História Era para ser uma família normal - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Bts, Demência, Diabolik Lovers, Família, Incesto, Naruto, Originais, Tokyo Ghoul, Yaoi, Yuri
Visualizações 27
Palavras 1.140
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpa o capítulo sair um pouco atrasado, estava um pouco ocupada, sabe? pelo menos saiu e por enquanto não coloquei imagem, logo logo aparece uma aí :')

Cristy~

Capítulo 3 - Capítulo II


Todos desceram para o café da manhã. Terra no meio de Hayley e do Daichi agarrando os braços dos dois para unir. enquanto Shuntaro foi cagar depois que se "encantou" com a "Monalisa" do futuro.

Ut: -está ficando doida? Esqueceu que não como "isso"?

Kal: -tu finge que tá bom, para agradar o pessoal, todo mundo ajudou.- Até que Hayley gritou lá na frente: -MENOS EU! Eu estava dormindo em cima do viado sec-ops uva seca.- No mesmo instante ouvimos uma voz de choro falando.

Tsu: -EU OUVI ISSO VIU?!

Hay: -oownt o coitadinho. Poderia ser ator de novela mexicana.

Depois disso chegamos na cozinha. Alguns estavam sentado nas cadeiras outro em baixo da mesa além de ter até gente em cima dos balcões e em cima da mesa.


-Hayley on-


Saio empurrando todos aqueles que estavam na minha frente, chegando numa das cadeiras me deparo com uma cena. A cegonha estava na cadeira comendo em um PRATO em cima da mesa. Logo após a cegonha arrotar na minha cara empurro ela pro chão e ela acaba caindo com o cu de cara para o uva seca. 

Tsu: -nossa querida, ja é a segunda vez que me mau trata

Hay: -VOCÊ que está muito sensivel não posso fazer nada, Desculpe.- Todos começaram a fazer bater na. Até um deles jogou a cegonha para fora da cozinha com a baderna depois da resposta até que a Anna esquentou de vez e gritou com todos.

Kal: -PAREM COM ESSA MERDA AGORA CACETE, VOCÊS NÃO VIRAM COMO O CARA FICOU? E A CEGONHA? QUEM FOI QUE TACOU ELA COMO SE FOSSE LIXO PARA FORA DA COZINHA?

Te: -achei foi bom hihihi

Al: -bate aq- antes do Alois terminar de falar a Kally taca as minhas chinelas vrau nos dois. Uta cochicha em meu ouvido: 

Ut: -ela deve está assim por que você acordou ela hoje, e por ontem eu não fui dar atenção a ela...

Hay: -ela estava carente?

Ut: -sim, cinco minutos depois que eu finalmente fui atrás de "agradar" ela, quase me morde e ainda por cima veio me chamando de olhos de choró-boi 

Hay: -oque é choró-boi?

Ut: -não sei, mas deve ser algo bem "ofensivo"pelo visto.- Ele fala isso colocando a mão no queixo como se estivesse pensativo e ao mesmo tempo com irônia.

Hay: -devia ser o mar vermelho aberto.- Depois de falar isso percebo que tem algo atrás de nós e de repente algo ou alguém joga o Daichi para cima de mim

Kal: -EU OUVI ISSO VISSE?!

Depois disso ela sai andando em direção a sala, o restante ficaram na cozinha todos calado e comendo (até aqueles que não são de comer certas coisas).

Mar: -era melhor irmos pedir desculpas, já estamos velhos para fazer esse tipo de coisa ainda por cima na casa de outras pessoas

Plu: -falou o velhote que nunca comeu ninguém na vida.

Júp: -já deu por hoje não acham? Além disso parece que ela está mais calma

Dai: deve ser por causa do presente que iremos dar a vocês...


Tds: -OQUE?


Ceg: -FJWIFJC?

Dai: -acho que falei demais como sempre...

Daichi sai correndo em direção a sala e logo atrás a cegonha correndo toda desengonçada e um pouco mais atrás o resto é certo os que estavam de baixo da mesa, eles ficaram um pouco presos ao sair. 


-Daichi on-


Nessa correria até a sala só vejo meu filho gritando: Te: -"VÔ CAI".-Quando me viro mas ainda correndo, vejo ele caído em cima da cegonha. Quando chego na sala vou para detrás da Kally para ver se ela me protege e vejo os olhares famintos de curiosidade deles, logo em seguida vejo meu querido filho chegando com uma pena na boca e a cegonha de muleta.

(Dai. -Espera... a cegonha quebrou a perna?...)

Kal: -Hayley você não lembra da vez em que fomos olhar uma "coisa" branca com o Daichi?

Hay: -NUNCA NESSA VIDA

Kal: -doida estou falando daquilo que é BEM grande e que íamos comprar para TODOS.

Hay: -ainda bem

Dai: -nousa magoou, sabia?

Hay: -massa.

Kal: -não ligo. Mas espera... Hayley, oque você viu que não era grande?

Hay: -nada não.- Como ela estava me encarando logo mudou a visão para encarar a cegonha que acabou de colocar um tapa olho em seu olho esquerdo.

Dai: -bom... era melhor um de vocês falarem sobre o presente ou melhor... "surpresa" 

Tsu: -EU FALO, EU FALO ATÉ POR QUE EU FUI NO DIA !!

Hay: -não, você está de castigo por agir como um demente.- Tsukiyama faz cara de choro

Kal: -bom... eu posso falar ?

Hay: -você também n-. Uta tampa a boca dela com um travesseiro ( alguém tinha peidado nisso para ela estar com cara de quem teve um colapso nervoso)

-Uta on-


Falo baixo no ouvido de Hayley: -melhor você não dizer nada e deixar ela falar. Você viu que ela emcapetou mais de uma vez hoje, não viu ?.- Hayley acena a cabeça dizendo sim. 

Hayley cochicha em meu ouvido: -quem cagou nesse travesseiro?- Acabo jogando o travesseiro longe e acaba acertando no Tsukiyama que estava chorando no canto

Kal: -baum já que ninguém naum falou nada eu falo rs.

Ela falava isso com um largo sorriso no rosto olhando para mim e logo depois para Hayley. (Uta: Será que ela sabe oque falamos?) 

Kal: -que rufem os tambores!- Hayley sem mais nem menos aparece com dois tambores, um deles ela entrega para o Daichi, logo depois começam a bater neles.

Kal: -VAMOS NOS MUDAR!- Ela falava isso no grito

Sol: -só isso?

Kal: -não meu capetinha, NOSSAS DUAS FAMILIAS VÃO MORAR NUMA CASA ENORME E TODOS TERAM SEUS PROPRIOS QUARTOS!!

Net: -não seria melhor dizendo uma mansão?

Hay: -chamar de mansão iria ficar parecendo que somos ricos sem ser. Então foi por isso que ela disse assim, acertei?

Kal: -acertou miseravi. O Daichi ia dar uma casa para o Terra seu amado filho, mas oque o Terra iria fazer com uma mansão só para ele?

Lua: -morar ué

Hay: -isso, ele não ia fazer nada. Então ele trocou a mansão por uma coxinha, além do mais falamos com o Daichi antes para dizer que seria melhor dar a mansão à nós. 

Kal: -além disso ajudamos o Daichi a pagar a mansão então...

Chri: -sempre soube que o Terra era um jumentinho mas não a esse tanto

Mer: -soa tão fofo o Christopher fazendo bullying...

Plu: -sei de nada viu

Depois de terminado o "discurso" as duas familias decidiram arrumar as malas e depois embalar algumas coisas, uns ajudando aos outros. Depois a família da Hayley só foi terminar de pegar umas coisas na casa, onde não passaram muito tempo. Quando eles voltaram trouxeram alguns objetos e umas caixas cheias de móveis, enquanto outros trouxeram os restantes das malas. De repente vejo o Dimitry chegando com aquele "jeitinho" dele cutucando a Kally, chego mais perto disfarçadamente para escutar oque eles vão conversar 

Dim: -mãe...?

Kal: -sim bebê...?

Dim: -não vamos levar os nossos móveis? 

Kal -bom... só alguns, também compramos novos móveis. Sabe?

Dim: -a-acho que sim... 

(Em minha mente passa a imagem da Hayley, a Kally e o Daichi assaltando o banco)


~CONTINUA~


Notas Finais


falando mais sobre cada personagem da fic:

http://demonsinaction.tumblr.com/

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Dicionário:

Visse: as pessoas mais antigas do nordeste chamam assim em vez de "viu" (digo isso por que moro aqui e já vi muitos falar ksksjfj)

Choró-boi: A Kally o chama assim por causa que os olhos dessa ave e também por causa da altura que essa ave se habita. Resumindo meio que fala da altura que ela enxerga o Uta
Kally: 1.52
Uta: 1.77


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...