1. Spirit Fanfics >
  2. Era Apenas Um Contrato (Kakasaku) >
  3. Uma proposta a ser pensada

História Era Apenas Um Contrato (Kakasaku) - Capítulo 3


Escrita por: Yasmim2712 e Lobinha_Hatake

Notas do Autor


Yo minaaaa,td bem?Hj é eu que escrevo😊(Yasmim2712)!Aproveitem o cap😜!

BOA LEITURA

🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃

Capítulo 3 - Uma proposta a ser pensada


Fanfic / Fanfiction Era Apenas Um Contrato (Kakasaku) - Capítulo 3 - Uma proposta a ser pensada

Olho para ele prestando atenção em suas palavras.

S-Para mim,senhor Hatake?

K-Para quem mais seria?-Me responde com outra pergunta em um tom de irônia e ao mesmo tempo deboche.Aquilo apenas me irritou.-Enfim,acho que você aceitaria.

S-Se eu saber do que se trata.-Incentivo ele a continuar.

Os nossos pratos chegam e olho fixamente para sua mão que ia de encontro a sua máscara,aquela que cobria o seu tão misterioso rosto.

K-Sabe Sakura,eu viajo para vários lugares e países.-Argumenta abrindo o cardápio e me decepcionando ao colocar na frente de seu prato,e tapar seu rosto.-E Hiruzen me falou muito bem de você,gostaria que me acompanhasse em alguns negócios.

Olho para ele que começa seu almoço e faço o mesmo ouvindo ele falar depois de engolir.

S-Preciso de mais detalhes.O que eu ganharia com isso?

K-Bom,você ganharia um salário bem maior do que o que Hiruzen te paga,eu bancaria seus aposentos...

S-Eu tenho minha filha.

K-E qual o problema?Ela iria junto.

S-Mas ela estuda e-

K-Ela estudará com os melhores professores da frança e aprenderá espanhol,ingles,francês e tudo o que ela quiser.Vocês teriam conforto e tudo que pedirem,em troca disso,você terá que apenas me acompanhar em meus negócios.

S-Ok,mas quando seria isso?Eu não posso me atrasar no trabalho com o senhor Hiruzen.

Ele solta uma risada baixa rindo da minha cara e junto minhas sobrancelhas.

K-Eu viajo em mais de dois países por mês,menina.Só vim para o Brasil com o objetivo de resolver o golpe que levei e comprar ações da Tirol.

S-Se for assim,eu sinto muito,mas não poderei aceitar.

K-O que isso,menina?!Por que recusa uma proposta dessas?

S-Porque eu nunca deixaria o senhor Hiruzen para trabalhar com alguém que eu nem conheço.Ele nunca atrasou um salário meu e sempre me ajudou em tudo o que eu precisei,sinto muito senhor Hatake.

K-Vai mesmo negar um salário dez vezes mais alto?

S-Não tem preço que me comprometa em fazer tal ato com o senhor Hiruzen,isso seria pura ingratidão.

K-Pense um pouco em minha proposta,eu falo com ele depois.Pense em você e sua filha,não irão mais morar em um cubículo.

S-Somos felizes onde estamos,não preciso de dinheiro pra ser feliz.

K-Pense um pouco,Sakura.Fale com o Hiruzen,sei que ele vai entender.Bom,amanhã ás 6 já estou voltando para a França.Sendo assim,você tem até amanhã para me dar uma resposta.-Fala levando a mão ao bolso e retirando um cartão.

Estende até mim e pego de sua mão.Nesse processo eu sinto o arrepio subir em minha coluna com o raspar dos nossos dedos.

K-Assim que se decidir me ligue ou mande mensagem.

S-Como eu posso viajar para outro país com a minha filha sem poder confiar no senhor?Eu nem te conheço.

K-É um risco á se correr,menina.

Eu termino de comer vendo ele limpar sua boca por trás do cardápio e subir sua máscara.

S-Eu...Poderia fazer uma pergunta?

K-Acabou de fazer uma,mas deixarei você fazer outra.

Engraçadinho ele,estou rindo tanto!Palhaço.

S-Por que o senhor usa máscara?

K-Curiosa você,ein.

S-Preciso saber com quem vou trabalhar,aliás,pode ser um foragido ou procurado que foge de país em país para não ser pego.

K-Bem pensado,mas eu não sou esse tipo de homem.Uso máscara por tradição de família.

S-Hm.

Ele se levanta ajeitando seu terno e coçando a garganta.

K-Vamos,te deixarei em sua casa.-Fala sério se levantando e a rosada faz o mesmo seguindo ele para a saída.

S-Não é necessário o senhor se encomodar com isso,eu peço um Uber.

K-Não me chame de senhor,não sou tão velho assim.Pode me chamar de Kakashi.-Fala abrindo a porta e deixando a rosada entrar primeiro.

S-Obrigada.-Agradece enquanto ele entra e fecha a porta.

K-Quantos anos você tem,Sakura?-Aqueles olhos ônix se encontram com os da rosada que se arrepia ao ouvir seu nome sair da boca dele em um tom rouco.

S-Vinte e dois.E o se- você?-Falo tentando me acostumar com um jeito mais informal.

Autora


Ele a olha suspirando e ela congela quando ele se aproxima dela.Sente a respiração dele através da camada fina da máscara em seu pescoço,e se arrepia com o sussurro.

K-Trinta e três.

Logo ele se afasta com quem não fez nada,parecia saber como causar um arrepio em uma mulher pelo leve sorriso sacana estampado no rosto.

K-Só você sabe.-Fala dando uma explicação ao apontar para o motorista e ela afirma.

S-Espera aí,como vão me levar pra casa se não sabem onde eu moro?

K-Eu já sei.

S-O que?Como assim?Anda me perseguindo?-Pergunta espantada.

K-Apenas vi o endereço no seu contrato com o Hiruzen.

S-Como teve acesso a essas informações?!Isso é pessoal.

K-Não foi tão difícil.Eu sei de tudo,Sakura.

Ela não responde apreensiva olhando pela janela e esperando chegar em casa.No meio do caminho,o Hatake liga para Hiruzen avisando que ela não iria trabalhar naquele dia,sem a permissão dela.

K-Ok,tchau.

S-Por que fez isso,seu idiota?!!

K-Não me chame assim novamente,menina!Mais respeito.Você precisa de um dia de folga.

S-Quem sabe do que eu preciso ou não sou eu,Kakashi!-Fala revoltada quase em um grito recebendo um olhar duro do Hatake.

K-Cala a boca,não gosto de gritos.

S-Problema seu.-Responde indignada bufando e olhando pela janela.-Alias,minha casa não é tão longe assim.

K-Já estamos chegando.

Depois de alguns minutos o carro sai para fora da cidade e a rosada se assusta ao olhar pelo vidro e ver apenas mato.Com seu coração quase para fora,ela olha para o Hatake afoita.

S-Pra onde esta me levando?O que quer de mim?!!

K-Para de gritar e senta aí,menina!Coisa chata,credo.

S-Abre essa porta.-Tenta abrir a porta mas a mesma foi travada pelo controle do prateado que a olhava com puro tédio.-KAKASHI ME DEIXA NA MINHA CASA!!

Ele se irrita se aproximando e levando a mão até a boca dela.

K-Falei pra parar de gritar!Não queria me irritar,menina.

Ao olhar nos olhos ônix e ver ódio,ela solta seus músculos aos poucos,assim como as lágrimas de desespero em seu rosto.Talvez seja por isso que ele lia aquele conteúdo,talvez por isso usava máscara.

Ele retira a mão da boca dela a olhando de cima a baixo vendo que ela se calou.Vendo que estava quase saindo dos trilhos,ele abre o vidro da sua janela e bota a cabeça pra fora se sentindo sufocado.

Ela apenas se encolhe no canto,com a marca vermelha dos dedos em sua boca pela força que ele fez.Não sabia o que ele faria com ela,não sabia nem se ia pegar sua filha na escola hoje.Desesperada,ela leva a mão ao bolso a procura do seu celular e ele balança o celular em suas mãos.

S-Me deixa em casa,Kakashi.Por favor,não faz isso.-Implorava de olhos fechados soluçando baixo.-Eu não tenho com quem deixar a minha filha,por favor.

No fundo,ele se surpreendeu ao saber que ela se importava mais com a filha do que podia acontecer com ela.

Do outro lado,a rosada pensava,uma noite com ele talvez não fosse tão ruim,tinha um corpo definido,era claro por baixo do terno.Deveria ser experiente,porém,ela não queria.Isso já mudava tudo.

Durante todo o caminho,ela chorou desesperada vendo que se afastava cada vez mais da cidade,parecia um pesadelo.Quando o carro para,ele suspira soltando seu livro vermelho e saindo do carro.A rosada se assusta ao ver a sua porta ser aberta por ele.

K-Anda,sai daí.

Ela se encolhe e ele bufa.

K-Sai logo daí,Sakura.-Fala sério e em tom bruto.

Ao ser amendrontada pelos olhos esbugalhados dele,ela sai lentamente pisando com seu salto baixo na grama.Ela olha ao redor,era uma chácara,um lugar grande,enorme.E afastado de qualquer população.

K-Me segue.

O motorista sai com o carro para estacionar na garagem e ela o segue temendo.Ele sobe os 3 degraus de escada,entra passando pela sala e indo para dentro do corredor.Abre uma das portas e entra vendo a rosada paralizada na porta.

K-Entra.

Ela passa por ele entrando e vendo o quarto em tom vermelho e preto,sem sobrecarregar muito.

Ele passa por ela indo ao banheiro e abrindo a torneira da banheira,deixando encher.Ela sente seus batimentos acelerados quando ele já vinha se aproximando e tirando seu blazer.

K-Tome um banho,eu já volto.

Sentindo seu coração quase sair pela boca,vê ele fechando a porta do quarto.Não sabia o porquê,mas via que não deveria ousar desobedece-lo.

Sendo assim,mesmo chorando,ela entrou no banheiro encostando a porta,retirou suas vestes e entrou na banheira que já continha os produtos necessários.

Por um certo momento ela relaxou com a água quente,por alguns minutos até.Durou tanto tempo a sua transe que o homem já vinha.Dando duas batidas na porta,ele abre deixando apenas sua mão adentrar e levar um roupão até a pia.

Mantendo seu olhar para baixo,ele fecha a porta e ela fica sem entender.Mesmo ela esperando por ele,a água já tinha esfriado e então ela decide sair.Ela pega a roupão da pia e ela esperava um conjunto de langerie,ou algo assim.Mas a única coisa que caiu ao chão foram roupas femininas normais.Um short jeans uma blusa regata,uma calcinha e um sutiã.Bom...Talvez o gosto dele fosse outro.

Ela abriu a porta do banheiro e não vê o prateado ali.Ela em passos cautelosos,saiu do quarto sem ver ninguém indo até um telefone na sala.Discando o número do Sarutobi,ela tenta ligar,porém leva um susto ao sentir a presença dele atrás de si.

K-Vejo que já saiu do banho,Sakura.-Fala em um tom calmo,porém dissimulado ao mesmo tempo.

Ela se afasta e quase infarta ao se virar e ve-lo com os botões da sua camisa social abertas.Ele não era um pedaço de mal caminho,nem pensar!Ele era o caminho todo.Porém,o que mais chamou atenção da rosada foi as cicatrizes em seu abdômen e peitoral.  

K-Acorda pra vida.-Fala sério tirando ela de sua transe e ela cora ao ver que tinha o olhar preso no abdômen dele.-Gostou tira uma foto,dura mais.

Ela virou um tomate de tão vermelha e ele viu internamente.

S-Por que não para de enrolação?

Ele junta suas sobrancelhas e ela suspira.

S-Acaba com isso,só quero voltar pro meu trabalho.

K-Você não volta pra casa tão cedo,menina.

Ele suspira tirando de vez sua camisa social.Seu celular toca no bolso e ele atende se distanciando.No meio do caminho ele toca no ombro de uma das empregadas apontando para a rosada e a mulher apenas afirma.Ele saiu para a área de lazer atendendo o telefonema da Itália e concordava com tudo que o italiano falava.

Do outro lado a rosada olha a mulher se aproximando com um leve sorriso.

-Sou Hikari.-Ela sorriu levemente e percebe que a rosada olha Kakashi de costas no telefone.-Você deve ser especial,o senhor Hatake nunca trouxe alguma mulher assim.

S-Hm...Não era pra eu estar aqui,ele é louco.

Hika-Tudo bem,não se preocupe.Ele parece ser bravo mas no fundo é um homem carinhoso.

S-Você já-

K-Já ajeitou tudo,Hikari?-Pergunta ao desligar seu telefonema e entrar na sala.

Hika-Sim,senhor.

Ele olha para a rosada de cima a baixo enquanto a empregada se retira.

K-Por que não descansa um pouco,menina?

S-Me leva de volta pra casa,Kakashi.

K-Para com esse desespero,você parece cansada.Vá pro quarto e durma um pouco.

S-Eu não estou com sono!

Ele respira pesado a fuzilando com os olhos.Sendo repreendida,ela bufa indo para o quarto e encostando a porta.

Ela de deita na cama em silencio.Não queria admitir,mas estava cansada.Não dormia bem a dias e tinha olheiras enormes.Estava exausta,e apenas se entregou ao sono.

Um tempo depois


A rosada acorda sentindo-se bem,e a qualidade do colchão ajudava bastante.Ouve as batidas na porta e o prateado abre a porta a olhando.


K-Dormiu bem?


Ela afirma coçando seus olhos.Nã9 entendia o que ele esperava para ter o prazer que queria e deixa-la ir.


S-Por que não acaba com isso de uma vez?


K-Isso o que?


S-Para de brincadeiras,Kakashi.


Ele se aproxima com suas sobrancelhas juntas e se senta na beira da cama distante sem a entender.


K-Não estou te entendendo.


S-Kakashi,para de graça.Faz o que quer logo.


K-O que eu quero?


S-Me trouxe aqui pra que?-Pergunta se sentando na cama e o olhando.


K-Pra conhecer o lugar e ver como será seu dia a dia se aceitar minha proposta.Tomar um banho relaxante,ver meus aposentos,dormir em uma cama confortável,não ter tantos incômodos...-Fala simples gesticulando com sua mão que segurava uma xícara de chá a olhando.-No que estava pensando?


Ela o olha surpresa de boca aberta,distorceu tanto as coisas assim?


K-Sakura?-Passa a mão enfrente seu rosto e ela acorda da sua transe.-No que estava pensando?-Volta a sua pergunta e ela suspira.


S-No que eu estava pensando?Você me fala que vai me levar pra casa e me leva pra um ligar no meio do nada,não me deixa falar com ninguém,me manda tomar um banho que você já voltava...Queria que eu pensasse o que?!-Pergunta com uma pontada de indignação e ele para pra pensar um pouco dando uma leve risada.


K-Desculpa,eu leio conteúdos diferentes mas não sou de abusar de mulheres.-Fala com um leve sorriso por baixo da máscara vendo ela corar levemente.-Acho que é você que esta com pensamentos maliciosos com a minha pessoa.


Ela arregala os olhos virando um tomate e ele riu internamente.


S-O que?!Esta ficando louco?!!


Ele sorriu convencido vendo ela bufar.


K-Quer dormir mas um pouco ou já esta descansada?


S-Já deu.


K-Então venha,vou te mostrar os cavalos.


S-Cavalos?


Ele afirma indo para fora do quarto e ela acompanha.


K-Aceita um chá?-Se vira minimamente a olhando e ela nega.


Em passos calmos ele anda para fora até a área dos cavalos sendo seguido pela rosada.


Ele deixa a xícara em cima de uma bancada e abre um dos estábulos puxando o cavalo.

K-Allez,Marlon.*Vem,Marlon.*-Diz ele em francês.


Com um chamado,o animal obedece saindo para fora do seu estábulo,no qual estava separado dos outros.O prateado passa a mão no animal sorrindo levemente.A rosada olha de longe vendo o animal que parecia dócil abaixar a cabeça e receber o afago do homem.O prateado a olha num relance quando leva o cavalo até o capim deixando ele se alimentar.


K-Tem medo,menina?


S-Não,mas ele é grande.-Se aproxima aos poucos vendo o animal distraído.


K-Um pouco,mas é dócil.Já teve contato com um alguma vez?-Ela nega.-São animais dóceis.


S-É macho?


O prateado afirma pegando uma mangueira e levando para dentro dos estábulos dos outros animais.


S-Por que ele esta separado dos outros?


K-Esta doente.Nada grave,mas resolvi deixar ele um pouco isolado.E ele precisa se exercitar mais que os outros também.


Ela apenas afirma olhando os movimentos do prateado que abre um pote com pílulas tirando uma delas.Para ao lado do animal dando duas leves batidas no lombo e o cavalo para de se alimentar,olhando para ele.O prateado pega uma parte pequena do capim,escondendo a pílula no meio e estende a mão dando ao cavalo que come sem perceber o remédio.


Logo ele se afasta pegando a rédea e a sela e colocando no animal.


K-Quer tentar?


S-Acho melhor não.


K-Certeza?Ele é o mais manso.


Ela nega sorrindo levemente,ele sobe no cavalo batendo o pé e o animal anda para onde o prateado guia.A rosada observa a beleza do animal de longe sentada em um banco de madeira vendo o prateado logo voltar e descer.


K-Vamos,tente Sakura.


Ela se aproxima aos poucos hesitando em tocar o animal.


S-Ele é muito alto,não consigo subir.-Tenta arranjar uma desculpa mas com apenas um comando do prateado o animal se abaixa.


K-Melhor?


Ela afirma suspirando,tensa,ela sobe no animal que se levanta aos poucos.Ela aperta a rédea sem encostar no chão.O prateado guia o cavalo com calma e o animal cavalga sereno pelo gramado.Ao passar ao lado da beira do rio,o animal para de seguir os comandos do prateado e vai até a beira assustando a rosada quando abaixa a cabeça pra beber água.


S-Kakashi,eu vou cair!Kakashi!Kakashi!


No final da tarde


S-Eu nunca mais subo naquele cavalo!-Fala apontando para o estábulo do animal enquanto o prateado riu baixo.


K-Não é pra tanto,menina.Ele só quis beber água.


S-Tanto faz,não chego mais perto.


Ele nega com a cabeça indo para dentro da casa.


K-Hikari,já pôs a mesa?


Hika-Sim,senhor.


Ele afirma indo para a cozinha vendo a rosada o seguir.Os olhos dela brilham ao ver pão de mel junto as outras coisas na mesa.


K-Bom apetite,todo seu.


Ele se senta na mesa e ela faz o mesmo tisga no pão de mel.


S-Por que todo meu?


K-Por que foi feito pra você,em uma quantidade saudável sem excesso de açúcar.


Ela ergue uma sobrancelha pegando um dos pães de mel vendo ele pegar um pão de forma e passar requeijão com um talher próprio pra isso.A rosada serve-se com o café e quando segura a xícara para tomar ele interrompe.


K-Assim.


Demonstra como segurar corretamente e ela quase revirou os olhos.Em sua cabeça,parecia um gay
de tantas frescuras.


Depois de tomarem café e ela estranhar com os bizarros costumes do prateado sistemático,ele vão para o carro na garagem e quando ela entra ele se encosta na porta.Ela o olha confusa.


K-Boa viagem de volta.Espero que tenha gostado de relaxar um pouco e ver como seria seu dia-a-dia.Pense com cuidado,você não terá essa proposta tão cedo de outra pessoa.


Orgulhosa,ela fecha a porta em sua cara sem querer ouvi-lo.Agora na volta,tinha uma proposta a se pensar.


🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃


Eai,gostaram do cap?!Comentem aí😀!Um dia dos dois juntinhos,hum?😏


Deixem seus votos e o que acham que vai acontecer?


Até o próximo cap que vai sair sábado que vem!Sim,a gente vai postar um por semana,porque pra nós duas temos outras fics separadas pra escrever,mas não vamos deixar essa de lado!!


SAYOUNARA!!!😘❤























Notas Finais


🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃🍃

Eai,gostaram do cap?!Comentem aí😀!Um dia dos dois juntinhos,hum?😏

Deixem seus votos e o que acham que vai acontecer?

Até o próximo cap que vai sair sábado que vem!Sim,a gente vai postar um por semana,porque pra nós duas temos outras fics separadas pra escrever,mas não vamos deixar essa de lado!!

SAYOUNARA!!!😘❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...