRA, ATRÁS DE VOCÊ 

Quando JG olha  pra trás dois tiros acertam seu peito. Acerto um rapidamente na cabeça do vapor. Corro até João 

PR: Porra mano, Foi culpa minha - Passo seus braços em volta do meu pescoço 

JG: Meu Muleque tá nascendo, Mano - Ele sorriu  - Eu quero que você me prometa algo 

PR: Não vem não porra, Tu vai sair dessa - Grito. Vejo dos parceiros na entrada do Morro, faço sinal para eles virem pra cá.

JG: Me promete Pedro, Caralho 

PR: Fala porra - Sinto um cisco cair nos meus olhos 

JG: Não chora Porra

PR: Não tô chorando 

JG: Eu quero que você cuide bem desse Morro, Cuide do meu moleque, Não deixe a Larissa se envolver com ninguém, Se não eu volto pra matar vocês todos, E quero que você  me enterre do lado do Nicholas 

PR: Vou fingir que eu nem te ouvi - Ele sorri fraco. O carro chega, apenas jogo JG lá dentro e mando os meninos irem, Afinal tinha que acabar com essa guerra









Notas Finais


Péssima hora para o Pietro nascer...

200 Favoritos❤😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...