História Equinócio - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Armas, Bts, Drogas, Gangue, Hoseok, Morte, Obssessão, Psicologia, Sequestro, Sobi, Sope, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 53
Palavras 1.151
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu não tenho cronograma de postagem :p
Boa leitura

Capítulo 2 - Desespero


Na hora do desespero até mesmo

o  ateu clama pela piedade divina.




Encarei de forma amedrontada a estrada de terra batida por onde seguíamos, não havia sequer um sinal de vida por alí, a única visão que tinha era a das árvores passando como borrões pela minha vista.

Fazia mais de uma hora que estávamos à caminho da tal festa Luxury que Jinyoung tanto falara nos últimos meses, estava já até cogitando a ideia de que Jinyoung fazia parte da gangue que estava assassinando pessoas e a festa era na verdade uma desculpa para ele nos assassinar e vender nossos órgãos no mercado negro. Ri de nervoso com esse pensamento.

Minutos atrás havia passado no rádio a notícia de mais um assassinato que ocorrera em um lugar próximo de onde estávamos e claro que o clima pesou.

— Gente... — Comecei —Não acham melhor a gente voltar? Os assassinos podem estar por perto e...

— Hyung, pelo amor de Deus. — Jinyoung falou. — Já estamos chegando, não se preocupe, será divertido.

Concordei enquanto apoiava minha cabeça na janela de vidro fumê, fechei os olhos e esperei meu corpo ser levado pelo sono.

(...)

Encarei de forma sonolenta Seokjin hyung que balançava minha perna de forma frenética para que eu acordasse, levei alguns segundos para finalmente ficar consciente e murmurar algo que nem eu mesmo compreendi. Acho que era algum xingamento.

Desci da SUV enquanto arrumava meus fios negros para então notar o movimento da festa, antes mesmo de entrar nós já podíamos ver pessoas totalmente embriagadas, era até difícil de assimilar tudo o que acontecia alí mas o que eu mais me perguntava era o por que de ter uma mansão imensa no meio do mato.

Caminhei atrás dos meninos que conversavam animadamente, me perguntei pela décima vez desde que saímos de casa o por que de eu ter aceitado ir para uma droga de festa.

Adentramos a mansão logo notando que o movimento alí estava pior, haviam muitas pessoas dançando ou conversando em lugares mais afastados, havia uns três bares espalhados só alí e todos estavam lotaodos.

Continuei meu caminho com os dois à minha frente e seguimos até uma área mais afastada, vi Jinyoung chamar um garoto que estava sentado junto de duas americanas e o mesmo logo se levantou. Jinyoung e o mais alto fizeram um toque de mãos e então Jinyoung se virou sorrindo.

— Galera, esse é Kim Taehyung, amigo meu. — Jinyoung gritou para que pudéssemos ouvir devido ao som alto.

Nos apresentamos.

— Não se preocupem, tá comigo, tá seguro. — Falou rindo ao final.

Eu e Seokjin hyung o acompanhamos enquanto Jinyoung lhe dava um tapinha no braço, uma cena cômica pois Jinyoung era baixinho enquanto Taehyung era totalmente o contrário.

(...)

Quando for em um festa com Kim Seokjin, lembre-se de nunca o chamar para dançar. Mas felizmente ele e Taehyung combinavam nesse quesito, neste momento tocava Strangers da Halsey e os dois mais faziam brincadeiras do que realmente dançavam.

Eu e Jinyoung apenas ríamos, o Im devia estar no seu quarto copo de cerveja enquanto eu tomava apenas uma latinha de energético, é, talvez eu seja sim o careta da festa.

Pedi licença para Jinyoung dizendo que iria dar uma volta para respirar ar puro recendo um "Ok, mas tome cuidado" do mais novo, apenas ri e me levantei.

Atravessei de forma desajeitada o mar de gente até chegar à saída que dava para os fundos, alí não estava tão movimentado mas ainda sim não poderia dizer que estava confortável.

Senti um calafrio ao ver algumas pessoas com cigarros de maconha, seringas com heroína e até pequenas doses de LSD. Havia um carinha vendendo as drogas próximo à piscina onde tinham pessoas pulando com roupa e tudo.

O cheiro exótico da mistura de álcool, cigarro e drogas exalavam fortemente e me deixavam sufocado, aquilo era totalmente desconfortável. Segui para mais ao fundo onde quase não havia quase ninguém, no máximo haviam sete pessoa.

Sentei-me embaixo de uma árvore me apoiando no tronco da mesma, estava frio mas o casaco grosso me protegia, o som da música era bem mais baixo e deixava tudo mais confortável. Aquele era meu lugar ideal.

Dei um último gole na latinha e a deixei de lado enquanto colocava as mãos no bolso do casaco, olhei para frente vendo um cara alto sair de dentro da mansão, este segurava uma latinha e falava ao celular. Parecia irritado.

Observei-o caminhar na direção de onde estava, o mesmo desviou e foi para um lado oposto de onde eu estava. Suspirei e peguei meu celular e fones abrindo o player e deixando a melodia calma de Hold On tocar.

Fechei os olhos enquanto cantava baixinho a letra, claro que meu inglês não era lá aquelas coisas mas dava para o gasto, senti uma presença e então abri os olhos me deparando com o mesmo cara de antes.

— Posso me sentar? — Perguntou quando eu retirei um dos lados do meu fone.

Apenas assenti de forma receosa e um tanto envergonhada.

— Chord Ovestreet? — Perguntou.

Assenti.

— Você gosta? — Perguntei.

— Também mas prefiro The Neighbourhood ou Halsey.

— Eu adoro as músicas de ambos. — Me virei para si. — Min Yoongi, e você?

— Park Chanyeol. — Disse sorrindo.

Retribuí.

(...)

Chanyeol era uma pessoa engraçada, conversamos por alguns minutos até seu namorado ligar e ele ter que ir.

Agora se aproximava das duas da manhã, a festa ainda estava em seu auge e eu agradecia por amanhã (ou hoje) ser domingo e eu não ter de ir trabalhar.

— Yoongi! — Ouvi a voz de Jinyoung.

O olhei, ele parecia ter visto um fantasma, me levantei quando ele se aproximou, estava pálido, não só ele mas Taehyung também, ambos pareciam nervosos.

— O que houve? — Perguntei.

—Ya! Eles não dizem, me arrastaram até aqui do nada.

— Nós temos que ir. — Taehyung disse seguindo o rumo da saída.

Fomos atrás dele, os dois mais novos andavam apressados e se esgueirando pelos cantos como se estivessem se escondendo.

— Mas que porra! Não podem falar logo?

— Depois, apenas sigam a gente.

Fomos pela beira da mata até a parte da frente da casa onde o carro estava estacionado, entramos rapidamente no veículo e logo Taehyung que estava dirigindo deu a partida saindo rapidamente dalí.

— Como você não sabia, Taehyung?! — Jinyoung perguntou enquanto respirava fundo.

— Eu não sabia, okay?! A festa não parecia ser dele!

— Não parecia?! Porra! Como você nos leva pra uma dessas?!

— A Luxury nunca foi mencionada por ele!

Jinyoung bufou e antes que prosseguisse, Seokjin explodiu.

— EXPLIQUEM O QUE ESTÁ ACONTECENDO!

Taehyung suspirou.

— Nós não podemos, pelo menos não agora.

— Yoongi e Jin, vocês falaram com alguém? Digo, na festa? — Jinyoung perguntou.

— Não. — Jin respondeu.

— Só com Taehyung e um cara que eu conheci, por que?

— Sabe o nome dele?

— Park Chanyeol.

Jinyoung e Taehyung se entreolhavam.

— Ele era alto e tinha orelhas grandes?

— Sim.

Jinyoung começou à lagrimar.

— Nós precisamos conversar. — Taehyung disse por fim enquanto apertava o volante e aumentava a velocidade.



Clame à vontade mas o demónio lhe tem nas mãos.


Notas Finais


Obrigada por ler, não se esqueça de comentar e favoritar pra dar aquela ajuda <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...