1. Spirit Fanfics >
  2. Epiphany ver.NCT , WayV >
  3. Capítulo 1

História Epiphany ver.NCT , WayV - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Perdoem os ULTRAS espaços que tem no texto e as Caixinhas pequenas com um X nelas, espero que gostem mesmo assim.

Boa leitura!ᯓbae, hyung ~⋆ּֽ̣۫.̸̇⃕💖ːꦿˤ۪  사랑해!

Capítulo 1 - Capítulo 1


Noite de sexta-feira onde todos estão encerrando sua semana cansativa de seus trabalho, cá está eu saindo do aeroporto voltando do Japão  após  ter visto minha família e como um bom japonês, que nunca expressa nada, é esse sou eu. Pareço  sério o tempo todo.

Eu mesa caso tô no exato momento rodeado de seguranças e pessoas só por eu ser um ator participante de uma série postada na Netflix recentemente.

Após essa muvuca entediante, só  ouvi dizerem que pareço anjo com meus cabelos tingidos de outra cor de roupas pretas, com isso descrevo o enorme sobretudo que uso aberto leve que parece que eu seria algum tipo de personagem na mente dessas pessoas com essas escondidas.

Depois do aeroporto estava livre,meu caminho foi exatamente para algum lugar para comer já que passei a tarde inteira sem comer ate chegar aqui,nesse caso segui para um restaurante.

A noite estava bela por com a do céu limpo o ar frio e úmido,não muito seco, mas fresco a noite me sentia leve com o vento passando pela minha franja com aqueles carros passando rápido pelas ruas molhadas,úmidas por conta de sereno e uma suposta garoa que teve a poucos minutos atrás aqui. Com seus farol altos.

Sinal abriu ,logo caminho novamente com inúmeras outras pessoas desconhecidas que andavam rápido, eu estava no meio delas andando devagar sem pressa não estou correndo pra chegar no restaurante ainda é cedo, além disso se o sinal abrir, motoristas podem muito bem esperar se esperam uma idosa,respeitam um "Jovem universitário". 

Estava com fones pretos que se escondiam em minhas roupas escuras e pelos meus cabelos que os escondiam bem,com minhas mãos no bolso da blusa debaixo que eu usava.

Assim que cheguei do outro lado, caminho para a direta na calçada de lojas, restaurantes abortos, doceria  etc...era a avenida principal ao lado, está região é onde é mais cheio por conta das lojas e bares abertos, e se depender mais pra frente uma boate, no caso a Boate NionLeion Nigth que eu conheço, se abriu outra eu não sei. 

Segui pela calçada fechando algumas vezes os olhos aproveitando a música em meus ouvidos, quando cheguei no restaurante entrei nele tirando os fones e enrolando na mão e recebendo olhares de algumas mulheres com amigas me fez erguer a sobrancelha desconfiado, não me importei.

Passei pelas mesa,sem dizer nada no lugar aconchegante, apenas ouvindo meus passos e pessoas conversando. Escolhi uma mesa vazia onde me sentir tirando o casaco, simplesmente quando tirei o casaco estranhei um silêncio absurdo assim que eu colocava o sobretudo sobre  o acento, então olhei para todos que estranhamente me olhavam mas assim que viram eu olhar voltaram aos seus bati papos inclusive uma mesa de garotos do outro lado conversando empolgados eu vi que um deles estava me olhando nas costas,não errei uma pessoa em meu olhar para todos, sentir-se  pegando o cardápio olhando deixando o celular sobre a mesa enquanto eu lia os pedidos do cardápio foleavél,apenas ouvindo todos naquele lugar e a mesa listras cinco mesas antes da minhas de garotos falantes.

Eu fiz Meu pedido  quando o garçom  veio a minha mesa, enquanto eu esperava meu prato , uma comida simples nada muito pesado mas que sustenta bem , no meu sobretudo pego pequena agenda com uma caneta presa,abrindo sobre a mesa e procurando anotações dos ensaios e vou riscando alguns e lendo outros mudando horários, e colocando outros nomes nos lugares que foram trocados.

Ouvi um salto alto estalando no chão vem alto a se aproximar então de relanace  ,quase não olhei quem era mas era uma mulher com certeza.


- Boa Noite, desculpa incomodar...você mas, queria fazer uma pergunta- diz a moça desconhecida a minha frente. Suspirei folheando  a agenda para outra página 


- Tem razão, está mesmo incomodando pode se retirar por favor, não estou interessado e nem empolgado para te responder pergunta de paquera nem pra você ou a a sua amiga que iria mencionar, se puder me deixar em paz eu agradeço muito por não atrapalhar mais do que estava fazendo tirando minha concentração  com anotações importantes. 

Ouvi suspirar irritada alto e bater a mão na mesa e passo a caneta no nome na agenda.

- Não bata na mesa, ninguém é obrigado  a saber da sua irritação.  - Disse em bom tom alto para que ela ouvisse bem e disse suavemente sem tirar os olhos da agenda lendo o que estava escrito nas linhas.

- Você é um grosso sabia?


- Não preciso que ninguém me diga isso, porque está me incomodando ainda , já não basta não atrapalhar a minha concentração? - Irritado  um pouco suspiro fechando a agenda e deixando a caneta na mesa vendo o garçom  me servir e agradeço  e só a moça de salto saindo andando já que não queria chamar atenção ainda do garçom.


Enquanto comia, eu olhava pela janela grande do restaurante e fico pensando se Lee JonSang  que mora aqui, deixou de morar no Japão  sabe que eu voltei. Eu espero que não, nem pai eu considero mais, que ele não apareça. Comia e apenas ouvia ao redor ate..


- Ah você por aqui Yuta - a voz mais grossa de um homem surge perto da minha mesa


Merda. Pensei cedo demais sobre isso.

Suspirei.


- O que você quer JongSang? - não o olhei apenas olhava meu prato enquanto levei outra garfada a boca e depois o olhei o velho se sentando.


- Oraa eu fiquei sabendo que voltou do Japão  hoje , e com te dar um Oi te chamar pra tomar um vinho ou algo assim


- Não Finja ser legal comigo, nunca foi antes  nem quando eu tinha 18 ou 10 agora eu com 24 quer ser? O que você quer?


- É realmente talvez.. 


- O olhei - Não tem "Talvez" você nunca foi legal comigo muito menos criança, por isso preferi viver com minha mãe dela eu tinha atenção 


- Escute aqui, eu fui um bom pai sim , eu te dei atenção sim seu ingrato!


- Mentira. - tomo meu vinho que tinha pedido.- você não é mais meu pai pra mim depois do que fez. 


- Ela merecia.


- Ela é uma mulher, ela não merecia e você tem a ousadia de dizer que me dava atenção  ainda fez aquilo na minha frente, você é um covarde.


- Ela não te dava lições  por isso você é assim hoje.


- Cala boca. Eu ganhei dela o que você não me deu.


- Eu criei meu filho pra se casar um dia com uma bela mulher.


- Não use o termo "Filho" mais comigo. Além de um covarde que bateu na esposa na frente de um garoto de 9 anos, um homofobico , que não deu atenção a uma criança, eu sou assim por que escolhi ser assim. Você não é dono das minhas escolhas só por que quer eu não sou obrigado a fazer.


▬▬೨ֱ๛⃟⸽᭄⃟ꦽ᪲⃟▩⃟⃤ྀ࿆ ───                        

•․ׂ‧◍̸᮫┈)Lιυ Yαηg Yαηg     

───────


Vai mudar a sua vida, eles disseram. É o melhor para você, eles dizem. Termine o que começou, eles dirão.

Assim parece ser fácil demais para alguém que se acha o sábio e poderoso, mas eu acho que não. A única coisa que me falta é a coragem, mas isso sei que ao longo do tempo conquistarei. Mesmo que minha boca tremendo, minhas mãos suando e minha voz falhando possa parecer algo patético demais, meu nervosismo não será um dos seus maiores problemas.

Dou uma leve mordida no lábio inferior ao controlar a vontade de dar meia volta e voltar para casa, me enfiar nas cobertas e esperar um novo dia. Nem tudo é como queremos, afinal.

Assim que entro no local noto o número não tão grande de pessoas, algo que me faz sorrir internamente, e logo que avisto, não tão longe, braços acenarem para mim, caminho em sua direção. Porém uma pequena "discussão" acaba me chamando a atenção.

Quando passava por uma mesa acabei escutando a conversa um tanto "barraqueira" de uma mulher com um homem. Tal conversa me deixou levemente irritado com a grosseria que o homem a tratou e quando a mulher saiu batendo o salto no chão não poupei xingamentos em meus pensamentos.

E desde que sentei junto   com meus colegas de faculdade, alguns minutos eram reservados apenas para observar o homem que resolvi carinhosamente apelidar de "idiota".

Pelo menos foram alguns minutos assim, até que o pessoal da mesa resolveram puxar assunto comigo, só para me ver encabulado novamente. Eles deixavam seus "own" e risadas mais altas escaparem de propósito apenas para me ver corado, querendo cada vez mais enfiar a cabeça num buraco.


 ✨ː ᴸᴼᵛᴱᴸᵞ ₁; __

╰╴╴╴╴╴╴╮  

                     ˤ۪𖡋۫🍃

                    ʏᴜᴛᴀ ɴᴀᴋᴏᴍᴏto


Mantivemos aquele assunto mas até um silêncio desconcertante.


- Eu sou ingrato né? - ri olhando ele - Você nunca agradeço depois que ajudei a você quando estava quase morrendo em casa sozinho.


Estava já fervendo de raiva naquele instante  ele já morreu pra mim a muitos anos atrás mas o ódio  que vem é maior.


- Eu não devia ter tido pena de você deveria ter deixado você morrer. - Disse apertando meu maxilar de raiva já tendo minha paz indo por água  abaixo. 


- Você nem deveria ter nascido daquela Puta.  


Soltei o ar pelos labios me levantando colocado uma mão  sobre a mesa 


- Vai fugir igual fez da última vez ? - Disse Sang


Acabei apenas  ouvindo o estalo que fez da minha mão em seu rosto só senti minha mão quente. 


- Não xingue minha mãe do que ela não É, ela não é igual a sua esposa escrota.


- Se me der licença  vou ao banheiro. - saio da mesa indo ao banheiro e alguns minutos saindo eu vi que ele teria ido embora e sorrio aliviado, passo por algumas mesas e me sento na minha novamente e suspiro e escuto uma voz tímida. 


- Com licença..Yuta?


Olhei para a garoto que escondia algo nas costas atrás.


- Desculpa interromper você em alguma coisa.


- Não tem problema flor, apenas não tive alguns minutos bons momentos atrás.- suspiro.


- Eu vi, sinto muito pelo problema pessoa mas, Você é o yuta que faz aquela série na Netflix não É? - sorri ela de canto - Poderia assinar nessa foto aqui? - Ela estende o caderno com uma foto minha 


E olhei ela e sorrio e pego a caneta.


- oh sinto muito por te visto tudo aquilo, senhorita... - assino a foto- aliás seu nome flor.


- Ah ! Mi hee...


- Ok. - sorrio e escrevo no caderno dela e ela chega perto e como sempre faço um coração pequeno e dois pontinhos na maçã do rosto dos fãs" e fiz no rosto dela ela parece ter 18 anos e me deu um baita abraço bem forte que eu retribui. 


- Te ver era o que eu queria, obrigado pelo o autógrafo que sua noite melhore - sorri a menina que parecia tá quase chorando acho que me ver era seu presente de aniversário antes da data.


- Por favor mocinha não chora... - sorrio dando um riso nasal e passo a mão em seus cabelos por ouvir a voz chorosa dela. - Eu que agradeço  flor, espero que tenha ficado feliz.


- Estou e muito. Obrigado mesmo Yuta. - Eu peguei o celular e na que ela me abraça tiro uma foto com ela - Eu olho no seu insta .


- Tudo bem,não chore mais linda - Passo a mão no rosto dela.


- Eu preciso ir já pra chegar atrasada em casa ,obrigado Yuta, tchau.


Acenei  pra garota que deu um belo sorriso é parece que ela fixou bem contente e me viro pegando meu casaco pegando a carteira colocando no bolso da calça e pego a única bolsa que estava carregando guardnado o sobre tudo nela.


Da bolsa que eu guardei o sobre tudo peguei uma blusa e me levantei me direcionado ao banheiro lá me trocando , em alguns minutos estava saindo do banheiro, a noite estava ficando mais abafada mesmo o local estando bem fresco eu estava com calor e lá fora um moça entrou com o marido e senti um vento quente.


Assim que voltei guardei a blusa na bolsa ao meu lado e pedi para o garçom esquentar o  meu prato novamente. Enchi a taxa de vinho tomei um gole e pegando o celular me esquecendo da caneta na mão enquanto mexia.


▬▬೨ֱ๛⃟⸽᭄⃟ꦽ᪲⃟▩⃟⃤ྀ࿆ ───

                        

•․ׂ‧◍̸᮫┈)Lιυ Yαηg Yαηg      

                   

                          ⃝ ⃟☽⃟݊⸽⃟ླྀꪶ☽⃯᳝꯬ׂ ݈݇

───────


Novamente aquele homem chamou minha atenção, dessa vez discutindo com outro alguém, aquela realmente parecia uma briga feia. Pelo visto aquele cara, além de grosso, gostava de brigas. Mas quando vejo sua mão acertando o rosto do outro, mal pude disfarçar a cara de espanto, com uma das mãos cobrindo minha boca completamente aberta, assim como algumas outras pessoas ao redor.


Assim que ele caminha para fora dali, desvio o olhar para a mesa para que não me percebesse. Mas o que acabou chamando mais minha atenção foi outra garota, dessa vez sendo tratada com toda a simpatia do mundo, o que realmente estranhei sendo que ela parecia pedir um autógrafo ou algo do tipo.


– Cheng... Você sabe quem é aquele cara?


Pergunto para meu amigo ao meu lado direito da mesa, e ele rapidamente olha para o "famosinho".


“Ele é um ator, cara. Fez uma série no Netflix.”


Suspiro assentindo com o que disse e pego uma batatinha da entrada que pediram, sem tirar os olhos do cabeludo do outro lado.


– Ele parece um tanto grosso... Idiota, eu diria.


“Ele é bonito, uma estrela e tem fãs por toda parte. Deveria conhecer.”


– Não.


Vejo-o me olhar horrorizado e logo depois rir alto, me fazendo dar um tapinha em seu ombro por chamar atenção assim.


“Não sei como você continua tão fofo, mesmo com toda essa carranca.”


Ele aperta minha bochecha e eu não contive o revirar de olhos, ouvindo risadas tomarem a mesa novamente.


  ⋆ּֽ̣۫.̸̇⃕✨ːꦿ ᴸᴼᵛᴱᴸᵞ ₁; __

╰╴╴╴╴╴╴╮  

                       ˤ۪ ۪۪᷼⏜ּּ̣𖡋ּֽ̣̣ܼ۫͜🍃۰̧

                     ʏᴜᴛᴀ ɴᴀᴋᴏᴍᴏᴛᴏ

                     ~╼⃪۟╼⃪໋✾̟݊╼⃪۟╼⃪໋~☆☆

    ━──╼໋۪۪❀ི͓۫◌̫⃟⸽⃟🌺⃟⸽⃟◌̫۫❀ྀ͓۪۪╾໋──━ 


Eu soltei um suspiro e ouvi a voz animada de Jaesuna me assustando.


- Yuta! Vou te dar um puchaoo  de orelha....- ela pega minha orelha puxando a mesma


Me fez rir e sorrio.


- Aiai, Suna o que foi... o que eu fiz agora. 


- Brigou com Seu pai de novo!


- Ele vive resmungando comigo kkk tá sabe que ..


- Você e  seu Pai é igual treta. 


- Olha sabe que eu não  gosto de brigas - Ela puxou minha orelha mais - Aiai....que Foi!?


- Yuta deixa de ser esquecido,  você tem sete gatos pra alimentar em casa e me deixa esperando! 


- Desculpa desculpa, hoje não tô tendo uma boa noite mesmo aff.- suspiro dando risada.


- Eu sou sua irmã mais nova e você ainda esquece que eu tenho compromisso - ri e solto sua orelha - Ah eu deixei queto pra vir te ver faz tempo também  - Ela coça a nuca e sorri tímida.


- Pera! PUXO minha orelha pra tudo isso e dizer que sentia falta! Aiai suna  - ri fazendo a garota sorrir e ela se senta na minha frente. 


E aperta minhas bochechas as puxando.


- Ahhh Suna... - ri fazendo careta - Tinha que apertar kkkk 


- Claro você é meu irmão mais velho mais fofo! 


Sorrio e coloco o cardápio na sua frente.


- Escolhe algo pra comer Su eu pago pra você  - sorrio  


- Sério!? Você é o melhor irmão do mundo! Te amo ,te amoooo. 


Ela me abraçou fortemente assim que se levantou quase me derrubando no acento toda sorridente e volta a a se sentar.


▬▬೨ֱ๛⃟⸽᭄⃟ꦽ᪲⃟▩⃟⃤ྀ࿆ ───

                        

•․ׂ‧◍̸᮫┈)Lιυ Yαηg Yαηg      

                   

                          ⃝ ⃟☽⃟݊⸽⃟ླྀꪶ☽⃯᳝꯬ׂ ݈݇

───────


Depois de alguns minutos cheios de conversas paralelas por parte do resto do pessoal, sinto que já não estava mais tão confortável ali. Eu só queria passar o resto da noite dormindo. Então trato de me despedir do Cheng, que por acaso foi quem me convenceu a vir, ganhando um beijinho seu em minha bochecha e me levanto da mesa pegando uma última batatinha.


– Vejo vocês segunda.


Sorrio para todos da mesa e caminho para fora do restaurante, passando pela mesa do homem de antes, agora parecia conversar com uma outra garota, dessa vez ainda mais sorridente do que antes. Como ele pode mudar tão de repente?


Com tal pensando em mente, acabo não notando que outra pessoa vem para esta direção e acabo topando em seu corpo, me desiquilibrando um pouco, mas a mesma me firmou no lugar antes que acabasse caindo.


– D-desculpa e obrigado.


Sinto meu rosto esquentar com alguns olhares em mim e resolvo sair logo dali. E assim que chego ao lado lado de fora, solto o ar que nem havia notado que estava segurando.


– Ah... Odeio esses lugares.


Suspiro começando a caminhar para algum mercado próximo. Quase que esqueço da compra que havia prometido à UK.


  ⋆ּֽ̣۫.̸̇⃕✨ːꦿ* ᴸᴼᵛᴱᴸᵞ ₁; 

╰╴╴╴╴╴╴╮ 

                     ˤ۪ ۪۪᷼⏜ּּ̣𖡋ּֽ̣̣ܼ۫͜🍃۰̧

                     ʏᴜᴛᴀ ɴᴀᴋᴏᴍᴏᴛᴏ

                     ~╼⃪۟╼⃪໋✾̟݊╼⃪۟╼⃪໋~☆☆

    ━──╼໋۪۪❀ི͓۫◌̫⃟⸽⃟🌺⃟⸽⃟◌̫۫❀ྀ͓۪۪╾໋──━ 


Ela escolhe o quer queria comer e não demorou muito para chegar  e ela comeu felizmente enquanto eu estava olhando pela janela e peguei o celular e tiro uma foto dela .


- Vou mandar pra mamãe  ela vai ficar feliz em ver sua foto.- sorrio enviando pra minha mãe a foto de suna.


-- Hummmm - Ela queria dizer algo mas bebia uma grande copo de suco de laranja quando chega na metade ela parou - Sinto falta da mamãe,quando for ao Japão  de novo.


- Pode deixar que eu levo você- sorrio e mostro o celular a ela para abrir o vídeo da mamãe que ela mandou.


- A mamãe continua bonita e engraçada  - diz ela abrindo o vídeo pegando meu celular. 


- É continua sim- sorrio e fico olhando ela ver o vídeo é sorrir bem largo. 


- Nhaaa amo muito a mamãe , mal posso esperar pra ir pro Japão de novo com você pra ver a a mamãe e nossas outras quatro irmãs. - Ela voltou a comer limpando seu prato e tomando seu suco e reparando em mim - Hummm- Terminou o suco de uma vez só no canudo.


Olhei ela curioso pra saber o que iria dizer. 


Enquanto esperava ela falar já tinha pagado a conta e me levantando com ela pegando meu casaco e saímos do restaurante e fomos caminhando pelo outro lado da rua na calçada.


E ela tagarelando sobre seus dias me fazendo ate rir. Andamos um pouco rápido ate nem percebi e parando ela na minha frente.


- Yuta eu preciso de algumas coisas tudo bem você me esperar no mercado e aliás eu ia dizer Que você está com os braços maiores agora  - Sorrio .


- Sem problemas eu espero vocês mulheres sempre passam por uma fase difíceis 


- Bota difícil nisso é horrível- disse ela entrando no mercado e entrei com ela e ri  e apenas deixei pegar o que ela precisava de fato e fui dar uma andada pelo mercado


Enquanto ela pegava as coisas dela para levar para sua casa eu paro no corredor de tintas de cabelo estava querendo mudar a cor em breve para alguma outra cor...mais escura no entanto peguei preto azulado e lendo a parte de trás do Pacote sabendo dos componentes,  a Química que era usada pra compor a cor se tinha cheiro se tivesse me daria uma baita alergia.


Suspiro por causa que talvez me causasse alergia mas servia.


▬▬೨ֱ๛⃟⸽᭄⃟ꦽ᪲⃟▩⃟⃤ྀ࿆ ───

                        

•․ׂ‧◍̸᮫┈)Lιυ Yαηg Yαηg      

                   

                          ⃝ ⃟☽⃟݊⸽⃟ླྀꪶ☽⃯᳝꯬ׂ ݈݇

───────


Assim que chego no estabelecimento, pego um carrinho e vou direto no corredor de comidas para animais procurar o lanchinho preferido da UK. Ela reclamava dia e noite por sua comidinha ter acabado.


Acho que mimei essa garota demais.


Pego alguns pacotinhos e aproveito para comprar um brinquedinho novo, colocando tudo no carrinho. Depois de acabar por ali, caminho pelo local para ter certeza de que não faltava nada em casa e algo acabou me atraindo por mais um corredor.


Era o mesmo famosinho do restaurante, não é possível que ele esteja em todo o lugar onde estou. E foi como se ele pudesse escutar meus pensamentos. Seus olhos me encaravam e eu tinha certeza que meu rosto já estava vermelho, então para tentar disfarçar, caminho pelo corredor até onde ele estava, fingindo estar olhando para as caixinhas de tinta para cabelo e para conseguir sair logo dali finjo pensar  numa cor, sendo que, na verdade, só pego uma qualquer e coloco no carrinho, logo depois saio um pouco apressado dali.


– Tomara que ele não tenha notado nada...


Suspiro aliviado e dou uma olhada na caixinha que “por engano” acabou naquele carrinho. Era da cor púrpura. Eu nunca havia pintado o cabelo, talvez aquela podia ser uma boa mudança... Não,  esquece. É só deixar a caixinha no carrinho. Balanço a cabeça para os lados enquanto procuro um caixa vazio para poder passar os podrutos.


  ⋆ּֽ̣۫.̸̇⃕✨ːꦿ ᴸᴼᵛᴱᴸᵞ ₁;  

╰╴╴╴╴╴╴╮ 

                     ˤ۪ ۪۪᷼⏜ּּ̣𖡋ּֽ̣̣ܼ۫͜🍃۰̧

                     ʏᴜᴛᴀ ɴᴀᴋᴏᴍᴏᴛᴏ

                     ~╼⃪۟╼⃪໋✾̟݊╼⃪۟╼⃪໋~☆☆

    ━──╼໋۪۪❀ི͓۫◌̫⃟⸽⃟🌺⃟⸽⃟◌̫۫❀ྀ͓۪۪╾໋──━ 


Quando o garoto entrou no corredor meus olhos foi de encontro aos seus encarei ele e vi ele ficar vermelho e olho de volta pra caixinha e escolhi aquela cor escura mesmo e outras três dois tons de castanhos diferentes e sorrio ali.


- Que gracinha...- Sorrio por conta de ver ele ficar vermelho por ter me olhado e ri.


- Yuta! - escuto a voz de suna 


- pra uma irmã mais nova me chama mais que as outras três  né  - Digo saindo daquele corredor indo ate ela parada mais a repente do corredor onde o garoto passava.


- Claro o único irmão mais velho que eu posso ficar feliz em chamar assim em casa quase todos os dias. .


- Que fofa  aiai... escolheu suas coisas? - Passo pelo garoto andando com carinho.


- Claro claro, Oh vai malhar hoje ? Pra eu poder agora te dar vários tapas nesse seu braço  forte? 


- Suna, - ri - Você já tomou seus remédios de hoje kkk


- Kkkk não... 


- vish espero que não seja contagioso isso kk


- Magina kk - andando com ele pelo  corredor- Hey  yuta...


- hum? - olhei ela 


- Já arrumou um namorado pra ti? - Ela me olha curiosa.


-  Rsrs e você já arrumou um pra você? - ri.


- Ei! Perguntei primeiro moço! 


Dei risada da cara emburrada dela e seu bico né olhando curiosa esperando uma resposta e fico em silêncio com um sorrisinho e vendo sua reação surpresa. 


- Queeee...como assim você não arranjou ninguém????


- Ah...eu estive tão ocupado no Japão com suas outras irmãs que são umas pestes de atentadas e da mamãe também que não tive tempo nem pra isso.


Fomos passando pelo corredor de doces e pego duas barras de chocolate  pra ela.


- Qual seu tipo Yuu?


- Que seja tímido, engraçado , um fofo,  que se divirta mesmo sem querer já que dificilmente  curte fazer coisas novas ou que não quer sair do seu mundinho.... Ah suna eu não tenho tanta certeza bem em ficar. Dando detalhe fofa,desde que a pessoa me deixe cuidar dela também  está ótimo. 


- Você é romântico  - olhei ela 


- Você tá fazendo muito pergunta Nehh moçinha, tá eu sou sim dependendo da situação.  Okay kkk 


- Kkkk  olha eu ia fazer uma pergunta de quem seria...


- Eiii  piiishhiu fica quetinha com essa pergunta indecente moça- bagunço seus cabelos.


▬▬೨ֱ๛⃟⸽᭄⃟ꦽ᪲⃟▩⃟⃤ྀ࿆ ───

                        

•․ׂ‧◍̸᮫┈)Lιυ Yαηg Yαηg      

                   

                          ⃝ ⃟☽⃟݊⸽⃟ླྀꪶ☽⃯᳝꯬ׂ ݈݇

───────


,Okay isso já é coincidência demais, ele por acaso está me seguindo?


Assim que percebo que ele passaria por mim, coloco a palma na frente dos olhos para tampar minha visão e quando já  estava mais afastado, suspiro tirando a mão da frente dos olhos.

Eu preciso esquecer essa história.


23Em mais uns dois metros acho um caixa quase vazio, só faltava duas pessoas para passar e elas não tinham muitas coisas, então vou diretamente para lá.


E assim que chegou minha vez pensei seriamente se levaria aquela tinta e então decidi que a deixaria ali mesmo, mas quando iria colocá-la de lado, vejo o mesmo cara vir nessa direção e rapidamente volto a colocar a tinta na compra e me viro completamente para frente ignorando o que acabei de ver. Com isso eu pago toda a compra e saio pelas ruas até o ponto de ônibus e ali me sento, soltando um bocejo pelo sono que me atingiu.


  ⋆ּֽ̣۫.̸̇⃕✨ːꦿ ᴸᴼᵛᴱᴸᵞ ₁;  

╰╴╴╴╴╴╴╮

                     ˤ۪ ۪۪᷼⏜ּּ̣𖡋ּֽ̣̣ܼ۫͜🍃۰̧

                     ʏᴜᴛᴀ ɴᴀᴋᴏᴍᴏᴛᴏ

                     ~╼⃪۟╼⃪໋✾̟݊╼⃪۟╼⃪໋~☆☆

    ━──╼໋۪۪❀ི͓۫◌̫⃟⸽⃟🌺⃟⸽⃟◌̫۫❀ྀ͓۪۪╾໋──━ 


Não demorou que Suna pagasse as suas coisas,bem tudo pago e eu paguei as minha tintas e os dois chocolates e dei um a suna,me despedi dela na calçada já que sua casa era pra outra direção da minha, bom ela ficou bem feliz em me ver novamente e passar a noite comigo, bem não foi a melhor noite hoje pra mim mas naquela  menina de antes e dela já foi o bastante. 


Eu segui meu caminho para casa entrando em um ônibus que parava bem enfrente dela, quando entrei no ônibus,dessa vez com uma blusa de frio e minha bolsa de lado, fiquei em pé segurando na barra com fones de ouvidos olhando a rua pelo visor do motorista. 


Desci em um ponto um pouco  antes do que era perto da minha casa mas eu queria andar um pouquinho,  ate chegar na porta de casa não demora muito,quando cheguei só percebi o vizinho descendo no ponto de ônibus que eu deveria ter descido, apenas havia pegado minhas chaves no bolso e abrindo a porta de casa assim que entrei no quintal e subi pequenas escadas e pudia ouvir miados animados dos meus felinos.


▬▬೨ֱ๛⃟⸽᭄⃟ꦽ᪲⃟▩⃟⃤ྀ࿆ ───

                        

•․ׂ‧◍̸᮫┈)Lιυ Yαηg Yαηg      

                   

                          ⃝ ⃟☽⃟݊⸽⃟ླྀꪶ☽⃯᳝꯬ׂ ݈݇

───────


Assim que meu ônibus chega, me levanto e já entro morrendo de sono e agradeci mentalmente quando acho um lugar para sentar, acabando por tirar um cochilo o resto da viagem.


No meio do caminho uma lombada acaba me fazendo acordar, então tento ficar acordado até chegar em meu ponto. Pouco tempo depois, já havia descido do ônibus e já estava destrancando a porta de casa, recebendo um miado como boas vindas e uma felina toda peludinha passando por minhas pernas.


– Olá garota. Sentiu saudades?


Escuto um miadinho como resposta e um sorriso brota em meu rosto enquanto caminho para a cozinha, deixando todas as sacolas no balcão e pegando de uma delas um sashe para servir para UK.


– Bom proveito.


Digo quando termino de colocar sua comidinha em sua tigelinha e volto para as sacolas, tirando tudo de dentro, até encontrar a bendita da tinta.


– Já volto, UK.


Levo a caixinha em mãos até meu quarto, sentando na cama e passando a observá-la melhor. Talvez não seja uma ideia tão ruim assim... De qualquer modo, eu vejo isso amanhã. Coloco a caixinha sobre o móvel e vou atrás de uma toalha e pijamas para dormir.


❐⃟۪۪۪۪۪۪۟۟۟ ⃟🌼᭝


Saio do banheiro completamente vestido, apenas com uma toalha na cabeça para secar meus cabelos. Com um suspiro cansado resolvo ver as minhas mensagens antes de me deitar, então procuro o celular por entre as cobertas, achando-o e desbloando, vendo que a maioria só falava sobre o encontro no restaurante. Ignorei a maioria. Mas antes de desligar o aparelho, lembrei daquele cara do restaurante. Talvez eu ache a tal série que ele fez.


Depois de deixar o celular sobre a cama e ir até o “quartinho” da UK – que era apenas uma divisão da sala apenas para ela – para dar boa noite, volto para o quarto, fechando a porta e me jogando na cama, pegando o celular e procurando a tal série do homem grosso que encontrei mais cedo.


Não que eu esteja curioso, claro que não. É apenas... Precaução.


  ⋆ּֽ̣۫.̸̇⃕✨ːꦿ ᴸᴼᵛᴱᴸᵞ ₁;  

╰╴╴╴╴╴╴╮ 

                     ˤ۪ ۪۪᷼⏜ּּ̣𖡋ּֽ̣̣ܼ۫͜🍃۰̧

                     ʏᴜᴛᴀ ɴᴀᴋᴏᴍᴏᴛᴏ

                     ~╼⃪۟╼⃪໋✾̟݊╼⃪۟╼⃪໋~☆☆

    ━──╼໋۪۪❀ི͓۫◌̫⃟⸽⃟🌺⃟⸽⃟◌̫۫❀ྀ͓۪۪╾໋──━ 


Quando cheguei em casa sendo recebido por akemi  se esfregando em meus pés, com meus fones a música de um cantor que eu curto muito suas músicas relaxantes, Chen,ouvia uma das duas músicas do álbum novo lançado recentemente. Mimi no sofá com Saiyang abriram seus olhos devagar despertando de seu sono, andei pela sala do meu quarto vinha um miado chorão  de Heney meu gato cinza mais lindo bem peludo como Akemi de pelos laranjas,brancos e cinza claro. MIMI é uma gata doce,calma de pelos liso branco, Saiyang eu  tenho um cuidado especial com ele por ser um gato especial por conta das suas patinhas deficientes....ele é quem eu mais me preocupo de todos eles e além disso com a visão de Lolymi minha única gata preta dessa casa, ela é agitada porém preciso treina ela sempre para não se machucar pela casa. Lu XIA é meu gato preto de patas  grandes que brincava com Baiyang no arranhador. Sentir-me no sofá ao lado de Mimi e Saiyang tenta  se levantar do braço do sofá, eu o peguei no colo o colocando em meus braços o acariciando seus pelos grisalhos de tons de cinza e branco. Tenho imenso amor por ele, por cada um mas eu falto chorar de imaginar ele ir. 


Me levantei com ele nos braços  enquanto os outros brincavam Lolymi veio correndo do corredor e a pego levando uma lambida no rosto dela e um lindo miado e sua cabecinha em meu ombro a esfregando por eu ter chegado. 


Seguindo para o quarto onde acendi as luzes sentindo Saiyang se aconchegar no meu braço demonstrando sua falta,quando deixava meus sapatos no canto,tirando a blusa e os fones assim que deixou o frágil Saiyang na cama  acompanhado de Lolymi.


Despiu-se no banheiro para um banho,que instantes depois saindo com a toalha na cintura de cabelos úmidos e uma toalha em seus  ombros, se vestindo depois de secar seus cabelos com roupas leves, Um pijama de tecido fino e fresco.


Pegou o seu amado felino do coração e no caminho ajudando Lolymi com Seu treino no turno pela casa para não bater em nada, colocou Saiyang  na caminha em cima do balcão da cozinha americana,abrindo a sacola e deixando as caixas de tinta sobre o balcão  depois pegando o pote de todos,lavando, servindo seus petiscos diferenciados se cada gosto se cada um com mistura da ração e um deles em uma tigela menor mas com a mesma quantidade  das outras, trocando a água dos bebedouros deles,arrumando o tapete deles ouvindo os miados dos famintos e o miado baixo de akemi que lhe trazia preocupação pelas falhas contínuas.


Servios, então acendeu a luz do Comodo separado do descanso deles arrumando tudo e limpando enquanto eles comiam, limpando os brinquedos pendurados entre outros misturados.apagou as luzes deixando o Comodo livre para eles então, preparou depois de lavar as mãos um doce rápido enquanto isso sentou-se  pegando o potinho e servindo Saiyang para não forçar ele mais do que ele deve ter feito durante o dia todo pela casa mesmo com as patinhas de trás imóveis. 


O sérvio com todo amor do mundo depois de acabado e satisfeito um pote pequeno de água para matar sua sede depois da refeição.


Doce frio apagou as luzes vendo seus felinos satisfeitos e deixou a luz azul fraquinha ligada na cozinha e na sala e seguiu para o quarto levando sua pedrinha nos braço e colocando na caminha no chão onde se conformou....


Era provável todos dormir em seu quarto por sentirem falta. 


Apagou as luzes deixando apenas o abajur pegando seu celular e abrindo a Netflix dando de cara com "Love Talk" a sua série  participa.


Suspiro aliviado e feliz de estar em casa e de finalmente ter se deitado para descansar as costas, procuorou um filme qualquer para assistir ate o sono vir.


- Bom...eu até agora não vi como a série está ficando, que tal dar uma olhada mais tarde depois desse episódio de Noragami.


▬▬೨ֱ๛⃟⸽᭄⃟ꦽ᪲⃟▩⃟⃤ྀ࿆ ───

                        

•․ׂ‧◍̸᮫┈)Lιυ Yαηg Yαηg      

                   

                          ⃝ ⃟☽⃟݊⸽⃟ླྀꪶ☽⃯᳝꯬ׂ ݈݇

───────


– Encontrei...


Escolho ver o elenco antes de assistir a série e com poucos segundos depois já estava procurando as imagens deles até encontrar o homem de antes.


– Yuta Nakamoto... 


Estreito os olhos ao ver as fotos dele e penso em como aquele cara era realmente o homem que vi no restaurante. Em um suspiro saio do google e volto para o Netflix, talvez eu esteja errado sobre ele. Mas antes de assistir, começo a ouvir garrinhas arranhando a porta e um miadinho baixinho do outro lado, me causando uma risadinha.


– Parece que alguém aqui não está com sono, não?


Falo me levantando e caminhando até a porta, e assim que aberta, UK entra no quarto. Eu fecho a porta e volto para a cama, agora com minha bolinha de pelos como companhia.


– Agora nós vamos assistir um homenzinho na tela. Tudo bem, bebê?


Escuto a gatinha miar em resposta, arrancando mais risadas de mim. Depois de colocar a série  fico com UK no colo enquanto faço carinho em seus pelos manchadinhos.


Logo no início do episódio, pela introdução toda fofinha eu pensei que a série também seria desse tipo, mas com alguns minutos uma cena do Yuta sem camisa me fez automaticamente tampar os olhinhos da UK, enquanto já sentia meu rosto começar a esquentar.

Mas é lógico que não estou envergonhado por causa do corpo dele, é só porque... ele é um pervertido. Tanto que na próxima cena, em que sai da academia ainda sem camisa, sequer quis segurar as risadas por vê-lo sujo com lama por causa de uma garota.


– Que idiota – Solto mais algumas risadas, mas para assim que sinto UK se mexer incomodada. Então faço carinho em suas orelhas como desculpa – Ai... garota, eu te venero. Faça de novo, por favor.


Depois de algum tempo, UK já havia saído do meu colo e eu provavelmente já estava algumas longas horas asssistindo. Eu realmente estava maratonando aquilo, e pior, estava gostando. Mas obviamente gostando da garota, o Yuta continua o mesmo idiota de sempre, não sei como ela pode gostar dele.


Estava tudo normal até que em um encontro dos dois, as coisas começaram a ficar estranhas. Eles começaram a deitar na cama?


– O QUE?


Rapidamente desligo o celular e tampo a boca, totalmente surpreso com a cena pervertida. Como eles têm coragem de fazer aquilo? Agora sim meu rosto estava completamente vermelho de vergonha, então apenas deixo o celular no móvel e me cubro com a coberta, fechando os olhos com força para esquecer o que acabei de ver.


  ⋆ּֽ̣۫.̸̇⃕✨ːꦿ ᴸᴼᵛᴱᴸᵞ ₁; 

╰╴╴╴╴╴╴╮  

                     ˤ۪ ۪۪᷼⏜ּּ̣𖡋ּֽ̣̣ܼ۫͜🍃۰̧

                     ʏᴜᴛᴀ ɴᴀᴋᴏᴍᴏᴛᴏ

                     ~╼⃪۟╼⃪໋✾̟݊╼⃪۟╼⃪໋~☆☆

    ━──╼໋۪۪❀ི͓۫◌̫⃟⸽⃟🌺⃟⸽⃟◌̫۫❀ྀ͓۪۪╾໋──━ 


Eu vi meus episódios e eu por algum motivo eu não consigo levar a sério cenas perversas no entanto comecei a dar risada de mim mesmo.


Por conta que eu lembrei da gravação e não aconteceu nada de fato eu só estava sem blusa e a garota usava um pano em cima para cobri lembro que quando fomos encenar isso tudo demos muita risada eu tive crise de riso. 


Eu estava tendo uma agora no meu quarto,mas ate eu ver pelo longo da historia  eu recebia mensagens de um número  desconhecido,eu tinha parado de malhar, estava praticamente em época de férias na série ate que voltou pro colegial e vendo os episódios seguintes era uma das partes da introdução do início quando eu e um garoto se encara, passando um pelo outro bem longe.


- Bem conversa de amor os textos... 


Eu fiquei vendo até  que finalmente acabava  no episódio em que eu tinha que dizer a garota que não estava dando mais certo aquela coisa toda, e que eu também parecia bem distante mas ela mais ainda impressionada com o garoto da minha sala que faz basquete a história realmente  faz aquela volta toda rsrs 


- É parei por aí e daí não sei como pode ser as cenas.


Eu voltei naquele episódio da cena perversa e pulei pro final vendo que no final era os erros de gravação  por que não estávamos aguentando segurar as risadas muito menos eu, eu ri mais ainda de mim mesmo por que eu tinha começado a rir e pedi um roupão pra garota há que ela estava de shorts eu estava de Jeans, então eu cai pro outro lado da cama e comecei a rir sem parar e até cai sentada.


"Chega ,chega não aguento fazer isso não, eu não consigo segurar a risada"


Eu ri e repeti minha frase na cabeça eu estava morrendo de rir no vídeo eu estava vermelho já.


"Produtora - Tudo bem vamos encerar tudo bem kkk" 


Sorrio ao ouvir os gritos de animação no final eu estava sem ar de tanto rir já na hora. Deixei o telefone de lado e me cobrindo e olhando pro teto e dando risada ainda mas logo me viro e limpo minha mente e enfim conseguindo descansar.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...