História Era só um Hot casual 《Yibo》 - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias G-Dragon, UNIQ
Personagens Cho Seung Yeon, G-Dragon, Kim Sun Joo, Li Wen Han, Personagens Originais, Wang Yibo, Zhou Yi Xuan
Tags Romance, Uniq, Yibo
Visualizações 273
Palavras 817
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - De volta para a casa.


Fanfic / Fanfiction Era só um Hot casual 《Yibo》 - Capítulo 14 - De volta para a casa.

Despedimos-nos dos meninos e resolvemos que iríamos caminho para o apartamento do Luizy, pois não ficava tão distante do lugar onde nós estávamos no caminho de volta conversamos bastante sobre os meninos e é claro não via a hora de tocar no assunto da tal fulaninha que estava com o Yibo.

Luizy: Tipo... Você está sabendo da festa que irá acontecer na empresa? 

S/n: Não, eu estou por fora.

Luizy: Cara, o Yibo não te convidou!? Essa festa já está programada desde a semana passada.

S/n: Acho que estou de fora a vida do yibo há muito tempo.

Luizy: Ele deve ter esquecido Yibo sempre esquece as coisas.

S/n: Hum.

Luizy: Não fica assim, você irá comigo.

Sn: Não, Obrigado.

Luizy: Ue... Fui dispensado.

S/n: Não quero ver o yibo com a sua nova namorada... Não pera, a amante e agora atual.

Luizy: Nunca achei que o Yibo levaria isso a sério.

Não estou acreditando, esse filho de uma Omma sempre esteve com outra e agora vai fazer questão de esfregar a vadia na minha cara. 

Atravesso a rua com muita raiva... Aigoo por que logo comigo, isso sempre acontece comigo, sinto o meu corpo ser empurrado no chão violentamente e fecho os olhos automaticamente com o impacto que meu corpo atingir o chão.

Sinto meu coração acelerado e um peso sobre o meu corpo e abro os olhos, vendo o yibo encima de mim, abraçado ao meu corpo "Ue ele não tinha ido embora com a vagaba" ele olha fixo nos meus olhos e eu faço o mesmo.

Por que ele está aqui? E por que ele me salvou? Poderia ter deixado o carro passar por cima de mim seria tudo mais fácil, para de me encarar e olhar direto para os meus lábios e umedecer os seus, como se desejasse aquilo mais que tudo.

Beija-me, como conseguir ficar logo de seus lábios doces e picantes que sempre me seduzir como uma boba "e é isso que eu sou" o empurro de cima de mim, me levantando rápido, o deixando sentado no chão me olhando, vejo o Luizy atravessando a rua e me abraçar.

Yibo: Estou ótimo, caso queira saber.

Luizy: Desculpe-me cara... É que a S/n, ela quase morreu.

Yibo: Eu sei disso.

Luizy: Vem, eu te ajudo a levantar.

O Luizy levanta o yibo do chão que me encara "como ele pode ser tão cínico" me beija mesmo estando com a outra Yibo seu idiota, isso não vai ficar assim.

Meu corpo é empurrado para o lado dando passagem a vadia que corre a direção do yibo o abraçando "vaca" ainda tem a ideia de encostar em mim.

 

Sn: Vamos! Quero voltar para casa.

Yibo: Nossa... Quanta intimidade em tão pouco tempo.

Luizy: Yibo vey, não começa.

???: Amor, temos que ir.

Sn: concordo com a vadia. Tenho que me purificar por esse encosto ter esbarrado em mim.

???: Olhar aqui sua...

Luizy: Vamos parar com isso, estamos na rua com pessoas a nossa volta. 

???: Então deixa essa vadiazinha longe do meu yibo.

Sn: Engula filha, por que pra mim é como se não existisse.

Yibo: Não existisse!

Luizy: Okay! O clima está tenso aqui.

???: Amor não deixar que essa vadiazinha que pega qualquer um te irrita.

Sn: O que você disse?

???: É surda agora?

Yibo: Para vocês duas... As pessoas estão olhando.

Luizy: Tchau viado.

 

O Luizy não deixar o Yibo responder, sai me puxando para dentro do prédio "nossa estávamos aqui na frente e eu nem percebi" entramos e olho para trás vendo do yibo bufar e a vaca fazer carinho em seu rosto. Ue... Eu que acalmo o yibo assim.

Jogo a minha bolsa no sofá e me sento no mesmo puta de raiva "até parecer que essazinha é minha copia" passo as mãos pelo o meu rosto, não acreditando que ele contou pra todo mundo que eu sou uma adúltera escuto a voz do Luizy ao meu lado.

Luizy: Está tudo bem?

S/n: Não, sou um monstro... Por que eu fui fazer isso com o Yibo?

Luizy: Aconteceu, você também não vai se destruir por isso. Ninguém é perfeito.

S/n: É! Por que ele também fez a mesma coisa comigo.

Luizy: Não sei em qual ordem aconteceu tudo isso, mas vocês merecem se entender.

S/n: Quero sumir daqui, esta na hora de voltar para casa.

Luizy: Atitude sensata vai conversar e se resolver com o Yibo. Já estava na hora.

Sn: Claro que não... Vou voltar para o Brasil.

Luizy: Não sei mesmo qual de vocês é mais cabeça dura.

S/n: Só não vou, mas viver assim.

Luizy: Assim como é seu marido, seu casamento tudo é seu, não faz isso.

Sn: Irei passar na casa das minhas amigas para acertar tudo com ela despedir-me essas coisas.

Luizy: Não faz isso, eu te amo e sei que você também me ama ou pelo menos um pouco né?!

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...